Confap abre Chamada Transnacional Conjunta: ERAPerMed 2022

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:17 de janeiro de 2022
  • Reading time:2 mins read

ERAPerMed é uma iniciativa co-financiada pela Comissão Europeia (CE), no âmbito do programa de fomento à Pesquisa & Inovação – Horizon 2020 (ERA-Net Cofund), apoiada por 32 parceiros, de 23 países, incluindo o Brasil.

Com o tema “Prevenção em Medicina Personalizada” esta é a quinta Chamada Transnacional Conjunta ERAPerMed, que apoiará projetos colaborativos de pesquisa e inovação, com duração de três anos. O objetivo geral da chamada é o desenvolvimento de estratégias específicas para a prevenção de doenças e progressão das doenças, em três níveis:

a) medidas preventivas diminuindo a taxa de incidência (prevenção primária);

b) detecção precoce para aumentar a eficácia de terapias preventivas, mesmo antes do desenvolvimento de sintomas (prevenção secundária);

c) intervenções para prevenir a recorrência da doença ou melhorar o atendimento e a qualidade de vida dos pacientes (prevenção terciária).

O orçamento aproximado para esta chamada é de 29 milhões de euros. Cada agência de fomento possui orçamento e regras de elegibilidade próprias. Pesquisadores brasileiros podem submeter propostas por meio das *Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que aderiram à Chamada ERAPerMed 2022.

Fundações de Amparo à Pesquisa, como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), ainda podem aderir à Chamada ERAPerMed 2022; o orçamento alocado por cada FAP é detalhado no “Guidelines for Applicants” no site da chamada. 

Cronograma:

– Publicação da chamada: 1º de dezembro 2021. 

– Prazo para envio de pré-propostas: 17 de fevereiro de 2022.

– Prazo para envio de propostas completas: 14 de junho de 2022.

– Os projetos aprovados podem ter início no final de 2022 ou início de 2023.

Clique aqui e acesse o Edital (em inglês) e os Formulários da Chamada Transnacional Conjunta EraPerMed 2022.

Mais informações

– Questões gerais e técnicas sobre a chamada podem ser esclarecidas com o Ponto de Contato Nacional do CONFAP: Elisa Natola (elisa.confap@gmail.com)

– Questões de elegibilidade e modalidades de participação via Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) podem ser esclarecidas com os Pontos de Contato das Fundações que aderiram à chamada (consulte aqui).

Fonte: Confap

Continuar lendoConfap abre Chamada Transnacional Conjunta: ERAPerMed 2022

Segunda edição do Centelha Piauí será lançado pela FAPEPI em 2022

  • Post author:
  • Post category:NotíciaSem categoria
  • Post last modified:17 de dezembro de 2021
  • Reading time:4 mins read

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) executa o programa Centelha com a colaboração do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e da Fundação CERTI.

O Programa Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Piauí, por meio de capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso. Em maio de 2020, foi lançado o primeiro edital onde 276 ideias foram submetidas, 821 empreendedores participaram das capacitações e 21 startups foram apoiadas. Cada startup recebeu um investimento de até 60 mil reais. No início de 2022 será lançado o edital da segunda edição do programa objetivando a captação de mais ideias inovadoras.

Um exemplo de sucesso da primeira edição é a startup EcoBfit.  A empresa produz alimentos a partir do coco babaçu, derivado de estudos desenvolvidos pela nutricionista e doutorando em Biotecnologia, Lindalva de Moura Rocha. Com a execução do programa Centelha Piauí, a pesquisadora fez uso de suas pesquisas, apresentando uma proposta inovadora para o edital da primeira edição do Centelha Piauí. E com o apoio aprimorou o resultado das suas pesquisas para serem produtos comercializados.  

Estande da EcoBfit na Expoapi

“O edital nos proporcionou transformar objeto que estava no campo acadêmico em produtos resolutivos que atende as necessidades do mercado e a ter uma visão mais ampla através das capacitações que nos deram suporte para desenvolver a startup. O programa oferece muitas capacitações que são cruciais para qualquer empreendedor desenvolver a sua proposta para ser submetida no edital. Com fomento do capital semente proveniente do Centelha, nós abrimos o CNPJ e desde então estamos realizando a execução do projeto”,  Explica Lindalva.

 EcoBfit desenvolve produtos alimentícios para o público geral e com restrições alimentares acessando um grande mercado consumidor, que de acordo com a Organização Mundial de Saúde(OMS), cerca de 70% da população mundial tem algum tipo de restrição alimentar relacionada à lactose. 

