Inscrições para a chamada CONFAP-CNPq-THE UK Academies se encerram no dia 18 de julho

  • Post author:
  • Post category:Editais
  • Post last modified:22 de junho de 2022
  • Reading time:2 mins read

A chamada CONFAP-CNPq-THE UK Academies, realizada em parceria com as instituições britânicas The Royal Society, The Academy of Medical Sciences e The British Academy foi lançada oficialmente no dia 25 de maio de 2022, com o objetivo de fomentar a vinda de pesquisadores britânicos para trabalharem em conjunto com pesquisadores brasileiros, em institutos de pesquisa e universidades sediadas no Brasil.

O fomento será oferecido pelas Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que aderiram à chamada, na qual a Fundação de Amparo à Pesquisa no Piauí (FAPEPI) faz parte. Propostas para outros estados poderão receber fomento diretamente do CNPq.

Para pesquisadores que irão submeter propostas via FAPs que aderiram à chamada (com exceção da FAPESP – São Paulo) e via CNPq, as inscrições estão disponíveis no link: sistema.confap.org.br. As propostas devem ser apresentadas em inglês. As inscrições se encerram no dia 18 de julho de 2022, às 12h00 (horário de Brasília).

Para mais informações sobre a chamada, envie um e-mail para: fundonewton.confap@gmail.com.

Pesquisadores que pretendam desenvolver suas atividades no Estado de São Paulo devem entrar em contato pelo formulário da FAPESP: www.fapesp.br/en/contact.

Para pesquisadores que pretendam submeter suas propostas via CNPq, mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: dileine.cunha@cnpq.br.

A íntegra do edital pode ser conferida aqui.

Continuar lendoInscrições para a chamada CONFAP-CNPq-THE UK Academies se encerram no dia 18 de julho

FAPEPI participa de Fórum do Confap e de lançamento do Edital Amazônia +10

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:14 de junho de 2022
  • Reading time:4 mins read

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí, FAPEPI, participa nesta semana do Fórum Nacional CONSECTI/CONFAP. A cidade de Manaus (AM) sedia desde o dia 08 até o dia 10 de junho de 2022 o evento, que discute Ciência, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação no Brasil e alguns países como: Austrália, Espanha, França, incluindo os diversos atores das diferentes áreas, realizando a Internacionalização na Ciência.

Nesta ordem: presidente do CNPq, Evaldo Vilela; Diretora Técnico-Científica da FAPEPI, professora Nayana Pinheiro Machado de Freitas Coelho; Presidente da FAPEPI, Antonio Cardoso do Amaral; Presidente do CONFAP, Odir Dellagostin; Presidente do CONSECTI, Rafael Pontes Lima.

A FAPEPI está representada nesse evento pelo seu Presidente, Professor Antonio Cardoso do Amaral, e pela sua Diretora Técnico-Científica, Professora Nayana Pinheiro Machado de Freitas Coelho.

O evento é realizado pelo Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia & Inovação (CONSECTI) e pelo Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O Fórum reúne presidentes e representantes das 26 Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), das agências federais, CNPq, FINEP, EMBRAPII e CAPES, Secretários Estaduais de CT&I, além de representantes de entidades acadêmicas e científicas, e agências internacionais.

Em sua cerimônia de abertura oficial, na manhã desta quinta-feira (09), diversas autoridades nacionais e do Estado do Amazonas estiveram presentes e fizeram uso da fala, destacando os investimentos e os resultados nos campos de CT&I. Durante a abertura oficial do Fórum também foi realizado o lançamento do Edital Amazônia+10, uma iniciativa construída no âmbito do CONSECTI e do CONFAP, que tem por objetivo apoiar pesquisas científicas e desenvolvimento tecnológico na região da Amazônia Legal, por meio de parcerias entre as Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs), o setor privado, governos e organizações internacionais.

Em adesão ao edital a FAPEPI disponibilizou um orçamento de R$ 300 mil que deverá ser aportado para amparar pesquisa a ser realizada no âmbito da chamada pública.

As ações da iniciativa serão focadas em quatro temáticas prioritárias: conservação da biodiversidade e respostas à crise climática; proteção de populações e comunidades tradicionais; enfrentamento dos desafios urbanos; e adoção da bioeconomia como política de desenvolvimento econômico para a região.

Com a participação de agências internacionais, empresas e governos, o valor do investimento no projeto Amazônia +10 poderá chegar a R$ 500 milhões.

