Floriano recebe a primeira Conferência Territorial de Ciência, Tecnologia e Inovação do Piauí

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:13 de março de 2024
  • Tempo de leitura:4 minutos de leitura

Na manhã da última terça-feira (12), teve início a Conferência Preparatória Territorial de Ciência, Tecnologia e Inovação do Piauí, marcando o primeiro de uma série de cinco encontros estratégicos nas cidades de Floriano, Picos, Bom Jesus, Parnaíba e Teresina. Este evento, promovido pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Universidade Federal do Piauí (UFPI), Instituto Federal do Piauí (IFPI), Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDpar), Sociedade Brasileira para o Programa da Ciência (SBPC), EMBRAPA, SEBRAE, dentre outras e tendo como mobilizadora a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) e outras instituições de ensino locais, tem como objetivo central preparar o terreno para a 5ª Conferência Nacional de Ciências, Tecnologia e Inovação (CNCTI), programada para ocorrer de 4 a 6 de junho em Brasília.

Além de Floriano, a I Conferência Estadual do Piauí passará por outras quatro cidades, entre elas: Picos, Bom Jesus, Parnaíba e Teresina.


O tema “Para um Piauí justo, sustentável e desenvolvido” reflete a intenção de promover discussões que resultem na construção de políticas impulsionadoras do desenvolvimento científico e tecnológico no estado. Cada encontro territorial terá a responsabilidade de coordenar ações em áreas específicas, assegurando uma representação abrangente e participativa.


A abertura da conferência foi realizada no Campus Barros Araújo da UESPI, onde foram debatidos dois eixos temáticos cruciais: “Ciência, tecnologia e inovação para programas e projetos estratégicos no Piauí” e “Tecnologia para Inovação e Desenvolvimento Social”. O evento contou com a participação de pesquisadores, representantes da cadeia produtiva e membros da sociedade interessados no avanço dessas áreas no estado.


O professor João Batista, coordenador geral da conferência, expressou sua expectativa de que o evento congregue pesquisadores, docentes e estudantes interessados no tema, contribuindo para a formulação de uma política nacional de inovação. Ele enfatizou que as discussões estabelecerão uma ponte crucial entre a academia e o mercado, permitindo aos pesquisadores compreenderem as demandas reais por meio da participação ativa de empreendedores, cooperativas e ONGs.


Após a abertura, os participantes começaram a delinear os primeiros passos para a elaboração de um documento que servirá como base para as discussões durante a conferência. Esse documento será fundamental para a construção de um plano de ação e estratégia de inovação no estado, cujo resultado será posteriormente encaminhado para análise nas esferas estadual e regional nordeste, delineando os rumos da ciência, tecnologia e inovação na região.


As atividades da conferência estão sendo transmitidas pelo Canal da UESPI no Youtube, proporcionando uma ampla participação e envolvimento da comunidade interessada. A FAPEPI, como mobilizadora do evento, reforça seu papel fundamental no apoio e promoção do avanço científico e tecnológico no estado do Piauí.

Continue lendoFloriano recebe a primeira Conferência Territorial de Ciência, Tecnologia e Inovação do Piauí

FAPEPI investe em projeto de revitalização no semiárido piauiense para recuperação da Biodiversidade do Solo

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:11 de março de 2024
  • Tempo de leitura:6 minutos de leitura

Em meio ao cenário árido do semiárido piauiense, um projeto financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) está trazendo esperança e conhecimento para a região. Intitulado “Revegetação como Estratégia de Recuperação da Biodiversidade em Unidades de Recuperação de Áreas Degradadas e Redução da Vulnerabilidade Climática (URAD) no Semiárido Piauiense”, o projeto tem como objetivo central estudar a biodiversidade do solo em áreas sujeitas à degradação e explorar o potencial de estratégias de recuperação, como o uso de cordões de pedra e revegetação, para restaurar as propriedades biológicas do solo.

A região nordeste brasileira enfrenta desafios significativos relacionados à desertificação e degradação do solo, afetando estados como Piauí, Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. No Piauí, os estudos avançados estão sendo executados nas regiões de Gilbués e Santo Antônio Lisboa.

