FAPEPI e Embrapa Meio Norte selam acordo para contribuição no cultivo de trigo no Piauí

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:16 de novembro de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Em uma iniciativa visionária para investimentos na produção agrícola no Piauí, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí (FAPEPI) e a Embrapa Meio Norte formalizaram um acordo de cooperação para alavancar o cultivo de trigo na região. A parceria entre essas instituições promete não apenas avanços no desenvolvimento de variedades adaptadas, mas também uma revolução na agricultura local, movimentos ao fortalecimento da segurança alimentar e ao crescimento econômico do estado.

O presidente da FAPEPI, João Xavier, enfatizou a importância desse marco para o Piauí: “esta parceria representa um avanço significativo para a agricultura piauiense. Estamos unindo esforços e conhecimentos para contribuições o cultivo de trigo, diversificando a produção e gerando impactos positivos na economia e na vida dos produtores rurais.”

Anísio Ferreira, chefe geral da Embrapa Meio Norte, também está interessado nos objetivos da parceria: “Estamos empenhados em trazer toda a expertise da Embrapa para desenvolver variedades de trigo adaptadas às condições específicas do Piauí. Além disso, oferecemos promoção de técnicas inovadoras de cultivo que maximizam a produtividade e a sustentabilidade ambiental na região.”

A parceria estratégica não se restringe apenas ao desenvolvimento de novas variedades de trigo; ela abarca a capacitação dos agricultores locais. Essa abordagem visa fornecer conhecimento atualizado e tecnologias modernas para aprimorar as práticas agrícolas, resultando em um aumento expressivo na produtividade e na qualidade do trigo produzido no estado.

Com essa aliança, o cultivo do trigo no Piauí ganha um novo status, transformando-se em uma opção viável e promissora para os agricultores locais. O aumento na oferta desse cereal não atenderá apenas à demanda interna, mas também poderá abrir portas para a exportação, gerando novas oportunidades econômicas para o estado.

Os impactos socioeconômicos desse acordo reverberarão em toda a cadeia produtiva, impulsionando o desenvolvimento sustentável e a criação de empregos no estado. É um passo crucial rumo às contribuições do Piauí como um polo de excelência na produção de trigo, contribuindo para a diversificação do agronegócio regional.

A assinatura desse acordo entre FAPEPI e Embrapa Meio Norte evidencia como parcerias estratégicas e investimentos em pesquisa e inovação podem alavancar o desenvolvimento agrícola, promovendo a segurança alimentar e colocando o estado no mapa da produção de trigo no Brasil. É o início de uma jornada promissória, prometendo transformar concretamente a realidade da agricultura no estado.

Continue lendoFAPEPI e Embrapa Meio Norte selam acordo para contribuição no cultivo de trigo no Piauí

FAPEPI divulga Resultados de Recursos e da Avaliação de Mérito das propostas concorrentes ao Edital nº 003/2023

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:14 de novembro de 2023
  • Tempo de leitura:1 minutos de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), por meio da Diretoria Técnico-Cientifica (DTC), divulga resultados da interposição de recurso e da Etapa II – Avaliação de Mérito Após Recursos – das propostas submetidas ao Edital nº 003/2023, de Apoio a Jovens Cientistas no Estado do Piauí, no âmbito do Programa de Apoio à Pesquisa Científica, Tecnológica e de Inovação (PAPCTI).

Os pareceres estão disponíveis aos proponentes no sistema SIGFAPEPI e o resultado final da seleção será publicado até o dia 17 de novembro, conforme cronograma do Edital.

Para acessar o Resultado dos Recursos – clique aqui

Para acessar o Resultado da Análise de Mérito Após-Recursos – clique aqui

Continue lendoFAPEPI divulga Resultados de Recursos e da Avaliação de Mérito das propostas concorrentes ao Edital nº 003/2023

Fapepi, Seduc e UFDPar Firmam Acordo para Curso Inovador em Gestão Escolar

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:10 de novembro de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Na tarde desta quinta-feira (9), o secretário da Educação, Washington Bandeira, recebeu em seu gabinete o reitor da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar), João Paulo Sales Macedo, e o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí (Fapepi), João Xavier Neto. Nesse encontro, foi estabelecido um importante termo de cooperação técnica entre Seduc, Fapepi e UFDPar, consolidando treinamentos para a realização do primeiro curso de pós-graduação em Gestão Escolar, nível de especialização.

