Finep e MCTI lançam seleção pública para apoio a Centros Nacionais Multiusuários

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:10 de janeiro de 2023
  • Tempo de leitura:4 minutos de leitura

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) lançam Seleção Pública para apoio a Centros Nacionais de Infraestrutura Científica e Tecnológica de caráter multiusuário. O objetivo da chamada é fortalecer os Centros de Infraestrutura de Pesquisa Científica e Tecnológica de caráter multiusuário já estabelecidos, além de também prevê a instalação de novos centros onde não existam, através de implantação e melhoria da infraestrutura necessária ao seu desenvolvimento. Outro aspecto importante é o fomento da cooperação entre os Centros Nacionais multiusuários e as Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs), garantindo a sustentabilidade e a operacionalidade dos laboratórios.

O Prazo para submissão de proposta será até o dia 28 de abril de 2023. A submissão de proposta deverá ser realizada através da plataforma da Finep. O valor solicitado em cada proposta, obrigatoriamente, não poderá ultrapassar R$ 25.000.000,00, e deverá ter um valor mínimo de R$ 5.000.000,00. As propostas que não observarem estes limites serão eliminadas.

São elegíveis para apresentar proposta Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTs) públicas ou privadas qualificadas como Instituição Comunitária de Educação Superior (ICES).

Os projetos apresentados deverão ser enquadrados nos seguintes grupos de concorrência:

Grupo 01 – Centros já apoiados – Fortalecer os centros financiados na Chamada Pública MCTI/FINEP/FNDCT 02/2016 – Centros Nacionais Multiusuários

Grupo 02 – Centros em estruturação e/ou expansão – Estabelecer novos Centros Nacionais Multiusuários (CNM), por meio de implantação e melhoria da infraestrutura necessária ao seu desenvolvimento;

Os Centros Nacionais Multiusuários (CNM) devem possuir cumulativamente as seguintes características:

  • Infraestrutura laboratorial e/ou de prestação de serviços em temática única e singular para o País, Região, Estado ou Município;
  • Equipe técnico-científica de competência reconhecida;
  • Compartilhamento da sua infraestrutura laboratorial com usuários internos e externos à instituição de forma estruturada, com critérios de agendamento e utilização dos equipamentos definidos por um Comitê Gestor e divulgação pública por meio de página na internet;
  • Atenda às necessidades de análises e soluções para produtos e processos apresentados por empresas.

As executoras públicas federais deverão necessariamente apresentar proposta em parceria com instituição de apoio que, neste caso, atuará obrigatoriamente como proponente, enquanto a ICT figurará apenas como executora. Cada ICT Executora poderá participar de uma única proposta, com um subprojeto. A apresentação de mais de uma proposta de uma mesma executora acarretará a eliminação de todas as suas propostas.

As propostas apresentadas por instituição estadual, municipal ou do Distrito Federal, na qualidade de proponente/convenente, deverão prever contrapartida financeira, a ser apresentada pela proponente/convenente ou pela ICT Executora, nos percentuais estabelecidos pela Lei nº 14.436/2022 (Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO 2023).

Para saber mais acesse o edital no link disponível.

Orientações sobre o edital entre em contato através do e-mail: fapepi.ddct@gmail.com.

Fonte: Finep

Continue lendoFinep e MCTI lançam seleção pública para apoio a Centros Nacionais Multiusuários

Finep lança Edital do Programa INOVADOC

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:10 de janeiro de 2023
  • Tempo de leitura:4 minutos de leitura

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) tornam pública a presente Seleção Pública para o fomento de projetos de inovação oriundos de pesquisas científicas avançadas, visando sua introdução no mercado e comercialização. As propostas poderão ser submetidas por pessoas físicas ou por empresas e os projetos deverão ser coordenados por doutorandos, doutores ou pós-doutores. O programa é voltado para soluções com Nível de Prontidão Tecnológica (TRL –Technology Readiness Level) 6 ou superior, que tenham, a princípio, minimamente um protótipo validado em ambiente relevante ou operacional.

O Programa Finep INOVADOC é uma nova iniciativa que tem por objetivo a transferência de tecnologias já consolidadas em universidades, centros de pesquisas e demais Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTs) brasileiras para empresas. O Programa integra um conjunto de programas de apoio a empresas com faturamento inferior a R$ 90 milhões, incluindo os programas Centelha, Finep Start-Up e Inovacred. Deste modo, a Finep consolida um fluxo de possibilidades de financiamento para essas empresas, permitindo contemplar desde o empreendedorismo inovador, projetos de maior risco tecnológico, investimento e crédito, até a introdução de lote pioneiro e comercialização de novos produtos, processos e serviços no mercado.