Em Gilbués, os estudos concentram-se na monitorização da biodiversidade do solo, enquanto em Santo Antônio Lisboa, a área foi contemplada com a implantação da URAD (Unidade de Recuperação de Áreas Degradadas e Redução da Vulnerabilidade Climática), local onde são realizadas as coletas e monitoramentos do solo para análises posteriores. O projeto é conduzido por uma equipe multidisciplinar, envolvendo professores, alunos de graduação e pós-graduação em Agronomia da Universidade Federal do Piauí (UFPI), além da colaboração de pesquisadores de outras instituições brasileiras, como a Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (UFAPE) e Universidade de São Paulo (USP), bem como da University of Groningen, no exterior.

Atividade de coleta de solo Santo Antônio Lisboa.

As análises do solo são realizadas no Laboratório de Microbiologia do Solo da UFPI, enquanto o sequenciamento do DNA é conduzido na UFC. Até o momento os resultados obtidos revelam um quadro preocupante de degradação do solo, caracterizado pela redução da atividade biológica, diminuição da diversidade microbiana e alteração na comunidade de bactérias e arqueias.

Apesar dos desafios, o projeto tem revelado avanços promissores. A implementação de estratégias de revegetação e utilização de cordões de pedra demonstra potencial na recuperação das propriedades biológicas do solo. No entanto, o tempo desde a implementação do projeto, que remonta a 2019, foi insuficiente para promover uma recuperação completa.

Para o professor da UFPI, Ademir Sérgio, que encabeça o estudo, além do impacto ambiental e científico, o projeto tem relevância social ao destacar a importância da preservação da vegetação do solo e, por conseguinte, da biodiversidade. Para o pesquisador, que foi considerado um dos mais influentes do mundo pelo ranking elaborado pela Universidade de Stanford (Califórnia, Estados Unidos), do ponto de vista científico, o projeto também contribui para a formação de recursos humanos em pesquisa, além de futura publicação dos resultados em revistas internacionais de renome, como a Scientific Reports (Nature).

O projeto de revitalização do solo no semiárido piauiense representa uma esperança tangível para uma região frequentemente assolada pela degradação ambiental. Com esforços contínuos e colaboração interdisciplinar, a restauração da biodiversidade do solo não é apenas uma possibilidade, mas uma realidade que está sendo construída passo a passo. Este projeto vai além do âmbito científico, tendo um impacto social significativo para garantir a sustentabilidade ambiental e a qualidade de vida das comunidades locais piauienses.

Saiba mais sobre o projeto:

https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0301479723025343

https://link.springer.com/article/10.1007/s11104-024-06489-x

Continue lendoFAPEPI investe em projeto de revitalização no semiárido piauiense para recuperação da Biodiversidade do Solo

FAPEPI recebe Selo Pró-Equidade em cerimônia no Palácio de Karnak

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:8 de março de 2024
  • Tempo de leitura:6 minutos de leitura
Presidente da FAPEPI, professor João Xavier, ao lado da secretária de Estado das Mulheres, Zenaide Lustosa e do governador Rafael Fonteles.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), recebeu nesta sexta-feira, 8 de março, o Selo Pró-Equidade. O reconhecimento foi concedido em virtude do compromisso demonstrado com a promoção da diversidade e equidade de gênero dentro da instituição. A entrega do Selo aconteceu durante cerimônia realizada no Palácio de Karnak, em Teresina, e marcou a 3ª edição do Programa Estadual Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade – 2023, promovido pela Secretaria Estadual de Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (SEMPI).

A solenidade de entrega do Selo foi marcada por um clima de celebração e reconhecimento, em especial, pela passagem do Dia da Mulher. O evento contou com a presença do Governador Rafael Fonteles, do presidente da FAPEPI, professor João Xavier, além de secretários de estado e outras autoridades representantes do poder público. Em seus discursos, os presentes destacaram a importância do reconhecimento do compromisso das instituições com a equidade de gênero e a necessidade contínua de avançar nessa pauta, construindo uma sociedade mais justa e inclusiva para todos.