Á esqueda, UFDPar, o Reitor da UFDpar, João Paulo Sales Macedo, ao centro, o secretário da Educação, Washington Bandeira e á direita o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí (Fapepi), João Xavier Neto.

O curso de especialização em gestão escolar será direcionado à formação continuada de dirigentes da educação básica, especialmente para os gestores da 1ª Gerência Regional de Educação, com sede em Parnaíba (PI), abrangendo os demais municípios do Território de Desenvolvimento da Planície Litorânea.

Washington Bandeira, secretário da Educação, ressaltou a relevância da parceria com a Fapepi, destacando o papel crucial da fundação nesse projeto. Segundo ele, o curso representa uma ferramenta significativa para melhorar a gestão nas escolas estaduais, abordando aspectos administrativos, patrimoniais, financeiros, de recursos humanos e pedagógicos.

Segundo o presidente da FAPEPI, João Xavier, este é um momento histórico, e o curso, que conta com professores da UFDPar, será enriquecido com a participação de gestores que têm experiências valiosas em gestão educacional.
“Estamos comprometidos em promover iniciativas que impulsionem a educação e o desenvolvimento do Piauí. Essa colaboração entre Fapepi, Seduc e UFDPar é um passo significativo na promoção da excelência na gestão escolar, e estamos confiantes de que contribuirá para o fortalecimento do cenário educacional em nossa região.”

Continue lendoFapepi, Seduc e UFDPar Firmam Acordo para Curso Inovador em Gestão Escolar

50 anos do Departamento de Matemática da UFPI é celebrado em solenidade na ALEPI

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:9 de novembro de 2023
  • Tempo de leitura:4 minutos de leitura

Na última quarta-feira (8), o plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (ALEPI) foi o cenário de uma celebração marcante, quando o Departamento de Matemática da Universidade Federal do Piauí (UFPI) comemorou seus 50 anos de excelência acadêmica. A solenidade de comemoração foi uma proposição da própria ALEPI, que destacou a importância da matemática no desenvolvimento científico e tecnológico do estado.

O evento reuniu uma gama diversificada de autoridades, acadêmicos e figuras proeminentes da sociedade piauiense. Destacando-se entre as autoridades presentes estava o presidente da Academia de Ciências do Piauí (ACIP), José de Arimatéia, que enalteceu o impacto do Departamento de Matemática na formação de profissionais altamente desenvolvidos.

Participação do Presidente da FAPEPI, João Xavier

Durante a solenidade, representando o governador, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí (FAPEPI), João Xavier, proferiu palavras sobre prosperidade, destacando o compromisso da FAPEPI em apoiar iniciativas que promovam o desenvolvimento científico e tecnológico do estado. “O Departamento de Matemática da UFPI desempenha um papel fundamental na formação de profissionais e na pesquisa matemática, que é uma base para o progresso em diversas áreas. A FAPEPI está comprometida em apoiar e promover o crescimento da ciência e da tecnologia em nosso estado”, afirmou João Xavier.

Deputado Fábio Novo e a Importância da Matemática

O Deputado Fábio Novo, idealizador da solenidade, destacou a relevância da matemática como base fundamental para o desenvolvimento do estado do Piauí. “A matemática é uma disciplina essencial para o avanço da ciência, tecnologia e inovação. A UFPI e seu Departamento de Matemática desempenham um papel vital na formação de profissionais que impulsionam o crescimento de nossa região”, afirmou o deputado.

