Fapepi será homenageada em solenidade na Assembleia

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:27 de novembro de 2018
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Em comemoração aos 25 anos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), será realizada na próxima segunda-feira (03) as 10h, uma solenidade na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) em homenagem a Fundação.

A proposição foi feita pelo deputado Francisco Limma (PT), líder do Governo, que apresentou requerimento solicitando a realização da sessão solene.

A Fapepi, fundada em 1993, é uma importante instituição para o desenvolvimento do Piauí, com ações em âmbito local, regional, nacional e internacional, além de ser a primeira agência de fomento a pesquisa científica, tecnológica e de inovação do Piauí.

width=460

O presidente da Fapepi, Francisco Guedes, comentou a homenagem

“A Fapepi alcançou nesse momento, além de uma importância vital para o desenvolvimento cientifico, tecnológico e de inovação no estado do Piauí, o devido reconhecimento que extrapola as fronteiras estaduais, em virtude do forte incremento nos investimentos nesses últimos quase quatro anos (2015 – 2018), que permitiram o lançamento de 42 editais públicos, 152 projetos de pesquisa financiados; 120 eventos acadêmicos e científicos apoiados; fomento à viagem de 252 pesquisadores para reuniões e congressos, sendo 95  destinos internacionais; financiamento à produção e publicação de 107 livros acadêmicos; subvenção econômica a 11 empresas de base tecnológica inovadora, somando R$ 28,394 milhões de recursos aplicados em CT&I no Piauí.

Então gostaríamos de agradecer as parcerias com o CNPq, CAPES e a Finep na colaboração para ampliar o financiamento nas pesquisas em Ciência, Tecnologia e Inovação, as Câmaras Setoriais que aproximaram os editais das demandas da população e do apoio do governador Wellington Dias que não mediu esforções para viabilizar o desenvolvimento da CT&I no estado”, agradeceu Francisco Guedes.  

Continue lendoFapepi será homenageada em solenidade na Assembleia

Startups participam de avaliação geral do Programa Inova Piauí

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:13 de novembro de 2018
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

 Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) reuniu na manhã desta terça-feira (13), por meio de sua Diretoria de Inovação, os participantes do Programa Inova Piauí. “Esse encontro teve como objetivo uma avaliação geral, tanto no quesito evolução individual quanto à avaliação do próprio programa. Foi um momento bem oportuno para ouvir as críticas e contribuições dos participantes, pois é só assim que poderemos aprimorar os próximos editais”, comentou o Coordenador de Inovação da Fapepi, Eulálio Campelo.

O presidente da Fapepi, Francisco Guedes, acompanhou a abertura do encontro e aproveitou a oportunidade para deixar uma palavra de incentivo, para que os empreendedores superarem a cada dia os desafios do mercado. O momento, fecha um ciclo de muito trabalho, onde é primordial essa avaliação conjunta. Cada startup apresentou um resumo de suas últimas ações, destacando suas conquistas e dificuldades.

width=680 

Alexandre Miranda, que é coordenador da startup Ecodrytec, sugeriu para as próximas seleções, um curso de capacitação mais específico, voltado para as necessidades de cada empresa. “Temos hoje uma cartela com 27 produtos e avaliamos que foram bem-sucedidas as ações de venda até aqui. Agora nosso foco é modernizar a produção que atualmente é bem artesanal”, comentou.

Já Rafael Ferreira, idealizador da startup Revgás, explicou que já estão trabalhando para estruturar a comunicação de forma que todo o processo seja automatizado e otimizado dentro do serviço oferecido. “Começamos na revenda, estamos na fase de entrega e queremos chegar ao consumidor final em breve”.

O SociAutism, representado pelo empreendedor Carlos Giovanni, é outra startup que prossegue nessa terceira etapa com êxito. “Começamos as ações de marketing e já conseguimos dois clientes. Agora vou iniciar a venda de porta em porta. Faço um destaque à mídia espontânea, nesse processo, porque apesar de não podermos controlá-la, os resultados dela são astronômicos”, ressaltou.