Professor João Xavier, presidente da FAPEPI.

O presidente da FAPEPI enfatizou a importância do Selo para a Fundação. “Receber o Selo Pró-Equidade é uma honra e um reconhecimento do nosso incessante compromisso com a promoção da igualdade de gênero e da diversidade em todas as esferas da nossa atuação. Estamos profundamente comprometidos em criar um ambiente de trabalho inclusivo e respeitoso, onde todos os nossos colaboradores se sintam valorizados e tenham oportunidades iguais de crescimento e desenvolvimento”, destacou João Xavier.

O Selo Pró-Equidade é uma forma de incentivo para que as instituições continuem a investir em políticas e práticas que promovam a igualdade de oportunidades e o respeito à diversidade no ambiente de trabalho. Essa iniciativa reforça o papel fundamental que as organizações públicas têm na construção de uma sociedade mais justa, onde cada indivíduo tenha seus direitos garantidos, independentemente de gênero, raça ou origem.

Além da FAPEPI, outras instituições foram agraciadas com o Selo Pró-Equidade como a Secretaria de Estado de Planejamento (SEPLAN), a Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), a Secretaria de Estado da Defesa Civil (SEDEC), a Secretaria de Governo (SEGOV), a Secretaria de Estado das Relações Sociais (SERES), a Coordenadoria Estadual de Enfrentamento às Drogas e Fomento ao Lazer (CENDFOL) e a Ouvidoria Geral do Estado (OGE).

A FAPEPI e as demais instituições agraciadas com o Selo Pró-Equidade demonstram, assim, seu compromisso não apenas com a excelência em suas respectivas áreas de atuação, mas também com a construção de um Piauí e um Brasil mais igualitários e inclusivos. Este reconhecimento não é apenas um prêmio, mas um lembrete do caminho que ainda é preciso percorrer em direção a uma sociedade verdadeiramente equitativa e justa para todos os seus membros.

Após a cerimônia no Palácio de Karnak , os servidores e servidoras da FAPEPI participaram de momento comemorativo na Fundação em alusão ao Dia da Mulher.

Continue lendoFAPEPI recebe Selo Pró-Equidade em cerimônia no Palácio de Karnak

FAPEPI receberá o Selo Pró-Equidade em reconhecimento ao compromisso com a diversidade e equidade de gênero

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:5 de março de 2024
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) será uma das agraciadas com o Selo Pró-Equidade, como parte da 3ª edição do Programa Estadual Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade – 2023, promovido pela Secretaria Estadual de Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (SEMPI).

A solenidade de entrega do Selo está prevista para ocorrer dia 08 de março, sexta-feira, a partir das 09h no Palácio de Karnak.

A conquista do Selo Pró-Equidade é resultado do compromisso da FAPEPI com a promoção da diversidade e a equidade de gênero dentro da instituição. Ao longo do programa, foram desenvolvidas ações que visaram não apenas atender aos objetivos estabelecidos, mas também promover um ambiente de trabalho mais inclusivo e respeitoso para todos os servidores.

Desde o início da participação no Programa Estadual Pró-Equidade de Gênero, Raça e Diversidade, a FAPEPI assumiu o compromisso de implementar medidas efetivas para combater qualquer forma de discriminação e promover a igualdade de oportunidades para todos os seus colaboradores. Através de uma série de iniciativas, a instituição alcançou seus objetivos e contribuiu para a construção de uma cultura organizacional mais consciente e inclusiva.

“Estamos extremamente orgulhosos do reconhecimento alcançado com a conquista do Selo Pró-Equidade. Isso reflete o empenho e a dedicação de toda a equipe da FAPEPI em promover um ambiente de trabalho que valoriza a diversidade e respeita os direitos de todos os nossos colaboradores”, afirmou o presidente da FAPEPI, professor João Xavier, destacando a importância desse reconhecimento para a instituição e para o estado do Piauí como um todo.

Entre as ações desenvolvidas pela FAPEPI durante o programa estão a implementação de políticas de igualdade de gênero, a promoção de capacitações sobre diversidade e inclusão, a criação de espaços de diálogo e reflexão sobre temas relacionados à equidade, além de medidas para garantir a participação igualitária de homens e mulheres em todos os níveis da instituição.