Homenagens aos Professores e Ex-Deputado Nazareno Fonteles

A solenidade também foi marcada por homenagens emocionantes aos professores do Departamento de Matemática que desempenharam um papel fundamental em sua história de sucesso. O ex-deputado federal Nazareno Fonteles, um ilustrador membro do corpo docente do departamento, foi reconhecido por suas contribuições notáveis ​​à educação matemática na região.

O evento se encerrou com a certeza de que o Departamento de Matemática da UFPI continuará a desempenhar um papel essencial no avanço da matemática, na formação de profissionais de alta qualidade e no desenvolvimento do estado do Piauí. A comemoração dos 50 anos do departamento é um marco importante na história da matemática no estado, reafirmando seu compromisso com o conhecimento matemático e seu impacto na sociedade.

Continue lendo50 anos do Departamento de Matemática da UFPI é celebrado em solenidade na ALEPI

“Ciências na Praça”: promove a popularização da ciência e tecnologia em Teresina com apoio da FAPEPI

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:9 de novembro de 2023
  • Tempo de leitura:7 minutos de leitura

Em uma tentativa de levar o conhecimento produzido na universidade para além dos muros da academia. A Praça Rio Branco, em Teresina, foi palco de um importante evento científico de popularização da ciência e tecnologia nesta quarta-feira (08), o “Ciências na Praça”. A atividade que integra a programação da 20ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), é uma realização da Universidade Federal do Piauí (UFPI) em parceria com a CNPq, FAPEPI, SEDUC, SEBRAE-PI, FIOCRUZ e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

O evento reuniu graduandos, mestres, doutorandos e professores dos cursos de Química, Engenharia de Materiais, Educação Física, Filosofia, Nutrição e Farmácia da UFPI para levar até a comunidade local e aos estudantes de escolas públicas, seus projetos e pesquisas com o intuito de mostrar os resultados alcançados e sua aplicabilidade no dia a dia.

“O intuito da Semana é fazer chegar a ciência até a população para que tenham consciência que fazemos algo de bom para a sociedade. Essa ciência e tecnologia que a gente desenvolve é para ser aplicada para a população, é o retorno que estamos dando à comunidade. Os incentivos que recebemos tanto do CNPQ quanto do MCTI, é para que o conhecimento não fique apenas na universidade, mas que alcance o máximo de pessoas possível e que elas possam usufruir daquilo que a gente desenvolve”, destacou Carla Verônica, professora do Departamento de Química e coordenadora do evento.

O “Ciências na Praça” promoveu uma experiência interativa onde o público, especialmente os estudantes da rede pública, puderam dialogar diretamente com cientistas e pesquisadores, fazer perguntas, participar de demonstrações práticas e ampliar seu entendimento sobre ciência e tecnologia.

Caroline Gomes estudante do CETI Maria Modestina Bezerra, destacou que participar deste momento científico foi uma forma de adquirir novas experiências e até mesmo conhecer mais sobre as possíveis carreiras que deseja seguir futuramente. Para Caroline, o “Ciências na Praça” também foi uma oportunidade para adquirir novos conhecimentos sobre animais e informações sobre saúde, o que considera muito importante enquanto estudante.

Em um momento em que o planeta enfrenta desafios ambientais e a necessidade de soluções ecoconscientes, o evento contemplou a proposta da 20° Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que este ano tem como tema “ciências básicas para o desenvolvimento sustentável”. Na oportunidade, foram apresentados projetos relacionados à conservação do meio ambiente, uso responsável dos recursos naturais e estratégias para um futuro mais equitativo e ecologicamente consciente.

“ Na química temos duas tendas: uma falando sobre o uso do sabão no cotidiano, os benefícios, sua importância e expondo os risco de fazer essa utilização em casa. Temos também um stand sobre o uso cultural de plantas medicinais no nordeste, especificamente as plantas que as pessoas costumam usar diariamente. É muito importante fazer essa popularização, trazer para as pessoas que não entendem muito do assunto a aplicabilidade dessas plantas no dia dia”, afirmou Rubens Soares, graduando e representante do Centro Acadêmico de Química da UFPI.