Por esse motivo, a pesquisadora participou também do Programa de Qualificação para Exportação(PEIEX) executado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) com apoio Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). No PEIEX a EcoBfit foi qualificada para realizar o processo de exportação de seus produtos de forma planejada e segura. As empresas qualificadas pelo programa se tornam aptas a participarem de ações internacionais de promoção comercial organizadas pela Apex-Brasil e seus parceiros.

“Aquele pesquisador que desenvolve uma pesquisa que tem um grau de inovação e resolutividade procure o edital Centelha pois ele é uma oportunidade para toda pessoa que tem projetos que resolvem as dores da sociedade. Procure o site da FAPEPI e o programa Centelha, participe das mentorias, capacitações, leiam o edital atentamente e procurem participar pois ele é uma capital semente muito importante para desenvolver novos negócio”, destaca Lindalva Rocha.

Em 2022 será lançado o edital Centelha 2 onde mais empreendedores terão oportunidade de serem apoiados pelas capacitações, mentorias e receber investimentos financeiros ofertados pelo projeto que apoiará 61 novas startups.

Cada um dos projetos selecionados receberá até R$ 53 mil para desenvolver o modelo de negócio, até R$ 26 mil em bolsas e nove meses de capacitação. O prazo de execução dos projetos será de 12 meses após a data da contratação. Podem submeter propostas, pessoas maiores de 18 anos ou maiores de 16, se emancipadas. Desta vez, o edital permite a participação de servidores públicos, desde que não haja choque com a legislação da instituição empregadora.

O investimento global para a segunda edição do Centelha Piauí totaliza R$ 4,8 milhões, sendo R$ 2 milhões do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (concedidos através da Financiadora de Estudos e Projetos –  Finep), R$ 666 mil em contrapartida da FAPEPI, R$ 586 mil da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e R$ 1,5 milhão em bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Continuar lendoSegunda edição do Centelha Piauí será lançado pela FAPEPI em 2022

Chamada Pública MCTI/FINEP – Doenças Negligenciadas, Tropicais e transmitidas por Vetores e outras doenças com populações desassistidas

  • Post author:
  • Post category:NotíciaSem categoria
  • Post last modified:15 de dezembro de 2021
  • Reading time:7 mins read

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) divulgou chamada pública para concessão de recursos financeiros para amparo de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação, em projetos que envolvam risco tecnológico para o diagnóstico e tratamento de pessoas com Doenças Negligenciadas, Tropicais e transmitidas por Vetores (DNTs) e outras doenças infecciosas afetando populações negligenciadas. O objetivo do edital é reduzir a incapacidade causada por essas doenças, além de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e seus familiares e também melhorar o acesso aos serviços de saúde. O prazo para submissão de proposta será até às 17h00 (horário de Brasília) do dia 11 de março de 2022. Os interessados devem acessar o formulário eletrônico para o preenchimento de sua proposta, destacando claramente o produto, processo ou serviço inovador a ser feito com os recursos solicitados.

A execução do projeto deverá ser de no máximo três anos (36 meses), podendo ser prorrogado, justificadamente, a critério da Finep. O valor total solicitado pelas propostas à Finep deverá enquadrar-se dentro dos seguintes valores mínimos e máximos, em cada proposta:

Linha temática 1 – O valor solicitado para execução das propostas deverá ser de R$ 500.000,00 até R$ 1.000.000,00. Na Linha temática 2 o valor poderá ser de R$ 1.000.000,00 até R$ 4.000.000,00; e na Linha temática 3 esse valor deverá ser entre R$ 1.000.000,00 até R$ 3.000.000,00.  

Serão selecionados projetos de inovação nas demandas específicas descritas abaixo e será contratado o primeiro colocado de cada subtema para apoio com os recursos a serem concedidos.

Linha temática 1 – Demandas Específicas

Doença de Chagas 

  • Desenvolvimento de teste diagnóstico para identificação da viabilidade do protozoário em amostras de alimentos contaminados por Trypanosoma cruzi (T. cruzi). Objetivo: Apoiar estudos de desenvolvimento e/ou padronização de métodos diagnósticos, aplicáveis à implementação no SUS, que permitam responder às lacunas sobre: 
    • a viabilidade de formas infectantes de T. cruzi em alimentos; 
    • tratamentos consistentes nos alimentos para eliminar esta possível chance de transmissão oral da doença ao homem; 
    • compreender a variabilidade genotípica envolvida na transmissão oral do T. cruzi. 
  • PCR para diagnóstico da doença de Chagas. Objetivo: Apoiar estudos de avaliação de métodos, para padronização e validação da PCR para diagnóstico confirmatório da doença Chagas, com diferenciação da fase diagnosticada (aguda ou crônica), a partir de kits com registro na ANVISA.