O Selo Pró-Equidade representa não apenas uma conquista para a FAPEPI, mas também um estímulo para continuar avançando na promoção da igualdade de gênero, da raça e da diversidade em todas as suas atividades e políticas institucionais. A instituição reafirma seu compromisso em contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva, onde todos tenham oportunidades iguais de desenvolvimento e realização pessoal e profissional.

Continue lendoFAPEPI receberá o Selo Pró-Equidade em reconhecimento ao compromisso com a diversidade e equidade de gênero

FAPEPI participa de visitas técnicas em Minas Gerais e São Paulo para impulsionar estudos sobre Hidrogênio Verde no Piauí

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:5 de março de 2024
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Uma delegação composta por pesquisadores, empresários e investidores piauienses, incluindo o assessor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), Ciro Sá, embarcaram nesta segunda-feira (04), em uma jornada rumo ao conhecimento e potenciais parcerias na área do Hidrogênio Verde. O destino principal foi o 1° Centro de Pesquisa em Hidrogênio Verde do Brasil, localizado em Itajubá, Minas Gerais.

O grupo que também inclui os participantes do Núcleo de Estudos em Energias Renováveis do Piauí, teve a oportunidade de testemunhar de perto as inovações em andamento na estação de abastecimento de veículos movidos a hidrogênio, um projeto pioneiro que tem despertado interesse não apenas no Brasil, mas também internacionalmente. Durante a visita, os participantes puderam mergulhar nos estudos que exploram o potencial do hidrogênio verde em processos industriais, geração de energia elétrica e mobilidade urbana, destacando-se o uso desse recurso em ônibus, entre outros.

O Piauí com sua abundância de luz solar e ventos constantes, tem um grande potencial para se tornar um importante produtor de Hidrogênio Verde no Brasil.

Além da visita ao Centro de Pesquisa em Hidrogênio Verde em Itajubá, o itinerário dos participantes também inclui uma série de atividades enriquecedoras, como visitas à sede da AYA Earth Partners, aos ecossistemas de descarbonização e ao HUB COVI-CO, além de encontros estratégicos com gestores de fundos verdes. Essas experiências visam não apenas fortalecer os laços entre as entidades envolvidas, mas também estimular a colaboração e o intercâmbio de conhecimentos para impulsionar ainda mais os estudos sobre o Hidrogênio Verde no Brasil.

No Piauí, a FAPEPI tem desempenhado um papel fundamental como uma das principais entusiastas no estudo do Hidrogênio Verde. Em parceria com instituições de ensino superior como a Universidade Federal do Piauí (UFPI), o Instituto Federal do Piauí (IFPI), a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e a Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPAr), foi estabelecido o “Núcleo de Estudos em Energias Renováveis”. Esse núcleo tem como objetivo promover pesquisas direcionadas à produção de hidrogênio verde, aproveitando o vasto potencial energético do estado.

O Hidrogênio Verde desponta como uma fonte de energia limpa e altamente versátil, com aplicações diversas que incluem transporte, armazenamento de energia e indústrias de base. O Piauí, com sua rica abundância de recursos naturais, especialmente luz solar e ventos constantes, se apresenta como um candidato ideal para se tornar um importante produtor desta energia no Brasil, contribuindo significativamente para a transição para uma economia mais sustentável.

Continue lendoFAPEPI participa de visitas técnicas em Minas Gerais e São Paulo para impulsionar estudos sobre Hidrogênio Verde no Piauí

Reunião na FAPEPI destaca avanços e desafios do projeto de diagnóstico da juventude no Piauí

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:4 de março de 2024
  • Tempo de leitura:4 minutos de leitura

Representantes da Coordenadoria Estadual de Juventude e do Instituto Federal do Piauí (IFPI) estiveram reunidos com o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), professor João Xavier, para apresentar o balanço do diagnóstico da juventude do Piauí. A iniciativa, executada em parceria com a FAPEPI, visa analisar e compreender as demandas, desafios e potencialidades da juventude piauiense.

