FAPEPI realiza reunião com parceiros para nova edição do Programa Centelha Piauí

  • Post author:
  • Post category:CentelhaNotícia
  • Post last modified:7 de agosto de 2021
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

Nesta sexta-feira (6), pela manhã, ocorreu uma reunião virtual entre a Diretoria Técnico-Científica (DDTC) da Fundação de Amparo à Pesquisa no Piauí (FAPEPI) e diversas parcerias do programa Centelha Piauí para a realização da 2ª edição, que terá edital lançado em setembro.

O encontro foi promovido para avaliar a execução de uma nova edição do programa. Até o presente momento, 20 empresas do Piauí receberam recursos de subvenção e capacitações promovidas pela FAPEPI e com isso, estão executando diversos projetos de inovação empreendedora visando o aprimoramento da produção de produtos desenvolvidos com novas tecnologias. Fazem parte das instituições parceiras o SEBRAE, o Instituto Federal do Piauí (IFPI), a Universidade Estadual do Piauí (UESPI), a Uninassau, a Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e a A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Estiveram também presentes representantes do Senac com vistas a participar da parceria na segunda edição do programa que terá seu edital lançado no mês de setembro de 2021.

O Programa Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores, a partir da geração de novas ideias, e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país.

Na primeira edição do programa, 28 ideias de projetos foram contempladas com até R$ 60 mil em subvenção do Governo do Estado, por meio da FAPEPI. Espera-se que na sua segunda edição, novas ideias possam ter a chance de serem executadas.

Continuar lendoFAPEPI realiza reunião com parceiros para nova edição do Programa Centelha Piauí

Webinário PPSUS abre inscrições até dia 18 de agosto

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:6 de agosto de 2021
  • Reading time:3 minuto(s) de leitura

Estão abertas as inscrições para o Webinário promovido pelo Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit), pela Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos Em Saúde (SCTIE) e pelo Ministério da Saúde (MS) intitulado “Importância, Caminhos e Desafios para Incorporação de Resultados de Pesquisa no SUS”. O evento ocorre no dia 19 de agosto a partir das 14h.  Estão convidados a participar todos os parceiros e colaboradores da FAPEPI, Secretaria de Estado da Saúde do Piauí e pesquisadores apoiados pelo Programa, com projetos vigentes ou não.

As inscrições para o evento ocorrem até o dia 16 de agosto, e podem ser feitas através do link. Após a inscrição, será enviada uma mensagem de confirmação para o e-mail cadastrado. Nesta mensagem, será encaminhado o link para o Webinário.

Programação

14h Mesa de Abertura: Decit/SCTIE/MS, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS)

  • Dra. Alessandra de Sá Earp Siqueira – Diretora do Decit/SCTIE/MS 
  • Dra. Raquel de Andrade Lima Coelho – DABS/CGSAU/CNPQ 
  • Dr. Odir Antônio Dellagostin – Presidente CONFAP Þ CONASS (Representante a confirmar) 

14h10 Painel I: Adequação de projetos de pesquisa segundo as demandas do PPSUS: caminhos e possibilidades. 

  • Dr. Carlos Graeff – Universidade Federal do Espírito Santo 

15h10 Painel II: O uso de evidências científicas, experiências e caminhos da SES para implementação de resultados de pesquisa no sistema de saúde público. 

  • Dra. Sônia Venâncio – SES/SP. 

16h10 Painel III: Incorporação de tecnologias no SUS: o que o pesquisador precisa saber. 

  • Daniel da Silva Pereira Curado – CMATS/DGITIS/SCTIE/MS. 

17h10 Discussão final e encerramento

Fonte: Ascom

Continuar lendoWebinário PPSUS abre inscrições até dia 18 de agosto

FAPEPI e CNPq lançam edital PDCTR no Piauí

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, lançou nesta sexta-feira (23)  o Edital 006-2021, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional no Estado do Piauí (Programa PDCTR-PI), conforme previsto no Acordo de Cooperação CNPq/FAPEPI – PDCTR 2021-2031. 

