1º Edição do Centelha Piauí apresenta empresas contempladas pelo programa

  • Post author:
  • Post category:CentelhaNotícia
  • Post last modified:22 de setembro de 2021
  • Reading time:7 mins read

Ao longo da primeira edição, o Programa Centelha alcançou todas as regiões do Brasil e recebeu a submissão de mais de 14 mil ideias inovadoras, estimulando a criação de empreendimentos inovadores e disseminando a cultura empreendedora pelo país.

No Piauí, foram submetidas 276 propostas, e 28 projetos aprovados na etapa final. Os projetos aprovados tiveram aporte financeiro de cerca de 60 mil reais.

Dentre os projetos contemplados, selecionamos seis empresas para você ficar por dentro das novidades inovadoras que estão se transformando em negócios de sucesso!

Mulltiveículos.com

A multiveiculos.com atua como marketplace, servindo de conexão entre compradores e vendedores de veículos seminovos e usados. Nosso principal diferencial é a oferta de veículos vistoriados e a utilização de tecnologia de ponta para melhor experiência e comodidade dos usuários (compradores e vendedores).

O modelo de negócio contempla duas modalidades de oferta. A primeira é o leilão MV – exclusiva para lojistas (PJ) de todo o Nordeste. A segunda é o site multiveiculos.com, com ênfase na venda para particulares (PF).

Plastic Road

Um empreendimento que fornecerá produtos reciclados para fins na indústria de asfalto, sendo que a missão é ajudar a resolver dois problemas mundiais: epidemia de resíduos plásticos e aprimorar a qualidade do asfalto. O produto é comercializado em 3 tipos: MR6, MR8 e MR10, sendo cada um destinado ao local correto para o asfalto (ex: local em que o tráfego de carretas é maior, utiliza-se o MR10). Será feito acordo com usinas de asfalto, a fim de baratear o custo de produção e aumentar a qualidade e tempo de vida do asfalto. De acordo com os testes realizados, em comparação ao asfalto comum, as ruas de plástico apresentaram maior resistência à deformação, rigidez, resistência à ruptura e aumento do ponto de amolecimento do betume (maior resistência à temperatura) e elasticidade.

GestorClin

A Gestorclin é um SAAS voltado para clínicas e consultórios médicos.

Seu propósito é a otimização de tempo levando em conta a chegada do paciente à clínica até o processo de atendimento.

O procedimento de uso é definido em 3 passos simples e fácil de usar, a empresa preocupa-se com todo o corpo clínico e gera valor trazendo segurança e facilidade para gestão na área da saúde.

Hydrogels Tech

A escassez de água tem se tornado um problema cada vez maior e mais sério em todo o planeta. Pensando nisso, os hidrogéis têm se tornado um material cada vez mais utilizado, e versátil para aplicações que necessitam a utilização /reutilização de água. Este tema se encaixa em praticamente todas as ODS da Agenda 2030 da ONU.

Na escassez de água, os super hidrogéis é uma categoria de materiais com alta capacidade de absorção/liberação de água e de fluidos biológicos, com possibilidade de liberação de água na agricultura e em ambientes climatizados, e de fármacos, ocorrendo um intumescimento que pode ser associado a outras propriedades.

Dessa forma, soluções deste e de outros problemas podem ser propostas para ampliar as possibilidades de utilização de hidrogéis. Partindo da ampliação destas ideias, os problemas de saúde relacionados à obesidade têm aumentado, buscando-se métodos bem invasivos para perda de peso. Assim, pretende-se desenvolver cápsulas para saciedade e perda de peso.

Fábrica de Gênios

A plataforma possui um conjunto de cursos e projetos práticos para engajar os alunos no aprendizado orientado e objetivo, conforme o mercado demanda. Nela, cada aluno tem acesso ao seu currículo FG, ranking da plataforma, blog do FG e podem pegar ou não demandas externas relacionadas ao conteúdo abordado nos cursos advindas de empresas/clientes.

Masquil

Uma das principais demandas da aquaponia é por tecnologias que visam maior eficiência dos processos. Por isso, há a necessidade de monitorar e manter um controle mais apurado, pois a aplicação da automatização é fundamental para a aquaponia, já que diminui os erros, inclusive os voltados ao uso e reuso dos recursos naturais. Para uma maior automação da aquaponia o desenvolvimento de instrumentos e de sensores para medidas ou detecção de parâmetros ou de alvos de interesse se torna bastante relevante, isto aliado ao monitoramento da água em tempo real, permite que o produtor acompanhe remotamente, os parâmetros da água, permitindo ainda que os dados sejam filtrados por região de interesse e relacionados entre si, assim com o desenvolvimento de um sistema de monitoramento e controle remoto em aquaponia usando IoT, os processos operacionais de produção, podem ser monitorados, controlados e executados de maneira muito mais eficiente; desse modo, a automação exerce a sua função sobre os processos, para aumentar a produtividade do sistema e do trabalho; otimizar o uso de tempo, insumos e capital; reduzir perdas na produção e aumentar a qualidade dos produtos.

Para mais informações acesse o site do Centelha PI.

