FAPEPI abre chamada pública para credenciamento de empresas especializadas em programas de internacionalização

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:23 de maio de 2023
  • Tempo de leitura:2 minutos de leitura

O ESTADO DO PIAUÍ através da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), torna público o lançamento da Chamada Pública  N° 02/2023.

A chamada tem o objetivo de credenciar empresas (agências/escritórios/instituições) que promovam programas de internacionalização de empresas para se habilitarem ao fornecimento de prestação de serviços para a internacionalização de startups piauienses contratadas no Programa TECNOVA 3 PIAUÍ: Programa INOVAPIAUÍ De Apoio à Inovação Tecnológica.

As inscrições estão abertas do dia 23 de maio até 26 de junho e devem ser submetidas à FAPEPI pelo endereço de e-mail: tecnova3piaui@fapepi.pi.gov.br com a documentação exigida.

A finalidade deste chamamento público é o processo seletivo e o credenciamento de empresas especializadas em internacionalização de negócios inovadores, em qualquer segmento de atuação, para prestar serviços à startups piauienses selecionadas e contratadas no Programa Tecnova3PI.

O Programa Tecnova3PI tem por objetivo apoiar, por meio de recursos de subvenção econômica (recursos não-reembolsáveis), o desenvolvimento de produtos (bens ou serviços) e/ou processos inovadores de empresas brasileiras para o incremento dos setores econômicos considerados estratégicos nas políticas públicas federais e aderentes à política pública de inovação do estado do Piauí.

Serão selecionadas e credenciadas as propostas que atingirem a nota mínima prevista na chamada pública, observada a ordem de classificação.

Clique aqui para acessar o edital.

Continue lendoFAPEPI abre chamada pública para credenciamento de empresas especializadas em programas de internacionalização

FAPEPI e INTERPI dialogam sobre parceria para troca de informações e produção de conhecimento  

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:17 de maio de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Parceria estratégica entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí (FAPEPI) e o Instituto de Terras do Piauí (INTERPI) foi o tema da reunião nesta quarta-feira (17), entre o presidente da FAPEPI, professor João Xavier e staff, e representantes do INTERPI, Rodrigo Cavalcante, Vinícios Coelho e Rubens Ribeiro. A cooperação visa fortalecer a difusão de conhecimento e agilizar a troca de informações entre as instituições. 

Presidente, João Xavier e Lara Falcão representando a FAPEPI, Rodrigo Cavalcante, Rubens Ribeiro e Vinício Coelho representantes do INTERPI.

Para o diretor geral do INTERPI, Rodrigo Cavalcante, as informações produzidas pelo órgão podem ser úteis para a academia e para a população em geral.  “Começamos a delinear um formato de parceria para que a gente leve pesquisadores para dentro do INTERPI e assim eles usem as informações que produzimos, aprofundem, gerem conhecimento, mapas, informações úteis não só para análise técnica, mas também para pesquisa nas universidades”, destacou.  

A colaboração entre as duas instituições promete popularizar e tornar acessível para a comunidade acadêmica e para a sociedade em geral, informações técnicas disponibilizadas pelo INTERPI. A participação de pesquisadores neste acordo de cooperação vai garantir que os dados apresentados pelo Instituto de Terras do Piauí sejam mais claros, acessíveis e contribuir também para o aprimoramento da biblioteca virtual no site do INTERPI.  

O presidente da FAPEPI, professor João Xavier,  demonstrou entusiasmo com a parceria por considerar fundamental a troca de dados e conhecimentos entre as instituições. Deste modo, reforçou o compromisso de trabalhar em conjunto com o INTERPI para promover a cooperação entre as instituições governamentais e contribuir para o desenvolvimento do estado.  

A expectativa é de que a parceria entre a FAPEPI e o INTERPI resulte em uma troca contínua de informações e experiências, fortalecendo a produção científica, aprimorando as ações do governo estadual relacionadas à gestão territorial e contribuindo para a formulação de políticas públicas embasadas em dados acessíveis e atualizados. 