O prazo para submissão de proposta é até o dia 27 de abril de 2023. Para cada linha temática serão alocados até R$ 12.500.000,00 (doze milhões e quinhentos mil reais).

Linhas temáticas

Linha temática I – Biotech: projetos que utilizem sistemas vivos e organismos para desenvolver ou produzir produtos, ou qualquer aplicação tecnológica que use sistemas biológicos, organismos vivos ou seus derivados para fazer ou modificar produtos ou processos para uso específico.

Linha temática II – Nanotech: projetos que utilizem tecnologia de manipulação de átomos e moléculas a partir de operações em nanoescala para criação de novos materiais, produtos ou processos através da reestruturação atômica.

Linha temática III – Healthtech: projetos que desenvolvam equipamentos médicos, pesquisa farmacêutica, pesquisa genômica e bancos de germoplasma, desenvolvimento de exames ou equipamentos vestíveis, entre outros projetos que tenham por objetivo solucionar problemas do setor da saúde.

Linha temática IV – Agritech: projetos que desenvolvam soluções em agricultura de precisão e fabricação de defensivos, bioinsumos e fertilizantes, entre outros desenvolvimentos que tenham por objetivo solucionar problemas da cadeia produtiva agrícola.

Acesse aqui o edital da FINEP.

Para dúvidas e demais informações entre em contato através do e-mail institucional da Equipe DRCT (FINEP): cp_inovadoc@finep.gov.br.

Orientações sobre o edital entre em contato através do e-mail: fapepi.ddct@gmail.com.

Fonte: FINEP

Continue lendoFinep lança Edital do Programa INOVADOC

CNPq, CISB e SAAB AB lançam chamada para bolsas no exterior

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:7 de fevereiro de 2023
  • Tempo de leitura:4 minutos de leitura

O Acordo de Cooperação firmado entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileira (CISB) e a empresa Aeroplano Sueco Limitada (SAAB AB), definiu o lançamento da Chamada Pública CNPq/MCTI/CISB/SAAB AB Nº 72/2022, que busca financiar, com recurso previsto, o valor global de R$ 1,3 milhão.

Serão até 7 bolsas de Pós-doutorado no exterior (PDE) e até 3 bolsas de Doutorado-sanduíche no exterior (SWE) em instituições suecas para ampliar a colaboração científica e tecnológica entre grupos de pesquisadores brasileiros e suecos nas áreas de pesquisa apoiadas pela presente chamada. O prazo para submissão de propostas segue aberto até o dia 03 de março de 2023.

Dentre os pré-requisitos para a candidatura estão:

ser brasileiro; 

ter seu currículo cadastrado na Plataforma Lattes, atualizado até a data limite para submissão da proposta;

e estar cursando Doutorado no Brasil, se candidato ao Doutorado-Sanduíche no Exterior, e título de Doutor, se candidato ao Pós-Doutorado no Exterior, incluindo demais critérios de elegibilidade previstos nas normas específicas de cada modalidade, conforme RN-007/2018

As áreas de interesse da SAAB AB nessa chamada são:

a) Redes de comunicação: Soluções de comunicações e redes para aplicações automatizadas/autônomas.

b) Sistemas autônomos: Sistemas de sistemas (SoS), colaborações entre plataformas tripuladas e não tripuladas, incluindo suporte à decisão e replanejamento dinâmico. Conexão com fatores humanos e cockpit de piloto único. Conceitos de operação/Níveis de automação/Inteligência On-board/Sense-and-avoid/Microeletrônica e metodologia para sistemas reconfiguráveis embarcados/Autonomia/aeronavegabilidade/Certificação. Sensores/Fusão de dados de sensores/Gestão de Dados/Inteligência Artificial.

c) Engenharia Aeronáutica: Metodologias de avaliação de aerodinâmica instável no regime transônico, e uso de tais metodologias em análises aeroelásticas e previsão de cargas dinâmicas. Fluxo laminar; Tecnologias ativas para controle de fluxo; Arquiteturas de redes de sensores e acionadores; conceitos de design de asa laminar.

d) Propulsão: Gestão de energia. Gerenciamento de energia do motor / modelagem eficiente da interação entre o motor e o sistema do veículo. Previsão de fluxo de entrada de aeronaves, previsão de pluma de jato e aeroacústica usando métodos de simulação de fluxo de resolução de turbulência (CFD).

e) Materiais: Materiais multifuncionais nano-reforçados para aplicações aeronáuticas.

f) Desempenho humano: Incluindo interface homem-máquina, fatores humanos-segurança aérea/carga de trabalho/stress/consciência situacional/cockpits de nova geração/coordenação de tripulação.