Fonte: CONFAP

Continuar lendoFAPEPI participa de Fórum do Confap e de lançamento do Edital Amazônia +10

Inscrições abertas para Evento internacional – fórum científico 2022 da Aliança de Pesquisa do Atlântico

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:2 de maio de 2022
  • Reading time:4 mins read

Evento internacional é organizado pelo MCTI, CNPq, Confap e o governo dos EUA e será realizado entre os dias 31 de maio e 2 de junho.

Estão abertas, até o dia 10 de maio, as inscrições para Fórum All-Atlantic Ocean Research Alliance 2022- Evento Científico no Brasil. O fórum é resultado da cooperação em diplomacia científica e será realizado entre os dias 31 de maio e 02 de junho em formato híbrido. Nos dois primeiros dias, o encontro será online. No dia 02 de junho, será presencial em Brasília (DF). O idioma oficial do evento é inglês. As inscrições para os workshops programados em sete áreas são gratuitas e devem ser feitas por meio do formulário neste link.

O evento é organizado pelo governo dos Estados Unidos, por meio da agência NOAA, e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), em colaboração com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap). O fórum é parte do projeto All-Atlantic Ocean Research Alliance (AANCHOR) implementado em parceria também com a Comissão Europeia e África do Sul.

O evento científico é preparatório para a reunião de alto nível que será realizada em julho, em Washington, nos Estados Unidos. O esforço conjunto visa subsidiar a visão da Declaração da Aliança de Pesquisa e Inovação de todo o Atlântico (All-Atlantic Alliance) baseada nas contribuições de diferentes atores da comunidade de pesquisadores e da sociedade civil para ações futuras dos formuladores de políticas. As discussões aprofundadas em torno do compartilhamento de visões e prioridades, tem por objetivo propiciar o diálogo estruturado entre as diferentes iniciativas em andamento que envolvem o tema, construindo interfaces, buscando perspectivas sustentáveis e envolvendo financiadores e decisores.

Workshops

Ao se inscrever, o participante deve escolher os workshops que pretende acompanhar. Os workshops envolvem temas prioritários: oceano e clima; ecossistemas; poluição; aquicultura e pesca; observação; economia oceânica inclusiva e sustentável; e cultura oceânica e questões transversais: dados; infraestrutura; engajamento e desenvolvimento de capacidades. 

Cada uma das salas contará com pelo menos dois especialistas renomados para a abertura dos trabalhos. As sessões permitirão discussões a partir de perspectivas concretas para projetos e iniciativas de médio e longo prazos para a renovação da Aliança em uma nova Declaração para pesquisa e inovação sobre o Atlântico (All-Atlantic Ocean Research & Innovation Alliance). Também serão abordados tópicos que indicam as áreas prioritárias de cooperação em pesquisa para 2030 e futuro, além de parcerias. Confira a programação completa neste link.

Site do evento: https://allatlantic2022.com/

Fonte: CAPES/MCTI

Continuar lendoInscrições abertas para Evento internacional – fórum científico 2022 da Aliança de Pesquisa do Atlântico

Instituto Serrapilheira e CONFAP realizam nova parceria para apoio conjunto a jovens cientistas

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:2 de fevereiro de 2022
  • Reading time:5 mins read

Instituto Serrapilheira e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa – CONFAP anunciam uma nova parceria para apoio conjunto a projetos de ciência. Duas pesquisas de Santa Catarina já foram selecionadas pelo acordo de cooperação e receberão um financiamento total de R$ 1,3 milhões da Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina).

A parceria entre o CONFAP, que congrega todas as FAP’s do Brasil, e o Serrapilheira, o primeiro instituto privado de fomento à ciência do país, se dá de duas formas. Uma é o cofinanciamento, em que cada uma das instituições concede uma parcela dos recursos aos projetos. Na outra, as fundações aproveitam os processos de seleção das chamadas públicas do Serrapilheira para financiar cientistas que foram muito bem avaliados, mas que não puderam ser contemplados pela limitação de recursos do instituto.

Foi desta última forma que foi concedido o apoio à bióloga Karim Hahn Lüchmann, professora da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), e ao cientista da computação Edroaldo Lummertz da Rocha, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em dezembro, o CONFAP recebeu do Serrapilheira uma lista com 35 candidatos que foram finalistas da 4ª chamada pública do instituto, mas que não ficaram entre os 12 contemplados, e os nomes foram distribuídos às FAP’s. A partir daí, a Fapesc selecionou Lüchmann e Rocha, que receberão, respectivamente, R$ 646 mil e R$ 675 mil.

