O projeto arquitetônico da nova sede do Centro de Inteligência em Agravos Tropicais Emergentes e Negligenciados (CIATEN) foi apresentado, no dia 13 deste mês, ao senador Marcelo Castro (MDB). A solenidade aconteceu no prédio do Centro Ciências de Saúde (CCS) da Universidade Federal do Piauí (Ufpi), localizado ao lado do Hospital Getúlio Vargas (HGV), na Avenida Frei Serafim, 2280, futura sede do centro. O ato solene contou com as presenças do reitor e vice-reitor da Ufpi, Gildásio Guedes, e Viriato Campelo, respectivamente.

O projeto arquitetônico da nova sede do CIATEN sendo apresentado ao senador Marcelo Castro (MDB), direita, pelo reitor e vice-reitor da UFPI, Gildásio Guedes, centro, e Viriato Campelo, esquerda. Fonte: Assessoria de Comunicação – FAPEPI

Representando a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (UFPI), participou a advogada Mariana Matos Leite, da assessoria jurídica da instituição. O CIATEN tem como finalidade aprimorar o controle dos agravos tropicais emergentes e negligenciados (ATENs) no contexto do estado do Piauí e em regiões similares. Na nova sede-prédio, serão desenvolvidas tecnologias para geração de novos fármacos e dispositivos biotecnológicos; e serão elaboradas políticas públicas baseadas em evidências científicas.

Haverá uma área para geração e difusão de conhecimentos científicos por meio ensino, pesquisa, extensão e treinamento de profissionais públicos e demais interessados. Ou seja, as instalações do centro serão uma ponte para o estabelecimento de parcerias, desenvolvimento tecnológico e conectar as pesquisas de enorme relevância social com formação de pesquisadores e profissionais. Gildásio Guedes, reitor da UFPI, falou da importância do investimento à área da saúde.

Científico e prático

“É um investimento altamente importante, pois, além de prevenir, vai cuidar de doenças que estão permanentes nas pessoas e até nos animais”, destacou. “O CIATEN é um órgão que vai servir muito para a prevenção e para o cuidado. Estamos felizes, pois a universidade tem que ter este viés científico e o viés prático a serviço da sociedade.” Atualmente, o CIATEN tem recursos financeiros garantidos através de duas emendas parlamentares destinadas para as devidas adequações na futura sede-prédio.

São recursos de R$ 1 milhão, obtidos através de emenda parlamentar do senador Marcelo Castro, e R$ 300 mil de emenda parlamentar da deputada federal Margarete Coelho (PP). O evento reuniu representantes da Ufpi, da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (SESAPI), equipe de engenheiros do projeto e convidados, no qual um dos objetivos é a arrecadação de novos recursos para garantir a continuidade e finalização das obras do CIATEN.

Segundo o Coordenador-Geral do CIATEN, professor Carlos Henrique Nery Costa, “é um projeto para décadas inaugurar um centro de pesquisa no Piauí”. “O início disso foi consolidado hoje! A presença do reitor da Ufpi, Gildásio Guedes, e do senador Marcelo Castro, empenhados na mobilização dos recursos necessários, juntamente com apoio da secretária de saúde em uma conjunção de esforços locais. Agora estamos vendo nascer a sede do CIATEN, centro interdisciplinar e multi-institucional, com seus laboratórios montados.”

Coordenador-Geral do CIATEN, Carlos Henrique Nery Costa. Fonte: Assessoria de Comunicação – FAPEPI

Think tank

O senador Marcelo Castro confirmou recursos ao CIATEN. “Me comprometo a repetir a dose. Estou muito honrado em contribuir com a saúde do nosso estado, é o nosso dever e nossa obrigação.” A representante da Secretária da Saúde, Liana Martins, informou sobre os trâmites burocráticos do projeto. “A Secretária da Saúde está imbuída em concretizar o projeto do CIATEN. O processo já está passando pela parte administrativa de cotação de preços, em seguida, passará pela PGE para analisar a parte jurídica.”

Continuou Liana Martins: “será deflagrada a licitação e o nosso prazo para conclusão desse projeto é até outubro”. Além disso, na oportunidade, a equipe de engenheiros do projeto arquitetônico do prédio apresentou as plantas elétricas e hidráulicas, bem como as adequações básicas necessárias para a instalação de equipamentos nos laboratórios do prédio. Sobre o CIATEN: o CIATEN é um “think tank” – think tanks são instituições que produzem pesquisas, análises e recomendações.

Representantes da FAPEPI e o Coordenador-Geral do CIATEN, Carlos Henrique Nery Costa. Fonte: Assessoria de Comunicação – FAPEPI

Think tanks contribuem para um ambiente de conhecimento, permitindo, inclusive, que os formadores de políticas públicas tenham ferramentas para tomar decisões mais embasadas. Além de ter um papel importante na disseminação de conhecimento à qualificação através do conhecimento de políticas de saúde destinadas a doenças e agravos emergentes, de um lado, e negligenciados, de outro, no âmbito dos trópicos. O centro foi criado para desenvolver e sugerir novas estratégias.

Enfrentamento de doenças

Tais estratégias servirão ao enfrentamento de doenças emergentes e negligenciadas nos trópicos que atualmente são ineficientes ou inexistentes. É uma entidade administrada pela organização social sem fins lucrativos Instituto de Doenças do Sertão (IDS) e é um Núcleo de Pesquisas oficial de uma fundação pública, a Universidade Federal do Piauí (Ufpi), em colaboração com a Secretaria da Saúde. Uma grande notícia à ciência do Piauí.

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:22 de setembro de 2021