 

Continue lendoStartups participam de avaliação geral do Programa Inova Piauí

Teresina discute Internet das Coisas e Mobilidade na área da saúde

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:12 de novembro de 2018
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Aconteceu no último dia 09 a palestra “Internet das Coisas (IoT) e Mobilidade em Saúde”. O encontro foi no auditório do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e reuniu pesquisadores, profissionais e estudantes de diversas áreas. A iniciativa é do Centro de Inteligência em Agravos Tropicais Emergentes e Negligenciados (CIATEN) com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI).

De modo geral, o ministrante, professor Doutor Joel Rodrigues (representante do Instituto Nacional de Telecomunicações (Brasil e Portugal), abordou o tema mostrando o potencial das tecnologias para a área da saúde. Ele citou, por exemplo, as vantagens de levar alguns serviços para a execução virtual, como a personalização dos atendimentos médicos, a desburocratização, maior articulação dos pontos da rede e uma economia financeira considerável. “Sentimos que estamos todos focados em um mesmo objetivo. Então, essa troca de experiência é essencial para que o conhecimento seja socializado e haja uma colaboração sempre mútua entre nós, pesquisadores”, ressaltou o convidado.

width=460

O professor Doutor da UFPI,  Carlos Henrique Nery Costa, explicou que o CIATEN, consolidado recentemente, é uma parceria entre a UFPI, o Governo do Estado por meio da Secretaria de Saúde e da FAPEPI, além do IDS (Instituto de Doenças do Sertão). “É uma instituição que vai pensar nas doenças negligenciadas, nas emergentes (como Dengue, Zika, Chikungunya) e também nos acidentes de moto e dar respostas rapidas. É um espaço que faz a junção da ciência em prol do bem estar das pessoas, e ao mesmo tempo, um centro de pensamento que foca no futuro e poderá, em breve, produzir tecnologia nesse âmbito”, explicou. 

O presidente da Fapepi, Francisco Guedes, prestigiou a palestra e aproveitou o momento para parabenizar a iniciativa e socializou um pouco sobre a Fapepi, apresentando aos participantes sua funcionalidade e relevância para o desenvolvimento do Estado.

 width=460

Continue lendoTeresina discute Internet das Coisas e Mobilidade na área da saúde

Fapepi participa do Fórum da Rede de Gestão Pública

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:25 de outubro de 2018
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Durante a noite desta quarta-feira (24), a Universidade Federal do Piauí (UFPI) recebeu o Fórum da Rede de Gestão Pública do Piauí – REGEPI, que trouxe como tema “Inovação na Gestão Pública” que tem como objetivo estimular a interação entre gestores públicos, professores e alunos com o intuito de melhorar a gestão pública no âmbito da educação.

Além de palestras o evento conta ainda com apresentação de trabalhos e mesas redondas.

O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), Francisco Guedes, proferiu a palestra Novo Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação na Gestão Pública e destacou ações da Fapepi e a importância da consolidação do Marco.

“O Novo Marco regulamenta um dos pontos mais importantes dentro do modelo ideal para o desenvolvimento científico e tecnológico que é a integração entre os agentes públicos, a academia e o setor produtivo em benefício da população”.

Ainda durante a palestra, Francisco Guedes apresentou alguns projetos da Fapepi, como o apoio à Startups e a Aliança para Inovação Agropecuária.

width=460

De acordo com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações o Novo Marco Legal, tem na Lei nº 13.243 de 2016, regulamentada pelo decreto Nº 9.283 de 2018, a obrigação de simplificar a celebração de convênios para a promoção da pesquisa ciêntifica nos mais diversos âmbitos. 

O reitor da UFPI, Arimatéia Lopes, falou sobre a relevância do evento para os agentes ligados a gestão.