Leishmaniose 

  • Avaliação da eficácia e segurança do Complexo Lipídico de Anfotericina B no tratamento das Leishmanioses Visceral e Tegumentar. Objetivo: Apoiar estudos de Fase III para avaliação da eficácia e segurança do Complexo Lipídico de Anfotericina B no tratamento das Leishmanioses Visceral e Tegumentar, objetivando a ampliação do uso deste medicamento para o tratamento de pessoas com diagnóstico de leishmanioses no âmbito do SUS. 

Leishmaniose tegumentar 

  • Avaliação de técnicas imunológicas para diagnóstico de leishmaniose tegumentar. Objetivo: Apoiar o desenvolvimento de estudos para validar técnicas imunológicas com kits comerciais, registrados na Anvisa, para diagnóstico da leishmaniose tegumentar. 

Paracoccidioidomicose 

  • Dispositivo Point-of-care para diagnóstico sorológico da Paracoccidioidomicose. Objetivo: apoiar estudos em fases avançadas para desenvolvimento e/ou validação de um teste comercial point-of-care para diagnóstico e/ou prognóstico de Paracoccidioidomicose. 

Tuberculose pediátrica 

  • Desenvolvimento de testes diagnósticos para tuberculose pediátrica. Objetivo: apoiar estudos para desenvolvimento, adaptação e/ou validação de testes para diagnóstico rápido de tuberculose em pessoas com até 10 anos de idade, utilizando amostras de fezes, urina, sangue ou outras de fácil obtenção (exceto escarro). 

Hanseníase 

  • Desenvolvimento de teste rápido para Hanseníase paucibacilar e multibacilar. Objetivo: Apoiar estudos que contemplem o desenvolvimento e/ou a validação de um teste para o diagnóstico ou apoio ao diagnóstico precoce dos casos suspeitos de hanseníase e o desenvolvimento de testes diagnósticos para a hanseníase com possibilidade de uso em contatos de caso confirmado, incluindo testes no ponto de atendimento (Point-of-Care Testing) considerando a possibilidade de uso no SUS. 

Toxoplasmose congênita

  • Apresentação pediátrica de Sulfadiazina e Pirimetamina para o tratamento de toxoplasmose congênita. Objetivo: Apoiar estudos de elaboração de apresentações pediátricas do esquema terapêutico para tratamento de toxoplasmose congênita destinados ao SUS e realizados conforme normativas para futuro registro junto à Anvisa.   

Linha temática 2 – Complexo Industrial da Saúde

Leishmaniose 

  • Desenvolvimento nacional da formulação do medicamento Antimoniato de Meglumina 300 mg/mL na forma de solução injetável. Objetivo: apoiar o parque farmacêutico nacional a fim de estimular o desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde e atender necessidades da assistência farmacêutica dos usuários do SUS. 2.2.2 Toxoplasmose Desenvolvimento nacional da formulação pediátrica dos medicamentos Espiramicina 1.500.000 UI e Sulfadiazina + Pirimetamina + Ácido Folínico, em atendimento às demandas do SUS. 

Hanseníase 

  • Desenvolvimento nacional da formulação associada de comprimido de Clofazimina + Dapsona, em atendimento às demandas do SUS. Objetivo: apoiar o parque farmacêutico nacional a fim de estimular o Complexo Industrial da Saúde no desenvolvimento de formulações voltadas ao atendimento dos pacientes portadores da Hanseníase. 

Febre Maculosa Brasileira 

  • Desenvolvimento nacional da apresentação pediátrica de doxiciclina 100 mg, solução injetável, do esquema terapêutico para tratamento da febre maculosa, em atendimento às demandas do SUS. Objetivo: apoiar o parque farmacêutico nacional a fim de estimular o Complexo Industrial da Saúde no desenvolvimento de formulações voltadas ao atendimento das necessidades de pacientes pediátricos.

Tratamento Oncológico 

  • Desenvolvimento nacional da formulação do medicamento Bussulfano, para pacientes que necessitam de transplante de medula óssea, em atendimento às demandas do SUS. Objetivo: apoiar o parque farmacêutico nacional a fim de estimular o Complexo Industrial da Saúde no desenvolvimento de formulações voltadas ao atendimento dos pacientes que necessitam de transplante de medula óssea. 

