CNPq e MCTI lançam chamadas para concessão de bolsas de Produtividade em Pesquisa (PQ) e de Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (DT)

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:19 de maio de 2022
  • Reading time:4 mins read

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) lançam chamadas para concessão de bolsas de Produtividade em Pesquisa (PQ) e de Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (DT). Juntas, as chamadas viabilizam cerca de R$ 300 milhões em investimento total para pagamento das bolsas, ao longo de suas vigências.

 O prazo para submissão de propostas vai até o dia 7 de julho de 2022. O resultado final deve ser divulgado em fevereiro de 2023.

Bolsas PQ

Bolsas de mais alto nível do CNPq, destinada a pesquisadores de destaque em suas áreas. Atualmente, são cerca de 15 mil bolsistas.

Essa modalidade é composta de duas categorias: 1 e 2.

Para estar apto a receber Bolsa na Categoria 1, é preciso ter obtido título de doutor ou livre docente até o ano de 2014. Para a Categoria 2, ter obtido título de doutor ou livre docente até o ano de 2019.

Os critérios de avaliação são definidos por cada Comitê de Assessoramento (CA), que julgará as propostas.

Acesse a chamada na íntegra.

Bolsas DT

As Bolsas são destinadas a pesquisadores que se destaquem entre seus pares, valorizando sua produção em desenvolvimento tecnológico e inovação. São cerca de 800 bolsas anuais nessa modalidade.

As Áreas Tecnológicas abordadas nessa Chamada são:

Tecnologias Médicas e da Saúde;

Tecnologias Agrárias, Biotecnologia;

Meio Ambiente e Sustentabilidade;

Tecnologias Sociais e Educacionais;

Tecnologias Digitais;

Tecnologias de Materiais;

Tecnologias de Produção Industrial e de Serviços;

Energia.

Também concedidas em duas categorias, as Bolsas DT de Categoria 1 são destinadas a pesquisadores(as) que possuem oito anos, no mínimo, de doutorado, por ocasião da implementação da bolsa ou pelo menos 10 anos de experiência em atividades de desenvolvimento tecnológico e em atividades de extensão inovadora e de transferência de tecnologia.

Para as de Categoria 2, os (as) pesquisadores (as) devem possuir três anos, no mínimo, de doutorado por ocasião da implementação da bolsa ou pelo menos cinco anos de experiência em atividades de desenvolvimento tecnológico e em atividades de extensão inovadora e de transferência de tecnologia.

Acesse a chamada na íntegra e os critérios para submissão de proposta

Fonte: CNPq

Continuar lendoCNPq e MCTI lançam chamadas para concessão de bolsas de Produtividade em Pesquisa (PQ) e de Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (DT)

Fapepi pretende aumentar em 30% a produtividade no campo com a qualificação

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:9 de maio de 2022
  • Reading time:3 mins read

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) está investindo R$ 3 milhões para qualificar produtores agrícolas do Piauí com o objetivo de aumentar em até 30% a produtividade no campo. A capacitação foi solicitada pela Câmara Setorial de Fruticultura do Estado do Piauí, que busca fortalecer a economia na área rural do estado, gerando desenvolvimento.

A qualificação, iniciada em setembro do ano passado, está sendo feita em quatro polos agrícolas do Piauí: Tabuleiros Litorâneos do Piauí (Parnaíba); no Perímetro Irrigado dos Platôs de Guadalupe (Guadalupe); Polo Marrecas – Jenipapo (São João do Piauí); e Polo Alto Canindé – Barragem Joaquim Mendes (Conceição do Canindé). Cerca de 20 propriedades serão beneficiadas, com um alcance direto de pelo menos 200 agricultores.

A capacitação, que vai durar três anos, está sendo feita por meio de transferência de tecnologia da Embrapa Meio Norte, que conta com 26 pesquisadores envolvidos, coordenados pelo engenheiro agrônomo Valdemício Ferreira de Sousa.  Serão beneficiadas as culturas de acerola, goiaba, banana, maracujá e uva.