Durante o encontro nesta segunda-feira (04), os participantes compartilharam os resultados obtidos até o momento e discutiram estratégias para a continuidade e aprimoramento do projeto. Estiveram presentes os professores do IFPI, Fernando e Ricardo Ramos, o coordenador geral da COJUV, Everton Calisto e sua equipe envolvida na execução do projeto, bem como o diretor administrativo da FAPEPI, Ernaldo Vale e a diretora de desenvolvimento científico e tecnológico, Eliciana Vieira e membros da comunidade acadêmica interessados na temática da juventude.

O diagnóstico da juventude tem como objetivo central fornecer subsídios para a formulação de políticas públicas mais eficientes e direcionadas às necessidades reais dos jovens do estado. A partir da coleta e análise de dados socioeconômicos, educacionais, culturais e de saúde, pretende-se construir um panorama abrangente e detalhado da realidade juvenil no Piauí.

Durante a apresentação do balanço, foram destacados os principais desafios enfrentados durante a execução do projeto, bem como os avanços e as perspectivas para os próximos passos. A troca de experiências e o diálogo entre os participantes foram fundamentais para identificar pontos de melhoria e oportunidades de ampliação do alcance do projeto.

” Em breve estaremos elaborando o documento final onde vamos expor todos esses dados e a partir disso ter informações mais precisas, pois até então a gente não tinha muitos dados de juventude e a partir deste documento que a gente está fazendo em parceria com a FAPEPI, a gente começa a ter dados frequentes e consistentes sobre a juventude”, destacou o coordenador geral da COJUV, Everton Calisto.

Durante a reunião, o presidente da FAPEPI, professor João Xavier, ressaltou a importância da parceria entre instituições públicas e da sociedade civil para o desenvolvimento de iniciativas que promovam o bem-estar e o desenvolvimento integral dos jovens piauienses. Segundo ele, investir na juventude é investir no futuro do estado.

Ao final do encontro, ficou estabelecido que novas etapas do projeto serão iniciadas em breve, com a continuidade da coleta e análise de dados, bem como a realização de atividades de mobilização e sensibilização junto aos jovens e suas comunidades. A expectativa é de que os resultados obtidos possam subsidiar políticas públicas mais eficazes e inclusivas, capazes de promover o pleno desenvolvimento da juventude no estado do Piauí.

Continue lendoReunião na FAPEPI destaca avanços e desafios do projeto de diagnóstico da juventude no Piauí

FINEP Day Teresina marca o impulsionamento para tornar o Piauí um polo de Inovação e Empreendedorismo no Brasil

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:1 de março de 2024
  • Tempo de leitura:6 minutos de leitura

Pela primeira vez, Teresina foi palco do FINEP DAY, um importante evento para o debate de oportunidades e investimentos voltados à projetos inovadores e startups.

O evento aconteceu no Blue Tree Hotel nesta sexta-feira (01), e reuniu representantes do poder público, empresários, investidores, membros da comunidade acadêmica, especialistas e entusiastas do cenário tecnológico e empresarial, interessados em conhecer melhor as linhas de fomento ofertadas pela FINEP, FAPEPI, Investe Piauí e Governo do Estado, e assim, contribuir para o impulsionamento da economia e a promoção do desenvolvimento do Piauí através do Empreendedorismo e da Inovação.

“O Piauí tem uma gestão dinâmica, é um estado que vem crescendo muito nos últimos anos formando uma base social e científica muito sólida e está na hora de virar a chave com este governador dinâmico e a gente pisar firme com a FINEP aqui no Piauí”, destacou o presidente da FINEP, Celso Pansera.

Promovido através de uma parceria estratégica entre a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), o Governo do Estado, a Investe Piauí e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), o FINEP Day Teresina também contou com a presença de figuras importantes como o governador do estado, Rafael Fonteles, o presidente da FAPEPI, professor João Xavier, o presidente da FINEP, Celso Pansera e o diretor-presidente da Investe Piauí, Vitor Hugo, além de deputados federais como Merlong Solano, Francisco Costa e Flávio Nogueira.