Para saber mais sobre esta parceria clique aqui.

Veja aqui a chamada na íntegra.

Fonte: CNPq

Continue lendoCNPq, CISB e SAAB AB lançam chamada para bolsas no exterior

Prorrogado o prazo da chamada ERC-CONFAP-CNPq-2022 até janeiro de 2023

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:13 de janeiro de 2023
  • Tempo de leitura:2 minutos de leitura

O Conselho Nacional de Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), prorroga o prazo para submissão de propostas da chamada ERC-CONFAP-CNPq 2022. O prazo inicial para as submissões de propostas era até esta quinta-feira (15) foi alterado para o dia 12 de janeiro de 2022.

A chamada é lançada no âmbito do Acordo de Implementação (Implementing Arrangement) assinado entre a Comissão Europeia e o CONFAP, em outubro de 2016, e inclui o CNPq por meio do Arranjo Administrativo (Administrative Arrangement) assinado entre as instituições, em novembro de 2021.

Pesquisadores do Brasil com título de doutorado e ativos poderão participar de projetos multidisciplinares na fronteira do conhecimento, fomentados pelo Conselho Europeu de Pesquisa, em países que fazem parte da União Europeia ou associados.

Modalidades de apoio

As Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) participantes da chamada, como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), ou o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) irão cobrir as despesas de viagem dos pesquisadores;

Os projetos fomentados pelo ERC poderão cobrir outros custos, como diárias e/ou outros custos diretamente ligados à implementação do projeto coordenado pelo ERC Grantee (Coordenador do projeto financiado pelo ERC).

As propostas aprovadas poderão ser realizadas em um período contínuo ou dividido em visitas curtas. Os pesquisadores continuarão a receber seus salários e/ou bolsas de acordo com os termos e condições de suas instituições no Brasil.

Para saber mais acesse o edital da chamada.

Para mais informações acesse a página do CONFAP.

Continue lendoProrrogado o prazo da chamada ERC-CONFAP-CNPq-2022 até janeiro de 2023

Proposta piauiense é aprovada em Chamada CNPq / INCT – 2022

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:7 de fevereiro de 2023
  • Tempo de leitura:5 minutos de leitura

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, sob as diretrizes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações – MCTI tornou pública no dia 29 de julho de 2022 Chamada INCT – CNPq nº 58/2022, que tem por objetivo expandir o Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT) por meio de apoio a constituição de novos INCTs a partir do fomento a propostas de pesquisa de alto impacto científico e tecnológico em áreas estratégicas e/ou na fronteira do conhecimento, visando a solução dos grandes desafios nacionais.

Nos termos do edital, os Institutos Nacionais caracterizam-se como estruturas de pesquisa de excelência que desenvolvem articuladamente programas de pesquisa de alto impacto científico e/ou tecnológico na fronteira do conhecimento, em rede, de caráter interdisciplinar, com forte interação com o sistema produtivo e com outros grupos de outros países, com objetivos e metas claramente definidos e mensuráveis, com foco nas áreas estratégicas para o País.

No âmbito desta chamada nacional, uma proposta saída da Universidade Federal do Piauí (UFPI) foi aprovada, sendo o único projeto representante do estado. Intitulado “Polissacarídeos: plataformas versáteis para o desenvolvimento de produtos e tecnologias sustentáveis”, é um projeto onde pretende-se construir uma INCT organizada em rede de cooperação acadêmica nacional, com contribuições também internacionais de grupos com histórico de cooperação com grupos brasileiros, voltada à pesquisa e trabalhos de pós-graduação com polissacarídeos. Essa plataforma visa permitir a realização de eventos híbridos possibilitando ampla participação de pesquisadores da área, aumentando a formação e mobilidade de jovens com capacitação para pesquisa básica e tecnológica com polissacarídeos.