Edroaldo Lummertz da Rocha, Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC (Foto: divulgação)

As chamadas públicas de apoio à ciência do Serrapilheira selecionam projetos de pesquisa que buscam responder perguntas fundamentais. Em seu projeto, Edroaldo Rocha pretende gerar um modelo computacional baseado em biologia de sistemas para entender a evolução do câncer. Ele vai investigar como tumores primários alteram órgãos distantes para estabelecer nichos pré-metastáticos antes da chegada efetiva de uma metástase.

Já Karim Lüchmann pesquisará o impacto da ecotoxicologia aquática na saúde humana. Ela quer descobrir se doenças podem ser previstas a partir da influência da poluição química antropogênica na saúde dos organismos aquáticos e de seus consumidores. Para isso, avaliará níveis de contaminantes, resposta de biomarcadores, preferências alimentares e a ocorrência de doenças em golfinhos-roazes e pescadores artesanais.

Karim Luchmann, Universidade do Estado de Santa Catarina – UESC (Foto: divulgação)

“Parcerias público-privadas efetivas são um bom caminho para o avanço da ciência, pois somamos a flexibilidade do financiamento privado à relevância do investimento público para o desenvolvimento do país”, afirma a diretora de Ciência do Instituto Serrapilheira, Cristina Caldas. “Estes R$ 1,3 milhões a mais para pesquisas de excelência neste primeiro passo de nossa parceria são um excelente começo de amplificação do apoio a jovens cientistas”.

“O amparo à pesquisa se torna ainda mais relevante quando conseguimos estabelecer sinergia entre diferentes instituições”, destaca o presidente do CONFAP, Odir Dellagostin. “O Instituto Serrapilheira vem fazendo um trabalho altamente qualificado na seleção de projetos com potencial de gerar grande impacto para a sociedade. É muito bom podermos somar esforços e com isso ampliar o número de projetos contemplados.”

“Parcerias como essa são extremamente importantes para que possamos ampliar as oportunidades de apoio à pesquisa e inovação que a Fapesc já vem promovendo em Santa Catarina”, destaca o presidente da fundação, Fábio Zabot Holthausen. “Nessa chamada nacional, pudemos contemplar grupos de pesquisa de duas universidades conceituadas, que foram referenciados e agora vão desenvolver projetos com impacto para Santa Catarina e para todo o país.”

Fonte: Assessoria de Comunicação do Instituto Serrapilheira / CONFAP

Continuar lendoInstituto Serrapilheira e CONFAP realizam nova parceria para apoio conjunto a jovens cientistas

CONFAP lança chamada Conjunta Multitemática EU-LAC 2022

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:31 de janeiro de 2022
  • Reading time:4 mins read

O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com o Grupo de Interesse EU-LAC – formado por agências de fomento da Europa, América Latina & Caribe para a Cooperação Birregional em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) – anunciam o lançamento da 4ª Chamada Conjunta Multitemática EU-LAC 2022. O lançamento da chamada foi realizado no dia 24 de janeiro de 2022, e o prazo para submissão de propostas será até o dia 28 de abril de 2022.

A chamada, destinada a projetos colaborativos de Pesquisa & Inovação com foco no compartilhamento de Infraestruturas de Pesquisa de larga escala, abrange seis temas principais em quatro eixos prioritários (Desafios Globais, Saúde, Biodiversidade e Energia):

  • Desafios Globais 

1 – Interações e integração entre ciências climáticas e ciências sociais;

2 –  Infraestruturas digitais de pesquisa (multidisciplinar);

  • Saúde

3 – Medicina Personalizada;

4 – Centros Regionais EU-LAC: integrando infraestruturas de pesquisa para Saúde;

  • Biodiversidade 

5 – Biodiversidade e Infraestruturas de Pesquisa para Serviços Ecossistêmicos;

  • Energia

6 – Interoperabilidade de Dados e Infraestruturas de Pesquisa.

Fomento

Participam desta Chamada Conjunta 15 entidades, de sete países da Europa (Áustria, Alemanha, Itália, Polônia, Portugal, Espanha e Turquia), e seis países da América Latina & Caribe (Bolívia, Brasil, República Dominicana, Panamá, Peru e Uruguai). No Brasil, participam o CNPq e o CONFAP, por meio das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs).