A programação do evento incluiu painéis temáticos nos quais foram apresentadas as oportunidades de financiamento e apoio oferecidas pela FINEP, os resultados obtidos pela FAPEPI por meio de suas linhas de fomento com programas de bolsas e auxílios e os acordos de cooperação e ao final, os presentes puderam tirar dúvidas, compartilhar suas experiências, conhecimentos e discutir estratégias para fomentar o Empreendedorismo e a Inovação no estado

Durante sua participação no evento, o governador Rafael Fonteles destacou a importância de estimular o surgimento e o crescimento de startups e empreendimentos inovadores no Piauí.

“Estamos batendo em todas a portas que tenham dinheiro para Inovação. Fora o que estamos utilizando do próprio Tesouro Estadual para em termos relativos, ser o estado do Brasil que mais investe em Pesquisa, Ciência, Tecnologia e Inovação. Esse é o nosso plano”.

Em seguida, confirmando seu compromisso em tornar o Piauí um polo de inovação e empreendedorismo no Brasil. O governador Rafael Fonteles e o presidente da Financiadora de Estudos e Projetos, Celso Pansera, assinaram um acordo entre Governo do Estado e FINEP para liberação de R$ 20 milhões para investimentos em startups piauienses. Deste valor, R$ 12,2 milhões devem ser destinados ao Programa TECNOVA 3, executado pela FAPEPI, para o financiamento de micro, pequenas e médias empresas piauienses interessadas em investir em inovação tecnológica.

O presidente da FAPEPI, professor João Xavier, esteve presente no evento e parabenizou as instituições envolvidas em impulsionar a Inovação e o Empreendedorismo como motores do desenvolvimento econômico e social do Piauí.

“Quero parabenizar o presidente Pansera, toda a sua equipe e o presidente Lula pela grandeza e a luta para recompor os recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia que agora está aportando dez bilhões em ações e editais que nós pudemos presenciar aqui. Editais de recuperação, ampliação e inovação de estrutura de ciência e tecnologia em todo o país. Sem essa ação do governo Lula através da FINEP, não seria possível esse momento que presenciamos de assinatura e lançamento do Programa TECNOVA3”, afirmou.

Com a realização do evento, a expectativa é que novas oportunidades de negócios tenham sido geradas assim como o fortalecimento da rede de contatos e parcerias entre os participantes. O FINEP Day Teresina representou um marco importante para o desenvolvimento tecnológico e econômico do estado ao reunir diversos atores do ecossistema de inovação em um ambiente propício para a troca de ideias e a criação de parcerias, como também o surgimento e crescimento de novos negócios inovadores.

Continue lendoFINEP Day Teresina marca o impulsionamento para tornar o Piauí um polo de Inovação e Empreendedorismo no Brasil

Aberto o período de submissão de propostas para a chamada II do Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos, de Divulgação Científica e Tecnológica

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:26 de fevereiro de 2024
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), anuncia o início do período de submissão de propostas para a chamada II do Edital 001/2024 do Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos, de Divulgação Científica e Tecnológica (PAP). A partir desta sexta-feira, 01 de março, até o dia 15 do mesmo mês, os interessados poderão submeter suas propostas para eventos a serem realizados entre os dias 01 de junho e 30 de setembro de 2024.

O PAP é uma iniciativa que visa oferecer apoio financeiro para a realização de eventos de reconhecida relevância, promovendo a divulgação e popularização da produção científica e/ou tecnológica do estado do Piauí. Este ano, o programa está dividido em três chamadas distintas, cada uma direcionada a eventos a serem realizados em períodos específicos.

A chamada II abrange eventos a serem realizados de 01 de junho a 30 de setembro de 2024. Durante esse período, os proponentes têm a oportunidade de submeter suas propostas, buscando apoio financeiro para a execução de seus projetos.

Para garantir que a comunidade científica e tecnológica possa se beneficiar adequadamente deste programa, a FAPEPI estabeleceu valores de apoio de acordo com o alcance do evento proposto. Eventos internacionais poderão receber até R$20.000,00 em apoio financeiro, enquanto eventos de abrangência nacional/regional poderão contar com até R$15.000,00. Já os eventos estaduais/locais poderão receber até R$6.000,00.

