O XIII Simpósio de História e II Seminário da Pós-Graduação da Universidade Federal do Piauí (UFPI), teve início nesta terça-feira (04) no Cine Teatro da instituição. A conferência se encerra na sexta-feira (07) e traz como tema: “Passados, Presentes, Política, Gênero e Democracia”, onde reunirá importantes pesquisadores, conferencistas, ministrantes de minicursos, debatedores e coordenadores.

O evento que está sendo promovido pela UFPI com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), tem como finalidade a ampliação do conhecimento no campo da História, da Ciência Política e áreas afins, objetivando a investigação de um campo proveitoso de debates, discussões que associam a história política às identidades de gênero e o contexto do Brasil contemporâneo.

Johny Santana de Araújo, professor da graduação e pós-graduação do departamento de História da UFPI e um dos organizadores do evento, informou que a expectativa é que cerca de 1.000 pessoas participem diariamente durante os quatro dias de atividades. Ele ressalta que o apoio da Fapepi foi decisivo para que o evento fosse realizado.

“Esse encontro acontece todos os anos e tem como principal objetivo a integração dos alunos da graduação com os da pós-graduação. A ideia é divulgar os trabalhos que estão sendo desenvolvidos. Então, é de fundamental importância o apoio da Fapepi, pois é a nossa principal agência de fomento de pesquisa aqui no estado do Piauí. A atuação da Fapepi garante a plena execução do evento”, frisou.

Para a representante da Fapepi, Helflyda Rocha, o intercâmbio de conhecimentos é fundamental para o crescimento e chamou atenção para a importância do apoio da Fapepi em eventos que estimulam a pesquisa.

“A Fapepi apoia à pesquisa, tanto a básica quanto a aplicada à Ciência, Tecnologia e Inovação. Eventos como este são importantes porque colocam em debate a forma como a sociedade de organiza, pensa e vem evoluindo. É um momento importante pois há um intercâmbio de experiências entre alunos, professores e pesquisadores de diferentes universidades”, concluiu.

O palestrante da noite, Dr. José Alves de Freitas Neto, que é professor do Departamento de História e coordenador do programa de Pós-Graduação de História da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), discutiu o tema “Historiadores e a Democracia”.

“O debate trata-se de uma reflexão sobre os processos históricos, políticos, que nós estamos vivendo recentemente e que tradicionalmente atribuímos ao historiador, o estudo do passado, e é isso que fazemos, mas sem dúvidas esse passado dialoga com o tempo presente. Quero colocar uma reflexão em torno da maneira como dialogamos o passado, quais as grandes contradições em torno da democracia brasileira, a questão dos direitos humanos, do envolvimento da inclusão social, do respeito à Constituição. É um exercício de aproximação entre o passado da nossa história e o presente que nós vivemos politicamente e como que os historiadores se comprometem com isso”, explicou.

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:9 de novembro de 2016