Linha temática 3 – Inovação em Diagnóstico e Abordagem terapêutica de DNTs

  • Estudos clínicos para a descoberta e validação de biomarcadores para diagnóstico e prognóstico de DNTs, incluindo estudos observacionais que contribuam diretamente para apoiar esses estudos clínicos;
  • Desenvolvimento e/ou validação de testes diagnósticos para DNTs, incluindo testes no ponto de atendimento (Point of Care Testing);
  • Desenvolvimento de ensaios de diagnóstico multiplex (que permitam a detecção de duas ou mais DNTs em um único ensaio);
  • Desenvolvimento de ferramentas de tecnologia da informação para uso em telemedicina, incluindo Teleconsulta e Telediagnóstico de pacientes com DNTs;
  • Desenvolvimento de novas terapias para prevenção e tratamento de DNTs, incluindo as etapas de descoberta de moléculas e de desenvolvimento pré-clínico;
  • Estudos de reposicionamento de drogas e medicamentos biológicos para DNTs;
  • Desenvolvimento de novas formulações farmacêuticas com o objetivo de aumentar o acesso a tratamentos existentes para DNTs, incluindo pacientes pediátricos e pacientes graves com limitações em tratamentos orais;
  • Estudos de implementação, acesso e logística às tecnologias em saúde para o tratamento de pacientes com DNTs.

Para saber mais acesse a Página da Finep ou o Edital da Chamada Pública.

Fonte: Finep

Continuar lendoChamada Pública MCTI/FINEP – Doenças Negligenciadas, Tropicais e transmitidas por Vetores e outras doenças com populações desassistidas

Edital de Apoio à Editoração e Publicação de periódicos vai até dia 22 de dezembro

  • Post author:
  • Post category:NotíciaSem categoria
  • Post last modified:11 de janeiro de 2022
  • Reading time:1 mins read

Com o objetivo de apoiar a consolidação e a qualificação dos periódicos científicos vinculados às instituições sediadas no estado do Piauí, a FAPEPI mantem aberto até o dia 22 de dezembro o edital de número 008/2021.

Os periódicos devem estar enquadrados no sistema Qualis Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A chamada ainda contempla periódicos novos indexados, com, pelo menos, dois números publicados de forma regular até a data da inscrição

O edital é parte do Programa de Apoio à Participação e Realização de Eventos Científicos, de Divulgação Científica e Tecnológica (PAP-Divulgação Científica). O objetivo do programa é promover a produção de conhecimentos, transferência tecnológica e a inovação em prol do desenvolvimento do estado do Piauí.

Estão habilitados os periódicos promovidos por Instituições de Ensino Superior Públicas (IES), Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTIs) e Entidades Científicas de natureza pública e privadas sem fins lucrativo, sediadas no Piauí, de acordo com as regras do Edital.

Confira o edital.

Continuar lendoEdital de Apoio à Editoração e Publicação de periódicos vai até dia 22 de dezembro

CNPq e MCTI lançam Prêmio MERCOSUL de Ciência e Tecnologia – Edição 2021

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:6 de dezembro de 2021
  • Reading time:4 mins read

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), lançou chamada pública para o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia – Edição 2021. As inscrições estão aberta desde 19 de novembro de 2021, os interessados no Prêmio devem submeter propostas até as 18 horas, horário de Brasília, do dia 18 de fevereiro de 2022. O Prêmio é uma iniciativa da Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do MERCOSUL (RECyT) e dos organismos de Ciência e Tecnologia dos países membros e associados ao MERCOSUL, com promoção do CNPq e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações do Brasil (MCTI). O tema desta edição é Tecnologia Assistiva, ou ajuda técnica em produtos, equipamentos, dispositivos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que tenham por objetivo promover a funcionalidade, relacionada à atividade e à participação da pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida, visando  sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social, de acordo com o disposto no Estatuto da Pessoa com Deficiência,  Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. As linhas de pesquisa para o tema escolhido nesta edição do Prêmio, bem como os requisitos e detalhes sobre como fazer a submissão de propostas encontram-se relacionados em Edital, publicado na página eletrônica do Prêmio.

A inscrição, individual ou em equipe, a depender da categoria, poderá ser efetuada de forma exclusiva por meio da página do Prêmio na internet. Como nas edições anteriores, a edição 2021 do Prêmio possui cinco categorias.

