Projetos de pesquisa aprovados no interior impulsionam processo de interiorização da ciência no Piauí

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:30 de janeiro de 2017
  • Tempo de leitura:4 minutos de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) realizou na manhã do sábado (21) uma reunião com estudantes e professores do município do Oeiras. O encontro aconteceu na própria sede do Núcleo da Fapepi em Oeiras e teve o objetivo de instruir os pesquisadores, especialmente, aqueles com projetos aprovados em edital.

O presidente da Fundação, Francisco Guedes, fez a abertura da reunião compartilhando informações sobre as oportunidades de financiamentos nesse ano de 2017, logo após ele destacou a importância de ouvir de perto os pesquisadores para que encaminhamentos positivos sejam tomados. “Uma ótima sugestão que já destaco desse nosso encontro de hoje é a integração dos projetos com encontros a cada 40 dias. Essa interação provoca o amadurecimento e a solidificação das pesquisas no interior. Outra sugestão é que esse grupo se organize e realize seminários para apresentação de resultados que também fortalece o desenvolvimento das pesquisas”, ressaltou o presidente.

A reunião foi conduzida pelo diretor técnico-científico da Fapepi, Albemerc Moraes e a professora Daniele Savana que coordena o Núcleo da Fapepi em Oeiras. Assim, os pesquisadores tiveram a oportunidade de expressar suas dúvidas principalmente sobre a parte burocrática da execução dos projetos.

/

O professor Francisco Vieira do Centro de Ensino Médio em Tempo Integral Rocha Neto vai desenvolver o projeto “Análise da Associação da Atividade Física à Síndrome Metabólica em Adolescentes. Ele explica que a pesquisa é na área da educação física e vai envolver mais de 30 alunos diretamente, sem falar nos benefícios incalculáveis que o conhecimento produzido vai trazer para todos. “Essa reunião de hoje foi ótima porque tirou muitas dúvidas que a gente realmente precisava saber”.

Outra pesquisa contemplada por edital da Fapepi é a do professor Francisco Petrônio do Instituto Federal de Educação do Piauí (IFPI-Oeiras). Ele, que atua na área de física, vai construir um mini pivô central que é um sistema de irrigação no próprio campus do IFPI a base de energia solar. “A gente vai aproveitar esse potencial que o campus já tem na área agrária e aprimorar isso explorando uma energia renovável, nesse caso a solar”, explicou.

Vale ressaltar que essa nova demanda já é fruto do trabalho do Núcleo da Fapepi em Oeiras. Isso porque dos 7 projetos de pesquisa produzidos por escolas estaduais que foram contemplados pelo Programa de Fomento à Popularização da Ciência, apenas um foi da capital Teresina e os demais foram da cidade de Oeiras. O presidente Francisco Guedes também ressaltou que os resultados dessas pesquisas serão apresentados na Semana da Ciência e Tecnologia em Teresina, que acontece tradicionalmente no mês de outubro.

 

/

/

/

Continue lendoProjetos de pesquisa aprovados no interior impulsionam processo de interiorização da ciência no Piauí

Fapepi entrega doação de alimentos ao CRIA

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:20 de dezembro de 2016
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) fez a entrega de uma doação de alimentos na manhã desta terça-feira (20) ao Centro de Reintegração Familiar e Incentivo à Adoção (CRIA). A doação foi fruto de uma mobilização interna da Fundação que se solidarizou com a campanha lançada pelo Centro.

width=555

A Gerente Técnica Científica da Fapepi, Eliana Abreu, esteve presente na visita ao CRIA e acredita que é missão de todos enquanto cidadãos cooperar. “As nossas crianças são todas preciosas, especialmente, àquelas que necessitam diretamente de ajuda e apoio. Não podemos nos dedicar à pesquisa e educação ignorando essa realidade de base. Portanto é uma grande satisfação estar nessa campanha e que este seja apenas um pequeno passo para oportunidades maiores de parceria social”, comentou.

Já a assessora da presidência da Fapepi, Anaice Coelho, reforçou que é dever de todo cidadão compartilhar de sua condição mais avantajada com o próximo. “Alguns dispõem de mais recursos, outros menos, e isso não nos diferencia. O que diferencia mesmo um bom cidadão é a capacidade dele de ajudar e se importar com o outro. Com certeza essas famílias sentirão o carinho por traz dessa pequena doação”.

