Edital CAPES sobre Impactos da pandemia encerra as inscrições nesta segunda

  • Post author:
  • Post category:NotíciaSem categoria
  • Post last modified:29 de novembro de 2021
  • Reading time:2 mins read

Termina na segunda-feira, 22 de novembro, às 12h, o prazo para apresentação de projetos para o Edital nº 12/2021, que trata do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Impactos da Pandemia. As propostas devem tratar das consequências e dos reflexos culturais, econômicos, históricos e sociais decorrentes da COVID-19. As inscrições são feitas pelo Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes).

A CAPES investirá até R$25,1 milhões em projetos com vigência de até 48 meses.  O objetivo é formar pessoal qualificado no desenvolvimento de pesquisas sobre questões emergenciais de abrangência nacional. Devem ser considerados fatores surgidos ou agravados no contexto pandêmico, como violência, saúde e adoecimento social, reestruturação da arquitetura urbana, novas ou adaptadas estruturas de trabalho e de ensino, e agravamento de diferenças entre os estados.

Desse valor, até R$21,1 milhões irão para a concessão de bolsas; o restante será para recursos de custeio. Cada projeto contará com até quatro bolsas de mestrado, três de doutorado e três de pós-doutorado. Todas serão pagas diretamente aos bolsistas, pelo Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA).

O proponente – que coordenará o projeto – deve ser professor ou pesquisador vinculado a um programa de pós-graduação (PPG) reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, deverá estar cadastrado na Plataforma Sucupira, possuir título de doutor e currículo atualizado na Plataforma Lattes. O PPG ao qual estiver vinculado será considerado o principal. É vedada a submissão de outra iniciativa pelo mesmo programa de pós-graduação.

Sobre o edital
O PDPG – Impactos da Pandemia é o quarto edital do Programa Estratégico Emergencial de Combate a Surtos, Endemias, Epidemias e Pandemias, cuja finalidade é incentivar estudos sobre a prevenção e o enfrentamento à COVID-19 e outras doenças. Sua estruturação baseia-se em duas dimensões: Ações Estratégicas Emergenciais Imediatas e Ações Estratégicas Emergenciais Induzidas em Áreas Específicas. Nos três editais anteriores, 109 projetos de pesquisa e formação de pessoal foram selecionados e contam com a participação de 1.248 pesquisadores.

Para mais informações:
impactos.pandemia@capes.gov.br
(61) 2022-6310

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continuar lendoEdital CAPES sobre Impactos da pandemia encerra as inscrições nesta segunda

CAPES lança edital para pesquisas sobre impactos da pandemia

As consequências e os reflexos sociais, econômicos, culturais e históricos decorrentes da pandemia da COVID-19 serão alvo de estudos. O Edital nº 12/2021, trata do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Impactos da Pandemia, foi lançado nesta segunda-feira, 27 de setembro de 2021. Os projetos, que terão vigência de até 48 meses, devem ser apresentados pelo Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes), entre os dias 4 de outubro e 22 de novembro de 2021. Até 40 receberão investimento da CAPES. A implementação está prevista para março de 2022.

Com o edital, a CAPES apoiará projetos voltados à formação de profissionais qualificados e ao desenvolvimento de pesquisas acadêmico-científicas sobre questões emergenciais de abrangência nacional.  Os trabalhos deverão considerar fatores surgidos ou agravados no contexto pandêmico, como: violência, saúde e adoecimento social, reestruturação da arquitetura urbana, novas ou adaptadas estruturas de trabalho e de ensino, e agravamento de diferenças entre os estados.

A CAPES dispõe de, aproximadamente, R$25,1 milhões para o programa, sendo até R$21,1 milhões para a concessão de bolsas e o restante para recursos de custeio. Cada projeto contará com até quatro bolsas de mestrado, três de doutorado e três de pós-doutorado. Todas serão pagas diretamente aos beneficiários por meio do Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA). 

Cláudia Queda de Toledo, presidente da CAPES, explica que os projetos devem estar em sintonia com a realidade do País. “A CAPES concederá bolsas para diagnóstico e para soluções sobre os reflexos da COVID-19 no território nacional. Serão projetos interdisciplinares, pois temos reflexos em todas as áreas”, disse. Cada iniciativa deverá resultar da parceria entre pelo menos três programas de pós-graduação (PPG) de diferentes regiões brasileiras.