A proposta foi submetida pelo professor Edvani Muniz, professor titular do curso de Química da Universidade Federal do Piauí (UFPI), onde vem atuando com grupos de pesquisa da área de materiais, no programa de pós-graduação em materiais e em química. Anteriormente ele atuou durante 35 anos como docente na Universidade Estadual de Maringá (UEM). “Essa proposta tem um direcionamento de buscar aproveitar a rica biodiversidade do Brasil em termos de polissacarídeos. Já existem vários grupos de pesquisa no país trabalhando com polissacarídeos, e agora estamos propondo uma rede nacional de estudos nesse campo do conhecimento”, conta o professor.

Também estão entre os objetivos da proposta estudar conceitos fundamentais e desenvolver novos produtos baseados ou contendo polissacarídeos, estreitar a academia com o setor industrial para maior e melhor uso de tecnologias de produção e de utilização de fontes renováveis na área, além de promover ações de empreendedorismo, startups e difusão do conhecimento sobre polissacarídeos nos diversos níveis de educação das escolas brasileiras, para a conscientização da importância da conservação da biodiversidade e do melhor uso destas macromoléculas, contribuindo para a preservação de fontes não-renováveis e diminuição de problemas ambientais relacionados ao uso de polímeros não-biodegradáveis.

De acordo com as diretrizes do edital, a equipe de pesquisadores deve ter no mínimo oito pessoas com grau de doutor vinculados a, no mínimo, três instituições distintas, preferencialmente em diferentes unidades da federação. A proposta aprovada propõe a integração de uma equipe de 51 pesquisadores de 15 instituições (14 públicas e uma privada). As 15 IES estão distribuídas em 9 estados da federação, cobrindo todas as 5 regiões geográficas brasileiras e com cooperações de cerca de 20 grupos de pesquisas internacionais da América do Norte, Sul e Europa. A UFPI é a IES que lidera este projeto de INCT. 

“Com a implantação desta INCT no Piauí, a UFPI e o próprio estado passam a ser referência nessa área de estudo, e esperamos que tenhamos sucesso na execução dessa proposta, que é muito importante para o campo de estudo em materiais, na área da química e a própria ciência piauiense. Esperamos também estreitar relações com a FAPEPI na execução deste projeto, finaliza o professor Edvani.  

Continue lendoProposta piauiense é aprovada em Chamada CNPq / INCT – 2022

Últimos dias para inscrição na Chamada Pública ERC-CONFAP-CNPQ 2022

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:22 de novembro de 2022
  • Tempo de leitura:5 minutos de leitura

O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) convidam pesquisadores do Brasil a buscar colaborações de pesquisa com pesquisadores doutores já apoiados por subsídios do Conselho Europeu de Pesquisa (ERC) financiados pela UE. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), receberá as propostas das candidaturas elegíveis no estado do Piauí, e apoiará com suporte financeiro para a viagem de intercâmbio do pesquisador. O prazo máximo para submissão de propostas será até dia 15 de dezembro de 2022.

A chamada é lançada a partir dos acordos de implementação estabelecidos entre a Comissão Europeia e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) para fornecer oportunidades de pesquisa na Europa para pesquisadores brasileiros, assinado em 13 de outubro de 2016. A chamada também é resguardada pelo Acordo Administrativo entre a Comissão Europeia, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), referentes aos mecanismos de apoio à cooperação UE-Brasil em atividades de pesquisa e inovação, assinados em 19 de novembro de 2021. 

Os pesquisadores elegíveis do Brasil

Podem submeter propostas os pesquisadores ativos no Brasil, detentores de título de doutorado, que estejam implementando atividades de pesquisa dentro de universidades, institutos ou centros de pesquisa brasileiros.