Continue lendoFAPEPI e INTERPI dialogam sobre parceria para troca de informações e produção de conhecimento  

Fim da desertificação no Piauí 

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:10 de maio de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Em busca de desenvolvimento sustentável e alternativas para o fim da desertificação no Piauí. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí (FAPEPI), une foças à AFERT Biofertilizantes e a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH-PI).

Presidente da FAPEPI, João Xavier, representantes da AFERT Biofertilizantes e SEMARH-PI.

A desertificação é um problema cada vez mais presente no estado. O fenômeno é caracterizado pela degradação da terra, que se torna cada vez mais seca e infértil, tornando-se incapaz de suportar a vida vegetal e animal. A falta de chuvas, aliada ao uso inadequado do solo, como o desmatamento e o uso excessivo de agrotóxicos, contribuem para a intensificação do processo de degradação. 

Diante desse cenário, ocorreu na última terça-feira (09), uma reunião na sede da FAPEPI para discutir soluções e possíveis medidas para combater a desertificação em regiões do Piauí. Na oportunidade esteve presente o presidente da instituição, João Xavier, representantes da empresa AFERT Biofertilizantes e da SEMARH-PI. 

Para o presidente da FAPEPI, João Xavier, a instituição é a porta de entrada das instituições de pesquisa e empresas de base tecnológica. “Estamos recebendo a empresa AFERT que nos traz tecnologia de ponta e vai atuar na Arábia Saudita nessa questão da desertificação. Pensando nisso, convidamos a SEMAR, os parceiros, secretarias e órgãos relacionados para uma reunião”, destacou. 

João Victor representante da SEMARH-PI, destaca a importância da parceria entre as instituições para o Piauí. “Tenho a certeza que juntos vamos conseguir  desenvolver projetos na região de Bom Jesus e Gilbués, mostrar o resultado dessas áreas de desertificação e reutilizar para o plantio das culturas e cultivos daquela região”, afirmou. 

A parceria entre FAPEPI, SEMARH-PI e AFERT Biofertilizantes objetiva melhorar a qualidade de vida dos piauienses, fomentar o crescimento econômico, contribuir para a geração de empregos e fortalecer a economia local. Durante a reunião todos os envolvidos se comprometeram a trabalhar juntos na busca por soluções que possam frear o processo de desertificação e garantir um futuro mais próspero e sustentável para o Piauí.  

Continue lendoFim da desertificação no Piauí 

CAPES abre inscrições para apoio a eventos científicos em todo o país 

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:3 de maio de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Com o objetivo de financiar a realização de eventos científicos, tecnológicos e de extensão no Brasil, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), está com inscrições abertas para o Edital nº 11/2023 do Programa de Apoio a Eventos no País (PAEP). 

Para este ano, os recursos dobraram em relação ao ano de 2022.

As propostas devem ser enviadas a CAPES até o dia 5 de junho pelo seu sistema de inscrições e o resultado final está previsto para ser divulgado em 4 de setembro. 

O edital estabelece apoio a eventos presenciais ou semipresenciais realizados no País entre 11 de setembro deste ano e 31 de maio de 2024. A abrangência deve ser nacional, com público presencial e conferencistas de três ou mais regiões do Brasil. No caso dos internacionais, os palestrantes devem vir de dois ou mais países. 

A classificação dos eventos leva em consideração o número de inscritos e os valores variam conforme sejam nacionais ou internacionais. Os de pequeno porte com até 200 pessoas podem receber de R$70 mil a R$90 mil. Os recursos para os de médio porte, que abrangem de 201 a 600 participantes, vão de R$100 mil a R$120 mil. Os de grande porte, com mais de 600 pessoas, de R$140 mil a R$160 mil.    

Durante a seleção devem ser avaliados critérios como o cumprimento das regras do edital, a relevância para a pós-graduação e o estímulo à participação de estudantes. Mais informações ou orientações sobre o edital devem ser solicitadas pelo e-mail: paep@capes.gov.br

FONTE: CAPES 

Continue lendoCAPES abre inscrições para apoio a eventos científicos em todo o país 

Pesquisa financiada pela FAPEPI para produção de super cajás é destaque na mídia  

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:2 de maio de 2023
  • Tempo de leitura:2 minutos de leitura
O estudo pioneiro abre espaço para a fruticultura regional e a produção de cajás em larga escala.