Além de treinamento, o projeto também estabelece estratégias para a comercialização da produção, de forma a aumentar o valor dos produtos. “Temos a meta de aumentar a produtividade, mas é fundamental que esse aumento da produção se transforme em renda por meio de um mercado consumidor. De nada adiantar ter mais produção se ela não for comercializada”, afirma Valdemício.

O presidente da FAPEPI, Antônio Cardoso do Amaral, explica que o projeto é importante para o desenvolvimento do Estado, devido ao grande número de piauienses que moram na zona rural e que contam com a agricultura com sua única ou principal fonte de renda. De acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 670 mil pessoas trabalham na zona rural do Piauí. “Fortalecendo a produção e gerando riqueza no campo, ajudamos a reduzir a pobreza, trazendo qualidade de vida aos nossos agricultores. Investir em pesquisa e ciência é isso: transformar conhecimento em dinheiro para o povo”, frisa Amaral.

Fonte: Parlamento Piauí

Continuar lendoFapepi pretende aumentar em 30% a produtividade no campo com a qualificação

MCTI/CNPq anuncia chamamento de R$ 150 milhões para apoio à fixação de jovens doutores no Brasil

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:9 de maio de 2022
  • Reading time:4 mins read

Uma importante medida para ajudar a manter jovens doutores no país foi anunciada, na quinta-feira (5), pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Paulo Alvim, e pelo presidente do CNPq/MCTI, professor Evaldo Vilela. Trata-se do Chamamento Público para Participação do Programa de Apoio à Fixação de Jovens Doutores no Brasil. Ao todo serão investidos R$ 150 milhões, sendo R$ 100 milhões provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e R$ 50 milhões das Fundações de Amparo à Pesquisa dos estados. Serão oferecidas mil bolsas para todas as áreas do conhecimento para financiamento no prazo de 24 meses.

Foto: Reprodução / MCTI

O objetivo do Programa é criar condições favoráveis para que jovens doutores possam prosseguir com suas atividades de pesquisa junto a grupos e redes no país; contribuir para a retenção de jovens doutores em Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTs) e empresas, em áreas consideradas de vanguarda científico-tecnológica e/ou em temas estratégicos para as regiões e para o país. O Chamamento visa implementar o programa por meio do estímulo à realização de ações comuns e complementares entre o CNPq/MCTI e o Confap, por meio as Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs), impulsionando a utilização de recursos de forma descentralizada e flexível para o fortalecimento e a expansão dos grupos de pesquisa das várias unidades federativas do Brasil. A submissão de propostas será iniciada no dia 10 de maio, quando a íntegra do Chamamento estará disponível na página do CNPq/MCTI na internet.

“Com a normalidade que passamos a viver em 2022, considero que os compromissos assumidos com a comunidade científica em 2019 estão cumpridos. Esse resgate da atividade de fomento do CNPq é fundamental para a fixação de cérebros num país que precisa de mais ciência, de mais tecnologia. Só assim teremos um desenvolvimento mais inclusivo e sustentável”, declarou Paulo Alvim.

Para o presidente do CNPq, Evaldo Vilela, a medida é extremamente importante para enfrentar a questão da diáspora. “Temos no Brasil muitos doutores com talento e muita capacidade. E que precisam de uma posição para dar continuidade às suas carreiras. Considero que esse chamamento contribui para ampliar a empregabilidade desses jovens doutores”, afirmou.

O secretário de Pesquisa e Formação Científica do MCTI, Marcelo Morales, destacou que o chamamento só foi possível por conta da liberação do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). “Os recursos do FNDCT trouxeram um alento para a comunidade científica. Só em 2022 vamos liberar cerca de 80 chamadas públicas. Essas chamadas colocam recursos para projetos de pesquisa e outros fins não só para o CNPq, mas também para a FINEP”, adiantou.