A proximidade entre a academia e a comunidade fortalece a colaboração e o elo entre a pesquisa e a vida cotidiana. Para o professor Gustavo Silvano, do departamento de Filosofia da UFPI, a proposta de popularizar a ciência e o conhecimento produzido dentro das instituições de ensino superior é fundamental, pois é uma forma de mostrar à comunidade o que a universidade tem feito, quais as contribuições que a academia pode dar para além da formação profissional dos estudantes como contribuir com os debates e demandas da sociedade.

O trabalho conjunto das instituições de ensino superior como a UFPI juntamente com o CNPq, FAPEPI, SEDUC, SEBRAE-PI,FIOCRUZ e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), na promoção de eventos como o “Ciências na Praça”, demonstra o compromisso com o avanço da pesquisa e inovação no Piauí. “A ciência desempenha um papel crucial no progresso de nossa sociedade, e eventos como este permitem que a comunidade se envolva e aprecie os avanços da pesquisa. É uma oportunidade de inspirar jovens e a comunidade em geral a se apaixonar pela ciência, reconhecendo seu potencial transformador em nossas vidas. Estamos orgulhosos de fazer parte da 20ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, contribuindo para a disseminação do conhecimento e a construção de um futuro mais promissor e inovador”, destacou o presidente da FAPEPI, professor João Xavier.

O “Ciências na Praça” é um convite a todos para celebrar o conhecimento, a inovação e a ação em prol de um futuro mais próspero. A realização do evento, é um exemplo de como a ciência e a tecnologia podem ser aplicadas para o benefício da sociedade e de um mundo mais sustentável.

Continue lendo“Ciências na Praça”: promove a popularização da ciência e tecnologia em Teresina com apoio da FAPEPI

FAPEPI impulsiona a inovação e gera resultados no Piauí com o Programa Centelha

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:9 de novembro de 2023
  • Tempo de leitura:8 minutos de leitura

O Estado do Piauí vem alcançando resultados promissores pela implementação de políticas direcionadas a fomentar a inovação e estimular o empreendedorismo. Neste contexto, o Programa Centelha, executado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) através da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), tem desenvolvido ações que repercutem na criação de empreendimentos inovadores e no incentivo ao desenvolvimento de setores econômicos estratégicos do território piauiense.

Desde o lançamento, em 2020, o Centelha tem se apresentado como relevante iniciativa para o desenvolvimento econômico e tecnológico do estado, contemplando projetos de pesquisa aplicada em empresas piauienses, em que os empreendedores contemplados desfrutam de benefícios, transformando ideias criativas em negócios de sucesso em seus empreendimentos.

Na essência, o Programa Centelha disponibiliza recursos financeiros subvencionados, oportunizando as equipes dos projetos selecionados de participarem de processo de capacitação realizados em instituições de ensino, incubadoras e aceleradoras. Além disso, a FAPEPI oferece suporte técnico e financeiro para que os empreendedores foquem em seus produtos e serviços como, também, aprimorem suas habilidades e aperfeiçoem suas soluções de maneira consistente e inovadora.

Resultados alcançados na primeira edição

A primeira edição do Programa Centelha no Piauí, ainda 2020, demonstrou o seu potencial transformador. Foram 276 submissões de projetos inovadores, dentre os quais 23 foram contratados para receberem investimentos financeiros. Somando todos os recursos destinados, esta edição movimentou cerca de R$ 1.000.000,00, que contribuíram para o desenvolvimento de soluções inovadoras das empresas subvencionadas nas áreas de design, química e novos materiais, biotecnologia, realidade virtual e tecnologia social.

Tiago Bonfim, CEO da Multiveiculos.com, um dos contemplados da primeira edição destacou como o Programa Centelha tem contribuído para aquisição de novos conhecimentos e orientações para o desenvolvimento de sua empresa.

