Inscrições abertas para o vestibular da Universidade Aberta do Piauí (UAPI)

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:26 de junho de 2017
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

Estão abertas as inscrições para o vestibular da Universidade Aberta do Piauí (UAPI).

Oportunizar o crescimento profissional, qualificar o povo piauiense e articular a difusão da educação, são alguns dos objetivos da Universidade Aberta do Piauí, uma parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), a Coordenadoria de Mediação Tecnológica e a Universidade Estadual do Piauí (Uespi).

Nesta primeira etapa, 60 municípios serão beneficiados, cada um com 50 vagas, capacitando, assim, três mil pessoas. As provas serão aplicadas no dia 06 de agosto e as inscrições poderão ser feitas a partir de hoje (26/06), exclusivamente no endereço eletrônico: http://nucepe.uespi.br.

O projeto conta com R$ 26 milhões investidos na capacitação profissional de professores e tutores e na construção da infraestrutura necessária para a realização dos cursos. 

Para mais informações sobre o programa, acesse: https://goo.gl/AXknqL

Continuar lendoInscrições abertas para o vestibular da Universidade Aberta do Piauí (UAPI)

Fapepi e Sebrae realizam workshop de Startups no dia 04 de julho

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:23 de junho de 2017
  • Reading time:1 minuto(s) de leitura

Não perca no próximo dia 04 de julho a partir das 14h, no Sebrae-PI, o Workshop Inaugural da Startups – Inova Piauí. Uma realização da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) e Sebrae.

width=680

Continuar lendoFapepi e Sebrae realizam workshop de Startups no dia 04 de julho

Fapepi participa do III Simpósio Nacional de Letras Português em Parnaíba

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:23 de junho de 2017
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

Está sendo realizado desde a última quinta-feira (21), em Parnaíba, o III Simpósio Nacional de Letras Português, o evento que conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), tem como objetivo discutir os pilares do curso de Letras. Organizado pela Universidade Estadual do Piauí (Uespi), o Simpósio traz como tema: Estudos de Linguagem: Letras, Literatura e Ensino.

O presidente da Fapepi, Francisco Guedes, que esteve no Simpósio, comentou sobre a importância do apoio da instituição a eventos no interior do Estado.

“É muito importante a Fapepi estar apoiando iniciativas como esta. Um Simpósio Nacional, reunindo tantos pesquisadores aqui em Parnaíba. Nós da Fapepi ficamos extremamente satisfeitos de poder auxiliar no desenvolvimento científico de uma área tão importante e é claro, principalmente por ver o interesse dos estudantes e professores em promover o evento que é uma enorme troca de experiências.”

A professora e uma das organizadoras do evento, Shenna Rocha, falou sobre suas expectativas com o Simpósio.

“Ter nomes de nível nacional do estudo em Letras, em uma Universidade Estadual e do interior, é algo bastante significante para nós, algo que realmente nos causa bastante expectativa. Estamos com nosso auditório lotado e eu acredito que o evento deve corresponder positivamente a tudo que esperamos dele”.

Além de diversas outras atividades, o encontro conta com apresentações culturais e exposições de banners com resultados de pesquisas dos estudantes inscritos. 

Continuar lendoFapepi participa do III Simpósio Nacional de Letras Português em Parnaíba

Fapepi participa de evento sobre informática realizado em Picos

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:14 de junho de 2017
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) esteve presente na Escola Regional de Informática do Piauí (ERIPI) que ocorreu em Picos. O evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e realizado no Piauí pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). A Fapepi concedeu apoio à ERIPI através do edital de apoio à organização científica.

O objetivo da ERIPI é promover a disseminação de conhecimentos e experiências de ensino superior do estado na área de ciências da computação. Para isso, o evento é itinerante, ocorrendo em diferentes municípios do Piauí. “Esta edição teve a responsabilidade de mostrar que a ciência feita no semiárido nordestino possui grande qualidade e está na mesma direção da ciência realizada em países de primeiro mundo. Por isso, trouxe valioso conhecimento internacional que será adaptado para o cenário local”, explicou a professora Alcilene Dalília de Sousa da UFPI em Picos e coordenadora da ERIPI. Alcilene de Sousa disse ainda que o apoio da Fapepi foi fundamental para a realização do evento.

Para o coordenador de inovação da Fapepi, Eulálio Gomes Campelo Filho, a Fundação precisa sempre fazer parceiras com os eventos que atuem no setor da inovação no estado. “É primordial que a Fapepi apoie esse tipo de evento para que consigamos agregar valor na cadeia produtiva da tecnologia da informação e disseminar o conhecimento nas diversas regiões do Piauí. O evento é um dos disseminadores de inovação, por isso a importância da presença da Fapepi que tem fomentado a área através de editais específicos como o de Inovação e Competitividade e o de apoio às Startups”, pontuou.