O chamamento visa convidar as Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) estaduais a aderirem ao Programa de Apoio à Fixação de Jovens Doutores no Brasil. A iniciativa irá selecionar propostas de FAPs para a implementação do Programa nos estados, via Chamadas Públicas, visando à seleção de projetos de pesquisa científica e tecnológica, por meio da concessão de bolsas e auxílios para jovens doutores em todas as áreas do conhecimento.

Serão aportados, por parte do CNPq/MCTI, o montante de R$ 100 milhões no referido programa. Esse aporte corresponde a aproximadamente mil bolsas de pós-doutorado, pelo período de 24 meses.

Cada FAP deverá aportar uma contrapartida mínima de R$ 50 mil por bolsa apoiada, destinada ao desenvolvimento do projeto. Dessa forma, o montante de contrapartida poderá chegar a R$ 50 milhões no total. As FAPs que pretendem participar dessa ação deverão submeter sua proposta até o dia 25 de maio de 2022.

Fonte: MCTI

Continuar lendoMCTI/CNPq anuncia chamamento de R$ 150 milhões para apoio à fixação de jovens doutores no Brasil

CAPES prorroga inscrições para Pós-Doutorado Estratégico

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:3 de maio de 2022
  • Reading time:3 mins read

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) prorroga o prazo para inscrições até 10 de maio, ao Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Pós-Doutorado Estratégico. A prorrogação do Edital nº 16/2020 foi divulgada no Diário Oficial da União (DOU), desta segunda-feira, 02. A publicação traz um novo cronograma. Por ele, as pró-reitorias de Pós-Graduação e Pesquisa poderão homologar as propostas apresentadas até o dia 17 do mesmo mês, pelo Sistema de Homologação das Propostas.

Com investimento previsto de até R$ 173,5 milhões voltados, principalmente, para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, o Programa vai ofertar até 1.418 bolsas de pós-doutorado para até 709 projetos. A ação contribui para o fortalecimento de programas de pós-graduação stricto sensu acadêmicos emergentes ou em consolidação, a partir da formação de pessoal qualificado e aplicação de recursos de custeio.

As propostas devem ser apresentadas pelo Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes). O resultado final da seleção será divulgado a partir de 16 de setembro e a execução dos projetos tem início previsto para o mesmo mês.

Investimento
A CAPES destina 2.809 bolsas de pós-doutorado no País por meio de Programas Estratégicos já implementados ou com editais publicados para a seleção de projetos. Esses benefícios fazem parte das ações criadas pela Fundação a partir de 2020. Somam-se a essas bolsas as 1.956 ainda ativas do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD).

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continuar lendoCAPES prorroga inscrições para Pós-Doutorado Estratégico

CAPES abre edital para curso de capacitação de professores em Portugal

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:26 de abril de 2022
  • Reading time:4 mins read

Programa de Desenvolvimento Profissional de Professores Alfabetizadores em Portugal – Alfabetização Baseada na Ciência (ABC) está com inscrições abertas até o dia 20 de maio. Conforme o Edital nº 17/2022, a parceria entre a CAPES e a Secretaria de Alfabetização (Sealf) do Ministério da Educação (MEC) oferece cem vagas para o aperfeiçoamento de  professores das redes públicas de educação básica que trabalham com alfabetização.

Para participar, os interessados devem atualizar seus currículos na Plataforma CAPES de Educação Básica até 06 de maio. As candidaturas são feitas pelo Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes), até dia 20 do mesmo mês. Os professores têm até 06 de julho para concluir o curso on-line ABC e o resultado final será divulgado até o dia 10 de agosto. A viagem para Portugal deve ocorrer entre  28 e 30 de outubro.