O proponente deve ser professor ou pesquisador vinculado a um programa de pós-graduação (PPG) recomendado pela CAPES, estar cadastrado na Plataforma Sucupira, possuir título de doutor e ter currículo cadastrado e atualizado na Plataforma Lattes. Este coordenará o projeto, e o PPG ao qual estiver vinculado será considerado o principal, sendo vedada a submissão de outra iniciativa pelo mesmo programa de pós-graduação.

O PDPG – Impactos da Pandemia é o quarto edital do Programa de Combate a Epidemias, que tem a finalidade de incentivar estudos voltados à prevenção e ao enfrentamento da COVID-19 e outras doenças. A estruturação do Programa de Combate a Epidemias é baseada em duas dimensões: Ações Estratégicas Emergenciais Imediatas e Ações Estratégicas Emergenciais Induzidas em Áreas Específicas. Nos três editais anteriores, 109 projetos de pesquisa e formação de pessoal foram selecionados e contam com a participação de 1.248 pesquisadores.

Mais informações podem ser obtidas pelos canais:  impactos.pandemia@capes.gov.br  e (61) 2022-6310.

Informações de: (Brasília – Redação CCS/CAPES)

Continuar lendoCAPES lança edital para pesquisas sobre impactos da pandemia

Projetos Piauienses são aprovados em Edital CAPES de Desenvolvimento da Pós-Graduação no Semiárido

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:22 de setembro de 2021
  • Reading time:2 mins read

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), divulgou nesta segunda-feira (13) o resultado final do Edital 004/2021 do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG – Semiárido). A lista de aprovados já está disponível no site da CAPES e no Diário Oficial da União. 

Cada Fundação de Amparo à Pesquisa (FAP) pôde submeter até quatro projetos. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) obteve a aprovação de três propostas nos segmentos de Biotecnologia e Agroindústria: 

  • Bioprospecção de meios para produção in vitro de embriões caprinos e ovinos: uma necessidade biotecnológica para o semiárido piauiense; (Biotecnologia)
  • Tecnologia sustentável para o semiárido piauiense: uso de bactérias promotoras de crescimento para otimizar o desenvolvimento, fisiologia e produtividade da palma forrageira para alimentação animal; (Agroindústria)
  • Do semiárido para o semiárido: desenvolvimento biotecnológico de hidrogéis superabsorvente provenientes de fontes vegetais para uso eficiente de água e de nutrientes. (Biotecnologia)

A próxima etapa, obedecendo ao cronograma do edital,  será  a assinatura, pela CAPES e por cada uma das FAPs parceiras, dos acordos de cooperação. A vigência de cada um será de 48 meses.

O PDPG – Apoio ao Desenvolvimento da Região Semiárida Brasileira busca fomentar a formação de pessoal qualificado e apoia a execução de projetos voltados ao desenvolvimento social, econômico e tecnológico da região, assim, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Semiárido a partir da geração e apropriação do conhecimento científico e tecnológico pela sociedade. O investimento previsto é de até R$13.716.000,00. Ao todo, nove estados serão beneficiados. Oito são do Nordeste: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Sergipe; o nono é Minas Gerais, que tem sua parte norte no semiárido.

Fonte: Redação CCS/CAPES

Continuar lendoProjetos Piauienses são aprovados em Edital CAPES de Desenvolvimento da Pós-Graduação no Semiárido

Inscrições abertas para premiação CAPES/MINFRA em infraestrutura

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:2 de setembro de 2021
  • Reading time:2 mins read

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) em conjunto com o Ministério da Infraestrutura (MINFRA) lançam edital para o Prêmio CAPES/MINFRA de Excelência em Pesquisa em Infraestrutura. O prazo para as inscrições será até as 23h59 do dia 28 de setembro. Serão R$100 mil em prêmios, a serem divididos em cinco categorias: governança, aviação civil, planejamento, ferrovias e sustentabilidade. Para participar, é necessário acessar este link.

Lançado em agosto, o Edital nº 10/2021 determina que os trabalhos devem ter sido aceitos e/ou publicados a partir de 1º de janeiro de 2019 por autores em atividade no Brasil. O primeiro a assinar o artigo é o considerado para premiação. O vencedor de cada categoria receberá R$20 mil. Outra exigência é de que o material apresentado no concurso seja parte de trabalho de conclusão de curso de mestrado ou de doutorado, além de ter sido defendido no País.