Quem recebeu a equipe da Fapepi foi a própria coordenadora e fundadora do Centro, Francimélia Nogueira. Vale lembrar que o CRIA é uma Organização Não Governamental e sem fins lucrativos que tem como função desenvolver alternativas para reintegração familiar de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Os alimentos arrecadados serão destinados às famílias acompanhadas pelos programas da organização.

Para aqueles que desejam colaborar com a instituição as doações podem ser feitas durante todo o ano na sede do CRIA que está localizada na Rua São Pedro, 1841, Centro-Sul, de segunda a sexta-feira, preferencialmente de 7 h às 18 h. Outra oportunidade importante que o CRIA está lançando é o Bazar do CRIA. Serão comercializadas peças de roupas a partir de R$ 1,00. O evento vai acontecer no período de 18 a 20 de maio, das 8:00 às 17:00 na sua própria sede.

Continue lendoFapepi entrega doação de alimentos ao CRIA

Simpósio de Química da Uespi abre discussões abordando ética na pesquisa científica

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:15 de dezembro de 2016
  • Tempo de leitura:4 minutos de leitura

O II Simpósio de Química da Universidade Estadual de Piauí (SIMQUI/Uespi) teve sua abertura oficial na manhã desta quinta-feira (15) no auditório Geratec no campus Poeta Torquato Neto. O evento que iniciou suas atividades ainda na quarta-feira (14), segue até a próxima sexta-feira com uma série de trabalhos, palestras e a participação de professores especialmente convidados.

O coordenador do evento é o professor Dr. José Luís Silva Sá que contou com a colaboração de outros professores do Centro como o prof. Dr. Reginaldo, Dra. Rita de Cássia, Dr. José Luís e Dra. Valdiléia. Vale destacar a presença marcante de boa parte da equipe gestora da Uespi na abertura do evento. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), que é financiadora do evento, esteve prestigiando o encontro através da sua Coordenadora de Bolsas, a professora Regina Santos.

width=680

De acordo com o coordenador do SIMQUI a proposta desse ano deve ter surpreendido muitos. Isso porque havia tradição em realizar as “semanas de química”, mas desta vez a ideia foi retomar o simpósio, cuja primeira edição havia acontecido já algum tempo. “Esse é um evento com menos dias onde concentramos tudo em palestras. A maior novidade desse ano é que o II SIMQUI acontece em paralelo ao 1° Workshop de Pós-graduação aqui da Química. Portanto, concentramos as palestras de alunos somente para os alunos da primeira turma do mestrado e os demais alunos poderão apresentar seus trabalhos em forma de pôster”, explicou José Luís.

O reitor, professor Nouga Cardoso, ressaltou a saudade da prática na área da química, que é a sua formação. “Por vezes, temos esses momentos de reflexão em casa, em pensar que você foi aluno de química, fez metrado, doutorado e hoje atua em uma área diversa. Porém, embora não estejamos com a mão diretamente no béquer, temos procurado promover o desenvolvimento não apenas dos nossos profissionais da química, mas de todos os outros cursos”, relatou o gestor.

Nas falas de abertura muito incentivo dos gestores para que os alunos se envolvam e aproveitam o máximo dos eventos científicos. A Fapepi recebeu homenagens pelo papel primordial que têm desempenhado junto à academia tornando a cada dia mais acessíveis momentos de interação e troca de conhecimento entre os pesquisadores.

width=650

As inscrições do simpósio foram limitadas ao máximo de 150 pessoas que remete à capacidade do auditório disponível. Após conclusão da abertura, houve uma palestra com a professora convidada Adrianna de Alencar Setubal Santos, que é mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Ela levantou a discussão sobre a “Importância da ética nas pesquisas científicas”.

 

Continue lendoSimpósio de Química da Uespi abre discussões abordando ética na pesquisa científica

Resultado da Chamada Universal 2016 está disponível

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:12 de dezembro de 2016
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) divulgou nesta sexta-feira, 09, o resultado da chamada Universal de 2016.

A lista contempla 4.587 projetos, totalizando um investimento de R$ 188 milhões. Nesse montante, estão incluídas 1.384 bolsas de Iniciação Científica e 761 bolsas de Apoio Técnico. Veja a tabela de aprovados.