O edital também está vinculado ao Programa de Apoio à Pesquisa Científica, Tecnológica e de Inovação (PAPCTI) da FAPEPI, que visa apoiar e fomentar a Pesquisa Científica, Tecnológica e de Inovação desenvolvida por grupos de pesquisas, por meio da concessão de auxílios a pesquisadores integrantes de Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTs) do Piauí.

As inscrições seguem até o dia 23 de agosto de 2021, segundo cronograma disponível no certame, que pode ser acessado na íntegra clicando aqui

Objetivos

O Programa PDCTR-PI no estado do Piauí, em conformidade com as normas do CNPq  e da FAPEPI é implementado por meio do edital 006-2021, tendo por objetivo estimular a fixação de recursos humanos com experiência em ciência, tecnologia e inovação e/ou reconhecida competência profissional em instituições ou empresas públicas ou privadas, de ensino superior e/ou de pesquisa científica, tecnológica e de  inovação, em uma das seguintes vertentes:

Regionalização: caracterizada pela atração de doutores de outras regiões do país para áreas metropolitanas. Nesse caso, não é permitida a concessão da bolsa a doutores formados e/ou radicados no próprio estado;

Interiorização: caracterizada pela atração de doutores para microrregiões reconhecidas pelo CNPq como de baixo desenvolvimento científico e tecnológico  (fora das áreas metropolitanas), permitindo a concessão da bolsa a doutor formado ou radicado no próprio estado.

Continuar lendoFAPEPI e CNPq lançam edital PDCTR no Piauí

I Prêmio FAPEPI de Jornalismo Científico – 2021

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:24 de junho de 2021
  • Reading time:5 minuto(s) de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) lançará, nesta terça-feira (18), o edital para realização do I Prêmio FAPEPI de Jornalismo Científico – 2021, no âmbito do Programa de Divulgação e Popularização da Ciência – SAPIÊNCIA. A iniciativa é no sentido de convidar jornalistas e estudantes de jornalismo do Piauí a apresentar propostas nas categorias do prêmio, contribuindo para divulgação e popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) no Estado, em conformidade com as disposições deste edital, que pode ser acessado aqui.

O I Prêmio FAPEPI de Jornalismo Científico – 2021 tem como objeto a concessão de apoios financeiros para as melhores matérias jornalísticas nas diferentes categorias de Jornalismo Científico, em temáticas relevantes contextualizadas sobre a CT&I, publicadas no Estado do Piauí. O edital tem valor total de R$ 12 mil em recursos oriundos do Tesouro do Governo do Estado do Piauí, referentes à ação orçamentária “Auxílios Financeiros a Eventos, Divulgação e Publicação Científica, Tecnológica e de Inovação”.

Serão destinados R$ 10 mil referentes ao pagamento de premiações e R$ 2 mil para confecção de honrarias aos premiados. O prêmio tem como objetivo estimular e valorizar a publicação de matérias de CT&I veiculadas em diferentes meios de comunicação e relacionadas a temas estratégicos no Estado do Piauí. Denomina-se jornalismo científico a especialização da profissão jornalística nos fatos relativos à Ciência, Tecnologia e Inovação.

Jornalismo científico

O jornalismo científico é próximo da divulgação científica, porém distinto na medida em que não apenas informa o público sobre ciência, mas faz reflexões e discussões atualizadas sobre CT&I e sua relação com a sociedade. O I Prêmio FAPEPI de Jornalismo Científico – 2021 tem como objetivos principais: disseminar o jornalismo científico no Estado do Piauí; e incentivar a publicação e divulgação de matérias de CT&I em conjunto com a comunidade científica e instituições de ciência e tecnologia do Estado.

Também estão, entre os principais objetivos, incentivar e reconhecer a participação de alunos de graduação e jornalistas na publicação de matérias de CT&I no Estado; avaliar, premiar e divulgar as matérias de jornalismo científico. São classificados como público-alvo do I Prêmio FAPEPI de Jornalismo Científico – 2021: Profissional e Estudante. Na categoria Profissional, concorrem matérias jornalísticas sobre temas relevantes relacionados à CT&I de autoria de profissionais de comunicação social – com habilitação em jornalismo

As matérias devem ter sido publicadas nos veículos institucionais e comerciais com sede no Piauí. Já na categoria Estudante, concorrem matérias jornalísticas sobre temas relevantes relacionados à CT&I de autoria de estudantes dos cursos de comunicação social – com habilitação em jornalismo – e publicados nos veículos experimentais vinculados às instituições de ensino superior do Estado do Piauí. Serão aceitas propostas que concorrem entre si nas seguintes categorias: Impresso (jornal laboratório); TV Universitária; Internet; e Rádio.