Os projetos colaborativos aprovados serão financiados por até 3 anos. O orçamento disponível para a chamada deve ser consultado diretamente com cada agência de fomento participante. As Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que ainda não estão na lista de partícipes ainda podem aderir à Chamada.

Elegibilidade

Os candidatos brasileiros devem consultar as regras específicas de elegibilidade e modalidades de participação via Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), no link, ou via Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que aderiram à chamada, no link.

Clique aqui e acesse a íntegra da 4ª Chamada Conjunta Multitemática EU-LAC 2022.

Clique aqui e acesse o Guia para Candidatos. 

Clique aqui e acesse a plataforma de matchmaking da ENRICH in LAC.

Esclarecimentos e questões gerais e técnicas sobre a chamada serão realizadas pelo Ponto de Contato Nacional do CONFAP: Elisa Natola (elisa.confap@gmail.com).

Fonte: Ascom – CONFAP

Continuar lendoCONFAP lança chamada Conjunta Multitemática EU-LAC 2022

CONFAP e Wallonie-Bruxelles International (WBI) lançam chamada para projetos conjuntos de Pesquisa & Inovação entre Brasil e Bélgica

  • Post author:
  • Post category:Editais
  • Post last modified:26 de janeiro de 2022
  • Reading time:4 mins read

O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e a Wallonie-Bruxelles International (WBI), anunciam o lançamento da Chamada CONFAP & Wallonie Bruxelles – Bélgica 2022, para projetos conjuntos de Pesquisa & Inovação entre o Brasil e a Bélgica.

Lançada no âmbito do Memorando de Entendimento assinado em setembro de 2020, pelo CONFAP e pela WBI, para Cooperação Acadêmica e Científica entre a região da Valônia-Bruxelas (Bélgica) e o Brasil, a chamada tem por objetivo apoiar projetos conjuntos de Pesquisa & Inovação, missões, mobilidade de pesquisadores, seminários e publicações nas seguintes áreas: 

– Materiais Circulares;
– Inovação em Saúde;
– Inovações para Produção e Projetos ágeis e seguros;
– Sistemas de Energia e Ambientes Sustentáveis;
– Aeronáutica e Espaço; e
– Tecnologias Digitais.

Elegibilidade

Os candidatos brasileiros devem consultar as regras específicas de elegibilidade e modalidades de participação nas respectivas Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que aderiram à chamada (vide listagem abaixo). Projetos de pesquisa elegíveis devem contemplar as regras de elegibilidade do lado brasileiro, via FAP, e do lado belga, via Wallonie-Bruxelles International (WBI), (consulte aqui). Os projetos de pesquisa conjuntos aprovados serão financiados por um prazo máximo de dois anos.

Até o momento, dezoito Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) brasileiras aderiram à chamada e outras fundações ainda podem aderir à chamada.

Submissão de propostas

Após à consulta das regras de elegibilidade e modalidades de participação na FAP do respectivo Estado, os candidatos brasileiros devem preencher o formulário de submissão de propostas (disponível para download aqui); e submeter a proposta por meio da plataforma do CONFAP, disponível no endereço eletrônico wbi.confap.org.br

Para acessar a íntegra da Chamada CONFAP & Wallonie Bruxelles – Bélgica 2022 clique aqui.

Questões gerais e técnicas sobre a chamada podem ser esclarecidas com o Ponto de Contato Nacional do CONFAP: Elisa Natola (elisa.confap@gmail.com).

Cronograma

  • Lançamento da chamada: 25 de janeiro de 2022;
  • Prazo para submissão de propostas: 25 de março de 2022;
  • Avaliação das propostas: de 28 de março a 15 de maio de 2022;
  • Comitê Conjunto e seleção final de projetos: primeira quinzena de junho de 2022;
  • Comunicação da seleção final de projetos aos candidatos: segunda quinzena de junho de 2022;
  • Início das atividades dos projetos aprovados: agosto de 2022.
Continuar lendoCONFAP e Wallonie-Bruxelles International (WBI) lançam chamada para projetos conjuntos de Pesquisa & Inovação entre Brasil e Bélgica

Confap divulga Programa de Bolsas de Estudos de Cooperação Horizontal no Chile

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:18 de janeiro de 2022
  • Reading time:2 mins read

A Agência Chilena de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AGCID) anunciou o relançamento do “Programa de Becas de Cooperación Horizontal República de Chile”, após a interrupção do ano de 2021, em razão da pandemia da Covid-19.