Tiago Bonfim – CEO da Multiveiculos.com. Foto: arquivo pessoal

O projeto Centelha ajudou a Multiveículos.com de maneira significativa, desde a submissão do projeto que já nos obrigou a ter um planejamento diferenciado e definir de uma maneira mais clara o modelo de negócio. Assim, após ter sido selecionado, veio uma enxurrada de novos conhecimentos seja por acompanhamento profissional que recebemos do SEBRAE, seja por treinamentos fornecidos ou viabilizado por meio da FAPEPI. A parte financeira que nós tínhamos como principal, foi na verdade um entre vários elementos importantes que recebemos do projeto. Portanto, o Programa não foi só a centelha, mas o combustível para o bom andamento da Multiveículos.com que hoje já tem bons resultados no mercado, inclusive sendo reconhecida como destaque no seu segmento em 2022 na cidade de Picos-PI”, afirmou.

Expansão no período 2022 – 2023

O Programa Centelha não apenas consolidou sua posição como um catalisador de inovação no Piauí, como também ampliou seu alcance e impacto em sua segunda edição, que ocorreu em 2022. Neste ano, foram submetidos 416 projetos inovadores, revelando o espírito empreendedor e criativo da comunidade local. E ao final da terceira fase de seleção, foram 61 projetos aprovados, e mais 36 projetos suplentes habilitados.

Matheus Oliveira, CEO da Consultoria e Soluções Nanotecnologias de Produtos Odontológicos, destacou a importância do Programa Centelha 2 para a concretização do seu projeto no mundo dos negócios.

Minha experiência no programa Centelha 2 está sendo transformadora. Estou recebendo orientação técnica, mentorias especializadas e acesso a recursos que estão sendo cruciais para o desenvolvimento do nosso projeto. A experiência de interagir com outros empreendedores e pesquisadores dentro do programa está sendo enriquecedora. A troca de ideias e a colaboração entre participantes trouxeram novas perspectivas para o nosso projeto e nos inspiram a pensar ainda mais longe. Hoje, posso dizer que nosso projeto não é apenas uma pesquisa acadêmica, mas está em processo de se tornar uma realidade no mundo dos negócios. O Centelha 2 nos deu a confiança e os recursos necessários para transformar nossa ideia em um empreendimento de base tecnológica com o potencial de impactar positivamente a sociedade”.

Marcondes Neto e Matheus Oliveira, CEO da Consultoria e Soluções Nanotecnologias de Produtos Odontológicos. Foto: arquivo FAPEPI.

Em 2023, dos projetos habilitados por meio do edital do Programa, 63 empresas foram contratadas e receberam, em média, cerca de R$ 79.000,00 como apoio financeiro para o desenvolvimento de suas soluções inovadoras. O Programa Centelha 2, então, movimenta recursos financeiros que devem totalizar em mais de R$ 5.000.000,00 em investimentos no Piauí. Esses recursos estão sendo direcionados para o desenvolvimento de soluções inovadoras em áreas como saúde, educação, meio ambiente e tecnologia.

O Programa Centelha realiza a sua grande possibilidade colaborativa de fomentar o desenvolvimento de novos produtos e tecnologias, capazes de trazer retorno tangível à sociedade. Este programa nos deu a oportunidade de unir professores e alunos, para constituírem parceria no sentido de inovar em estratégias tecnológicas para o acompanhamento da linha de cuidado, da saúde da mulher, através do projeto AMAR-ANTES. Os ganhos gerados pelo desenvolvimento de novas tecnologias aprovadas no edital Centelha 2, em regra, apresentados por startups oriundas de universidades ou por personalidades acadêmicas, podem atrair investimentos e favorecer o desenvolvimento acadêmico, outrossim, essa iniciativa fomenta a ampliação de oportunidades de trabalho, incluindo de mão de obra altamente especializada, cristalizando uma relação muito importante, que é o público e o privado”, destacou o Professor Vinicius Alexandre, CEO do projeto AMAR-ANTES.

Vinícius Alexandre, CEO do projeto AMAR-ANTES. Foto: arquivo pessoal.

Dessa forma, na edição 2023, a FAPEPI, junto com MCTI/FINEP, contando também com a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), ampliou o número de parcerias para promover a ampliação do alcance do Programa.