O curso terá seis semanas de duração, carga de 240 horas, e acontecerá entre os meses de novembro e dezembro desse ano. As aulas, presenciais, serão dadas em parceria com a Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, naquela cidade. Já as atividades práticas e visitas às escolas serão acompanhadas pelo Centro de Investigação e Intervenção na Leitura (CiiL) do Instituto Politécnico do Porto (IPP).

Programa
ação faz parte da parceria entre a CAPES e a Sealf, no âmbito do Programa Tempo de Aprender, Eixo I – Formação continuada de profissionais da alfabetização. Além disso, conta com a cooperação de duas instituições portuguesas: Universidade do Porto e Instituto Politécnico do Porto. O edital complementa outras iniciativas incentivadas pela CAPES: o Projeto ABC, curso on-line que conta com 245 mil inscritos, e a publicação dos Manuais ABC e ABC na Prática, disponíveis, gratuitamente, no site do MEC.

Alteração do edital.

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continuar lendoCAPES abre edital para curso de capacitação de professores em Portugal

CAPES lança edital para para intercâmbio na Alemanha

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:26 de abril de 2022
  • Reading time:2 mins read

A CAPES divulgou o Edital nº 21/2022, com as orientações para a apresentação de propostas ao Programa CAPES/DAAD – Probral. A parceria com o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) vai selecionar até 30 projetos de pesquisa conjuntos entre o Brasil e a Alemanha, em todas as áreas do conhecimento. O documento foi publicado no Diário oficial da União (DOU) no dia 18 de abril.

As propostas devem ser apresentadas simultaneamente à CAPES e ao DAAD, até o dia 31 de maio. A solicitação de cadastramento de IES do Brasil e do exterior no Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes) só poderá ser feita até o dia 24 do mesmo mês. O resultado será divulgado até o início de dezembro de 2022 e as atividades começam em janeiro de 2023. As bolsas serão implementadas em março e setembro de cada ano.

Com a iniciativa, a parceria pretende intensificar a cooperação entre programas de pós-graduação de instituições de ensino superior (IES) brasileiras e alemãs para desenvolver e publicar pesquisas de alto impacto acadêmico, criando redes de pesquisa e de colaboração internacional. Além disso, incentiva o intercâmbio científico entre grupos de pesquisa dos dois países e apoia a mobilidade de professores e pesquisadores em nível de pós-doutorado e alunos em nível de doutorado.

O valor investido será de até R$ 42.406.106,40 ao longo de quatro anos – tempo máximo de duração dos projetos. Durante esse período, estes receberão até 12 bolsas no exterior, além de recursos para auxílio de custeio e missões de trabalho.

Fontes: Redação – CCS/CAPES

Continuar lendoCAPES lança edital para para intercâmbio na Alemanha

FAPEPI realiza Seminário de Boas Práticas de CT&I do Nordeste

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:23 de março de 2022
  • Reading time:2 mins read

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI) participou do Seminário de Boas Práticas de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) do Nordeste, na sexta-feira passada (18), das 08 às 13 horas, através de videoconferência. O órgão teve como representantes os professores Ciro Sá e Rizalva Cardoso, da Diretoria de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (DDCT). A participação da FAPEPI se deu através da apresentação de dados sobre os avanços da instituição em fomento à ciência.


A FAPEPI também apresentou seu trabalho no incentivo à tecnologia e inovação no Estado do Piauí, junto a representantes das fundações de amparo à pesquisa, que compõem o Consórcio Nordeste. Foram apresentados além do mapa estratégico da FAPEPI, os programas, problemas, atores centrais e resultados dos editais vigentes e finalizados, como Inova Piauí, Centelha, Tecnova, Peiex e outros, que estimulam a inovação no território piauiense.
Após a apresentação, a FAPEPI recebeu elogios pela visão estratégica dos programas em focar, por exemplo, em políticas baseadas em evidências e gestão por resultados. Os representantes dos Estados trocaram experiências, discutiram melhorias e tiveram como desfecho elaborar relatório final com avanços, sugestões de melhoria e prospecções de trabalhos conjuntos para fortalecimento do Estados e do Nordeste.

