Abertas as inscrições para o Prêmio Nacional de Inovação

  • Post author:
  • Post category:EditaisNotícia
  • Post last modified:24 de agosto de 2021
  • Reading time:7 minuto(s) de leitura

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lançaram a sétima edição do Prêmio Nacional de Inovação, com patrocínio da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP). O Prêmio destina-se às empresas industriais, aos pequenos negócios de todos os setores e aos ecossistemas de inovação de todo o território nacional. As inscrições poderão ser realizadas por meio do site do Prêmio até o dia 02 de outubro. O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) é parceiro institucional do Prêmio.

Os vencedores serão anunciados no dia 08 de março de 2022. A premiação inclui participação em duas imersões em ecossistemas de inovação, sendo uma nacional e outra internacional, além de vagas no curso de Master in Business Innovation (MBI) do SENAI. Devido à pandemia da covid-19, o processo de avaliação será feito online e a etapa de validação, que antes era realizada por meio de visitas in loco nas instalações dos semifinalistas, será feita de forma virtual.

Para a diretora de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Gianna Sagazio, é importante reconhecer a importância do trabalho de pesquisa, desenvolvimento e inovação que tem sido feito pelas empresas, principalmente nesse período da pandemia.

“Temos a oportunidade de mostrar que a inovação é a chave para a retomada do crescimento do país. E premiar essas práticas é uma forma de incentivar as empresas a continuarem buscando novas tecnologias, além de compartilhar essas experiências que têm dado certo. A inovação é o caminho para o crescimento do país”, afirma.

Gianna Sagazio, diretora de Inovação da CNI

As empresas irão concorrer nas categorias de Inovação em Produto, Processo, Sustentabilidade e Gestão da Inovação. No momento da inscrição, as empresas deverão preencher um cadastro que é obrigatório e aquelas que desejarem concorrer, também, na categoria Gestão da Inovação devem concordar em participar e responder um questionário adicional. Além das categorias apresentadas acima, as empresas concorrem a um reconhecimento para as práticas inovadoras em Saúde e Segurança no Trabalho (SST), que poderá ser concedido para uma empresa finalista em cada modalidade.

De acordo com o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick, o Prêmio é uma excelente oportunidade para os pequenos negócios mostrarem o quanto conseguiram inovar em um momento tão crítico da economia e para os Ecossistemas demostrarem como estão conseguindo atuar em rede e unidos para apoiar cada vez mais o Brasil.

“Temos discutido bastante sobre o que são Ecossistemas de Inovação e como eles são importantes para o estabelecimento de empresas mais inovadoras. Nesse sentido, a existência de um prêmio que revele os esforços existentes em todo o Brasil, é muito importante para a retomada da economia do país”, destacou.

Bruno Quick, diretor técnico do Sebrae

Nesta sétima edição, uma das novidades é a categoria destinada aos Ecossistemas de Inovação, que irá premiar redes de cooperação locais, que integram organizações da hélice tripla e que têm a inovação como elo. Também há novidades relacionadas à atualização do Manual de Oslo que impactam o regulamento. No ato da inscrição, todas as empresas devem preencher um questionário obrigatório sendo possível concorrer simultaneamente às categorias de inovação em produto, processo e sustentabilidade. Caso haja interesse na candidatura à de Gestão da Inovação, é preciso preencher um questionário adicional.

Sobre o Prêmio Nacional de Inovação:

O Prêmio Nacional de Inovação é voltado para a indústria, com exceção dos pequenos negócios, que podem ser do setor industrial, de comércio, de serviço ou agronegócio. Não é necessário inscrever um projeto específico de inovação para cada categoria. A empresa se inscreve uma única vez e é avaliada como um todo, podendo ser selecionada em mais de uma categoria ou subcategoria. No entanto, é preciso que as inovações desenvolvidas tenham acontecido, no máximo, nos últimos dois anos e estejam implantadas no momento da inscrição.

Desde 2011, foram realizadas seis edições que, somadas, tiveram 11.300 inscritos, reunindo empresas de todos os portes e do país inteiro. A última edição, realizada em 2019, contou com a participação de 1.746 empresas. Destas, 26 foram finalistas e 15 vencedoras. Para a edição 2021/2022, espera-se um crescimento de 20% no número de inscrições, levando em consideração a nova categoria voltada aos Ecossistemas de Inovação.