Categorias

As quatro categorias do I Prêmio FAPEPI de Jornalismo Científico – 2021 são: Impresso, TV, Internet e Rádio. Quanto à categoria Impresso, concorrerão nesta categoria matérias jornalísticas veiculadas em jornais ou revistas impressas, sobre temas relevantes relacionados à CT&I. Não serão aceitos textos opinativos, tais como: editorial, comentário, artigo, resenha, crítica, coluna e crônica. Em relação à TV, concorrem nesta categoria matérias jornalísticas veiculadas em emissoras de televisão de sinal aberto ou por assinatura.

Na categoria TV, estão inclusas as matérias disponíveis na web, sobre temas relevantes relacionados à CT&I. Não serão aceitos videodocumentários. Internet: concorrem nesta categoria matérias jornalísticas eletrônicas veiculadas em portais na internet (blogs ou sites), sobre temas relevantes relacionados à CT&I. Rádio: concorrem nesta categoria matérias jornalísticas veiculadas em rádios convencionais ou transmitidas via internet. O público-alvo Profissional receberá premiação para as quatro categorias.

Assim, serão três premiados por categoria, totalizando 12 premiações. O público-alvo Estudante receberá uma premiação para todas as categorias, pois concorrem entre si nas categorias Impresso, TV, Internet e Rádio. Assim, serão três premiados para todas as categorias, totalizando três premiações. O prazo para inscrições ou submissão de propostas no Sigfapepi se inicia no próximo dia 20 de maio (quinta-feira) e se estenderá até o dia 20 de junho deste ano.

Resultado final

A divulgação do resultado final ocorrerá a partir de 26/07/2021 e a entrega das premiações, divulgação dos vencedores, no portal da FAPEPI e no Diário Oficial do Estado, até 13/08/2021. Toda e qualquer comunicação com a FAPEPI deverá ser feita pelo e-mail fapepi@fapepi.pi.gov.br.

Esclarecimentos e informações adicionais sobre o conteúdo deste edital e o preenchimento do formulário de propostas online no SIGFAPEPI podem ser obtidos pelo e-mail fapepi@fapepi.pi.gov.br.

Continuar lendoI Prêmio FAPEPI de Jornalismo Científico – 2021

FAPEPI divulga resultado preliminar da Chamada Pública Tecnova II

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:3 de maio de 2021
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

O edital FAPEPI/FINEP/FNDCT 001/2021 para obtenção de subvenção econômica à inovação – Tecnova II, divulgou o resultado preliminar da chamada. Nessa primeira etapa da chamada foram contemplados 17 projetos.

O objetivo da chamada é apoiar, através de concessão de recursos de subvenção econômica (recursos não reembolsáveis) o desenvolvimento de produtos (bens ou serviços) e/ou processos inovadores – novos ou significativamente aprimorados (pelo menos para o mercado nacional) – de empresas piauienses para o desenvolvimento dos setores econômicos considerados estratégicos nas políticas públicas federais e aderentes à política pública estadual de inovação.

A Chamada quer promover um significativo aumento das atividades de inovação e o incremento da competitividade das empresas e da economia do Estado do Piauí e assim, objetiva apoiar projetos de inovação, que envolvam significativo risco tecnológico associado a oportunidades de mercado.

Para saber mais acesse o link.

Clique aqui para acessar o Resultado Preliminar.

Para saber mais entre em contato através do e-mail: fapepi.ddct@gmail.com.

Continuar lendoFAPEPI divulga resultado preliminar da Chamada Pública Tecnova II

FAPEPI participa de web evento em celebração aos 15 anos de Confap

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:3 de maio de 2021
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

Em comemoração aos 15 anos do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), foi realizado um web evento comemorativo com representantes de 26 instituições de amparo à pesquisa.

A fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) esteve presente, representada pelo Diretor de Desenvolvimento Técnico Científico (DTC), Prof. Ciro Sá. O evento ocorreu virtualmente com transmissão ao vivo através dos canais do Confap no YouTube e Facebook.

A programação especial contou com a participação do prof. Jorge Bounassar Filho (ex-presidente do Confap, 2006-2007); prof. Odenildo Sena (ex-presidente do Confap, 2007-2009); prof. Mario Neto Borges (ex-presidente do Confap, 2009-2013); prof. Sérgio Luiz Gargioni (ex-presidente do Confap, 2013-2017); profª. Maria Zaira Turchi (ex-presidente do Confap, 2017-2019); prof. Evaldo Ferreira Vilela (ex-presidente do Confap, 2019-2020); prof. Fábio Guedes Gomes (ex-presidente do Confap, 2020) e do prof. Odir Antônio Dellagostin (atual presidente do Conselho Nacional das FAPs, 2021-2023).

O Confap tem por objetivo promover uma melhor articulação dos interesses das agências estaduais de fomento à pesquisa científica, tecnológica e de inovação no Brasil. A instituição foi criada em 28 de abril de 2006, e trabalha como parte ativa do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, congregando 26 Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs).

fonte: Confap

Continuar lendoFAPEPI participa de web evento em celebração aos 15 anos de Confap

FAPEPI realiza oficina para submissão de propostas para PDPG no Semiárido

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:3 de maio de 2021
  • Reading time:3 minuto(s) de leitura

A FAPEPI realiza hoje (27) oficina para submissão de propostas para o Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) no Semiárido. Esse é o mais novo programa estratégico induzido da CAPES em parceria com o Conselho Nacional de Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI). A oficina ocorrerá através da plataforma virtual da Rede Nacional de Pesquisa (RNP) às 15h.

A iniciativa direciona investimentos para áreas específicas e programas de pós-graduação (PPGs) emergentes ou em consolidação. Por esse modelo, as instituições tem estimulado pesquisas como o combate à pandemia e apoio à pós-graduação na Amazônia Legal.

A divulgação do resultado preliminar no Diário Oficial da União deve ocorrer a partir de 30 de junho. E os cinco dias seguintes à publicação são o período para uma nova fase de recursos.

O resultado final sairá a partir de 20 de julho. Também em julho estão previstas as assinaturas dos acordos de cooperação, com vigência de 48 meses, que autorizam o início da implementação dos projetos.

Esta é a segunda cooperação entre CAPES/CONFAP/FAPEPI. Assim como ocorre no PDPG – Parcerias Estratégicas nos Estados. O objetivo é formar pessoal altamente qualificado e fomentar pesquisas que apoiem o desenvolvimento social, econômico e tecnológico na região.

Até 30 projetos serão financiados pela CAPES, cada FAP que compõem a região Semiárida (a parte norte de Minas Gerais e nove estados nordestinos: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) poderá enviar até 4 projetos. Cada um terá até R$457.200,00 para implementar bolsas — três de pós-doutorado, com duração de 12 meses, três de doutorado, de 36 meses, e duas de mestrado, de 24 meses. Caso o programa de pós-graduação não possua curso de doutorado, são até cinco bolsas de mestrado e três de pós-doutorado, com financiamento de até R$ 327.600,00.

Para saber mais acesse nosso site através do link.

Fonte:  CCS/CAPES

Continuar lendoFAPEPI realiza oficina para submissão de propostas para PDPG no Semiárido

FAPEPI e UESPI definem acordo de cooperação em ensino e pesquisa

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:3 de maio de 2021
  • Reading time:3 minuto(s) de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa no Piauí (FAPEPI) participou hoje de reunião com representantes da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) para a celebração de acordo de cooperação para implementar melhorias e fortalecer o ensino e a pesquisa na universidade, bem como aumentar a qualificação profissional de seus integrantes, com foco em seus programas de pós-graduação, com apoio da FAPEPI.