O programa oferece a estudantes brasileiros, a cada edição, uma ou mais bolsas para a realização de estudos completos de mestrado, nas mais diversas áreas acadêmicas, ministrados pelas principais universidades chilenas, públicas e privadas. Para a atual convocatória, valem os cursos com início agendado para o período entre março e setembro de 2022.

Os interessados devem realizar os trâmites necessários para sua admissão no curso de mestrado diretamente junto à universidade escolhida e contar com a aceitação. Em seguida, devem contatar a Embaixada do Chile em Brasília (e-mail: echile.brasil@minrel.gob.cl) e a Divisão de Temas Educacionais – DTED (e-mail: dted@itamaraty.gov.br) do Ministério das Relações Exteriores (MRE) para o envio das candidaturas.

A DTED, ponto focal brasileiro, estabeleceu o dia 14/02/2021 como prazo limite para o recebimento das inscrições dos candidatos brasileiros.

As informações detalhadas sobre a Convocatória da AGCID podem ser acessadas nos seguintes endereços eletrônicos: DTED e AGCID.

Fonte: Confap

Continuar lendoConfap divulga Programa de Bolsas de Estudos de Cooperação Horizontal no Chile

Confap abre Chamada Transnacional Conjunta: ERAPerMed 2022

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:17 de janeiro de 2022
  • Reading time:4 mins read

ERAPerMed é uma iniciativa co-financiada pela Comissão Europeia (CE), no âmbito do programa de fomento à Pesquisa & Inovação – Horizon 2020 (ERA-Net Cofund), apoiada por 32 parceiros, de 23 países, incluindo o Brasil.

Com o tema “Prevenção em Medicina Personalizada” esta é a quinta Chamada Transnacional Conjunta ERAPerMed, que apoiará projetos colaborativos de pesquisa e inovação, com duração de três anos. O objetivo geral da chamada é o desenvolvimento de estratégias específicas para a prevenção de doenças e progressão das doenças, em três níveis:

a) medidas preventivas diminuindo a taxa de incidência (prevenção primária);

b) detecção precoce para aumentar a eficácia de terapias preventivas, mesmo antes do desenvolvimento de sintomas (prevenção secundária);

c) intervenções para prevenir a recorrência da doença ou melhorar o atendimento e a qualidade de vida dos pacientes (prevenção terciária).

O orçamento aproximado para esta chamada é de 29 milhões de euros. Cada agência de fomento possui orçamento e regras de elegibilidade próprias. Pesquisadores brasileiros podem submeter propostas por meio das *Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que aderiram à Chamada ERAPerMed 2022.

Fundações de Amparo à Pesquisa, como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), ainda podem aderir à Chamada ERAPerMed 2022; o orçamento alocado por cada FAP é detalhado no “Guidelines for Applicants” no site da chamada. 

Cronograma:

– Publicação da chamada: 1º de dezembro 2021. 

– Prazo para envio de pré-propostas: 17 de fevereiro de 2022.

– Prazo para envio de propostas completas: 14 de junho de 2022.

– Os projetos aprovados podem ter início no final de 2022 ou início de 2023.

Clique aqui e acesse o Edital (em inglês) e os Formulários da Chamada Transnacional Conjunta EraPerMed 2022.

Mais informações

– Questões gerais e técnicas sobre a chamada podem ser esclarecidas com o Ponto de Contato Nacional do CONFAP: Elisa Natola (elisa.confap@gmail.com)

– Questões de elegibilidade e modalidades de participação via Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) podem ser esclarecidas com os Pontos de Contato das Fundações que aderiram à chamada (consulte aqui).

Fonte: Confap

Continuar lendoConfap abre Chamada Transnacional Conjunta: ERAPerMed 2022

CONFAP e CNPq lançam edital para proteção da biodiversidade e ecossistemas terrestres e marítimos

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:8 de novembro de 2021
  • Reading time:5 mins read

A Biodiversa+, parceria co-financiada para a biodiversidade desenvolvida em conjunto pela BiodivERsA e a Comissão Europeia, lançou nesta sexta-feira, 1º de outubro, a primeira chamada transnacional conjunta no âmbito do programa de financiamento à pesquisa e inovação Horizon Europe (2021-2027). Com orçamento global estimado em 40 milhões de euros, de 45 agências e instituições de fomento à CT&I sediadas em 33 países, a chamada Biodiversa+ (2021-2022) “European Biodiversity Partnership” é destinada à proteção da biodiversidade e dos ecossistemas terrestres e marítimos.