O Prêmio Nacional de Inovação é uma iniciativa da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) e é realizado pela CNI e o Sebrae, com o patrocínio exclusivo da FINEP e em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL). A premiação visa contribuir no processo de aprendizado, auxiliando empresas e ecossistemas de inovação a identificarem seus pontos fortes e oportunidades de melhorias em inovação.

Conheça mais sobre as categorias do Prêmio Nacional de Inovação:

  • Gestão da Inovação: contempla organizações que, por meio da implementação de processos, métodos, técnicas e ferramentas produziram um ambiente profícuo à geração de inovações. A avaliação identifica, simultaneamente: (1) o nível da capacidade de inovação, em função da aderência a um conjunto de fundamentos; e (2) o grau de resultados efetivos obtidos pela organização.
  • Inovação em Produto: avalia a introdução de novos bens e serviços ou significativamente melhorados, em termos de suas características ou usos previstos, que proporcionaram positivos impactos ao negócio.
  • Inovação em Processos: avalia implementação de métodos de produção e/ou métodos de distribuição novos ou significativamente melhorados, que proporcionaram impactos positivos ao negócio.
  • Inovação em Sustentabilidade: avalia introdução de inovações que preservaram o meio ambiente e/ou que proporcionaram benefícios sociais.
  • Ecossistemas de Inovação: avaliação contempla o fortalecimento do ecossistema de inovação por meio da demonstração do esforço realizado, dos resultados obtidos, dos impactos gerados e da evolução da rede, nos últimos dois anos.

Para mais informações sobre o Prêmio, acesse: www.premiodeinovacao.com.br

Continuar lendoAbertas as inscrições para o Prêmio Nacional de Inovação

TCU abre inscrições para Webinário sobre o Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:31 de agosto de 2021
  • Reading time:6 minuto(s) de leitura

A partir da próxima quarta-feira (25) acontecerá o Ciclo de Debates sobre o Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação, através da modalidade online. O webinário é organizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e contará com a participação no primeiro dia do ciclo de debates, a Ministra Ana Arraes (Presidente TCU); o Ministro Marcos Pontes (MCTI) e Leonardo Albernaz (Secretário-Geral de Controle Externo TCU) para abertura do evento, às 9h.

O prazo para inscrição no webinário será até o dia 25 de agosto, com o número de participantes limitado à 5 mil vagas. O evento ocorrerá nos dias 25 a 27 de agosto, a partir das 9h até 12:30, através do Youtube. Acesse o link para realizar a inscrição.

O primeiro painel do ciclo trata sobre os motivos que justificaram as alterações no arcabouço normativo relacionado a CT&I, tais como baixo desempenho do país nos indicadores de inovação e a dificuldade de implementação das disposições da Lei 10.973/2004, e discutir sobre a mudança de paradigma a partir do Marco Legal de Inovação (princípios, papel do Estado, relação entre ICTs e entes privados, propriedade intelectual, transferência e difusão tecnológica). E contará como palestrante: Cândida Oliveira (Gerente Executiva CNI); Rafael Navarro (Presidente ANPEI); Helena Nader (UNIFESP/SBPC/ABC); Igor Nazareth (Diretor de Planejamento e Relações Institucionais Embrapii).

O segundo painel do ciclo de debates abordará a insegurança jurídica e os efeitos sobre a aplicabilidade do Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação, e que busca tratar da fragmentação normativa e de outras falhas na organização e consolidação das normas infradecreto que geram dificuldades para aplicação do Marco Legal de Ciência, Tecnologia e inovação; diferentes entendimentos sobre a aplicação do arcabouço normativo pelos diversos agentes/órgãos e iniciativas em curso visando mitigar esses problemas, como as melhorias ocorridas com a publicação do Decreto 9.283/2018. Os palestrantes serão: Bruno Portela (Secretário Especial Adjunto Sepec/ME); Leopoldo Muraro (Procurador-Chefe CNPq); Paulo Alvin (Secretário Sempi/MCTI); Vitor Monteiro (Advogado Finep).