A primeira categoria, Iniciação Científica, modalidade individual ou equipe, é direcionada para estudantes do Ensino Médio e Técnico, incluindo estudantes da Educação de Jovens e Adultos, regularmente matriculados em escolas públicas ou privadas, que tenham menos de 25 (vinte e cinco) anos de idade até a data do encerramento das inscrições, independentemente de haver prorrogação. Em caso de equipe, esta poderá ser composta por até 5 (cinco) integrantes de um ou mais países membros ou associados do MERCOSUL, incluindo o autor principal.

A segunda categoria, Estudante Universitário, é uma modalidade individual, para estudantes que estejam frequentando cursos de graduação em instituições de ensino superior e pesquisa e não tem limites de idade.

A terceira categoria, Jovem Pesquisador, também é modalidade individual, para graduados, estudantes de mestrado, mestres, estudantes de doutorado e doutores que tenham no máximo 35 (trinta e cinco) anos até a data do encerramento das inscrições, independentemente de haver prorrogação.

A quarta categoria, Pesquisador Sênior, é modalidade individual, para graduados, estudantes de mestrado, mestres, estudantes de doutorado e doutores que tenham 36 (trinta e seis) anos de idade ou mais até a data do encerramento das inscrições, independentemente de haver prorrogação.

A quinta e última categoria, Integração, é uma modalidade direcionada apenas a equipes formadas por graduados, estudantes de mestrado, mestres, estudantes de doutorado e doutores, sem limite de idade. Nesta categoria, a composição da equipe deverá ser representada, necessariamente, por, no mínimo, dois integrantes de diferentes países membros ou associados do MERCOSUL, até o limite de dez participantes, incluindo o autor principal.

Além de certificado e publicação do respectivo trabalho em livro, os ganhadores do Prêmio serão contemplados com premiação em espécie, de acordo com cada categoria. Dessa forma, para a categoria Iniciação Científica, o valor da premiação será de R$ 15 mil; o contemplado na categoria Estudante Universitário receberá R$ 25 mil; o ganhador na categoria Jovem Pesquisador será agraciado com premiação no valor de R$ 30 mil;  o ganhador na categoria Pesquisador Sênior receberá R$ 35 mil e, na categoria Integração, a equipe agraciada será contemplada com R$ 45 mil. Valores correspondentes a impostos e taxas poderão ser descontados do valor da premiação. Os contemplados com Menção Honrosa em todas as categorias receberão certificados e terão seus trabalhos publicados em livro. Segundo o cronograma previsto em Edital, a divulgação    do    resultado    ocorrerá    até 19/08/2022, na página do Prêmio na internet.

Para mais informações sobre o Prêmio MERCOSUL de Ciência e Tecnologia – Edição 2021 acesse os sites http://premios.cnpq.br/pt/web/pmct/inicial e www.recyt.mercosur.int ou entra em contato através do e-mail premios@cnpq.br .

Fonte: CNPq

Continuar lendoCNPq e MCTI lançam Prêmio MERCOSUL de Ciência e Tecnologia – Edição 2021

Edital CAPES sobre Impactos da pandemia encerra as inscrições nesta segunda

  • Post author:
  • Post category:NotíciaSem categoria
  • Post last modified:29 de novembro de 2021
  • Reading time:2 mins read

Termina na segunda-feira, 22 de novembro, às 12h, o prazo para apresentação de projetos para o Edital nº 12/2021, que trata do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Impactos da Pandemia. As propostas devem tratar das consequências e dos reflexos culturais, econômicos, históricos e sociais decorrentes da COVID-19. As inscrições são feitas pelo Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes).

A CAPES investirá até R$25,1 milhões em projetos com vigência de até 48 meses.  O objetivo é formar pessoal qualificado no desenvolvimento de pesquisas sobre questões emergenciais de abrangência nacional. Devem ser considerados fatores surgidos ou agravados no contexto pandêmico, como violência, saúde e adoecimento social, reestruturação da arquitetura urbana, novas ou adaptadas estruturas de trabalho e de ensino, e agravamento de diferenças entre os estados.

Desse valor, até R$21,1 milhões irão para a concessão de bolsas; o restante será para recursos de custeio. Cada projeto contará com até quatro bolsas de mestrado, três de doutorado e três de pós-doutorado. Todas serão pagas diretamente aos bolsistas, pelo Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA).

O proponente – que coordenará o projeto – deve ser professor ou pesquisador vinculado a um programa de pós-graduação (PPG) reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, deverá estar cadastrado na Plataforma Sucupira, possuir título de doutor e currículo atualizado na Plataforma Lattes. O PPG ao qual estiver vinculado será considerado o principal. É vedada a submissão de outra iniciativa pelo mesmo programa de pós-graduação.