O estudo sustentável para produção de cajás no Piauí resultado da parceria entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí (FAPEPI) e do Governo do Estado tem se destacado cada vez mais. 

No último sábado (29), a pesquisa experimental para produção de super cajás foi destaque no programa O Dia Rural da TV O Dia.  

O estudo pioneiro intitulado, Cajá Teresina, tem como objetivo produzir alimentos de forma mais eficiente e sustentável com adoção de novas técnicas de cultivo e manejo da fruta. 

Assista a matéria completa aqui

FONTE: TV O DIA

Continue lendoPesquisa financiada pela FAPEPI para produção de super cajás é destaque na mídia  

FAPEPI investe em projeto revolucionário para produção de ovinos e caprinos

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:28 de abril de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Pesquisadores piauienses têm desenvolvido estudos para aumentar a eficiência reprodutiva de ovinos e caprinos. O projeto de bioprospecção de meios para produção in vitro de embriões, promete revolucionar a reprodução animal no Piauí.

Cabras que antes produziam três crias a cada dois anos, passam a produzir 240 crias no mesmo período de tempo.

O projeto coordenado pelo professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Rômulo Vieira, com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), traz grandes benefícios para a produção pecuária e representa um avanço para o estado com a aplicação da biotecnologia no semiárido piauiense.

Em entrevista concedida à Tv Cidade Verde, o professor Rômulo Vieira, coordenador do projeto, destaca que o estudo abrange uma diversidade de áreas. “A gente vai envolver a cadeia produtiva do coco, investir na sanidade animal e na administração de uma fazenda. Então, essa é uma área muito grande que através do projeto podemos desenvolver não somente o nordeste, mas evoluir para o Brasil e para o mundo”, afirmou.

A pesquisa pioneira utiliza sêmen congelado há 10 anos para produção de embriões in vitro de pequenos ruminantes como forma de multiplicar os rebanhos de forma eficiente e sustentável.  A nova tecnologia permite que cabras que antes produziam três crias a cada dois anos, passem a produzir 240 crias no mesmo período de tempo.

Com o avanço dos estudos e a adoção de novas técnicas, além do aumento da eficiência reprodutiva dos animais e da qualidade genética do rebanho, a próxima meta do grupo de pesquisa em Sanidade e Reprodução Animal da UFPI, consiste na produção de animais transgênicos para produção de medicamentos através do leite de cabra.

Segundo o professor Dr. Ney Rômulo, integrante do projeto, “ a indústria farmacêutica ao invés coletar sangue de humanos, coleta somente o leite da cabra em uma simples ordenha e assim tem-se um produto mais barato, em maior quantidade e que geraria impacto econômico na indústria farmacêutica”, explica.

O estudo representa um marco para a pecuária piauiense ao contribuir para o desenvolvimento sustentável, a preservação de raças raras e a geração de renda para os produtores locais.

Assista a matéria completa aqui.

FONTE: TV CIDADE VERDE

Continue lendoFAPEPI investe em projeto revolucionário para produção de ovinos e caprinos

IFPI e FAPEPI discutem projeto de capacitação em ensino tecnológico para alunos do ensino médio e graduação

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:28 de abril de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Na última quinta-feira (27), o professor do Instituto Federal do Piauí (IFPI) e bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), Jerson Leite, e o professor do IFPI René Lima se reuniram para discutir uma proposta de projeto para capacitação de mão de obra de alunos que estão prestes a sair no mercado de trabalho para alunos do ensino médio e de graduação. A ideia é difundir dentro de todo o estado uma formação em ensino tecnológico voltado para matemática e aplicado em computação, visando diminuir a dificuldade em matemática e aplicar isso junto com a desenvoltura de tecnologia.