Os projetos financiados pelo ERC, buscando acolher os pesquisadores brasileiros, cobrem uma vasta gama de áreas científicas e foram selecionados pela Comissão Europeia e pelo ERC, nos seguintes painéis de avaliação:

  • Biologia Molecular e Estrutural e Bioquímica
  • Genética, Genômica, Bioinformática e Biologia de
  • Sistemas
  • Biologia Celular e do Desenvolvimento
  • Fisiologia, Fisiopatologia e Endocrinologia
  • Neurociências e Distúrbios neurais
  • Imunidade e Infecção
  • Ferramentas Diagnósticas, Terapias e Saúde Pública
  • Biologia Evolutiva, Populacional e Ambiental
  • Ciências da vida aplicadas e biotecnologia não médica
  • Matemática
  • Constituintes Fundamentais da Matéria
  • Física de matéria condensada
  • Ciências Químicas Físicas e Analíticas
  • Química Sintética e Materiais
  • Ciência da Computação e Informática
  • Engenharia de Sistemas e Comunicação
  • Engenharia de Produtos e Processos
  • Ciências do Universo
  • Ciência do Sistema Terrestre
  • Mercados, Indivíduos e Instituições
  • Instituições, Valores, Crenças e Comportamento
  • Meio Ambiente, Espaço e População
  • A mente humana e sua complexidade
  • Culturas e Produção Cultural
  • O estudo do passado humano
  • Sinergia

Os pesquisadores elegíveis deverão acessar o portal on-line, disponível no link, para realizar as inscrições e envio dos documentos exigidos no edital. 

Para mais informações, assistência e suporte entre em contato através do e-mail disponível.

Mais informações sobre “equipes do ERC abertas ao mundo” acesse o link disponível.

Fonte: CONFAP

Continue lendoÚltimos dias para inscrição na Chamada Pública ERC-CONFAP-CNPQ 2022

CNPq lança nova chamada do Programa de Mestrado e Doutorado para Inovação – MAI/DAI

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:17 de novembro de 2022
  • Tempo de leitura:2 minutos de leitura

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançou, nesta quarta, 16, a Chamada Pública CNPq nº 68/2022 – Programa de Mestrado e Doutorado para Inovação – MAI/DAI, que visa à concessão de bolsas de doutorado, mestrado e iniciação tecnológica em projetos a serem apresentados pelas Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação  – ICTs. Os investimentos totais previstos pela chamada são de R$ 50 milhões e a submissão de propostas vai até 2 de janeiro de 2023.

Programa MAI/DAI busca fortalecer a pesquisa, o empreendedorismo e a inovação nas ICTs, por meio do envolvimento de estudantes de graduação e pós-graduação em projetos de interesse do setor empresarial, mediante parceria com empresas.

Desde 2013, quando estabeleceu de forma pioneira o Programa de Doutorado – DAI, o CNPq tem lançado regularmente Chamadas Públicas, com o objetivo de consolidar essa ação.

A partir de 2020, com o lançamento da Chamada CNPQ nº 12/2020 – Programa de Mestrado e Doutorado para Inovação – MAI/DAI, o CNPq amplia o escopo do Programa, ao incluir a participação de estudantes de mestrado e de graduação nos projetos apoiados.

Clique aqui e acesse o texto completo da Chamada Pública CNPq nº 68/2022 – Programa de Mestrado e Doutorado para Inovação – MAI/DAI.

Fonte: CNPq

Continue lendoCNPq lança nova chamada do Programa de Mestrado e Doutorado para Inovação – MAI/DAI

Mestrado em Letras abre 590 vagas em todo o País

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:22 de novembro de 2022
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura
Fonte: Reprodução Internet – CGCOM/CAPES

O Mestrado Profissional em Letras em Rede Nacional (ProfLetras) recebe inscrições de 14 de novembro a 15 de dezembro. São 590 vagas destinadas a professores de Língua Portuguesa em exercício no ensino fundamental da rede pública de todo o Brasil. O resultado final da seleção será divulgado a partir de 06 de março do próximo ano.

O exame nacional de acesso ao ProfLetras é executado pelo Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), coordenadora nacional do Programa. Para concorrer, além de preencher os requisitos exigidos no edital e o formulário de inscrição,  disponível no site do Comperve, os interessados devem pagar uma taxa de R$150.

O ProfLetras conta com 49 instituições de ensino superior associadas e é uma das doze seleções autorizadas para a Chamada 2022/2023 do Programa de Mestrado Profissional para Professores da Educação Básica (ProEB) da CAPES.

ProEB
Para melhorar a qualidade do ensino nas escolas da educação básica pública brasileira, o ProEB promove a formação continuada de professores, no nível de pós-graduação stricto sensu. Além disso, oferece uma rede nacional para cursos promovidos por instituições de ensino superior públicas de tradição e valoriza as experiências adquiridas com a prática. Desse modo, aponta perspectivas de mudanças e respostas aos problemas do cotidiano da escola e da sociedade.