Continuar lendoFapepi participa de evento sobre informática realizado em Picos

Governador assina edital para vestibular da Universidade Aberta do Piauí

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:14 de junho de 2017
  • Reading time:4 minuto(s) de leitura

Na manhã de hoje (14), em solenidade no Palácio de Karnak, o governador Wellington Dias esteve reunido com representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), com o objetivo de assinar o edital de lançamento do vestibular da Universidade Aberta do Piauí (UAPI).

Oportunizar o crescimento profissional, qualificar o povo piauiense e articular a difusão da educação, são alguns dos objetivos da Universidade Aberta do Piauí. O programa prevê ações de expansão dentro do Piauí, do que ficou conhecido popularmente como “Educação a Distância”. No encontro, que marcou oficialmente lançamento do vestibular, o governador Wellington Dias ressaltou o pioneirismo piauiense com a implantação do projeto.

“Nós aproveitamos o fundo de combate à pobreza, e é importante lembrar que não tem uma forma melhor de combater a pobreza do que com a educação, para garantir que com esses R$ 26 milhões seja possível atingir o objetivo de expandir a educação superior no Piauí. Hoje, podemos dizer que foi o Piauí que mudou esse conceito de Educação a Distância, temos hoje uma Educação com Mediação Tecnológica, existe o aluno e o professor na sala de aula, a tecnologia é um complemento”, explicou o governador.

Nesta primeira etapa, 60 municípios serão beneficiados, cada um com 50 vagas, capacitando, assim, três mil pessoas. As provas serão aplicadas no dia 06 de agosto e as inscrições poderão ser feitas a partir do dia 26 deste mês, exclusivamente no endereço eletrônico: http://nucepe.uespi.br.

A Fapepi foi representada na solenidade pelo seu presidente, Francisco Guedes, que falou de forma determinada sobre o novo desafio.

“Nós da Fapepi nos sentimos honrados em participar dessa parceria, ficamos responsáveis por uma parte importante do projeto que é a gestão das bolsas dos professores, dos tutores e auxiliares em cada município, e trabalharemos com dedicação para que o projeto seja realizado. É fundamental a educação, a qualificação e requalificação de nossos profissionais para a geração de renda e crescimento educacional nos municípios piauienses”, afirmou Francisco Guedes.

O reitor da Uespi, professor Nouga Cardoso, aproveitou a oportunidade para destacar a necessidade das ações da UAPI para o desenvolvimento profissional e consequentemente a geração de renda para o Piauí.

“Iniciamos agora com o curso de administração por que nossa intenção é que com a população formada nesta área, por exemplo, seja possível dar um tempo de vida maior aos empreendimentos nos municípios e assim contribuir para a consolidação de mais empregos. Em 2018 queremos incluir outros cursos no programa, como Ciências Contábeis, Turismo e provavelmente Biblioteconomia”, concluiu o reitor.

Participaram ainda do encontro, prefeitos e secretários dos municípios beneficiados.

Continuar lendoGovernador assina edital para vestibular da Universidade Aberta do Piauí

Obras com apoio da Fapepi são lançadas em último dia do Salipi

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:12 de junho de 2017
  • Reading time:5 minuto(s) de leitura

Mais três obras de pesquisadores que receberam apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) foram lançadas no Bate-Papo literário do último dia do 15º Salão do Livro do Piauí (Salipi). A iniciativa da Fundação traz visibilidade aos pesquisadores piauienses que publicam os resultados de seus estudos, expondo-os na maior vitrine do estado em relação à promoção da leitura.

Para a professora Edna M. M. do Nascimento, autora do livro Pragmatismo – uma filosofia da ação: de Dewey a Paulo Freire, “a Fapepi está de parabéns. Eu gosto muito da maneira como está sendo divulgado os trabalhos porque normalmente fica por conta do autor e esse empenho da Fundação na difusão das nossas obras é uma grande ajuda. ”. O livro é de interesse de estudantes universitários, de pós-graduação e interessados em compreender a filosofia do pragmatismo, do ponto de vista americano, mostrando que o critério da verdade baseia-se na experiência. Essa doutrina é discutida na obra de dois autores brasileiros: Anísio Teixeira e Paulo Freire.

width=460

A professora Algemira de Macêdo Mendes é uma das organizadoras do livro Literatura e Gênero: alteridade e poder (des)construindo paradigmas. “Esse livro é fruto de um evento que promovemos e convidamos conferencistas de vários países para discutir as questões de gênero na literatura. Por exemplo, por que existem poucas escritoras publicadas? Por que a cena literária prioriza mais homens do que mulheres? E com relação as personagens dos autores masculinos, como eles tratam a relação homem-mulher, da mulher na sociedade? Então, a gente vai, como título diz, desconstruindo esses paradigmas que a mulher foi colocada sempre do lado inferior, do ponto de vista da vida privada, enquanto que o homem tem vida pública. Então, são essas questões voltadas também como reflexos das lutas do feminismo que a gente foi trazendo para a discussão política mesmo da literatura escrita por mulheres”, explicou Algemira Mendes. Para a professora, a divulgação de obras de pesquisadores no Salipi também é importante para a Fapepi, pois dá visibilidade às ações da Fundação.