Sobre o edital
O PDPG – Impactos da Pandemia é o quarto edital do Programa Estratégico Emergencial de Combate a Surtos, Endemias, Epidemias e Pandemias, cuja finalidade é incentivar estudos sobre a prevenção e o enfrentamento à COVID-19 e outras doenças. Sua estruturação baseia-se em duas dimensões: Ações Estratégicas Emergenciais Imediatas e Ações Estratégicas Emergenciais Induzidas em Áreas Específicas. Nos três editais anteriores, 109 projetos de pesquisa e formação de pessoal foram selecionados e contam com a participação de 1.248 pesquisadores.

Para mais informações:
impactos.pandemia@capes.gov.br
(61) 2022-6310

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continuar lendoEdital CAPES sobre Impactos da pandemia encerra as inscrições nesta segunda

CNPq, CISB e SAAB AB lançam chamada para bolsas na Suécia

  • Post author:
  • Post category:NotíciaSem categoria
  • Post last modified:1 de dezembro de 2021
  • Reading time:3 mins read

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileira (CISB) e a empresa Aeroplano Sueco Limitada (SAAB AB) firmaram acordo de cooperação para o lançamento de chamada para concessão de bolsas nas modalidades Pós-Doutorado no exterior (PDE) e Doutorado-Sanduíche no Exterior (SWE)

Serão 10 bolsas para candidatos desenvolverem parte de suas pesquisas doutorais ou projeto de pós-doutorado na Suécia, em áreas de pesquisa de interesse da SAAB AB. A chamada tem ainda como objetivo ampliar a colaboração científica e tecnológica entre grupos de pesquisa brasileiros e suecos nas áreas de pesquisa indicadas. O período de submissão de propostas segue aberto até o dia 18 de fevereiro de 2022.

Dentre os pré-requisitos para a candidatura estão: ser brasileiro; ter seu currículo cadastrado na Plataforma Lattes, atualizado até a data limite para submissão da proposta; e estar cursando Doutorado no Brasil, se candidato ao Doutorado-Sanduíche no Exterior, e título de Doutor, se candidato ao Pós-Doutorado no Exterior, incluindo demais critérios de elegibilidade previstos nas normas específicas de cada modalidade, conforme RN-007/2018

As áreas de interesse da SAAB AB nessa chamada são:

Redes de comunicação: Soluções de comunicações e redes para aplicações automatizadas/autônomas.

Sistemas autônomos: Colaborações entre plataformas tripuladas e não tripuladas, incluindo suporte à decisão e replanejamento dinâmico. Conexão com fatores humanos e cockpit de piloto único. Conceitos de operação / Níveis de automação / Inteligência On-board / Sense-and-avoid / Microeletrônica e metodologia para sistemas reconfiguráveis embarcados /Autonomia / aeronavegabilidade / Certificação. Sensores / Fusão de dados de sensores / Gestão de Dados / Inteligência Artificial.

Engenharia Aeronáutica: Metodologias de avaliação de aerodinâmica instável no regime transônico, e uso de tais metodologias em análises aero elásticas e previsão de cargas dinâmicas. Fluxo laminar; Tecnologias ativas para controle de fluxo; Arquiteturas de redes de sensores e acionadores; conceitos de design de asa laminar.

Propulsão: Gestão de energia. Gerenciamento de energia do motor / modelagem eficiente da interação entre o motor e o sistema do veículo. Previsão de fluxo de entrada de aeronaves, previsão de pluma de jato e aeroacústica usando métodos de simulação de fluxo de resolução de turbulência (CFD)

Materiais: Materiais multifuncionais nano-reforçados para aplicações aeronáuticas.

Desempenho humano: incluindo interface homem-máquina, fatores humanos – segurança aérea / carga de trabalho / stress / consciência situacional / cockpits de nova geração / coordenação de tripulação.

Veja aqui a chamada na íntegra.

Fonte: CNPq

Continuar lendoCNPq, CISB e SAAB AB lançam chamada para bolsas na Suécia

FAPEPI realiza Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação

  • Post author:
  • Post category:NotíciaSem categoria
  • Post last modified:17 de novembro de 2021
  • Reading time:3 mins read

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2021 trouxe como temática “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí – FAPEPI seguindo o conceito presente no evento nacional, apresenta como tema para o evento local:  “Ciência para a vida”.