Professores do IFPI apresentam proposta de parceria com a FAPEPI

Durante a reunião, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), Professor João Xavier, esteve presente e destacou a importância de projetos como este para a formação de uma mão de obra mais qualificada e preparada para o mercado de trabalho.

O professor Xavier enfatizou que a FAPEPI está comprometida em apoiar projetos que contribuam para o desenvolvimento do estado do Piauí e para a melhoria da qualidade de vida da população, e que este projeto é uma excelente iniciativa nesse sentido. Ele também ressaltou a importância da parceria entre o IFPI, a FAPEPI e outras instituições para a realização de projetos como este, que podem trazer grandes benefícios para a sociedade.

A proposta de projeto visa capacitar os alunos em matemática e em tecnologia, a fim de prepará-los melhor para o mercado de trabalho. O curso será mais voltado para a questão prática, e é voltado para os gestores das escolas estaduais, de modo a abranger os professores da 1ª Gerência Regional de Educação (GRE).

A previsão é que o curso aconteça em julho deste ano, e espera-se que ele contribua significativamente para a formação de uma mão de obra mais qualificada e preparada para o mercado de trabalho, além de trazer benefícios para o desenvolvimento do estado do Piauí como um todo

Continue lendoIFPI e FAPEPI discutem projeto de capacitação em ensino tecnológico para alunos do ensino médio e graduação

Parceria entre FAPEPI, UFDPar e 1ª GRE SEDUC-PI promete revolucionar gestão escolar no Piauí

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:28 de abril de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Uma parceria inovadora entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), a Universidade Federal de Desenvolvimento do Piauí (UFDPar) e a 1ª Gerência Regional de Educação (1ª GRE) da Secretaria de Estado da Educação e Cultura (SEDUC-PI) promete revolucionar a gestão escolar no estado. Juntas, essas instituições irão financiar um curso de pós-graduação em gestão escolar, com o objetivo de formar gestores capacitados para melhorar ainda mais os resultados das escolas estaduais do Piauí.

A comissão formada pelos professores Gracilene Pinheiro e Flavio Rovani, da UFDPar, e pelos professores Aurilene Vieira, Raimunda Albuquerque e Nemone Pessoa, da 1ª GRE SEDUC-PI, está à frente da iniciativa. O curso terá uma abordagem prática e será voltado para os desafios do cotidiano escolar, abrangendo gestores e professores da 1ª GRE.

A previsão é que o curso aconteça em julho deste ano, e a expectativa é que ele seja um marco na melhoria da qualidade da educação no estado. O presidente da FAPEPI, João Xavier, destacou a importância da parceria para a formação de gestores capacitados para atuar na gestão escolar. “Essa parceria é fundamental para a melhoria da qualidade da educação em nosso estado”, afirmou Xavier.

A representante da 1ª GRE, professora Aurilene Vieira, ressaltou que o curso será uma oportunidade para aprimorar a formação dos gestores das escolas estaduais. “Estamos muito felizes com essa parceria, que irá proporcionar uma formação mais qualificada para os gestores das escolas estaduais e, consequentemente, contribuirá para a melhoria da qualidade do ensino em nosso estado”, disse Vieira.

Com essa parceria, FAPEPI, UFDpar e 1ª GRE SEDUC-PI mostram o comprometimento dessas instituições com a melhoria da educação no estado, investindo em capacitação e formação de profissionais capacitados para atuar na gestão escolar. A expectativa é que essa iniciativa seja replicada em outras regiões do país, contribuindo para a melhoria da educação em todo o Brasil.

Continue lendoParceria entre FAPEPI, UFDPar e 1ª GRE SEDUC-PI promete revolucionar gestão escolar no Piauí

Centro de Pesquisa em Mineração é apresentado em reunião na FAPEPI

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:24 de abril de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura
Presidente da FAPEPI, João Xavier, e seu Staff traçam metas para o Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Mineração.