No segundo dia (26), o webinário trará como tema a “Relação entre Governo, Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação (ICTS) e setor privado, com a participação dos palestrantes: Sílvio Meira (Fundador Porto Digital); Cristina Assimaloupoulos (Advogada Vale); Helena Nader (UNIFESP/SBPC/ABC) e Cristiane Rauen (Coordenadora Embrapii). o Segundo painel do dia deve abordar os “Instrumentos de estímulo à inovação nas empresas – fragilidades e potencialidades”, e deve levantar informações sobre dificuldades para utilização dos instrumentos previstos no MCLTI para financiar a inovação (subvenção econômica, bônus tecnológico, incentivos fiscais, fundos de investimento, encomenda tecnológica etc); desafios para ampliar o financiamento privado e a importância desses mecanismos para induzir a inovação no país. Os palestrantes deste painel serão: Hudson Mendonça (Chefe do Departamento de Apoio a Projetos Inovadores – Finep); Fernanda De Negri (Pesquisadora Ipea); Isabela Brod (Gerente de Inovação – BNDES); Jorge Almeida (Diretor-Presidente Embrapii); e Rafael Lucchesi (Diretor-Geral Senai).

No terceiro dia (27), o ciclo contará na abertura do último dia de evento com a participação do Ministro Marcos Pontes (MCTI) e do Ministro Augusto Nardes (Relator-TCU Universidades), e deve trazer como tema central “os entraves para o uso do poder de compra do Estado como um instrumento de estímulo à inovação no país. Como construir um controle para tratar do risco tecnológico?”. Os palestrantes são: André Rauen (Pesquisador Ipea); Ludmila Meira Maia Dias (Procuradora-Chefe Adjunta da Procuradoria Federal junto à UFMG); Lara Brainer (Diretora Central de compras ME) e Rafael Fassio (Procurador do Estado de São Paulo). E o último painel do evento abordará o tema referente à “Prestação de contas – Desafios enfrentados e o papel dos órgãos de controle. Este último painel objetiva a flexibilização introduzida pelo Marco Legal de CT&I e pela assimilação das novas regras pelas principais agências de fomento à inovação (Finep, Capes e CNPq); desafios enfrentados por essas instituições no monitoramento, avaliação e análise da prestação de contas; dificuldades enfrentadas pelos pesquisadores e entidades para prestar contas às agências de fomento; atuação dos órgãos de controle quanto às peculiaridades da prestação de contas na área de CT&I. Os palestrantes são: Rafael Dubeux (Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação/Prefeitura da Cidade do Recife); Marcelo Gomes Meireles (Secretário Sefip/MCTI), a confirmar; Fernando Peregrino (Presidente Confies); Evaldo Vilela (Presidente CNPq) e Anderson Lozi (Diretor de Gestão Capes).

Para mais informações acesse o link. Confira abaixo os links de cada dia do ciclo de palestras:

Primeiro dia (25)

Segundo dia (26)

Terceiro dia (27)

Fonte: Ascom

Continuar lendoTCU abre inscrições para Webinário sobre o Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação

CONFAP divulga Prêmio de CT&I – “PROF. FRANCISCO ROMEU LANDI” (EDIÇÃO 2021)

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:3 de agosto de 2021
  • Reading time:3 minuto(s) de leitura

O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) recebe inscrições para o Prêmio CONFAP de Ciência, Tecnologia e Inovação, concedido a pessoas físicas, residentes no Brasil, que tenham se destacado em pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação cujos resultados produziram conhecimento e beneficiaram, direta ou indiretamente, o desenvolvimento e o bem-estar das populações brasileiras. E, ainda, profissionais que, por meio de jornalismo científico contribuíram para a aproximação entre a ciência, a tecnologia, a inovação e a sociedade.


Categorias: PESQUISADOR(A) DESTAQUE, com as subcategorias: Ciências da Vida (Ciências Biológicas, Ciências Agrárias, Ciências da Saúde); Ciências Exatas (Ciências Exatas e da Terra, Engenharias, Tecnologia); Ciências Humanas (Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Artes, Letras e Linguística); PESQUISADOR(A) INOVADOR(A), com as subcategorias: Inovação para o Setor Empresarial; Inovação para o Setor Público; e PROFISSIONAL DE COMUNICAÇÃO.