Continuar lendoFAPEPI realiza Seminário de Boas Práticas de CT&I do Nordeste

CNPQ abre inscrições para 42º Edição do Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:6 de abril de 2022
  • Reading time:4 mins read

Estão abertas as inscrições para o Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica, promovido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). Em sua 42ª edição, o Prêmio contempla profissionais e instituições que contribuem de forma significativa para a formação de uma cultura científica no país e para aproximar a ciência, a tecnologia e a inovação da sociedade. Nesta edição, a categoria é a de Pesquisador e Escritor.

Os interessados têm até o dia 6 de maio de 2022 para enviar sua inscrição, que deve ser feita por correspondência, com envio da documentação, portifólio e ficha de inscrição, disponível no site do Premio.

A premiação consiste em valor, em dinheiro, no total de R$ 20 mil e diploma, além de hospedagem e passagem aérea para o agraciado participar da 74ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que deve ocorrer em julho de 2022, em Brasília. Durante a programação da SBPC, o premiado com o Prêmio José Reis ministrará conferência sobre o conjunto dos seus trabalhos.

A divulgação do vencedor está prevista para 8 de junho deste ano.

Informações adicionais sobre o Prêmio e os documentos necessários à inscrição podem ser encontradas no Regulamento, no site do Prêmio.

 O Prêmio

O Prêmio José Reis tem três categorias, que se alternam a cada edição. Além de Pesquisador e Escritor, o Prêmio contempla também as categorias Jornalista em Ciência e Tecnologia e Instituição ou Veículo de Comunicação. A última premiação para a categoria Pesquisador e Escritor ocorreu na 39ª edição do Prêmio, em 2019. O vencedor, Marcelo Knobel, é bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq e  professor titular do Departamento de Física da Matéria Condensada, do Instituto de Física, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Antes dele, a premiada na categoria foi a pesquisadora Luisa Massarani, também bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq e coordenadora do Instituto Nacional de Comunicação Pública em Ciência e Tecnologia, sediado na Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. Ela foi a vencedora da 36ª edição do Prêmio, em 2016.

Fonte: CNPQ

Continuar lendoCNPQ abre inscrições para 42º Edição do Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica

UESPI abre inscrições para o I Congresso Internacional de Psicologia Forense/ LAPeP

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:9 de fevereiro de 2022
  • Reading time:9 mins read

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI), abre inscrições para o I Congresso Internacional de Psicologia Forense (I CIPF), promovido pelo Laboratório de Avaliação e Perícia Psicológica (LAPeP) da Universidade Estadual do Piauí (UESPI). O evento acontecerá no período de 23 a 26 de março de 2022, de forma totalmente remota e online.

O tema que será trabalhado no evento é a “Perspectivas e contextos atuais”, por meio de palestras, mesas redondas e minicursos, O evento contará com a participação de renomados profissionais e pesquisadores, nacionais e internacionais, da Psicologia Forense em suas diversas especialidades.

O objetivo do I Congresso além da troca de experiências e aprendizagem mútua e também a interação entre os participantes dentre ouvintes, organização e todos aqueles que iram apresentar trabalho.

O professor Lucas Dannilo Aragão Guimarães é Doutor em Psicologia com ênfase em Avaliação Psicológica pela Universidade São Francisco (USF) e Professor Adjunto de Psicodiagnóstico da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), ele conta a suas expectativas com relação ao evento em geral, bem como como  os principais pontos a serem debatidos.

“Vamos ter amplas discussões no campus Psicologia Forense enfatizando os aspectos técnicos e práticos da atuação profissional do psicólogo nas diferentes áreas, como a área de família, de infância e juventude, área civil, área criminal e área policial. São contextos onde os psicólogos poderão atuar em demanda que envolve diferentes questões judiciais”, explica.