Cerca de 31,3% foram destinados a projetos coordenados por pesquisadores vinculados a instituições sediadas nas regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste. A região com maior número de propostas foi a Sudeste, com 2.032; seguida do Sul, com 1.051; Nordeste (917), Centro-Oeste (371) e Norte (216).

O objetivo da Chamada Universal é democratizar o fomento à pesquisa cientifica e tecnológica no País, contemplando todas as áreas do conhecimento. Para a edição de 2016, lançada em janeiro deste ano, foram submetidas 21.640 propostas, uma demanda total de R$ 1 bilhão, números recordes na história do Universal. Dessas, 12.499 foram recomendadas. A aprovação final seguiu o total de recursos previstos em edital de R$ 200 milhões, sendo R$ 150 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (FNDCT) e R$ 50 milhões do CNPq.

Essa é uma das ações mais importantes e democráticas do CNPq e do MCTI, pois além de atender as diferentes regiões do País tem permeabilidade entre os pesquisadores mais jovens da Nação, apontou o Diretor de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde do CNPq, Marcelo Morales, ressaltando, ainda, que a periodicidade do edital é importante para garantir o desenvolvimento da base científica, tecnológica e intelectual. Isso reflete diretamente no desenvolvimento social e econômico do País, concluiu.

Os recursos disponibilizados para os projetos foram divididos em três Faixas, com valores de até R$ 30 mil na Faixa A, até R$ 60 mil na Faixa B e até a R$ 120 mil para a Faixa C. Foram aprovador 2.309 projetos da Faixa A, 1.321 na Faixa B e 957 na Faixa C.

O Diretor de Engenharias, Ciências Exatas, Humanas e Sociais Substituto, Alexandre Garcia também reforça a importância da Chamada para irrigar os grupos de pesquisa com recursos para suas ações de dia a dia.

O prazo de reconsiderações será aberto a partir de janeiro de 2017, quando também serão iniciados os procedimentos administrativo-financeiros para a contratação e o repasse de recursos, que deve acontecer no primeiro trimestre do ano.

Coordenação de Comunicação Social do CNPqwidth=493

Continue lendoResultado da Chamada Universal 2016 está disponível

Conselho Superior da Fapepi define diretrizes para 2017

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:7 de dezembro de 2016
  • Tempo de leitura:1 minutos de leitura

Nesta quarta-feira (07), o Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) esteve reunido na sede da fundação analisando as ações da Fapepi em 2016, bem como planejando as atividades prioritárias para 2017.

Na oportunidade, foi aprovada a proposta orçamentária da Fapepi para 2017, bem como foram apresentadas propostas de alteração da Lei n° 4.664, que rege a instituição, e do Estatuto da Fapepi.  Na reunião, ainda foi aprovada a criação de um programa de premiação ao Mérito Científico Tecnológico e de Inovação do Piauí. 

width=1032

width=1280

Continue lendoConselho Superior da Fapepi define diretrizes para 2017

Fapepi prestigia II Seminário Estadual das Escolas Família Agrícola do Piauí

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:29 de novembro de 2016
  • Tempo de leitura:2 minutos de leitura

Na manhã desta terça-feira (22), ocorreu o II Seminário Estadual das Escolas Família Agrícola do Piauí (EFA’s) no Auditório do Centro de Tecnologia (CT) da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

O encontro, que tem como tema : Educação do Campo: Canteiro de vida que precisa ser cuidado, conta com a presença de professores e alunos das escolas de diversos municípios de Estado.

width=750

O objetivo é refletir sobre a realidade da Educação do Campo buscando consolidar estratégias de fortalecimento e desenvolvimento sustentável local.

A realização do evento é da Associação Regional das Escolas Família Agrícola do Piauí (AEFAPI), que tem como Secretária Executiva, a professora Maria Raquel , segundo ela o seminário é uma oportunidade de se trocar experiências e práticas entre as EFA’s.

width=750

“Queremos aumentar as experiências exitosas dos nossos alunos egressos e esse momento é para construirmos isso juntos, melhorando tanto nossa relação com o Estado quanto propiciando um acerto mais interno entre as escolas”, disse.