Continuar lendo1º Edição do Centelha Piauí apresenta empresas contempladas pelo programa

FAPEPI participa da apresentação do projeto do novo CIATEN

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:22 de setembro de 2021
  • Reading time:6 mins read

O projeto arquitetônico da nova sede do Centro de Inteligência em Agravos Tropicais Emergentes e Negligenciados (CIATEN) foi apresentado, no dia 13 deste mês, ao senador Marcelo Castro (MDB). A solenidade aconteceu no prédio do Centro Ciências de Saúde (CCS) da Universidade Federal do Piauí (Ufpi), localizado ao lado do Hospital Getúlio Vargas (HGV), na Avenida Frei Serafim, 2280, futura sede do centro. O ato solene contou com as presenças do reitor e vice-reitor da Ufpi, Gildásio Guedes, e Viriato Campelo, respectivamente.

O projeto arquitetônico da nova sede do CIATEN sendo apresentado ao senador Marcelo Castro (MDB), direita, pelo reitor e vice-reitor da UFPI, Gildásio Guedes, centro, e Viriato Campelo, esquerda. Fonte: Assessoria de Comunicação – FAPEPI

Representando a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (UFPI), participou a advogada Mariana Matos Leite, da assessoria jurídica da instituição. O CIATEN tem como finalidade aprimorar o controle dos agravos tropicais emergentes e negligenciados (ATENs) no contexto do estado do Piauí e em regiões similares. Na nova sede-prédio, serão desenvolvidas tecnologias para geração de novos fármacos e dispositivos biotecnológicos; e serão elaboradas políticas públicas baseadas em evidências científicas.

Haverá uma área para geração e difusão de conhecimentos científicos por meio ensino, pesquisa, extensão e treinamento de profissionais públicos e demais interessados. Ou seja, as instalações do centro serão uma ponte para o estabelecimento de parcerias, desenvolvimento tecnológico e conectar as pesquisas de enorme relevância social com formação de pesquisadores e profissionais. Gildásio Guedes, reitor da UFPI, falou da importância do investimento à área da saúde.

Científico e prático

“É um investimento altamente importante, pois, além de prevenir, vai cuidar de doenças que estão permanentes nas pessoas e até nos animais”, destacou. “O CIATEN é um órgão que vai servir muito para a prevenção e para o cuidado. Estamos felizes, pois a universidade tem que ter este viés científico e o viés prático a serviço da sociedade.” Atualmente, o CIATEN tem recursos financeiros garantidos através de duas emendas parlamentares destinadas para as devidas adequações na futura sede-prédio.

São recursos de R$ 1 milhão, obtidos através de emenda parlamentar do senador Marcelo Castro, e R$ 300 mil de emenda parlamentar da deputada federal Margarete Coelho (PP). O evento reuniu representantes da Ufpi, da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (SESAPI), equipe de engenheiros do projeto e convidados, no qual um dos objetivos é a arrecadação de novos recursos para garantir a continuidade e finalização das obras do CIATEN.

Segundo o Coordenador-Geral do CIATEN, professor Carlos Henrique Nery Costa, “é um projeto para décadas inaugurar um centro de pesquisa no Piauí”. “O início disso foi consolidado hoje! A presença do reitor da Ufpi, Gildásio Guedes, e do senador Marcelo Castro, empenhados na mobilização dos recursos necessários, juntamente com apoio da secretária de saúde em uma conjunção de esforços locais. Agora estamos vendo nascer a sede do CIATEN, centro interdisciplinar e multi-institucional, com seus laboratórios montados.”

Coordenador-Geral do CIATEN, Carlos Henrique Nery Costa. Fonte: Assessoria de Comunicação – FAPEPI

Think tank

O senador Marcelo Castro confirmou recursos ao CIATEN. “Me comprometo a repetir a dose. Estou muito honrado em contribuir com a saúde do nosso estado, é o nosso dever e nossa obrigação.” A representante da Secretária da Saúde, Liana Martins, informou sobre os trâmites burocráticos do projeto. “A Secretária da Saúde está imbuída em concretizar o projeto do CIATEN. O processo já está passando pela parte administrativa de cotação de preços, em seguida, passará pela PGE para analisar a parte jurídica.”

Continuou Liana Martins: “será deflagrada a licitação e o nosso prazo para conclusão desse projeto é até outubro”. Além disso, na oportunidade, a equipe de engenheiros do projeto arquitetônico do prédio apresentou as plantas elétricas e hidráulicas, bem como as adequações básicas necessárias para a instalação de equipamentos nos laboratórios do prédio. Sobre o CIATEN: o CIATEN é um “think tank” – think tanks são instituições que produzem pesquisas, análises e recomendações.

Representantes da FAPEPI e o Coordenador-Geral do CIATEN, Carlos Henrique Nery Costa. Fonte: Assessoria de Comunicação – FAPEPI

Think tanks contribuem para um ambiente de conhecimento, permitindo, inclusive, que os formadores de políticas públicas tenham ferramentas para tomar decisões mais embasadas. Além de ter um papel importante na disseminação de conhecimento à qualificação através do conhecimento de políticas de saúde destinadas a doenças e agravos emergentes, de um lado, e negligenciados, de outro, no âmbito dos trópicos. O centro foi criado para desenvolver e sugerir novas estratégias.

Enfrentamento de doenças

Tais estratégias servirão ao enfrentamento de doenças emergentes e negligenciadas nos trópicos que atualmente são ineficientes ou inexistentes. É uma entidade administrada pela organização social sem fins lucrativos Instituto de Doenças do Sertão (IDS) e é um Núcleo de Pesquisas oficial de uma fundação pública, a Universidade Federal do Piauí (Ufpi), em colaboração com a Secretaria da Saúde. Uma grande notícia à ciência do Piauí.

Continuar lendoFAPEPI participa da apresentação do projeto do novo CIATEN