Workshop com os participantes do Centelha PI, em Teresina, dia 18/08/2023. Foto: arquivo FAPEPI

Os dados alcançados a partir da implantação denotam que o Programa Centelha vem se consolidando como importante indutor de investimentos estratégicos em inovação e pode gerar resultados representativos para o desenvolvimento econômico e tecnológico no Piauí. Assim, a expectativa é que os resultados dos esforços com o comprometimento dos empreendedores locais e parcerias firmadas continuem a florescer e beneficiar toda a sociedade na promoção da inovação e no fortalecimento de economia do Estado.

Produção: Ana Leozina Sousa

Continue lendoFAPEPI impulsiona a inovação e gera resultados no Piauí com o Programa Centelha

“Feira na Praça” acontece em Teresina na próxima quarta-feira (08)

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:6 de novembro de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

No dia 8 de novembro, a cidade de Teresina se prepara para receber um importante evento que integra a programação da 20ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia: a “Feira na Praça”. A Praça Rio Branco será o local desse encontro que promete inspirar, educar e conscientizar a comunidade em geral e as escolas da região sobre a importância da ciência e do desenvolvimento sustentável, um assunto de relevância global que exige a atenção de todos.

A “Feira na Praça” é uma iniciativa que visa aproximar a ciência do público em um ambiente descontraído e acessível, promovendo a divulgação de conhecimento e projetos científicos desenvolvidos pela Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Durante o evento, os visitantes terão a oportunidade de conhecer os esforços da UFPI em pesquisa e inovação relacionados ao desenvolvimento sustentável. Das 09h às 17h, a comunidade em geral e as escolas locais estão convidadas a participar desta experiência enriquecedora que incentiva a curiosidade e o aprendizado. Exposições apresentarão as descobertas que comprovam como a ciência e a tecnologia desempenham um papel crucial na busca por soluções sustentáveis para os desafios ambientais, econômicos e sociais enfrentados hoje.

A realização da “Feira na Praça” é a concretização do compromisso das instituições de ensino superior piauienses juntamente com o CNPq, FAPEPI, SEDUC e FIOCRUZ em promover a educação científica e o engajamento da comunidade. Promovendo uma oportunidade única para que os participantes se conectem com a ciência de forma prática e entendam como ela pode contribuir para um futuro mais sustentável.

A “Feira na Praça” é mais que um evento; é a celebração do conhecimento, da inovação e da sustentabilidade. O encontro na Praça Rio Branco será uma oportunidade para aprender, se inspirar e se engajar em discussões importantes sobre o futuro e o papel da ciência e tecnologia na construção de um mundo e de um Piauí mais sustentável.

Continue lendo“Feira na Praça” acontece em Teresina na próxima quarta-feira (08)

Estudantes da rede pública participam de Feira de Inovação e Popularização de Ciências apoiada pela FAPEPI

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:6 de novembro de 2023
  • Tempo de leitura:5 minutos de leitura

Em todo o Brasil, o mês de outubro e novembro tem sido marcados por eventos científicos que fazem parte da programação da 20° Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). No Piauí, diversos municípios foram contemplados com este momento solene de popularização da ciência e inovação.

Na capital Teresina, entre os dias 17 e 18 de outubro, estudantes da rede pública municipal e estadual participaram da Feira de Inovação e Popularização de Ciências (FIPeC-PI), promovida pelo Grupo de Inovação em Ciências e Tecnologia da Universidade Federal do Piauí (UFPI) em conjunto com outras instituições de ensino superior do estado como o Instituto Federal do Piauí (IFPI).

O evento contou com diferentes ações como palestras que apresentaram como temas: “A química utilizada na produção da espuma”, “Materiais Avançados para remediação ambiental”, “Pequenas dimensões e grandes evoluções: a nanociência em nossas vidas”, Multidisciplinaridade e habilidades socioemocionais no mercado de trabalho”, “Health Care Sensor (HCS): desenvolvendo sensores para tuberculose”; e “Política e juventudes”. Também foram realizados minicursos, atividades práticas, oficina de foguetes, observação de planetas com Telescópio e visitas técnicas ao Laboratório de Inovação em Ciências e Tecnologia (LACITEC) e fab Lab THE – Inovação 4.0.