Foi deliberado na reunião o acordo de cooperação, em caráter técnico e científico, com parceria de concessão de recursos para apoio emergencial de estudos com o tema covid-19, além de apoio anual para bolsas de produtividade científica. Foram pontuadas também, as principais questões no que diz respeito ao incentivo científico na universidade e por onde a cooperação pode iniciar. A reunião ocorreu através de plataforma on-line e contou com a participação do presidente da FAPEPI, o prof. Antônio do Amaral, da diretora Técnico-científica, profa. Eliana Abreu, do diretor de Inovação Tecnológica, prof. Ciro Sá, da assessora jurídica Dra Mariana Matos, do reitor da UESPI, prof. Evandro Alberto, da vice-reitora, Profa. Rosineide Candeia, da Profa. Ailma do Nascimento, Pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da UESPI, e a Assessora Jurídica, Profa. Fábia Viana.

“Para nós, é interessante que se crie uma política de metas que faça avançar os programas de pós-graduação da UESPI, que ainda são poucos, que melhore também a qualidade e o número de pesquisadores, tornando a universidade mais produtiva e competitiva”, conta o presidente da FAPEPI.

Atualmente, a UESPI é contemplada através de programas as pesquisas e projetos de seus alunos e professores através de instituições como Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível (CAPES), como por exemplo o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI), e o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT). 

Este acordo de cooperação é fruto de uma reunião anterior entre as duas instituições, realizada em 26 de fevereiro. Provocada pelo reitor e pelo presidente, a reunião teve o intuito de estreitar laços e retomar algumas parcerias de anos anteriores voltadas para apoio aos programas de qualificação a nível de mestrado, doutorado e pós-doutorado e para a melhoria do conceito dos programas de Pós que já existem, como para ensejar o surgimento de novos programas.

“Objetivamos apoiar a pesquisa no Piauí e, em particular, apoiar nossos pesquisadores, apoiar projetos de pesquisas que podem trazer grandes transformações para a sociedade e para o Estado e por isso é fundamental esse contato com a FAPEPI. Temos a certeza de que essa parceria irá promover um incentivo a mais para nossos pesquisadores e, consequentemente, nossa UESPI irá apresentar um número cada vez maior de pesquisas, porque além do ensino e extensão, nossa comunidade faz pesquisa de qualidade e de reconhecimento”, finaliza o reitor.

Continuar lendoFAPEPI e UESPI definem acordo de cooperação em ensino e pesquisa

Comissão Europeia lança conjunto de chamadas emergenciais com foco em variantes do SARS-CoV-2

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:15 de abril de 2021
  • Reading time:5 minuto(s) de leitura

O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) – parceiros institucionais da Comissão Europeia (CE) no Brasil – tornam públicas oportunidades para pesquisadores e instituições brasileiras se associarem às chamadas emergenciais lançadas nesta terça-feira (13), pela Comissão Europeia, com foco nas variantes do Coronavírus (SARS-CoV-2).

Foram disponibilizadas quatro chamadas emergenciais, com investimento total de 123 milhões de euros, no contexto do novo programa europeu de Pesquisa & Inovação (P&I), Horizon Europe (2021-2027).

Elegibilidade dos pesquisadores brasileiros

Em uma das quatro chamadas abertas pela Comissão Europeia (chamada 2, vide listagem abaixo), pesquisadores brasileiros estão aptos a receberem financiamento em suas pesquisas por meio do programa Horizon Europe.

Nas demais chamadas (1, 3 e 4, vide listagem abaixo), pesquisadores brasileiros não são elegíveis de forma automática para receberem o financiamento europeu, entretanto, podem submeter propostas, que serão avaliadas pela Comissão Europeia e, caso sejam consideradas essenciais para a realização da ação, poderão excepcionalmente ser financiadas pelo lado europeu.

Os pesquisadores brasileiros também podem consultar diretamente as Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) dos seus respectivos Estados e/ou o CNPq para verificarem eventuais possibilidades de cofinanciamento.