A representante da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi ), Iolete Cunha falou da satisfação da instituição em prestigiar eventos da AEFAPI: “ O papel das universidades e da Fapepi é fomentar essas iniciativas, difundir as pesquisas desenvolvidas na área para mostrar que dá certo. Não temos nenhuma dúvida que essas iniciativas puderam contribuir para uma elevação de renda na comunidade rural. Vemos aqui um espaço de participação e protagonismo”.

O II Seminário das Escolas Família Agrícola do Piauí segue até amanhã (23). 

 

width=750

 

Continue lendoFapepi prestigia II Seminário Estadual das Escolas Família Agrícola do Piauí

Fapepi participa de evento nacional de computação, multimídia e web em Teresina

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:24 de novembro de 2016
  • Tempo de leitura:2 minutos de leitura

Durante a noite de ontem (09), no Blue Tree Hotel, ocorreu à abertura oficial do Encontro Unificado de Computação (Enucomp), evento que conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) e busca a união de acadêmicos, profissionais junto ao setor produtivo para o avanço da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Articulado por professores das Instituições de Ensino em Computação da cidade de Parnaíba, que atuam no ensino superior, médio e técnico, o Enucomp acontece este ano em conjunto com o Simpósio Brasileiro de Sistemas Multimídia e Web (WebMedia), que é organizado pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC).

width=750

Entre palestras, apresentação de trabalhos, minicursos e sessões técnicas, o evento contou também com uma apresentação da Orquestra Sanfônica de Teresina.

Para o diretor administrativo-financeiro da Fapepi, Wellington Camarço, que representou o Governo do Estado durante a abertura do Encontro, “O que temos que destacar é que a Fapepi é participante direta do evento. Temos nos deslocado pelo Piauí inteiro para realizar e apoiar eventos científicos, dessa forma nossa instituição não poderia ficar de fora de um encontro nacional como este”.

width=750

O coordenador do evento, professor Fábio Gomes, destacou a importância da realização das discussões entre os profissionais da área.

“Preparamos esse evento com muito carinho, tenho certeza que a programação vai superar expectativas. Nós esperamos, entre outros resultados, que este evento contribua para a formação de nossos pesquisadores nas áreas de multimídia e web”.

O evento se encerra às 20h do dia 11 (sexta-feira), com a apresentação de artigos.

Continue lendoFapepi participa de evento nacional de computação, multimídia e web em Teresina

II Mostra em Empreendedorismo na cidade de Oeiras é marcada por integração empresa-escola

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:24 de novembro de 2016
  • Tempo de leitura:2 minutos de leitura

Aconteceu na última quinta-feira, 03 de novembro, a II Mostra em Empreendedorismo do Campus Oeiras do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI). Realizada na Praça de Eventos da cidade, ela é promovida pelo curso Técnico em Administração.

Para a coordenadora do evento, Marina Bezerra, que também coordena o curso Técnico em Administração a proposta é desenvolver o aspecto empreendedor na cidade. “Queremos fazer isso a partir das ideias criativas e aplicáveis na realidade local, o que faz com que se fortaleza economicamente a atuação daqueles que participam desse evento de hoje. Outra coisa importante nessa segunda edição da Mostra é a integração entre as ideias dos discentes com as empresas locais já estabelecidas. Então, buscamos nessa integração mostrar o potencial empreendedor da cidade e propostas que podem desenvolver ainda mais a região”, comentou.

width=750

Durante a programação, além de exposição das ideias de negócios, houve palestra com o tema empreendedorismo e inovação apresentada pelo Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Piauí (Sebrae). Entre as apresentações culturais participaram o Coral Serenara do Campus Oeiras, e a banda Forró Ispritado, do Campus Picos.

A coordenadora do Núcleo da Fapepi em Oeiras, Daniele Savana, comemorou a iniciativa e a oportunidade de apoiar a Mostra. “A Fapepi mais uma vez se faz presente nesse importante evento aqui em nossa cidade. Colaboramos com todo o material e logística de demandas e, esse intercâmbio entre escola e empresa é a finalidade mais esperada por nós que fazemos ciência voltada para o desenvolvimento”. 