Participarão do evento, nomes renomados nacionalmente como: Dra. Ana Cristina Resende, o Esp. Anderson Luiz Tamborim, Dra.Beatriz Cattani, Dra. Bruna Barbieri Waquim, Dra. Catula Pelisoli, MSc. Denis Lino, MSc. Denise Maria Perissini da Silva, MSc. Júlia Zamora, MSc. Maria Berenice Dias, Dr. Nelson Hauck Filho, Dra. Paula Inez Cunha Gomide, Dr. Reginaldo Torres Alves Júnior, Dr. Roberto Cruz, Dr. Rui Mateus Joaquim, Dra. Sarah Putin, Dra. Sônia Rovinski, Dra. Vivian de Medeiros Lago e Dr. William Weber Cecconello.

Os convidados internacionais serão: Ph.D. Aldert Vrij, Ph.D. Dora Isabel Fialho Pereira, Ph.D. Francisco Valente Gonçalves, Psy.D. Giselle Hass, Ph.D. Jennifer J. Harman, MSc. Mauro Paulino, Ph.D. Ramón Arce, Ph.D. Ray Bull, Ph.D. Ron Roesch e o Ph.D. Thomas Grisso.

Eles abordaram os mais diversos campos da psicologia jurídica bem como as práticas desenvolvidas por Psicólogos onde podem ser de avaliação psicológica, perícia, assessoramento, orientação, aconselhamento, encaminhamento, mediação, participação ativa na articulação de políticas públicas de atendimento em rede, atendimento psicológico com a família e/ou com alguns de seus membros, formulação de quesitos, elaboração de laudos, pareceres, informes e relatórios, trabalho com grupos, entre outros.

O professor Lucas Dannilo Aragão Guimarães destaca três desfechos importantes para chegar ao tema proposto como: a inserção do Psicólogo no âmbito jurídico e a interface com o Judiciário, o segundo os marcos legais mais recentes, principalmente aqueles relacionados às populações consideradas mais vulneráveis e o terceiro decretação da pandemia de SARS-COVID-19.

Programação

23 de Março de 2022
8:30 h – Minicursos e Apresentação de Trabalhos Científicos
12:00 – Intervalo
14:00 h – Abertura do I CIPF
14:30 h – Conferência Magna Internacional
15:00 h – Conferência Magna Nacional
16:00 h – Mesa Redonda “Psicopatia: um construto em construção”
18:00 h – Intervalo
18:15 h – Conferência Internacional
19:30 h – Encerramento

24 de Março de 2022
8:30 h – Minicursos e Apresentação de Trabalhos Científicos
12:00 – Intervalo
14:00 h – Mesa Redonda “Avaliação e Detecção da Violência Doméstica”
16:00 h – Mesa Redonda “Desafios para Atuação do Assistente Técnico”
18:00 h – Intervalo
18:15 h – Mesa Redonda “Psicologia na Investigação Criminal: Análise Comportamental e Perfilamento Criminal”
19:30 h – Encerramento

25 de Março de 2022
8:30 h – Minicursos e Apresentação de Trabalhos Científicos
12:00 – Intervalo
14:00 h – Mesa Redonda “Entrevista Forense: Abordagem Metodológica e Prática”
16:00 h – Mesa Redonda “Alienação Parental: Um Debate Necessário”
18:00 h – Intervalo
18:15 h – Conferência Internacional “Psicologia Forense na Abordagem de Gênero, Multietnicidade e Raça”
19:30 h – Encerramento

26 de Março de 2022
8:30 h – Mesa Redonda “Atuação Multidisciplinar nas Demandas Contemporâneas de Família”
10:00 h – Mesa Redonda “Práticas Forenses nas Demandas Cíveis”
12:00 h – Intervalo
14:00 h – Mesa Redonda “Análise da Credibilidade da Declaração”
16:00 h – Mesa Redonda “Psicologia Forense no Contexto Criminal”
18:00 h – Encerramento do I CIPF