Prêmio CAPES/MINFRA de Excelência em Pesquisa em Infraestrutura é fruto de acordo firmado entre a CAPES e o Ministério da Infraestrutura. O documento prevê, inicialmente, dois editais. Um deles é o que está com inscrições abertas e o outro está previsto para 2023. A parceria é resultado de um protocolo de intenções, que estabeleceu uma cooperação de três anos entre os dois órgãos.

Fonte: CCS/CAPES

Continuar lendoInscrições abertas para premiação CAPES/MINFRA em infraestrutura

CAPES disponibiliza mais 50 mil vagas para Curso ABC

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:19 de agosto de 2021
  • Reading time:2 mins read

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) abriu mais 50 mil vagas para o Curso on-line Alfabetização Baseada na Ciência (ABC). Essa é uma nova oportunidade para profissionais que atuam na alfabetização e estudantes de licenciatura participem do projeto. As novas vagas já estão abertas e as inscrições começaram nesta segunda-feira, 16, no Ambiente Virtual do MEC (Avamec).

Cláudia Queda de Toledo, presidente da CAPES, frisa que essa capacitação é um “compromisso do governo brasileiro com os nossos atuais e futuros professores”. A gestora explica que o curso vem para garantir o sucesso dos alunos na leitura e na escrita desde o início da aprendizagem infantil: “com certeza teremos brasileiros mais bem formados para o exercício da cidadania”.

Para Carlos Nadalim, secretário de Alfabetização do MEC e coordenador-geral do Curso ABC, a quantidade de inscritos “nessa sólida formação” demonstra “como nossos profissionais de alfabetização estão ávidos para aprimorar seus conhecimentos e oferecer o melhor ensino às crianças brasileiras”.

Aos mais de 200 mil inscritos, o Curso ABC já entregou 14 capítulos teóricos do Manual ABC e quatro módulos do Manual ABC na Prática: Construindo Alicerces para a Leitura. Os interessados que aderirem agora à formação terão acesso a todo o conteúdo já disponível.

Curso ABC
Com mais de 5,18 milhões de visitas, o Curso ABC é a segunda formação mais acessada no Avamec. Parte do Programa Tempo de Aprender, o curso é resultado da parceria entre a CAPES, a Secretaria da Alfabetização do MEC (Sealf) e as instituições portuguesas: Universidade do Porto, Instituto Politécnico do Porto e a Universidade Aberta de Portugal (UAb).

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continuar lendoCAPES disponibiliza mais 50 mil vagas para Curso ABC

CAPES lança Prêmio CAPES/MINFRA para seleção de artigos científicos

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:17 de agosto de 2021
  • Reading time:2 mins read

A CAPES e o Ministério da Infraestrutura (MInfra) lançaram a primeira edição do Prêmio CAPES/MINFRA de Excelência em Pesquisa em Infraestrutura. Os prêmios no valor total de R$100 mil, serão dados aos melhores artigos científicos sobre infraestrutura. Os interessados devem se inscrever até as 23h59 de 28 de setembro pelo link.

Cinco categorias são englobadas: governança, aviação civil, planejamento, ferrovias e sustentabilidade. As premiações serão de R$20 mil por trabalho, com recursos provenientes do MInfra. Os resultados estão previstos para serem publicados no Diário Oficial da União em novembro. A entrega do prêmio ocorrerá em dezembro.

“Esta parceria é importante para incentivar áreas de interesse vital para o crescimento do País. Com este prêmio a CAPES reconhece o esforço dos pesquisadores que trabalham pelo desenvolvimento do Brasil. A pesquisa precisa devolver benefícios e resultados à toda a sociedade”, afirma Cláudia Queda de Toledo, presidente da Fundação. 

A CAPES selecionará artigos aceitos ou publicados em periódicos de alto impacto. Para concorrer, é necessário possuir, no mínimo, título de mestre ou ser aluno matriculado em programa de pós-graduação stricto sensu em instituições de ensino e pesquisa reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Os trabalhos podem ser individuais ou em coautoria.