Esta temática busca expressar noções de ciência, tecnologia e inovação destinadas às necessidades reais das sociedades, dos homens e de todas as formas de vida existentes na terra. Com esse propósito, optou-se por uma metodologia que envolva, ativamente, os parceiros desta jornada, realizando reflexões e desenvolvendo atividades que possam contribuir para produzir soluções às questões relevantes social e politicamente. A programação está organizada em uma série de atividades

O objetivo do evento é mobilizar a comunidade piauiense, através das  instituições de ensino superior, escolas e organizações civis que atuam em parceria com a  FAPEPI,   para o permanente  fortalecimento do compromisso com o desenvolvimento científico e  tecnológico, com a educação científica, bem como  estimular a prática de  inovações  que  agreguem bons resultados na preservação do meio ambiente, na produção e distribuição de riquezas materiais, culturais e no fortalecimento da qualidade de todas as formas de vida do planeta terra.

Confira a programação completa:

PROGRAMAÇÃO ATIVIDADES SEMANA  ESTADUAL DE CT&I-PI

1ª Semana de 04 a 11/11/2021

Dia: 04/11/2021 – Cerimônia de Abertura – 9h30 min

  • FAPEPI
  • UESPI
  • UFPI
  • UFDPAR
  • IFPI
  • UNIVASF
  • ACADEMIA DE CIÊNCIAS
  • Lançamento Editais
  • Edital Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos. 
  • Edital Olimpíadas Científicas: Programa de Apoio à Participação e Realização de Eventos Científicos, de Divulgação Científica e Tecnológica.

Dia: 04/11/2021 – Mesa: “Desafios da Ciência brasileira na conjuntura sociopolítica atual ” – 10h

Palestrantes:  

  • José de Arimateia Dantas Lopes – Presidente da ACIPI
  • André Santos  – Diretor-Presidente da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Maranhão.
  • Ildeu de Castro Moreira – Ex Presidente do SBPC
    Mediador :  Antonio Cardoso do Amaral – Presidente da Fundação de Amparo a Pesquisa no Piauí
  • 2ª Semana de 08 a 11/11/2021

Dia: 09/11/2021 – Bate-Papo com a com a pesquisadora Lilian Catennacci – 10h
Dia: 10/11/2021 – Seminário de Avaliação final – Programa PDCTR – 8h-13h30min

3ª Semana de 16 a 18/11/2021

Dia: 17/11/2021 – Live – 19h  

Tema: O papel das instituições no controle das doenças tropicais emergentes e negligências

Prof  Dr Carlos Henrique Nery 

  • 4ª Semana de 22 a 25/11/2021

Dia: 22/11/2021 – Evento de Premiação – Prêmio de Jornalismo Científico da FAPEPI – 19h

Dia 25: Live-Patrícia Ellen da Silva – Secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico de São Paulo – 19h

Tema:   CT&I pós Covid 

Continuar lendoFAPEPI realiza Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação

CONFAP e CNPq lançam edital para proteção da biodiversidade e ecossistemas terrestres e marítimos

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:8 de novembro de 2021
  • Reading time:3 mins read

A Biodiversa+, parceria co-financiada para a biodiversidade desenvolvida em conjunto pela BiodivERsA e a Comissão Europeia, lançou nesta sexta-feira, 1º de outubro, a primeira chamada transnacional conjunta no âmbito do programa de financiamento à pesquisa e inovação Horizon Europe (2021-2027). Com orçamento global estimado em 40 milhões de euros, de 45 agências e instituições de fomento à CT&I sediadas em 33 países, a chamada Biodiversa+ (2021-2022) “European Biodiversity Partnership” é destinada à proteção da biodiversidade e dos ecossistemas terrestres e marítimos.

No Brasil, o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), por meio de suas Fundações, e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) apoiam a iniciativa e irão financiar instituições e pesquisadores brasileiros que atendam às especificações gerais da chamada. O prazo para submissão de propostas será até o dia 30 de novembro. Acesse a íntegra da plataforma da Biodiversa+ para busca de parceiros. Para conferir o Edital Biodiversa+ (2021-2022): clique aqui.

Todos os ambientes (terrestre, de água doce e marinho) serão elegíveis e a Biodiversa+ irá financiar projetos focados nos seguintes temas:

  • Identificação de áreas de conservação prioritárias, e implantação de redes ecológicas eficazes e resilientes, para o aumento da proteção baseada em espécies e preservação da diversidade genética;
  • Benefícios e custos da biodiversidade e proteção do ecossistema: sinergias e compensações;
  • Gestão eficaz e governança equitativa para entrega de resultados de conservação. 

Os candidatos brasileiros devem consultar as regras específicas de elegibilidade e modalidades de participação via CNPq ou via Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que aderiram à chamada com os Pontos de Contato das instituições.