“É de extrema importância um evento como esse pois tenho certeza que nossos profissionais terão uma experiência rica, as visões aqui debatidas auxiliam na formação dos gestores. Todos os temas expostos no fórum buscam esse objetivo.”

width=460

O fórum é uma realização do Programa de Pós-Graduação em Gestão Pública (PPGP), Tribunal de Contas da União (TCU), Ministério da Fazenda, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Meio-Norte) e da Controladoria Geral da União (CGU).

Continue lendoFapepi participa do Fórum da Rede de Gestão Pública

Teresina recebe a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:25 de outubro de 2018
  • Tempo de leitura:5 minutos de leitura

Durante a manhã desta terça-feira (16) no Cineteatro da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina recebeu a abertura da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que este ano trouxe como tema “Ciência para a redução das desigualdades”.

O evento que acontece em todo o país e conta com palestras e apresentações de trabalhos, teve seu início com uma apresentação da Orquestra Jazz Sinfônica da UFPI, que toucou música clássica com a batida diferenciada do jazz e ainda releituras de ícones do pop como Michael Jackson.

 width=460

O coordenador da Semana Nacional no Piauí, Anderson Mendes, falou sobre a importância de fomentar a ciência no país.

“Esse ano a Semana vem com o tema “Ciência para a redução das desigualdades”, bem apropriado para o momento que vivemos. A ciência é capaz de alavancar qualquer país em todos os pilares que sustentam uma nação”, afirmou Anderson.

O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), apontou a resistência das instituições piauienses frente a crise econômica nacional.

“Nós ficamos extremamente felizes de participar de um evento como esse, nós temos que refletir sobre a ciência em nosso país. Nós precisamos integrar a academia, o governo e o setor produtivo. É necessário fortalecer nossas instituições e conscientizar a população de que é preciso investir em ciência. As pessoas precisam saber que esse é o investimento a longo prazo, nós não podemos permitir diminuição de recursos para essa pasta, sem ciência não teremos futuro.”, comentou Francisco Guedes.

Os eventos da Semana ainda continuam amanhã (17) durante todo o dia, na praça Rio Branco, com o “Dia C da Ciência” que tem como objetivo estimular a produção e a divulgação científica no estado, bem como a divulgação dos produtos oriundos de pesquisas.

O reitor da UFPI, professor José Arimatéia, comentou a necessidade de olharmos enquanto sociedade com mais atenção para a produção científica piauiense.

“É importante que estejamos aqui reunidos. Nós vivemos em um momento difícil nas instituições públicas, se não conseguimos converter esse quadro de corte de recursos, nós teremos o mesmo fim do Museu Nacional, não por incêndio, mas por falta absoluta de recursos para funcionar”, destacou.

Após a cerimônia de abertura e a fala dos componentes da mesa, a plateia acompanhou a palestra Ciência, pesquisa e o papel para a sociedade, da pós-doutora em Física da Matéria Condensada, Renata Aquino da Silva de Souza, da Universidade de Brasília, que comentou sobre o alinhamento de objetivos com os entusiastas da ciência no Piauí.

“Eu fiquei bastante feliz em ser convidada para o evento, e vejo que todos nós estamos na mesma luta. Eu que venho de Brasília e pude ouvir as falas dos gestores que lutam pela ciência aqui no Estado, me sinto reconfortada, é bom ver que não estamos sós.”

width=460

Participaram do evento representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi),  Universidade Federal do Piauí (UFPI), Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Instituto Federal do Piauí (IFPI), Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedet), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Meio-Norte), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e da Fundação Cultural de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação (Fadex).

 

 
 
 
Área de anexos
 
 
 
Continue lendoTeresina recebe a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Teresina/PI recebe workshop voltado para Tecnologias de Redes

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:11 de junho de 2018
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), juntamente com o Ponto de Presença da RNP no Piauí, promove dos dias 12 a 14 de junho, o primeiro Workshop de Tecnologias de Redes (WTR) do estado. As atividades serão realizadas das 8h às 18h, no auditório do Instituto Federal do Piauí (IFPI), em Teresina.