Esse é o primeiro de dois editais previstos em acordo de cooperação técnica firmado em agosto pela CAPES e pelo Ministério da Infraestrutura. O segundo será em 2023, também com R$100 mil em premiações. A parceria entre os órgãos foi estabelecida em março, com a assinatura de um protocolo de intenções para fomentar pesquisas cujo tema seja infraestrutura.

Informações adicionais podem ser obtidas  aqui.

Confira o edital.

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continuar lendoCAPES lança Prêmio CAPES/MINFRA para seleção de artigos científicos

CAPES lança edital para doutorado na Alemanha

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:12 de agosto de 2021
  • Reading time:2 mins read

A CAPES e o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) lançaram nesta quarta-feira, 11 de agosto, o Edital nº 11/2021, do Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha, também conhecido como Doutorado CAPES/DAAD. Serão concedidas até 45 bolsas, sendo até 10 pela Fundação e até 35 pelo DAAD, com  vigência entre quatro e 48 meses.

O prazo para concorrer a uma das vagas vai até as 17h de 30 de setembro. A candidatura deve ser feita pelo preenchimento de formulário de inscrição on-line na página do programa. A divulgação do resultado está prevista para fevereiro de 2022 e o início das atividades dos bolsistas em outubro do mesmo ano.

A mensalidade das bolsas da CAPES é de €1.300,00. Os benefícios para incluem passagens ou auxílio-deslocamento, auxílio-instalação, seguro-saúde, adicional de localidade (quando cabível) e auxílio-dependente. Ainda serão financiadas taxas acadêmicas e administrativas para os estudantes de doutorado pleno. Para orientadores brasileiros e alemães, serão pagas diárias e passagens ou auxílio-deslocamento. Os valores dos benefícios concedidos pela agência alemã seguem as normas daquele país, que podem ser conferidas nos links a seguir: Research Grants – Doctoral Programmes in Germany, Research Grants – Bi-nationally Supervised Doctoral Degrees / Cotutelle, e Research Grants – One-Year Grants for Doctoral Candidates.

Sobre o CAPES/DAAD
Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha é fruto de parceria entre a CAPES e o DAAD. Nele as Agências apoiam a formação de professores e pesquisadores de alto nível estimulando a cooperação acadêmica e o intercâmbio científico entre o Brasil e a Alemanha, contribuindo para a mobilidade entre universidades alemãs e brasileiras.

Confira o edital, o anexo III e o Termo de Outorga.

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continuar lendoCAPES lança edital para doutorado na Alemanha

CAPES tem adição de R$99 milhões ao orçamento para bolsas de pós-graduação

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:17 de agosto de 2021
  • Reading time:2 mins read

O orçamento previsto para bolsas da CAPES recebeu um complemento de R$56 milhões. Também foi encaminhado um crédito de R$43 milhões para a Fundação. Outros R$286,5 milhões, antes contingenciados, estão liberados. Desse modo, as mais de 90 mil bolsas de pós-graduação stricto sensu no País estão não apenas mantidas, mas também pagas em dia. A suplementação orçamentária é resultado dos esforços do Ministério da Educação (MEC) junto ao Ministério da Economia para a liberação dos recursos.

Apesar do ambiente de múltiplas restrições geradas pela pandemia da COVID-19, a CAPES não interrompeu a vigência de nenhum desses auxílios neste ano, tem cumprido com os pagamentos sem atraso e permitido a substituição de bolsistas normalmente. A Fundação continuará a fomentar os estudos dos pós-graduandos tanto nas cotas institucionais, quanto nos programas estratégicos induzidos.  

Com as medidas, ações como o Programa de Combate a Epidemias continuam a funcionar normalmente. A CAPES já concedeu 1.959 das 2.600 bolsas e investiu R$53,7 milhões dos R$200 milhões previstos para os quatro anos da iniciativa. Com ela a Agência estimula pesquisas sobre a COVID-19 e outras doenças. Além de manter os benefícios, a Fundação já prorrogou 36.536 bolsas de mestrado e de doutorado ativas no Brasil por até seis meses, de forma excepcional, por causa da pandemia. Os dados constam em relatório do Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA).