width=460

O professor Fábio Abreu Passos reconheceu a importância da Fapepi no cenário de divulgação científica. “Sem sombra de dúvida a Fapepi aparece hoje no cenário piauiense com uma das grandes incentivadoras da pesquisa científica. Sem o apoio seria inviável a publicação dessa obra e tantas obras de colegas fomentados pela Fapepi e esse momento de exposição excelente. Não escrevemos e publicamos livros para que não sejam lidos. Queremos que as pessoas saibam dessas publicações e esse momento no Salipi enriquece muito o debate”, colocou. Fábio Passos é autor do livro A Faculdade do Pensamento em Hanna Arendt: Implicações Políticas, que trata da vida da autora no totalitarismo.

“Eu trago de que maneira a faculdade de pensamento pode ter implicações políticas, uma vez que para a autora o pensamento não nos dota com a capacidade de agir, mas a minha aposta no livro é que em situações limites, quando não há possibilidade de ações política, o não agir que é inspirado pelo pensar aparece como um tipo de ação, ou seja, quando as pessoas não aceitam aderir a regimes que não tem significado para eles, como por exemplo no totalitarismo”, explicou.

width=460

width=460

width=460

Continuar lendoObras com apoio da Fapepi são lançadas em último dia do Salipi

Startups ganham apoio financeiro no Piauí

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:7 de junho de 2017
  • Reading time:6 minuto(s) de leitura

Ideias dando  certo tem aos montes espalhadas pelo mundo, mas o que faz uma ideia ser atrativa e se tornar uma grande empresa como o Nubank, Uber e Buscapé, por exemplo? Talvez a ousadia e a capacidade de ver a solução para uma problema sob outra ótica sejam o grande segredo do sucesso, afinal, não é só ter uma boa ideia, é levar essa ideia a facilitar a vida das pessoas. Esse é é o princípio das startups.

Startup é uma ideia com potencial para se tornar empresa. É o ato de começar algo, normalmente relacionado com companhias e empresas que estão no início de suas atividades. Startup é juventude, é inovação em qualquer área ou ramo e esse tipo de empreendedorismo tem se tornado cada vez mais forte com o advento dos smartphones.

Quer um exemplo mais concreto de startups que se tornaram empresas bilionárias? O Nubank, Uber, Buscapé, Netflix, Paypal e a própria Google um dia já foram startups e se tornaram empresas bilionárias. Com exemplos tão extraordinários, é cada vez mais comum ver pessoas investindo em suas ideias em busca de ser dono do próprio negócio. 

Nesse cenário de independência por meio da tecnologia, várias startups surgem (e algumas deixam de existir porque não tiveram ajuda) e vão dando uma nova forma do fazer empreender. Para evitar que boas ideias se percam, no estado do Piauí, por exemplo, existe um programa de fomento à inovação e competitividade.

O tal programa se chama INOVA Piauí. Ele é um programa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) voltado para o desenvolvimento tecnológico e incorporação de inovação nos setores produtivos do Piauí, como medida de geração de riquezas, empregos, eficiência e capacidade competitiva. Para isso, o programa promove ações articuladas entre instituições públicas, privadas e universidades fortalecendo o ecossistema de inovação do Piauí.

Esse programa inovador abriu edital lançado pela FAPEPI em parceria com o Sebrae e a Baita Investimentos em março deste ano, chamando startups criadas no estado para se apresentarem. Ao todo 17 startups foram selecionadas para participar do INOVA Piauí e foi disponibilizado o valor global de R$ 840.000,00 oriundos do Tesouro Estadual do Piauí.

Todas as startups selecionadas são de base tecnológica, soluções tecnológicas ou de inovação obrigatoriamente e tem como limite de investimento o valor de R$ 60 mil reais para cada projeto aprovado. Para se ter noção, há ideias vindas de todos os setores, como: Turismo, Energias Renováveis,  Agronegócio, Agricultura familiar, Apicultura, Fruticultura, Piscicultura, Suinocultura, Avicultura, Cadeia do Babaçu e Tecnologia da informação e Comunicação.