No Brasil, o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), por meio de suas Fundações, e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) apoiam a iniciativa e irão financiar instituições e pesquisadores brasileiros que atendam às especificações gerais da chamada. O prazo para submissão de propostas será até o dia 30 de novembro. Acesse a íntegra da plataforma da Biodiversa+ para busca de parceiros. Para conferir o Edital Biodiversa+ (2021-2022): clique aqui.

Todos os ambientes (terrestre, de água doce e marinho) serão elegíveis e a Biodiversa+ irá financiar projetos focados nos seguintes temas:

  • Identificação de áreas de conservação prioritárias, e implantação de redes ecológicas eficazes e resilientes, para o aumento da proteção baseada em espécies e preservação da diversidade genética;
  • Benefícios e custos da biodiversidade e proteção do ecossistema: sinergias e compensações;
  • Gestão eficaz e governança equitativa para entrega de resultados de conservação. 

Os candidatos brasileiros devem consultar as regras específicas de elegibilidade e modalidades de participação via CNPq ou via Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que aderiram à chamada com os Pontos de Contato das instituições.

Equipes de pesquisadores serão convidadas a formar consórcios de pesquisa transnacionais com parceiros elegíveis de, no mínimo, 3 países participantes da chamada, incluindo no mínimo dois parceiros de Estados-Membros da União Europeia ou países associados ao Horizon Europe.

Cronograma da Chamada:

– Lançamento: 1º de outubro  de 2021.

– Prazo para envio de propostas resumidas: 30 de novembro de 2021 (17h – CET).

– Prazo para envio de propostas completas: 14 de abril de 2022 (17h – CET).

– Início dos projetos aprovados: de dezembro de 2022 até abril de 2023.

Mais informações:

– É possível participar do webinar de esclarecimento de dúvidas sobre a chamada Biodiversa+ que será realizado no dia 12 de outubro de 2021, das 6h às 7h30 (horário de Brasília), clique aqui e inscreva-se

– Questões gerais e técnicas sobre a chamada podem ser esclarecidas com o Ponto de Contato Nacional do CONFAP: Elisa Natola (elisa.confap@gmail.com).

– Questões de elegibilidade e modalidades de participação via CNPq ou Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) podem ser esclarecidas com os Pontos de Contato do CNPq ou das Fundações que aderiram à chamada. Consulte os Pontos de Contato  e  os orçamentos que serão disponibilizados pelas instituições: clique aqui

Continuar lendoCONFAP e CNPq lançam edital para proteção da biodiversidade e ecossistemas terrestres e marítimos

Abertas as inscrições para o Prêmio Nacional de Inovação

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lançaram a sétima edição do Prêmio Nacional de Inovação, com patrocínio da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP). O Prêmio destina-se às empresas industriais, aos pequenos negócios de todos os setores e aos ecossistemas de inovação de todo o território nacional. As inscrições poderão ser realizadas por meio do site do Prêmio até o dia 02 de outubro. O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) é parceiro institucional do Prêmio.

Os vencedores serão anunciados no dia 08 de março de 2022. A premiação inclui participação em duas imersões em ecossistemas de inovação, sendo uma nacional e outra internacional, além de vagas no curso de Master in Business Innovation (MBI) do SENAI. Devido à pandemia da covid-19, o processo de avaliação será feito online e a etapa de validação, que antes era realizada por meio de visitas in loco nas instalações dos semifinalistas, será feita de forma virtual.

Para a diretora de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Gianna Sagazio, é importante reconhecer a importância do trabalho de pesquisa, desenvolvimento e inovação que tem sido feito pelas empresas, principalmente nesse período da pandemia.

“Temos a oportunidade de mostrar que a inovação é a chave para a retomada do crescimento do país. E premiar essas práticas é uma forma de incentivar as empresas a continuarem buscando novas tecnologias, além de compartilhar essas experiências que têm dado certo. A inovação é o caminho para o crescimento do país”, afirma.