Minicursos

Para participar dos minicursos ofertados na grade de programação o estudante deve esta atendo as seguintes regras:

  1. Os minicursos irão acontecer online e ao vivo do dia 23 ao dia 25 de março do corrente ano no período da manhã de 8:30 às 11:30h e cada um terá a carga horária de 3 horas.
    2. Cada participante poderá inscrever-se em apenas um minicurso por dia, ou seja, se no dia 23 de março tiver 4 minicursos acontecendo ao mesmo tempo, online e ao vivo, o participante poderá inscrever-se apenas em um único no dia 23 de março.
    3. A quantidade de vagas está limitadas a apenas 20 vagas para cada minicurso online e ao vivo.
    4. Até o dia 16/03/2022 será enviado um link para o e-mail dos participantes para que possam se inscrever nos minicursos online e ao vivo oferecidos nos 3 dias de evento.
    5. Os minicursos que puderem ser gravados ficarão disponíveis do dia 02/04/2022 ao dia 01/05/2022 para os participantes que tiverem interesse em inscrever-se neles e assisti-los integralmente. Estes minicursos terão certificação apenas se o participante inscrever-se neste e assisti-lo em formato gravado.
    6. Atenção: Fiquem atentos as datas de cada minicurso, pois nenhum participante poderá se inscrever em dois ou mais minicursos oferecidos online e ao vivo no mesmo dia. Caso isso ocorra à inscrição será automaticamente cancelada.

Programação dos Minicursos

23/03/2022 – 8:30 às 11:30 h

Entrevista Forense: desafios em oitivas de testemunha
Esp. Anderson Tamborim

Avaliação de Simulação com o Uso do Rorschach (Restrito a estudantes de psicologia e psicólogos)
Dra. Ana Cristina Resende

Psicologia Investigativa: Possibilidades de Atuação
MSc. Denis Lino

24/03/2022 – 8:30 às 11:30 h

Elaboração de laudos periciais
Dra. Vivian Medeiros Lago

Perícia em questões de guarda compartilhada.
MSc. Denise Maria Perissini da Silva

25/03/2022 – 8:30 às 11:30 h

Princípios da escuta protegida de crianças e adolescentes
Dra. Cátula Pelisoli

Melhorando as entrevistas forenses: a classificação funcional de elocuções
Dr. Reginaldo Alves Filho

Avaliação Neuropsicológica da Personalidade: quando, como e porque?
Dr. Rui Mateus Joaquim

Trabalhos Científicos

O processo de envio de propostas de trabalhos será totalmente online, através do preenchimento do Formulário para Submissão de Trabalho no ato da inscrição. Para submissão de trabalho a plataforma estará aberta com as  submissão de trabalhos científicos do dia 01 novembro de 2021  a 16 de fevereiro de 2022.

Acompanhe todas as diretrizes das inscrições, bem como as modalidades de trabalhos acadêmicos e suas modalidades de apresentação através do site do evento.

Inscrições

As inscrições serão através da plataforma Sympla. Após o cadastro, será enviado um e-mail de confirmação e, posteriormente, o link de acesso às atividades.

Poderão participar do evento, estudantes e profissionais de Psicologia, Direito, Serviço Social e áreas afins. Será cobrado um taxa referente a cada categoria, dentre elas: Estudantes de Graduação da UESPI, estudantes de pós-graduação da UESPI, estudante de graduação de outras instituições, estudantes de pós-graduação de outras instituições e profissionais.

Acompanha todas as novidades na página oficial do evento.

Fonte: UESPI

Continuar lendoUESPI abre inscrições para o I Congresso Internacional de Psicologia Forense/ LAPeP

Instituto Serrapilheira e CONFAP realizam nova parceria para apoio conjunto a jovens cientistas

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:2 de fevereiro de 2022
  • Reading time:5 mins read

Instituto Serrapilheira e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa – CONFAP anunciam uma nova parceria para apoio conjunto a projetos de ciência. Duas pesquisas de Santa Catarina já foram selecionadas pelo acordo de cooperação e receberão um financiamento total de R$ 1,3 milhões da Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina).