Fonte: Redação – CGCOM/CAPES

Continue lendoMestrado em Letras abre 590 vagas em todo o País

Inscrições para parcerias com estados (PDPG) vão até novembro

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:22 de novembro de 2022
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

A CAPES prorrogou até as 23h59 de 23 de novembro o prazo para apresentação de projetos na seleção do Edital nº 38/2022, do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Parcerias Estratégicas com os Estados III. O procedimento deve ser feito pelo Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes).

Publicada na edição desta quarta-feira, 26 de outubro, do Diário Oficial da União, a atualização do edital também altera o cronograma previsto para 2023. No próximo ano haverá divulgação dos resultados preliminar – a partir de 20 de janeiro –,  e final, em 10 de fevereiro. As assinaturas dos acordos de cooperação técnica, também devem ocorrer nesse mês, e o início de fato dos projetos, em março.

O valor destinado ao edital será de R$ 126,1 milhões. Deste total, R$21,2 milhões são para bolsas de mestrado, R$ 92,9 milhões para as de doutorado e R$ 11,9 milhões para pós-doutorado. As Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAP) devem entrar com contrapartida na forma de custeio de, pelo menos, 30% do montante destinado pela CAPES às bolsas, em cada projeto.

Já as instituições de ensino superior (IES) que tomarão a frente da parceria nos casos em que as FAP não manifestaram interesse em participar, devem apresentar demonstrativo de contrapartida não financeira. Isso se dá pela oferta de benefícios aos pesquisadores ou por melhorias estruturais para o fomento à formação de pessoal e à pesquisa.

Sobre o PDPG – Parcerias Estratégicas com os Estados III
Pelo Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Parcerias Estratégicas com os Estados III, a CAPES e as FAP ou instituições de ensino superior (IES) atuam em conjunto para ampliar a formação de pessoal qualificados em temas prioritários para os estados. As próprias FAP ou IES são as responsáveis por definir os eixos temáticos que promoverão o desenvolvimento econômico, educacional e social local. Serão financiados até 81 projetos, no limite de quatro por proponente.

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continue lendoInscrições para parcerias com estados (PDPG) vão até novembro

CAPES prorroga inscrições para Edital do Programa de Desenvolvimento da Pós-graduação

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Notícia
  • Última modificação do post:1 de novembro de 2022
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

A CAPES prorrogou até as 23h59 de 23 de novembro o prazo para apresentação de projetos na seleção do Edital nº 38/2022, do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Parcerias Estratégicas com os Estados III. O procedimento deve ser feito pelo Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes).

Publicada na edição desta quarta-feira, 26 de outubro, do Diário Oficial da União, a atualização do edital também altera o cronograma previsto para 2023. No próximo ano haverá divulgação dos resultados preliminar – a partir de 20 de janeiro –,  e final, em 10 de fevereiro. As assinaturas dos acordos de cooperação técnica, também devem ocorrer nesse mês, e o início de fato dos projetos, em março.

O valor destinado ao edital será de R$ 126,1 milhões. Deste total, R$21,2 milhões são para bolsas de mestrado, R$ 92,9 milhões para as de doutorado e R$ 11,9 milhões para pós-doutorado. As Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAP) devem entrar com contrapartida na forma de custeio de, pelo menos, 30% do montante destinado pela CAPES às bolsas, em cada projeto.

Já as instituições de ensino superior (IES) que tomarão a frente da parceria nos casos em que as FAP não manifestaram interesse em participar, devem apresentar demonstrativo de contrapartida não financeira. Isso se dá pela oferta de benefícios aos pesquisadores ou por melhorias estruturais para o fomento à formação de pessoal e à pesquisa.

Sobre o PDPG – Parcerias Estratégicas com os Estados III
Pelo Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Parcerias Estratégicas com os Estados III, a CAPES e as FAP ou instituições de ensino superior (IES) atuam em conjunto para ampliar a formação de pessoal qualificados em temas prioritários para os estados. As próprias FAP ou IES são as responsáveis por definir os eixos temáticos que promoverão o desenvolvimento econômico, educacional e social local. Serão financiados até 81 projetos, no limite de quatro por proponente.

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continue lendoCAPES prorroga inscrições para Edital do Programa de Desenvolvimento da Pós-graduação