Continue lendoII Mostra em Empreendedorismo na cidade de Oeiras é marcada por integração empresa-escola

Governador aprova Projeto de Fomento à Inovação e Competitividade

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:24 de novembro de 2016
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Durante a manhã desta quinta-feira (18), representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), e da Câmara Setorial de Tecnologia da Informação Comunicação (CSTIC), estiveram reunidos para aprovação do projeto de Fomento à Inovação e Competitividade do Estado, que busca, entre diversas ações, a implementação de polos de tecnologia e a capacitação de profissionais na área da Tecnologia da Informação.

Na oportunidade, o governador, Wellington Dias, aprovou o projeto que conta com R$ 4,100,000,00 (quatro milhões e cem mil reais) oriundos do Tesouro Estadual.

Organizado por instituições e entidades que compõem a Câmara Setorial de Tecnologia da Informação e Comunicação (CSTIC), entre elas a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), o projeto, que une esforços dos setores público e privado, conta com quatro frentes de atuação: Difusão do Conhecimento e Cultura de Empreendedorismo; Apoio à Política de Inovação Estadual; Fortalecimento dos Polos de Tecnologia: Teresina, Picos, Parnaíba e Bom Jesus, e Apoio a Startups.

width=700Entre as metas a serem atingidas estão: a incubação de empresas de base tecnológica, a capacitação de pessoas, a criação de postos de trabalho qualificados, a criação de centros de desenvolvimento de pesquisas voltadas a inovação e as Hubs Itinerantes, laboratórios móveis de pesquisas em Tecnologia da Inovação.

“Estamos priorizando os polos de Teresina, Parnaíba, Picos e Bom Jesus, com perspectivas de beneficiamento futuro para outras regiões, o incentivo as pesquisas desenvolvidas em áreas como a mineração, a agricultura, o turismo, e em cadeias produtivas como a do caju, do mel e do babaçu, para garantir aquilo que for mais promissor em cada um desses campos, o financiamento através do projeto”, destacou, o governador.

Continue lendoGovernador aprova Projeto de Fomento à Inovação e Competitividade

Fapepi leva conhecimento e novas oportunidades à comunidade rural em Oeiras

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:29 de novembro de 2016
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) realizou uma visita na última quarta-feira (09) à comunidade Exú, localizada na zona rural da cidade de Oeiras (PI). Na oportunidade, o diretor técnico-científico da Fapepi, Albemerc Moraes convidou também a Dr. Janaína Mitsue Kimpara, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), de Parnaíba, para apresentar o projeto “Sisteminha Embrapa” aos moradores, já que a expectativa é aliar o projeto ao de energia solar já existente. 

width=680

width=640

Vale lembrar que a Sapiência Jr. é uma publicação complementar à revista Sapiência que é, por sua vez, a única revista de divulgação científica do Piauí. O suplemento infantil tem como objetivo desmistificar a ciência para crianças, trazendo temas atuais do universo científico em uma linguagem simples e direta. Ambas as publicações são produzidas trimestralmente pela Fapepi. “A Revista Sapiência Jr. é um recurso maravilhoso voltando os temas científicos para a garotada. Essa atenção especial envolve essas crianças e ajuda a integrá-los em um mundo de conhecimento que pode futuramente melhorar suas vidas”, reforça o diretor.

Vitória tem 10 anos e ficou animada com o tema. “O sol é a melhor energia porque a gente tem todo dia e também a gente aprendeu que ele não polui o nosso meio ambiente”, disse. Após a breve conversa com as crianças, a equipe verificou o funcionamento do poço da comunidade que é bombeado através da energia solar. São duas placas em tamanho grande e que estão em perfeito funcionamento, beneficiando assim os moradores de Exú.

width=680

Sobre o projeto Sisteminha Embrapa, três moradores solicitaram a participação, o que deve abrir caminhos para o início do trabalho na região. O projeto é um Sistema Integrado Alternativo para produção de Alimento, ou seja, basicamente ele forma o microempreendedor individual com um sistema baseado em uma tecnologia de baixo investimento e autossustentável para o agricultou familiar. Uma novidade de implantar esse trabalho na comunidade Exú será justamente aliar à tecnologia da energia solar para o funcionamento de todo o sistema.

Continue lendoFapepi leva conhecimento e novas oportunidades à comunidade rural em Oeiras