Na manhã desta segunda-feira (24), o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), João Xavier, recebeu em seu gabinete o professor do Instituto Federal do Piauí (IFPI), Érico Gomes, para apresentar o Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Mineração. O objetivo da reunião foi discutir a atração de investimentos para a exploração mineral no estado.

Durante o encontro, o professor Érico Gomes explicou que o Centro de Pesquisa em Mineração é um projeto que envolve diversas áreas, desde a popularização da ciência até a criação de plataformas mais amigáveis e o desenvolvimento de insumos para a agricultura. Ele destacou a importância da parceria entre o IFPI e a FAPEPI para a execução do projeto.

Professor Érico Gomes fala sobre o objetivo do Centro de Pesquisa em Mineração.

“A ideia é que o Centro seja um espaço de pesquisa e inovação, onde possamos desenvolver tecnologias para o setor mineral e aprimorar a forma como a mineração é explorada no estado. Além disso, queremos fomentar o conhecimento científico e aperfeiçoar as práticas de extração mineral, visando sempre a preservação do meio ambiente”, afirmou o professor.

João Xavier, por sua vez, ressaltou a importância da iniciativa para o desenvolvimento econômico do estado. “A mineração é uma atividade fundamental para o crescimento da economia piauiense. Com o Centro de Pesquisa em Mineração, poderemos atrair investimentos e tornar o nosso estado ainda mais competitivo nesse setor”, disse o presidente da FAPEPI.

O professor Érico Gomes destacou que o Centro de Pesquisa em Mineração tem potencial para gerar impactos positivos em diversas áreas, desde a formação de recursos humanos até a criação de novos produtos e serviços.

“A mineração é uma atividade que impacta a sociedade de diversas formas. Por isso, é importante que tenhamos um centro de pesquisa e inovação que possa pensar a mineração de forma integrada, considerando seus aspectos econômicos, sociais e ambientais. Com a parceria entre o IFPI e a FAPEPI, poderemos desenvolver um trabalho de excelência nessa área”, concluiu o professor.

Continue lendoCentro de Pesquisa em Mineração é apresentado em reunião na FAPEPI

Presidente da FAPEPI participa de reunião para construção de Centro Tecnológico Mineral no Piauí

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:18 de abril de 2023
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Na manhã desta segunda-feira, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) se reuniu com a Embrapa, o Instituto Federal do Piauí (IFPI) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) para discutir a construção de um acordo de cooperação envolvendo as instituições de ciência e tecnologia para a realização de um Centro Tecnológico Mineral no estado.

Presidente da FAPEPI, João Xavier, em reunião com equipes da EMBRAPA, SENAI e IFPI

A reunião contou com a presença do presidente da FAPEPI, João Xavier, que destacou a importância da união entre as instituições para o desenvolvimento do setor mineral do Piauí. “Estamos trabalhando juntos para criar um ambiente favorável ao avanço da pesquisa e inovação no setor mineral do estado, visando o seu desenvolvimento econômico e social”, afirmou Xavier.

O objetivo do Centro Tecnológico Mineral é executar projetos envolvendo os recursos minerais do estado, que têm aumentado cada vez mais a participação nas atividades econômicas da região. Entre os recursos explorados atualmente estão a opala, a pedra ardósia e o minério de ferro, mas o Piauí conta com outros potenciais de fontes minerais que podem impactar positivamente a economia de vários setores.

A FAPEPI desempenha um papel importante nesse processo, fomentando a pesquisa científica e tecnológica em diversas áreas, incluindo a área de mineração. Com a união entre as instituições, espera-se que o Centro Tecnológico Mineral se torne um polo de referência em pesquisa e desenvolvimento tecnológico na área de mineração, contribuindo para o crescimento econômico e a geração de emprego e renda para o estado.

O presidente da FAPEPI enfatizou a importância de investir em ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento do estado do Piauí. “Estamos comprometidos em estimular a pesquisa e a inovação tecnológica para transformar a realidade do nosso estado e contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população”, concluiu João Xavier.

Continue lendoPresidente da FAPEPI participa de reunião para construção de Centro Tecnológico Mineral no Piauí