Equipes de pesquisadores serão convidadas a formar consórcios de pesquisa transnacionais com parceiros elegíveis de, no mínimo, 3 países participantes da chamada, incluindo no mínimo dois parceiros de Estados-Membros da União Europeia ou países associados ao Horizon Europe.

Cronograma da Chamada:

– Lançamento: 1º de outubro  de 2021.

– Prazo para envio de propostas resumidas: 30 de novembro de 2021 (17h – CET).

– Prazo para envio de propostas completas: 14 de abril de 2022 (17h – CET).

– Início dos projetos aprovados: de dezembro de 2022 até abril de 2023.

Mais informações:

– É possível participar do webinar de esclarecimento de dúvidas sobre a chamada Biodiversa+ que será realizado no dia 12 de outubro de 2021, das 6h às 7h30 (horário de Brasília), clique aqui e inscreva-se

– Questões gerais e técnicas sobre a chamada podem ser esclarecidas com o Ponto de Contato Nacional do CONFAP: Elisa Natola (elisa.confap@gmail.com).

– Questões de elegibilidade e modalidades de participação via CNPq ou Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) podem ser esclarecidas com os Pontos de Contato do CNPq ou das Fundações que aderiram à chamada. Consulte os Pontos de Contato  e  os orçamentos que serão disponibilizados pelas instituições: clique aqui

Continuar lendoCONFAP e CNPq lançam edital para proteção da biodiversidade e ecossistemas terrestres e marítimos

CAPES lança edital para pesquisas sobre impactos da pandemia

As consequências e os reflexos sociais, econômicos, culturais e históricos decorrentes da pandemia da COVID-19 serão alvo de estudos. O Edital nº 12/2021, trata do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Impactos da Pandemia, foi lançado nesta segunda-feira, 27 de setembro de 2021. Os projetos, que terão vigência de até 48 meses, devem ser apresentados pelo Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes), entre os dias 4 de outubro e 22 de novembro de 2021. Até 40 receberão investimento da CAPES. A implementação está prevista para março de 2022.

Com o edital, a CAPES apoiará projetos voltados à formação de profissionais qualificados e ao desenvolvimento de pesquisas acadêmico-científicas sobre questões emergenciais de abrangência nacional.  Os trabalhos deverão considerar fatores surgidos ou agravados no contexto pandêmico, como: violência, saúde e adoecimento social, reestruturação da arquitetura urbana, novas ou adaptadas estruturas de trabalho e de ensino, e agravamento de diferenças entre os estados.

A CAPES dispõe de, aproximadamente, R$25,1 milhões para o programa, sendo até R$21,1 milhões para a concessão de bolsas e o restante para recursos de custeio. Cada projeto contará com até quatro bolsas de mestrado, três de doutorado e três de pós-doutorado. Todas serão pagas diretamente aos beneficiários por meio do Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA). 

Cláudia Queda de Toledo, presidente da CAPES, explica que os projetos devem estar em sintonia com a realidade do País. “A CAPES concederá bolsas para diagnóstico e para soluções sobre os reflexos da COVID-19 no território nacional. Serão projetos interdisciplinares, pois temos reflexos em todas as áreas”, disse. Cada iniciativa deverá resultar da parceria entre pelo menos três programas de pós-graduação (PPG) de diferentes regiões brasileiras.

O proponente deve ser professor ou pesquisador vinculado a um programa de pós-graduação (PPG) recomendado pela CAPES, estar cadastrado na Plataforma Sucupira, possuir título de doutor e ter currículo cadastrado e atualizado na Plataforma Lattes. Este coordenará o projeto, e o PPG ao qual estiver vinculado será considerado o principal, sendo vedada a submissão de outra iniciativa pelo mesmo programa de pós-graduação.

O PDPG – Impactos da Pandemia é o quarto edital do Programa de Combate a Epidemias, que tem a finalidade de incentivar estudos voltados à prevenção e ao enfrentamento da COVID-19 e outras doenças. A estruturação do Programa de Combate a Epidemias é baseada em duas dimensões: Ações Estratégicas Emergenciais Imediatas e Ações Estratégicas Emergenciais Induzidas em Áreas Específicas. Nos três editais anteriores, 109 projetos de pesquisa e formação de pessoal foram selecionados e contam com a participação de 1.248 pesquisadores.

Mais informações podem ser obtidas pelos canais:  impactos.pandemia@capes.gov.br  e (61) 2022-6310.

Informações de: (Brasília – Redação CCS/CAPES)

Continuar lendoCAPES lança edital para pesquisas sobre impactos da pandemia