Gianna Sagazio, diretora de Inovação da CNI

As empresas irão concorrer nas categorias de Inovação em Produto, Processo, Sustentabilidade e Gestão da Inovação. No momento da inscrição, as empresas deverão preencher um cadastro que é obrigatório e aquelas que desejarem concorrer, também, na categoria Gestão da Inovação devem concordar em participar e responder um questionário adicional. Além das categorias apresentadas acima, as empresas concorrem a um reconhecimento para as práticas inovadoras em Saúde e Segurança no Trabalho (SST), que poderá ser concedido para uma empresa finalista em cada modalidade.

De acordo com o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick, o Prêmio é uma excelente oportunidade para os pequenos negócios mostrarem o quanto conseguiram inovar em um momento tão crítico da economia e para os Ecossistemas demostrarem como estão conseguindo atuar em rede e unidos para apoiar cada vez mais o Brasil.

“Temos discutido bastante sobre o que são Ecossistemas de Inovação e como eles são importantes para o estabelecimento de empresas mais inovadoras. Nesse sentido, a existência de um prêmio que revele os esforços existentes em todo o Brasil, é muito importante para a retomada da economia do país”, destacou.

Bruno Quick, diretor técnico do Sebrae

Nesta sétima edição, uma das novidades é a categoria destinada aos Ecossistemas de Inovação, que irá premiar redes de cooperação locais, que integram organizações da hélice tripla e que têm a inovação como elo. Também há novidades relacionadas à atualização do Manual de Oslo que impactam o regulamento. No ato da inscrição, todas as empresas devem preencher um questionário obrigatório sendo possível concorrer simultaneamente às categorias de inovação em produto, processo e sustentabilidade. Caso haja interesse na candidatura à de Gestão da Inovação, é preciso preencher um questionário adicional.

Sobre o Prêmio Nacional de Inovação:

O Prêmio Nacional de Inovação é voltado para a indústria, com exceção dos pequenos negócios, que podem ser do setor industrial, de comércio, de serviço ou agronegócio. Não é necessário inscrever um projeto específico de inovação para cada categoria. A empresa se inscreve uma única vez e é avaliada como um todo, podendo ser selecionada em mais de uma categoria ou subcategoria. No entanto, é preciso que as inovações desenvolvidas tenham acontecido, no máximo, nos últimos dois anos e estejam implantadas no momento da inscrição.

Desde 2011, foram realizadas seis edições que, somadas, tiveram 11.300 inscritos, reunindo empresas de todos os portes e do país inteiro. A última edição, realizada em 2019, contou com a participação de 1.746 empresas. Destas, 26 foram finalistas e 15 vencedoras. Para a edição 2021/2022, espera-se um crescimento de 20% no número de inscrições, levando em consideração a nova categoria voltada aos Ecossistemas de Inovação.

O Prêmio Nacional de Inovação é uma iniciativa da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) e é realizado pela CNI e o Sebrae, com o patrocínio exclusivo da FINEP e em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL). A premiação visa contribuir no processo de aprendizado, auxiliando empresas e ecossistemas de inovação a identificarem seus pontos fortes e oportunidades de melhorias em inovação.

Conheça mais sobre as categorias do Prêmio Nacional de Inovação:

  • Gestão da Inovação: contempla organizações que, por meio da implementação de processos, métodos, técnicas e ferramentas produziram um ambiente profícuo à geração de inovações. A avaliação identifica, simultaneamente: (1) o nível da capacidade de inovação, em função da aderência a um conjunto de fundamentos; e (2) o grau de resultados efetivos obtidos pela organização.
  • Inovação em Produto: avalia a introdução de novos bens e serviços ou significativamente melhorados, em termos de suas características ou usos previstos, que proporcionaram positivos impactos ao negócio.
  • Inovação em Processos: avalia implementação de métodos de produção e/ou métodos de distribuição novos ou significativamente melhorados, que proporcionaram impactos positivos ao negócio.
  • Inovação em Sustentabilidade: avalia introdução de inovações que preservaram o meio ambiente e/ou que proporcionaram benefícios sociais.
  • Ecossistemas de Inovação: avaliação contempla o fortalecimento do ecossistema de inovação por meio da demonstração do esforço realizado, dos resultados obtidos, dos impactos gerados e da evolução da rede, nos últimos dois anos.

Para mais informações sobre o Prêmio, acesse: www.premiodeinovacao.com.br

Continuar lendoAbertas as inscrições para o Prêmio Nacional de Inovação