O processo, que ainda está acontecendo, terá três fases diferentes: pré-aceleração, aceleração e incubadora. Na pré-aceleração os projetos das startups passarão por um processo de validação do seu segmento de clientes e consolidação da proposta de valor. Além disso, cada startups será acompanhada semanalmente por mentores que vão auxiliar na elaboração do MVP (Mínimo Produto Viável). Somente depois da comprovação de viabilidade do produto é que o projeto está apto receber os recursos financeiros. 

width=461

De acordo com o presidente da FAPEPI, Francisco Guedes, o programa é inovador para o Piauí. “Posso afirmar que é um programa inovador para o Piauí, que já vem sendo implantado em outros estados com muito êxito. É um programa que seleciona as melhores ideias, proporciona capacitação de aperfeiçoamento, forma empreendedores e leva para o mercado em busca de investidores. A pesquisa só é inovadora se for aplicada na ponta, beneficiando a população e gerando renda. Com certeza é um grande avanço para o Piauí e para o Brasil”, disse.

Ainda de acordo com Francisco Guedes, o Piauí sai ganhando muito incentivando esse tipo de ação, pois potencializa ideias empreendedoras e dá estrutura ao pioneirismo. “De forma prática os ganhos vão desde arrecadação em impostos, geração de emprego, abrir portas para o pioneirismo e também a possibilidade de crescimento incalculável para os idealizadores, já que se trata de um negócio escalável, ou seja, que não terá barreiras físicas”, explicou.

O INOVA Piauí é o primeiro programa da FAPEPI no âmbito da inovação, motivado pelas recentes mudanças na legislação nacional, como o Marco legal da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) sancionado em janeiro do ano passado. Com isso, através do Governo do Estado, o programa, está investindo R$ 4,1 milhões em 18 meses. 

As startpus pré-selecionadas são: Imersão 360, Mediconic, O Seu Conteúdo, Lander, SociAutism, Monar, Fito Fit, ADMEI, Kids Empreendu, Ecodrytec, Dimenuto, Go Caju, Thefarm, Babcoall, Revgás, Socdo e Healfyou.

 http://ziggi.uol.com.br/blog/startups-ganham-apoio-financeiro-no-piaui-5843

Por Mariana Duarte

 

Continuar lendoStartups ganham apoio financeiro no Piauí

Com apoio da Fapepi, edital do vestibular da UAPI será lançado na próxima semana

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:7 de junho de 2017
  • Reading time:3 minuto(s) de leitura

Nesta terça-feira (06), representantes da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), da Secretaria de Educação e da Fundação (Seduc) de Amparo à Pesquisa do Piauí (Fapepi) estiveram reunidos com o governador Wellington Dias para definir o cronograma para a implantação da Universidade Aberta do Piauí (UAPI).

No encontro ficou definido que o edital com vagas para os primeiros 61 municípios do estado a terem polos da UAPI será lançado no próximo dia 14 de junho, com previsão para outros 90 municípios recebam polos da universidade em janeiro de 2018.

De acordo com o governador Wellington Dias, esta ação garantirá que todos as cidades piauienses tenham acesso ao ensino superior, incluindo os polos de universidades públicas e particulares.

“Nós estamos trabalhando um programa ousado de levar ensino superior para todo o Piauí, aqui acabamos de aprovar a chegada a 61 municípios a partir do vestibular que iremos fazer agora nesse mês de agosto e ter já a autorização para os outros 90 municípios que faltam. Com isso, nós vamos chegar aos 224 com educação de ensino superior, com a UESPI, com a UFPI, com o IFPI, com as faculdades em polos presencias e outros com mediação tecnológica”, afirmou o governador Wellington Dias.

O decreto de criação da UAPI estabelece as competências de cada uma das instituições participantes. Assim, a Fapepi é responsável por realizar o pagamento das bolsas aos professores e coordenadores municipais destes cursos, com recursos do tesouro estadual, a UESPI se responsabiliza pela realização dos cursos e a Seduc pela manutenção da infraestrutura necessária.  

width=460

Segundo o presidente da Fapepi, Francisco Guedes, a criação da Universidade Aberta do Piauí faz parte da proposta do Governo do Piauí de universalizar o ensino superior no estado. Guedes ainda destacou que ficará a cargo da Fapepi a gestão das bolsas para os professores e monitores da universidade.

“Esta é uma parceria determinada pelo governador, entre a Fapepi e Uespi para que a gente possa ter o ensino superior em todos os munícipios do Piauí, a Universidade Aberta do Brasil já tem 80 polos  e o governador criou a Universidade Aberta do Piauí e vamos abrir um edital para vestibular para mais 60 municípios e no final do ano para mais 90 municípios para que a gente conclua a universalização do ensino superior em todos o municípios do Piauí e a Fapepi vai fazer a gestão das bolsas para os professores e para os monitores”, afirmou.

Inicialmente, a Universidade Aberta do Piauí irá ofertar os cursos de Administração, com vestibulares a cada semestre.   

width=460

Continuar lendoCom apoio da Fapepi, edital do vestibular da UAPI será lançado na próxima semana