O objetivo do encontro é reunir equipes técnicas da área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) das principais instituições públicas e privadas de ensino e pesquisa do Piauí para troca de experiências, aprendizagem e disseminação de novas tecnologias integradas ao ambiente acadêmico. Os Workshops de Tecnologias de Redes fazem parte do Programa Sistema de Capacitação e Integração da RNP, que promove oportunidades de capacitação técnica dos profissionais que atuam nas instituições acadêmicas no Brasil.

A programação do evento inclui apresentações sobre conectividade, estatísticas e segurança das instituições acadêmicas do Piauí, sistema de automação de datacenter, Internet das Coisas, aplicações em redes inteligentes (smart grids) e o programa Nordeste Conectado, que elevará o patamar da rede operada pela RNP a 100 Gb/s. Também será oferecido um curso de capacitação sobre fundamentos de Governança de TI, em parceria com a Escola Superior de Redes (ESR).

A participação no workshop é gratuita para alunos, funcionários e docentes vinculados às instituições usuárias da RNP. É necessário realizar inscrição prévia pelo endereço: https://wtr.rnp.br/pop-pi/

Sobre o PoP-PI

O Ponto de Presença da RNP no Piauí (PoP-PI/RNP), atualmente localizado na sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), conecta mais de dez instituições usuárias, com destaque para as universidades federais do Piauí (UFPI) e do Vale do São Francisco (Univasf), a Universidade Estadual do Piauí (UESPI), o Hospital Getúlio Vargas (HGV), uma das principais unidades de saúde da região, e dois centros de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), entre outras instituições conectadas à rede metropolitana de Teresina (rede Poti).

 

Continue lendoTeresina/PI recebe workshop voltado para Tecnologias de Redes

Fapepi lança livros apoiados pela fundação na 16º edição do Salipi

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:11 de junho de 2018
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Durante a tarde do último domingo, 10, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), realizou dentro do Salão do Livro do Piauí (Salipi), o lançamento das obras que receberam apoio através do edital de Auxílio à Publicação Científica.

O Salipi que ocorre anualmente dentro da Universidade Federal do Piauí (UFPI), possui parceria com a Fapepi desde 2016, para dar oportunidade aos pesquisadores de apresentarem seus estudos como forma de popularizar o conhecimento científico.

O presidente da Fapepi, Francisco Guedes falou de ver mais uma vez a Fapepi participando do evento.

“Ficamos felizes em apoiar essas obras, agradeço imensamente a Fundação Quixote e a Universidade Federal por mais uma oportunidade de trazermos nossos pesquisadores para este espaço, é uma parceria que ainda tem muito para apresentar”.

width=460

O pesquisador Fauston Negreiros autor do livro, “Pesquisas em Psicologia e políticas públicas educacionais: Desafios para enfrentamentos à exclusão”, falou sobre a importância do apoio da Fapepi para conseguir publicar.

 Trata-se de uma construção conjunta de colegas pesquisadores que envolve a demanda da psicologia e a política educacional. A obra propõe uma reflexão sobre a prática do psicólogo, sobretudo, nos espaços não elitizados. Eu sou o único autor piauiense da obra e gostaria de ressaltar, que entre os diferentes autores, tentamos financiamento nos mais variados estados nas cinco regiões do país, mas só conseguimos aqui. Então, é um aspecto para enaltecer mesmo a Fapepi, afirmou o pesquisador.

Um dos coordenadores do Salipi, professor Luiz Romero, destacou os reflexos de uma sociedade que mantém o hábito da leitura.

“Esse ano nosso tema foi: “Uma casa sem livros é um corpo sem alma”, nós queremos mostrar que existe um abismo entre quem lê, quem pesquisa e quem não mantém esse tipo de costume. Precisamos valorizar ainda mais a leitura para termos uma sociedade mais consciente”, concluiu Romero.