A Comissão Europeia espera que os projetos financiados possam:

Estabelecer novos e/ou construir em grande escala existente, multicentros e consórcios regionais ou multinacionais, incluindo grupos além das fronteiras da Europa, que devem promover rapidamente o conhecimento sobre SARS-CoV-2 e suas variantes emergentes.
Desenvolver ainda possíveis terapêuticos ou vacinas promissoras contra o SARS-CoV-2, já tendo concluído o desenvolvimento pré-clínico, em estudos clínicos.
Apoiar infraestruturas de pesquisa para acelerar o compartilhamento de dados e fornecer suporte de pesquisa rápido e eficaz, para enfrentar as variantes do coronavírus e estar pronto para futuras epidemias.
Espera-se também que os consórcios de sucesso colaborem com outras iniciativas e projetos relevantes em nível regional, nacional e internacional para maximizar sinergias e complementaridade e evitar duplicidade dos esforços de pesquisa.

As quatro chamadas emergenciais irão enfrentar a ameaça do coronavírus a curto e médio prazo e, simultaneamente, preparar para o futuro. Também contribuirão para a construção do European Health Emergency Preparedness and Response Authority (HERA), que permitirá à União Europeia antecipar e enfrentar melhor futuras pandemias.

O prazo para submissão de propostas para as chamadas vai até o dia 6 de maio de 2021. As novas soluções devem estar disponíveis e acessíveis a todos, seguindo os princípios estabelecidos pelo Coronavirus Global Response, que é a resposta da Comissão Europeia ao apelo global lançado no ano passado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com governos e parceiros para o acesso universal à vacinação, tratamento e teste de coronavírus à preços acessíveis.

Confira abaixo os links para submissão de propostas para as chamadas europeias:

Chamada 1: FAIR and open data sharing in support to European preparedness for COVID-19 and other infectious diseases

Chamada 2: Research infrastructure services for rapid research responses to COVID-19 and other infectious disease epidemics (Pesquisadores brasileiros que submeterem propostas para esta chamada poderão ser financiados por meio do programa Horizon Europe).
Chamada 3: Vaccines & therapeutic clinical trials to boost COVID-19 prevention and treatment

Chamada 4: Cohorts united against COVID-19 variants of concern
*Nos links acima é possível também consultar as perguntas frequentes (FAQs) sobre as chamadas.

Webinar da Comissão Europeia sobre as chamadas: disponível no link.
Apresentações sobre as chamadas: disponíveis no link.
Projetos que a Comissão Europeia já apoiou: disponíveis no link.


Contato para esclarecimentos e/ou mais informações: Elisa Natola, assessora do Confap para Cooperação Internacional entre Brasil-União Europeia (e-mail: elisa.confap@gmail.com)

Fonte: Confap

Continuar lendoComissão Europeia lança conjunto de chamadas emergenciais com foco em variantes do SARS-CoV-2

Programa TECNOVA II recebe propostas até hoje

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:3 de maio de 2021
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

Termina hoje (15), às 18 horas, o prazo para envio eletrônico das propostas de inovação das empresas empresas piauienses interessadas a participarem do Programa TECNOVA II Piauí (Subvenção Econômica à Inovação), para obtenção de apoio financeiro na forma de subvenção econômica a seus projetos. O programa é uma parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).

Serão apoiados projetos de inovação nas áreas da Saúde, Tecnologias da Informação e Comunicação – TICs, Inovação, Diversificação e Competitividade, Cadeia produtiva de alimentos e Gestão Pública e Turismo. O Programa TECNOVA II Piauí tem por objetivo apoiar, por meio da concessão de recursos de subvenção econômica (recursos não reembolsáveis) o desenvolvimento de produtos (bens ou serviços) e/ou processos inovadores. Essas propostas devem ser novas ou significativamente aprimoradas (pelo menos para o mercado nacional).

As propostas de inovação a serem apresentadas por empresas piauienses devem levar em conta o desenvolvimento dos setores considerados estratégicos nas políticas públicas federais e aderentes à política pública estadual de inovação. O objetivo principal é promover um significativo aumento das atividades de inovação e o incremento da competitividade das empresas e da economia do Estado do Piauí e assim, objetiva apoiar projetos de inovação, que envolvam significativo risco tecnológico associado a oportunidades de mercado.

Para saber mais acesse aqui.

Continuar lendoPrograma TECNOVA II recebe propostas até hoje