A Feira de Inovação e Popularização de Ciências não se restringirá à cidade de Teresina, entre os dias 09 e 13 de novembro será a vez do município de Pedro II. A continuidade do evento acontecerá na Praça Domingos Mourão Filho e as atividades como minicursos, palestras e atividades práticas acontecem no campus do IFPI.

O evento recebeu apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI). A FAPEPI destinou auxílio no valor de R$ 7. 200 reais por meio do edital de Apoio à Realização de Eventos Científicos, de Divulgação Cientifica e Tecnológica (PAP).

O evento se estenderá para a cidade de Pedro II entre os dias 09 e 13 de novembro.
Continue lendoEstudantes da rede pública participam de Feira de Inovação e Popularização de Ciências apoiada pela FAPEPI

Reunião na FAPEPI fortalece apoio ao II Simpósio Multidisciplinar de Oncologia

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:1 de novembro de 2023
  • Tempo de leitura:4 minutos de leitura

Na manhã desta terça-feira (01), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) foi palco de uma importante reunião que fortaleceu o apoio ao II Simpósio Multidisciplinar de Oncologia. O evento, que acontecerá em abril de 2024, contou com a presença do presidente da Fapepi, João Xavier, e de representantes do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Piauí (UFPI): João Marcelo, Dalton Dittz e Paulo Michel Pinheiro. O encontro representa um grande apoio na colaboração entre instituições em prol do avanço das pesquisas e tratamentos relacionados ao câncer no estado.


O presidente João Xavier demonstrou seu comprometimento em apoiar iniciativas que promovam a pesquisa e o desenvolvimento na área da saúde, especialmente quando se trata do combate ao câncer. Durante a reunião, ele enfatizou a importância do evento e elogiou o esforço conjunto entre a Fapepi e o Centro de Ciências da Saúde da UFPI em promover o II Simpósio Multidisciplinar de Oncologia.


João Marcelo, coordenador do simpósio, enfatizou a importância da parceria com a Fapepi para a realização do evento. Ele destacou que o apoio da fundação é essencial para garantir a qualidade e o alcance do simpósio, bem como para promover a pesquisa e o desenvolvimento científico na área oncológica.


Paulo Michel Pinheiro, membro da comissão organizadora, agradeceu à Fapepi pelo apoio e falou sobre as expectativas para o II Simpósio Multidisciplinar de Oncologia. Ele ressaltou que o evento visa não apenas disseminar conhecimento, mas também fomentar a colaboração entre pesquisadores, instituições e profissionais de saúde, visando a melhoria dos tratamentos e cuidados com pacientes oncológicos no Piauí.


O presidente João Xavier finalizou a reunião reafirmando o compromisso da Fapepi em apoiar eventos que promovam a ciência e a pesquisa no estado. Ele elogiou o trabalho da equipe da UFPI na organização do simpósio e se mostrou confiante de que o evento será um sucesso.


Com a reunião na Fapepi, a colaboração entre a fundação e o Centro de Ciências da Saúde da UFPI foi fortalecida, demonstrando o compromisso mútuo em promover avanços no tratamento e pesquisa do câncer no estado. O II Simpósio Multidisciplinar de Oncologia promete ser um marco no cenário científico piauiense e contribuir significativamente para o combate a essa doença que afeta tantas vidas.

Continue lendoReunião na FAPEPI fortalece apoio ao II Simpósio Multidisciplinar de Oncologia

FAPEPI, SEDUC e IES planejam estratégias para impulsionar a qualidade do ensino de matemática no Piauí

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:1 de novembro de 2023
  • Tempo de leitura:5 minutos de leitura

Aconteceu no último dia 31 de outubro, uma importante reunião que marca o esforço conjunto da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), da Secretaria de Estado da Educação (SEDUC), da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) em parceria com a Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), para melhorar a qualidade do ensino piauiense, especialmente na área de matemática.