Continue lendoFapepi lança livros apoiados pela fundação na 16º edição do Salipi

Fórum do Confap é realizado em Teresina

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:11 de junho de 2018
  • Tempo de leitura:5 minutos de leitura

A Fundação de Amparo à Pesquisa Estado do Piauí (Fapepi), realizou na sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Meio-Norte) durante a manhã desta quinta-feira (07), o fórum do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) que reuniu representantes das 26 Fundações de Amparo existentes no Brasil. A ação integra as comemorações dos 25 anos da Fapepi.

O evento contou com palestras, mesas redondas e apresentações sobre as dificuldades da pesquisa e inovação no Brasil e ainda com a assinatura de protocolos e termos de parcerias, o anúncio do lançamento do programa Tecnova 2 e do Programa Centelha.

O governador do estado, Wellington Dias, se mostrou feliz com a realização do evento.

“Estou muito feliz, aqui vejo a liderança do presidente da Fapepi, com todas as lideranças de todos os estados, a presença do Finep, de organismos internacionais com o objetivo de trabalhar essa integração das fundações de amparo à pesquisa de todo o Brasil e garantir que, com essa integração, se possa ampliar investimentos na pesquisa e inovação tecnologia. Esse caminho garante que a gente possa lidar com o desenvolvimento do presente, mas ter segurança que vamos que vamos seguir tendo desenvolvimento para o futuro, porque aquilo que estamos plantando hoje nessa área de pesquisa vai dar um bom retorno para as próximas gerações”, destacou o governador.

width=460

O evento contou com apresentações artísticas da banda Tom Jobim da Fundação Cultural Monsenhor Chaves, com o maestro Edson Queirós, e do cantor e professor Vagner Ribeiro.

width=460

O presidente da Fapepi, Francisco Guedes, falou sobre as possibilidades com o encontro.

“Esse é um evento importante, um evento em que a ciência, tecnologia e inovação do país, um dos ramos dele, que são as fundações de pesquisa dos estados se reúnem para discutir, trocar experiência e avançar. Aqui, queremos ampliar os horizontes tanto dentro das universidades como de institutos de pesquisa, como a Embrapa.

Nesse cenário de congelamento de investimentos temos um desafio muito grande de tocar a pesquisa, então é mais do que relevante estarmos reunidos. Em 2004 o Piauí tinha 187 doutores, dez anos depois (2014) temos 1.287 doutores. Então, aumentamos o investimento, as parcerias, a interiorização e internacionalização do conhecimento e por consequência, aumentou a demanda porque temos mais cabeças pensantes para pressionar e melhorar toda uma cadeia de pesquisa”, concluiu o presidente.

width=460

A abertura do evento contou com a transmissão ao vivo pelo youtube da Fapepi, e pode ser visualizada através do link: https://bit.ly/2sRwrFp

A presidente do Confap, Maria Zaira, da Fundação de Amparo à Pesquisa de Goiás, (FAPEG), falou sobre a alegria de participar da comemoração dos 25 anos da Fapepi.

“O Confap tem em seu estatuto o compromisso de realizar quatro reuniões no ano. Esta segunda reunião estamos realizando a convite e pelo entusiasmo, pela generosidade do presidente Francisco Guedes que propôs que viéssemos aqui e comemorássemos os vinte e cinco anos da Fapepi. E vinte e cinco anos não são poucos, hoje, a Fapepi está aí consolidada com muitos programas. Esses indicadores que o Guedes apresentou, sabemos que é fruto de um trabalho muito duro. Certamente que a comunidades científica piauiense, não se imagina mais sem a Fapepi”

 Além das apresentações culturais, os representantes das Faps fizeram uma visita aos laboratórios da Embrapa e conheceram os produtos feitos na Fazenda da Paz, que estiveram a venda durante o evento.

O fórum é resultado de uma parceria entre a Fapepi, a Embrapa e o Banco do Nordeste.