As Etapas Estaduais do Prêmio Confap de CT&I serão realizadas pelas 26 Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa – FAPs, no caso do Piauí, através da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI). As submissões de propostas para a Etapa Nacional (Confap) devem ser feitas, única e exclusivamente, pelas equipes das FAPs, após a realização das Etapas Estaduais e seleção dos indicados e concorrentes para a Etapa Nacional. 

O link para submissão da Etapa Nacional será disponibilizado a partir do dia 19 de outubro de 2021, no site da CONFAP.

CRONOGRAMA

– Lançamento da Chamada Pública pelo CONFAP: 17 de junho de 2021
– Período para realização das Etapas Estaduais: 17 de junho de 2021 a 18 de outubro de 2021
– Período de inscrição pelas FAPs, dos candidatos indicados, no formulário de submissão:
19 a 29 de outubro de 2021
– Análise de mérito: até 17 de novembro de 2021
– Resultado preliminar dos selecionados: até 18 de novembro de 2021
– Período para apresentação de recursos administrativos: 18 a 22 de novembro de 2021
– Resultado final dos selecionados (finalistas): Até 25 de novembro de 2021
– Cerimônia de premiação: 1 de dezembro de 2021

Esclarecimentos ou questionamentos acerca do conteúdo desta Chamada Pública podem ser obtidos pelo e-mail premio.confap@gmail.com

Para mais informações acesse o edital através do link.

Fonte: Assessoria de Comunicação – CONFAP

Continuar lendoCONFAP divulga Prêmio de CT&I – “PROF. FRANCISCO ROMEU LANDI” (EDIÇÃO 2021)

All-Atlantic2021 procura agentes para pesquisa à Inovação Marinha

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:4 de março de 2021
  • Reading time:4 minuto(s) de leitura

A Conferência All-Atlantic2021“Cooperação Atlântica em Pesquisa e Inovação para um Oceano Sustentável: conferência ministerial de alto-nível e de partes interessadas”, lançou na quarta-feira (24/02), um questionário para identificar e caracterizar os agentes internacionais interessados em promover e fortalecer a comunidade da Aliançade Todo o Atlântico para Pesquisa Oceânica e Inovação (All-Atlantic Ocean Research Alliance, em inglês). 

No Brasil, o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), no conjunto de suas 26 Fundações, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), apoiam a Aliança de todo o Atlântico. 

A enquete visa facilitar a identificação dos agentes e partes interessadas em Pesquisa e Inovação (P&I) marinha, contribuindo para reforçar a cooperação de P&I nos países que são banhados pelo Oceano Atlântico. O levantamento permitirá a identificação das partes interessadas que poderão contribuir e participar na Conferência All-Atlantic2021, bem como nas atividades de Pledging e, nos eventos paralelos e iniciativas associadas à conferência internacional. 

Os dados obtidos na enquete também poderão alimentar uma base de dados acessível através do portal doAll-Atlantic Ocean. A enquete compreenderá as partes interessadas de vários setores, de instituições governamentais, centros de ciência, indústria, sociedade civil, cujo trabalho, competências e experiência, poderão ser relevantes para fomentar a cooperação transatlântica nas áreas científicas e nos respectivos objetivos estratégicos da conferência.

Conferência All-Atlantic2021

A Conferência All-Atlantic2021 será realizada pela Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, em cooperação com a Comissão Europeia, de 3 a 4 de junho de 2021, em Ponta Delgada, Portugal, e visa apoiar a All-Atlantic Ocean Research Alliance e fortalecer a cooperação em P&I do Oceano Atlântico. Saiba mais sobre o evento em: www.allatlantic2021.eu/

O questionário para os interessados em promover e fortalecer a Cooperação em P&I do Oceano Atlântico, encontra-se disponível (em inglês) no link: https://survs.com/survey/h5li0jb2m2.

Continuar lendoAll-Atlantic2021 procura agentes para pesquisa à Inovação Marinha