O encontro realizado na sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí contou com a presença do presidente e do diretor técnico-científico da FAPEPI, João Xavier e Pedro Soares, do superintendente de Ensino da SEDUC, Antônio Amaral bem como professores dos departamentos de matemática da UFPI, Humberto Soares, Jurandir Lopes e João Carlos Souza e da UESPI, Arnaldo Brito.

Parceria entre FAPEPI, SEDUC, instituições de ensino superior e Sociedade Brasileira de Matemática demonstra o compromisso em transformar a educação no Piauí.

Na oportunidade, foram debatidas propostas e ideias para a criação de ações que impulsionem o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) no estado.

O IDEB é um indicador que mede a qualidade da educação no Brasil, considerando o desempenho dos alunos em avaliações de matemática e língua portuguesa. Em busca de resultados mais expressivos, as instituições envolvidas na reunião delinearam dois pontos cruciais para direcionar seus esforços.

A primeira envolve a qualificação dos docentes da rede estadual de ensino por meio do Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (PROFMAT). A iniciativa vai permitir que os professores tenham acesso a um programa de mestrado de alta qualidade, voltado para aprimorar suas habilidades pedagógicas e conhecimento em matemática. Isso vai contribuir para que estejam mais preparados para levar uma educação de excelência aos estudantes piauienses.

O segundo ponto discutido foi a produção de material de apoio didático para os programas de ensino da SEDUC-PI, incluindo o “SEDUC Olímpica”. A intenção é criar materiais que sejam atrativos, atualizados e alinhados com as necessidades dos estudantes, de forma a tornar o processo de ensino e aprendizagem mais eficaz e interessante.

Com a expertise das instituições de ensino superior e o envolvimento de professores com vasta experiência em matemática, será possível desenvolver recursos educacionais que atendam às demandas específicas do currículo escolar do Piauí, tornando o aprendizado da matemática mais acessível e estimulante.

“A reunião de forças de todas as instituições faz com que cada uma delas consiga alocar aquilo que é da sua maior expertise. Acredito que as instituições vão contribuir para o avanço da qualidade do ensino em uma velocidade maior conforme deseja o governo”, destacou o superintendente de Ensino da SEDUC, Antônio Amaral”.

Todas as ideias e propostas discutidas durante a reunião serão apresentadas ao secretário estadual de educação. A intenção é garantir que as iniciativas recebam o apoio e a implementação necessários para alcançar o objetivo de elevar o IDEB e melhorar a qualidade do ensino no estado, em especial na área da matemática.

O esforço conjunto entre SEDUC, FAPEPI, instituições de ensino superior e Sociedade Brasileira de Matemática demonstra um compromisso em transformar a educação no Piauí, investindo não apenas em recursos, mas também na formação de professores e na produção de materiais didáticos de alta qualidade. Esse é um passo importante em direção a um futuro em que os estudantes do Piauí possam desfrutar de uma educação de excelência, com foco na matemática e em outras áreas-chave do conhecimento.

“Acreditamos que o investimento na educação é o alicerce para o desenvolvimento do nosso estado. Ao trabalharmos juntos, estamos fortalecendo o compromisso de oferecer aos nossos estudantes as ferramentas necessárias para um futuro brilhante. A matemática desempenha um papel crucial em suas vidas e em nossa sociedade, e é nosso dever proporcionar a eles as melhores oportunidades de aprendizado. A FAPEPI está empenhada em apoiar e liderar iniciativas que promovam a excelência na educação, pois acreditamos que é por meio dela que construímos um Piauí mais forte e próspero. Esta parceria é um marco importante nesse caminho”, afirmou o presidente da FAPEPI, professor João Xavier.

Continue lendoFAPEPI, SEDUC e IES planejam estratégias para impulsionar a qualidade do ensino de matemática no Piauí