A parceria entre o CONFAP, que congrega todas as FAP’s do Brasil, e o Serrapilheira, o primeiro instituto privado de fomento à ciência do país, se dá de duas formas. Uma é o cofinanciamento, em que cada uma das instituições concede uma parcela dos recursos aos projetos. Na outra, as fundações aproveitam os processos de seleção das chamadas públicas do Serrapilheira para financiar cientistas que foram muito bem avaliados, mas que não puderam ser contemplados pela limitação de recursos do instituto.

Foi desta última forma que foi concedido o apoio à bióloga Karim Hahn Lüchmann, professora da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), e ao cientista da computação Edroaldo Lummertz da Rocha, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em dezembro, o CONFAP recebeu do Serrapilheira uma lista com 35 candidatos que foram finalistas da 4ª chamada pública do instituto, mas que não ficaram entre os 12 contemplados, e os nomes foram distribuídos às FAP’s. A partir daí, a Fapesc selecionou Lüchmann e Rocha, que receberão, respectivamente, R$ 646 mil e R$ 675 mil.

Edroaldo Lummertz da Rocha, Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC (Foto: divulgação)

As chamadas públicas de apoio à ciência do Serrapilheira selecionam projetos de pesquisa que buscam responder perguntas fundamentais. Em seu projeto, Edroaldo Rocha pretende gerar um modelo computacional baseado em biologia de sistemas para entender a evolução do câncer. Ele vai investigar como tumores primários alteram órgãos distantes para estabelecer nichos pré-metastáticos antes da chegada efetiva de uma metástase.

Já Karim Lüchmann pesquisará o impacto da ecotoxicologia aquática na saúde humana. Ela quer descobrir se doenças podem ser previstas a partir da influência da poluição química antropogênica na saúde dos organismos aquáticos e de seus consumidores. Para isso, avaliará níveis de contaminantes, resposta de biomarcadores, preferências alimentares e a ocorrência de doenças em golfinhos-roazes e pescadores artesanais.

Karim Luchmann, Universidade do Estado de Santa Catarina – UESC (Foto: divulgação)

“Parcerias público-privadas efetivas são um bom caminho para o avanço da ciência, pois somamos a flexibilidade do financiamento privado à relevância do investimento público para o desenvolvimento do país”, afirma a diretora de Ciência do Instituto Serrapilheira, Cristina Caldas. “Estes R$ 1,3 milhões a mais para pesquisas de excelência neste primeiro passo de nossa parceria são um excelente começo de amplificação do apoio a jovens cientistas”.

“O amparo à pesquisa se torna ainda mais relevante quando conseguimos estabelecer sinergia entre diferentes instituições”, destaca o presidente do CONFAP, Odir Dellagostin. “O Instituto Serrapilheira vem fazendo um trabalho altamente qualificado na seleção de projetos com potencial de gerar grande impacto para a sociedade. É muito bom podermos somar esforços e com isso ampliar o número de projetos contemplados.”

“Parcerias como essa são extremamente importantes para que possamos ampliar as oportunidades de apoio à pesquisa e inovação que a Fapesc já vem promovendo em Santa Catarina”, destaca o presidente da fundação, Fábio Zabot Holthausen. “Nessa chamada nacional, pudemos contemplar grupos de pesquisa de duas universidades conceituadas, que foram referenciados e agora vão desenvolver projetos com impacto para Santa Catarina e para todo o país.”

Fonte: Assessoria de Comunicação do Instituto Serrapilheira / CONFAP

Continuar lendoInstituto Serrapilheira e CONFAP realizam nova parceria para apoio conjunto a jovens cientistas