O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) tornam pública a Chamada de Propostas nº 003/2022 – Iniciativa Amazônia+10, que visa o desenvolvimento de Ciência, Tecnologia e Inovação (C,T&I) na região da Amazônia Legal.

Além da FAPEPI, outras 19 Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) aderiram à Chamada de Propostas (vide listagem abaixo). Os investimentos totalizam mais de R$ 50 milhões. Pesquisadores do Piauí deverão atender também as diretrizes da FAPEPI (Diretrizes).

O objetivo desta Chamada de Propostas é apoiar a pesquisa científica e o desenvolvimento tecnológico em instituições de ensino e pesquisa e em empresas sobre os problemas atuais da Amazônia, que tenham como foco o estreitamento das interações natureza-sociedade para um desenvolvimento sustentável e inclusivo da região. 

Os estudos apoiados no âmbito desta iniciativa deverão avançar o conhecimento científico e tecnológico sobre a região propondo soluções de adaptação baseadas na comunidade, ou seja, desenvolvida conjuntamente com a população local, de forma a prioritariamente beneficiar e promover o bem-estar das populações da região de forma consistente e a longo prazo. A participação de formuladores de políticas públicas e investidores públicos e privados será incentivada em todos os projetos.

Eixos Prioritários

Serão recebidas propostas que apresentem pesquisa científica que contribua para a resolução de problemas considerados prioritários para o avanço do desenvolvimento sustentável na região, em três eixos:

I) Territórios como infraestrutura e logística que facilitam o desenvolvimento sustentável em dimensão multiescalar;

II) Povo da Amazônia como protagonistas do conhecimento e da valorização da biodiversidade e adaptação às mudanças climáticas; e

III) Fortalecimento de cadeias produtivas sustentáveis pelos amazônidas.

O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) torna pública a Chamada de Propostas nº 003/2022 – Iniciativa Amazônia+10, que visa o desenvolvimento de Ciência, Tecnologia e Inovação (C,T&I) na região da Amazônia Legal.

Ao todo, 20 Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) aderiram à Chamada de Propostas (vide listagem abaixo). Os investimentos totalizam mais de R$ 50 milhões.

O objetivo desta Chamada de Propostas é apoiar a pesquisa científica e o desenvolvimento tecnológico em instituições de ensino e pesquisa e em empresas sobre os problemas atuais da Amazônia, que tenham como foco o estreitamento das interações natureza-sociedade para um desenvolvimento sustentável e inclusivo da região. 

Os estudos apoiados no âmbito desta iniciativa deverão avançar o conhecimento científico e tecnológico sobre a região propondo soluções de adaptação baseadas na comunidade, ou seja, desenvolvida conjuntamente com a população local, de forma a prioritariamente beneficiar e promover o bem-estar das populações da região de forma consistente e a longo prazo. A participação de formuladores de políticas públicas e investidores públicos e privados será incentivada em todos os projetos.

Eixos Prioritários

Serão recebidas propostas que apresentem pesquisa científica que contribua para a resolução de problemas considerados prioritários para o avanço do desenvolvimento sustentável na região, em três eixos:

I) Territórios como infraestrutura e logística que facilitam o desenvolvimento sustentável em dimensão multiescalar;

II) Povo da Amazônia como protagonistas do conhecimento e da valorização da biodiversidade e adaptação às mudanças climáticas; e

III) Fortalecimento de cadeias produtivas sustentáveis pelos amazônidas.

Veja a relação de *FAPs que aderiram à Chamada de Propostas e as respectivas diretrizes de cada Fundação:

  1. FACEPE – Pernambuco (Diretrizes);
  2. FAPAC – Acre (Diretrizes);
  3. FAPDF – Distrito Federal (Diretrizes);
  4. FAPEAL – Alagoas (Diretrizes);
  5. FAPEAM – Amazonas (Diretrizes);
  6. FAPEAP – Amapá (Diretrizes);
  7. FAPEG – Goiás (Diretrizes);
  8. FAPEMA – Maranhão (Diretrizes);
  9. FAPEMAT – Mato Grosso (Diretrizes);
  10. FAPEPI – Piauí (Diretrizes); 
  11. FAPERGS – Rio Grande do Sul (Diretrizes);
  12. FAPERJ – Rio de Janeiro (Diretrizes);  
  13. FAPERO – Rondônia (Diretrizes);
  14. FAPES – Espírito Santo (Diretrizes);
  15. FAPESC – Santa Catarina (Diretrizes);
  16. FAPESP – São Paulo (Diretrizes);
  17. FAPESPA – Pará (Diretrizes);
  18. FAPESQ – Paraíba (Diretrizes);
  19. FAPT – Tocantins (Diretrizes);
  20. Fundação Araucária – Paraná (Diretrizes).

*Outras FAPs e demais instituições interessadas poderão participar desta chamada manifestando seu interesse, junto ao CONFAP, até a data limite de 15 de julho de 2022.

Elegibilidade e Submissão de Propostas

As propostas devem ter a participação de pesquisadores responsáveis de pelo menos três Estados das FAPs que aderiram à chamada, sendo que um deles deve ser obrigatoriamente vinculado a instituições de ensino superior e/ou pesquisa, ou ainda de empresas, com sede nos Estados da região Amazônica (Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima, Pará, Maranhão, Amapá, Tocantins e Mato Grosso).

Os candidatos brasileiros devem consultar as regras específicas de elegibilidade e modalidades de participação das respectivas Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que aderiram ou venham a aderir à chamada. Os projetos apoiados deverão ter duração de, no máximo, três anos.

Cronograma

– Publicação da Chamada de Propostas: 24 de junho de 2022;

– Data limite para submissão das propostas: 10 de agosto de 2022;

– Divulgação do resultado: 11 de novembro de 2022.

A divulgação do resultado será feita pelo CONFAP (via site) e por todas as FAPs envolvidas via contato direto com os pesquisadores.

Informações

– Dúvidas gerais sobre a Chamada de Propostas nº 003/2022 e a Iniciativa Amazônia +10 podem ser esclarecidas pelo e-mail: chamadaamazonia10@gmail.com.

– Dúvidas específicas sobre os procedimentos e regras de elegibilidade de cada FAP podem ser esclarecidas com os contatos disponíveis no link