Os interessados em receber apoio financeiro para a realização de seus eventos devem submeter suas propostas por meio do Sistema Integrado de Gestão da FAPEPI (SIGFAPEPI), através do link http://sistema.fapepi.pi.gov.br/. É fundamental que os proponentes estejam atentos ao cronograma estabelecido pelo Edital, garantindo assim a participação dentro do prazo estipulado.

O PAP representa uma oportunidade única para fomentar o desenvolvimento científico e tecnológico do estado do Piauí, além de fortalecer a comunidade acadêmica e promover a divulgação do conhecimento produzido na região. A FAPEPI reitera seu compromisso em apoiar iniciativas que contribuam para o avanço da ciência e da tecnologia, incentivando a realização de eventos que ampliem o acesso ao conhecimento e promovam o intercâmbio de ideias e experiências entre pesquisadores, estudantes e profissionais das mais diversas áreas do saber.

A próxima e última chamada será referente à eventos a serem realizados entre 01 de outubro de 2024 e 31 de março de 2025, o período de submissão de propostas acontecerá de 06 a 20 de maio de 2024.

Clique aqui para acessar o Edital.

Continue lendoAberto o período de submissão de propostas para a chamada II do Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos, de Divulgação Científica e Tecnológica

FAPEPI divulga Resultado Final da Chamada I do Edital de Eventos 2024

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:29 de fevereiro de 2024
  • Tempo de leitura:2 minutos de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí “Professor Afonso Sena Gonçalves” (FAPEPI), torna público a Homologação do Resultado Final da seleção das propostas submetidas ao Edital n° 001/2024, no período de 05 a 20 de fevereiro de 2024, no âmbito de Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos, de Divulgação Científica e Tecnológica no Estado do Piauí.

Foram selecionadas 21 das 25 propostas que passaram por duas etapas de avaliação: Habilitação e Mérito. Os eventos contemplados nesta primeira chamada tem abrangência local, regional, nacional e internacional e serão realizados nos meses de março a maio, em 07 dos 12 territórios de desenvolvimento do Estado (ver gráfico):

Entre as Instituições de Ensino e/ou Pesquisa que foram contempladas com recursos financeiros, estão: UFPI, IFPI, UESPI, UFDPAR e EMBRAPA.

Para que os repasses de recursos possam ser efetivados, os proponentes contemplados tem até 05 de março para assinar termo de Outorga junto à FAPEPI.

A FAPEPI informa ainda, que a CHAMADA II ocorrerá de 01 a 15 de março, para eventos que serão realizados de 01 de junho a 30 de setembro de 2024.

Clique aqui para acessar o Resultado Final.

Continue lendoFAPEPI divulga Resultado Final da Chamada I do Edital de Eventos 2024

Disponível o resultado preliminar da Etapa II (Avaliação de Mérito): Chamada I do Edital n° 001/2024

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:27 de fevereiro de 2024
  • Tempo de leitura:2 minutos de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí “Professor Afonso Sena Gonçalves” (FAPEPI), por meio da Diretoria Técnico-Científica (DTC), divulga o Resultado Preliminar da Etapa II – Avaliação de Mérito das propostas submetidas no período de 5 a 20 de fevereiro, do Edital Nº 001/2024 – Chamada I, no âmbito do Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos, de Divulgação Científica e Tecnológica (PAP).


A Interposição de recursos ao Resultado da Etapa II, será, exclusivamente, via SIGFAPEPI, até às 23 horas e 59 minutos do dia 28 de fevereiro de 2024, em formulário eletrônico específico, disponível na área restrita do proponente, dentro do quadro da proposta submetida, no ícone referenciado como “Recursos”.

Para acessar o parecer de proposta não habilitada, acesse o sistema SIGFAPEPI, home do pesquisador, clique no ícone “Informações” e em seguida “Informações”.

Clique aqui para acessar o Resultado.

Continue lendoDisponível o resultado preliminar da Etapa II (Avaliação de Mérito): Chamada I do Edital n° 001/2024