Continue lendoFórum do Confap é realizado em Teresina

Fapepi realiza Workshop para debater Novo Marco Legal de Ciência Tecnologia e Inovação

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:7 de junho de 2018
  • Tempo de leitura:7 minutos de leitura

Nesta quarta-feira (06), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), realizou o “Workshop Novo Marco Legal de Ciência Tecnologia e Inovação”, dentro do quarto dia de programação do 16º Salão do Livro do Piauí (Salipi), na Universidade Federal do Piauí (UFPI). O Workshop discutiu e apresentou as melhorias obtidas com a lei que regulamentou o Novo Marco para os pesquisadores, professores e sociedade piauiense.

No evento foi debatida em especifico a Lei Federal 13.243, de 11 de janeiro de 2016, regulamentada pelo decreto N 9.283, de 7 de fevereiro de 2018, que visa estimular o desenvolvimento científico, à capacitação da pesquisa científica, tecnológica e de inovação.

O presidente da Fapepi, Francisco Guedes se mostrou empolgado com a realização do evento.

“Queria falar da alegria e da satisfação de realizar esse evento. Gostaria de agradecer a UFPI e a Fundação Quixote que abriu esse espaço para discutirmos esses importantes temas. Já temos uma lei federal que regulamenta a aproximação entre a academia, o governo no âmbito estadual e federal e as parcerias com entidade privadas e nós precisamos nos apropriar disso da melhor forma possível para garantir a aplicabilidade de nossas pesquisas”, enfatizou o presidente.

width=460

Entre os palestrantes do Workshop, o presidente da Fundação de Amparo a Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG), Evaldo Vilela, que destacou a obrigação de fazer escolhas mais coerentes no que diz respeito ao conteúdo dos estudos apoiados pelas fundações.

“Precisamos entender que não adianta publicarmos muito se não beneficiamos a população, não podemos usar dinheiro público para financiar pesquisas que não irão dar em nada. Precisamos apoiar estudos de relevância”, exclamou.

/

Além de ampla cobertura jornalística no local, o evento foi transmitido ao vivo para o canal da Fapepi no youtube e todas as palestras podem ser visualizadas através do link: https://bit.ly/2LransS

No evento ainda aconteceram três outras palestras e duas mesas redondas com temas voltados para construção do Novo Marco Legal e sobre a captação de recursos para o aumento da competitividade e inserção do Brasil na inovação mundial. A palestrante Regina Almeida Matos, chefe da procuradoria da FAPEMIG, relatou a importância de um evento como esse para celebrar a inserção da Nova Lei regulamentada no Brasil.

“Essa lei é muito importante por que existem determinados âmbitos que só podem ser discutidos em leis, tais como o servidor, fundos de financiamento, questões tributárias, tudo isso nós não podemos tratar com decretos, por exemplo, então a lei é fundamental para consolidarmos essas discussões”, destacou Regina Almeida.

width=460

O reitor da UFPI, José de Arimateia, destacou a necessidade do envolvimento da população em ações como o Workshop

“Esse evento é de suma importância para a sociedade. Nós precisamos ampliar os investimentos em pesquisa e inovação no Brasil e também sensibilizar a população para que cobre essa maior atenção juntamente conosco”, destacou o reitor.

Além das palestras direcionadas para a lei e sua aplicabilidade, outras falas se voltaram para as diferentes vertentes da atuação da CT&I no estado, entre elas, o palestrante Dr. Ney Paranaguá, presidente da Cajuína Tech, destacou a necessidade de aproveitar melhor as oportunidades diante do contexto de inovação.

“Pensem bem, a pessoa passa em um concurso e melhora a própria vida, isso é bom. Mas na grande maioria das vezes, ela não melhora o Estado onde vive. Eu quero ver pais olhando seus filhos crescerem no que diz respeito a representatividade de ações, não desejando ver o filho como, por exemplo, um procurador, um servidor, mas olhar para o filho e dizer: meu filho vai ser um empreendedor. Nós precisamos abrir os olhos para essa realidade. Se o que precisamos é acreditar nesse potencial, é fácil, vamos acreditar”, afirmou o professor.

width=460

O evento foi realizado em parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), a UFPI, a Universidade Estadual do Piauí (UESP), o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e com as Câmaras Setoriais de Biotecnologia e de Tecnologia da Informação e Comunicação.