Em 2020 foram publicadas duas portarias com as regras para a extensão dos prazos dos benefícios. A primeira, em abril, deu a possibilidade de prorrogação das bolsas por até três meses. A segunda, em agosto, aumentou este período para seis meses. O direito se estende a qualquer pesquisador com bolsa de mestrado ou doutorado ativa no Brasil enquanto durar a pandemia. Cabe às instituições de ensino e de pesquisa indicarem no SCBA os beneficiários. A CAPES recomenda que sejam escolhidos aqueles que tiveram seus trabalhos  afetados pelos impactos da COVID-19.

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continuar lendoCAPES tem adição de R$99 milhões ao orçamento para bolsas de pós-graduação

CAPES lança edital para leitores em universidades estrangeiras

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:30 de julho de 2021
  • Reading time:2 mins read

A CAPES e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) vão enviar leitores para universidades estrangeiras com o intuito de difundir a língua portuguesa falada no Brasil e dar visibilidade à literatura, à cultura e aos estudos do País. Interessados devem preencher o formulário de inscrição até as 17h de 12 de agosto para participar do Edital nº 9/2021 do Programa Leitorado.

São 20 universidades, de 19 países: Alemanha, Bélgica, China, Colômbia, Dinamarca, Espanha (duas), Estados Unidos, Finlândia, Guiana Francesa, Guiné Equatorial, Índia, Israel, Itália, Japão, Líbano, Peru, Rússia, Senegal e Vietnã. Cada uma tem seus próprios requisitos, descritos em lista que consta em anexo do edital.

Na maior parte dos casos, é necessário ser graduado em Letras ou licenciado em Língua Portuguesa e ter, no mínimo, título de mestre. Há instituição que exige doutorado. Aqueles que forem selecionados receberão bolsa, paga pelo MRE. O ministério tem um valor total de US$47 mil para custear todas.

Haverá publicação das inscrições recebidas em até cinco dias úteis depois do fim do prazo para preenchimento do formulário. A CAPES analisará as candidaturas até 8 de outubro, e o MRE as validará até o dia 18 do mesmo mês.

O resultado preliminar sairá até 22 de outubro e o final, em 21 de dezembro. O início das atividades está previsto para janeiro de 2022.

Fonte: CCS/CAPES

Continuar lendoCAPES lança edital para leitores em universidades estrangeiras

FAPEPI realiza oficina para submissão de propostas para PDPG no Semiárido

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:3 de maio de 2021
  • Reading time:2 mins read

A FAPEPI realiza hoje (27) oficina para submissão de propostas para o Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) no Semiárido. Esse é o mais novo programa estratégico induzido da CAPES em parceria com o Conselho Nacional de Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI). A oficina ocorrerá através da plataforma virtual da Rede Nacional de Pesquisa (RNP) às 15h.

A iniciativa direciona investimentos para áreas específicas e programas de pós-graduação (PPGs) emergentes ou em consolidação. Por esse modelo, as instituições tem estimulado pesquisas como o combate à pandemia e apoio à pós-graduação na Amazônia Legal.

A divulgação do resultado preliminar no Diário Oficial da União deve ocorrer a partir de 30 de junho. E os cinco dias seguintes à publicação são o período para uma nova fase de recursos.

O resultado final sairá a partir de 20 de julho. Também em julho estão previstas as assinaturas dos acordos de cooperação, com vigência de 48 meses, que autorizam o início da implementação dos projetos.

Esta é a segunda cooperação entre CAPES/CONFAP/FAPEPI. Assim como ocorre no PDPG – Parcerias Estratégicas nos Estados. O objetivo é formar pessoal altamente qualificado e fomentar pesquisas que apoiem o desenvolvimento social, econômico e tecnológico na região.

Até 30 projetos serão financiados pela CAPES, cada FAP que compõem a região Semiárida (a parte norte de Minas Gerais e nove estados nordestinos: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) poderá enviar até 4 projetos. Cada um terá até R$457.200,00 para implementar bolsas — três de pós-doutorado, com duração de 12 meses, três de doutorado, de 36 meses, e duas de mestrado, de 24 meses. Caso o programa de pós-graduação não possua curso de doutorado, são até cinco bolsas de mestrado e três de pós-doutorado, com financiamento de até R$ 327.600,00.

Para saber mais acesse nosso site através do link.

Fonte:  CCS/CAPES

Continuar lendoFAPEPI realiza oficina para submissão de propostas para PDPG no Semiárido