O Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX), desenvolvido desde 2020, conseguiu atingir suas metas e é considerado um sucesso. Essa é a conclusão dos participantes da terceira reunião do Comitê Consultivo do PEIEX – Núcleo Teresina/PI, realizada no dia 06 deste mês. Durante o encontro, segundo a gestora de qualificação e competitividade da Apex-Brasil, Amanda Mesquita, as metas e o fluxo de atendimento do programa, de agosto de 2019 até março de 2021, obtiveram destaque para a divisão das metas em quatro etapas.

Ana Mesquita destacou a prospecção e apresentação do PEIEX a 49 empresas até março, sendo atingidos 110% da meta; assinatura de termos de adesão, tendo sido alcançado 104,17% da meta; e entrega do plano de trabalho e plano de exportação para empresas, tendo o núcleo atingido 92,5% da meta. Ela também enumerou aspectos, como a avaliação da empresa ao final da qualificação, tendo o núcleo alcançado 142,30% de sua meta.

Em seguida, a gestora expôs ainda a representação das empresas atendidas por complexos produtivos, sendo, 52% das empresas atendidas do setor de alimento e bebidas, 6% de moda e vestuário, 6% de casa, construção e máquinas, 4% de equipamentos e 32% outros, que abrange serviços, cosméticos e PEIEX Agro. Trata-se de um novo desmembramento que permite atender muitos produtores de mel que ainda não possuem CNPJ. Ela explicou que esses produtores podem ser de outras unidades da federação.

Participantes da reunião

A terceira reunião do Comitê Consultivo do PEIEX – Núcleo Teresina/PI, realizado por videoconferência, contou com a participação, além da gestora de qualificação e competitividade da Apex-Brasil, Amanda Mesquita; do Diretor de Inovação da FAPEPI, Ciro Gonçalves. Também participaram as convidadas da FAPEPI, Sâmia Maranhão e Lidiane Muniz, e a Coordenadora do Núcleo Teresina, Rizalva Cardoso; além da monitora do Núcleo Teresina, Marta Dias; e os Técnicos do Núcleo Teresina, Cássio Eduardo e Gustavo Dias.

Os Apoios Técnicos do Núcleo Teresina, Gabriela Soares e Raylane Cristian, e as empresas FIEL Alimentos e Dois Rios Cervejaria Artesanal, representadas por Adriano Mesquita e André Toledo, respectivamente, também contribuíram com o encontro. Integraram a reunião com a presença de parceiros da PEIEX Teresina o representante do SEBRAE, Gilberto Noleto; o representante da FIEPI, Islano Marques; o Diretor Comercial do Porto PI, Sr. Tiago Ribeiro Patrício; e o superintendente do Banco do Brasil no Piauí, Cristiano Teixeira.

Representando os Correios, a supervisora de vendas da instituição, Adriane Azevedo Monteiro; e o representante da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Landerson Carvalho. Posteriormente o técnico Gustavo Henrique, do Núcleo Teresina, destacou algumas inserções internacionais ocorridas antes e algumas durante o atendimento pelo PEIEX, sendo, uma empresa participante da BIOFACH, do setor de confecção, que participou da rodada de negócios – Missão Portugal.

Exportações diretas e indiretas

Cinco empresas realizaram exportação indireta e quatro realizaram exportação direta. Adriano Mesquita, da empresa FIEL Alimentos, relata que sua empresa se beneficiou bastante do programa de qualificação. Entre os pontos apontados como benefícios, Adriano Mesquita destacou para as práticas fiscais, formação de preços para exportação, pesquisa de mercado internacional, incluindo o fortalecimento de suas estratégias no mercado interno.

André Toledo, da empresa Dois Rios Cervejaria Artesanal, destacou sua satisfação em relação à qualificação, tendo em vista que o ajudou na reformulação do planejamento estratégico e tático da sua empresa e ampliou seus horizontes para a exportação. A reunião teve início com a apresentação da gestora de competitividade da APEX que destacou o papel da Apex-Brasil e o objetivo do PEIEX no Piauí. Depois passou a palavra para o representante da FAPEPI, Ciro, que lembrou o início das atividades do núcleo.

Ciro Gonçalves ressaltou a importância do programa para o Piauí com seus impactos nas empresas participantes. A coordenadora do Núcleo Teresina pontuou que a reunião teve os seguintes objetivos: a) apresentar os resultados obtidos no período de agosto de 2019 a março de 2021; b) Apresentar a atual gestora de competitividade; c) Reafirmar a importância dos parceiros para o sucesso das empresas que estão se qualificando para exportar; d) Expor quais dificuldades as instituições parceiras podem ajudar nos atendimentos das empresas.

Cases de sucesso

A coordenadora explicou que um dos objetivos foi relatar os cases de sucesso. Posteriormente, o técnico Cássio Eduardo reafirmu a importância das instituições parceiras na qualificação das empresas e sucesso das exportações no Piauí, dizendo que é necessária a cooperação das entidades parceiras na própria ação educacional, promover ações e apoiar eventos relacionados à exportação. Auxiliar na seleção de empresas com potencial de exportação; relatar impactos positivos e os desafios das empresas; foram outros pontos apontados.

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:3 de maio de 2021