08 Janeiro, 2020 14:27

Pesquisas amparadas pela Fapepi garantem prêmio à UFPI

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) foi premiada pelo Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento através de dois projetos que são frutos de apoios realizados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi).  A “Aplicação da desidratação de alimentos na agricultura familiar de Teresina e região como ferramenta sustentável para agregar renda” – proposto pela Ecodrytec; e “Energia Solar para bombeamento de água no semiárido piauiense” – proposto pela Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação (FADEX) foram as iniciativas premiadas. 

A Ecodrytec é uma tecnologia startada pela Fapepi, através do Programa Inova Piauí, e desenvolveu uma maneira para desidratar alimentos utilizando energia solar, beneficiando ervas, frutas, legumes, carne, frutos do mar e temperos. Em 2017, o edital 015 da Fapepi apoiou nove propostas de energias renováveis, incluindo projeto de bombeamento de água com energia solar. 

O Programa de nível nacional premiou um total de 12 projetos desde a Região Norte ao Nordeste do Brasil. O edital do referido programa foi disponibilizado em novembro de 2019, e recebeu um total de 80 projetos para serem analisados. Cada projeto ganhador recebe uma quantia de 100 mil reais para que tenha maior aprofundamento no desenvolvimento dos respectivos trabalhos. 

“A premiação de 100 mil reais para cada um dos projetos representa, acima de tudo, a esperança de atender mais comunidades de baixa renda e a possibilidade de cada vez mais fortalecer a execução das ações da Ecodrytec e do Grupo Interdisciplinar de pesquisa em Energia Solar  que, se utilizando das energias renováveis, tanto tem contribuído para melhorar a vida dos agricultores e para o desenvolvimento sustentável do nosso estado”, garantiu a pró-reitora de Extensão e Cultura da UFPI, profª. drª. Cleânia de Sales Silva ao site da UFPI.

Os dois projetos selecionados da Universidade estão inseridos no Programa Sol Para Todos, que foi lançado pela PREXC em dezembro de 2019, encerrando assim o ano com grandes feitos para a Universidade, e buscando expandir os projetos para as comunidades principalmente de baixa renda a fim de gerar grandes benefícios para as mesmas.