 O Salipi continua até o dia 10 de junho (domingo), no Espaço Rosa dos Ventos (UFPI), com uma série de programações. No último dia do evento irá acontecer o lançamento dos livros que receberam recursos do Programa de Auxílio à Publicação Científica da Fapepi.

Entenda a lei que regulamenta o Novo Marco Legal de CT&I

 

A lei, regulamentada em fevereiro de 2018, busca incrementar a promoção de ecossistemas de inovação, diversificar instrumentos financeiros de apoio à inovação, permitir maior compartilhamento de recursos entre entes públicos e privados, apoiar empresas nascentes de base tecnologia e inovadoras, estimular a criação de parques e polos tecnológicos, simplificar os procedimentos de importação de bens e insumos para pesquisa e gerar novos estímulos para a realização de encomendas tecnológicas e flexibilidade no remanejamento entre recursos orçamentários.

Para ter acesso ao texto da lei na integra, acesse: https://bit.ly/2u3Jur9

Continue lendoFapepi realiza Workshop para debater Novo Marco Legal de Ciência Tecnologia e Inovação

Pesquisadores apresentam resultados finais do programa DCR

  • Autor do post:
  • Categoria do post:Sem categoria
  • Última modificação do post:24 de maio de 2018
  • Tempo de leitura:3 minutos de leitura

Durante os dias 23 e 24 deste mês, na sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), foi realizado o Seminário de Avaliação Final do Programa de Desenvolvimento Científico Regional (DCR- Piauí). O Seminário tem a finalidade de avaliar os resultados finais dos estudos financiados pela Fapepi desde 2013 dentro do programa. Ao todo 23 pesquisadores apresentaram trabalhos no evento que faz parte da comemoração dos 25 anos da Fapepi.

De acordo com o Presidente de Fapepi, Francisco Guedes temos muitos pesquisadores atuando com as bolsas concedidas pelo programa DCR e contribuindo para o desenvolvimento científico no Estado.

“Temos hoje no Piauí vários pesquisadores da Embrapa , UFPI, UESPI, IFPI que atuam com bolsas concedidas pelo DCR ,esse seminário de avaliação  serviu para gente avaliar os resultados das pesquisas nos últimos 5 anos e desenvolver a aplicabilidade destas pesquisas no Estado do Piauí.”

O Diretor Técnico-Científico da Fapepi, Albemerc de Morais relata como os seminários tem relevância para a instituição.

“Esses excelentes trabalhos apresentados na área de pesquisa e extensão tem contribuído para o crescimento do nosso Estado e a gente fica bem feliz com esses seminários, pois desde o momento da assinatura do termo de outorga eles já são previstos e temos uma sequência de outros seminários para acontecer por isso é muito importante para darmos transparência para quem financia nossos projetos através dos acordos”.

O programa de Desenvolvimento Científico (DCR) é um acordo de cooperação da Fapepi com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) , que visa a concessão de bolsas para desenvolvimento cientifico, sendo implantado em 2004, com o objetivo de estimular a fixação de recursos humanos com experiência em ciência, tecnologia e inovação em instituição de ensino superior e pesquisa, institutos de pesquisa, empresas públicas de pesquisa e desenvolvimento, ainda priorizando as instituições das regiões situadas no Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

A professora da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Alessandra Braga, foi uma das beneficiadas com o DCR e falou sobre a importância do programa.

“O apoio da Fapepi com esse edital foi fundamental pois é a agência de fomento de pesquisa do Estado e me possibilitou o desenvolvimento de várias pesquisas e ir além da minha pesquisa central. Tivemos além do desenvolvimento de nossos estudos a minha fixação aqui no curso de farmácia da UFPI”.

Continue lendoPesquisadores apresentam resultados finais do programa DCR