07 Outubro, 2017 14:44

Aprovados assinam o termo de outorga do Edital 009/2017

Durante a manhã desta sexta-feira (06), o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Piauí (Fapepi), Francisco Guedes, esteve em Oeiras para prestigiar a assinatura do termo de outorga dos aprovados no edital 009/2017, referente a revitalização da cultura do milho na região de Santa Rosa no Piauí.

Na oportunidade, Francisco Guedes falou sobre a importância de jovens estarem participando de um projeto tão grandioso.

"É engraçado, eu olho para estes jovens e lembro de quando eu comecei na área da pesquisa, posso dizer a cada um deles que são passos que podem e devem ser convertidos em resultados para a população, mas também em crescimento profissional e educacional. Firmamos esse compromisso em parceria com o Banco do Nordeste, a Universidade Estadual, a Escola da Família Agrícola, o IFPI e a Codevasf, e é fundamental a realização  desse trabalho conjunto, a pesuisa sendo desenvolvida e qualificando os professores e alunos e a população sendo diretamente beneficiada com as pesquisas que irão indicar as condições necessárias para a revitalização da cultura do milho", destacou o presidente Francisco Guedes.

O projeto tem como objetivo, conceder bolsas de apoio à pesquisa e de iniciação científica vinculadas ao Programa de Bolsas da Fapepi, para fomentar atividades de pesquisa, inovação e transferência de tecnologia do Projeto “Revitalização da Cultura do milho no município de Santa Rosa do Piauí"

A representante do Banco do Nordeste, Marise Nogueira, instituição parceira na construção e financiamento do projeto, falou sobre as possibilidades com o início das pesquisas.

"É de extrema importância o envolvimento da nossa instituição com este projeto. Antigamente as instituições de ensino eram mais fechadas e agora temos a possibilidade de trabalhar de forma conjunta. Hoje,ser moderno, ser inovador, é dominar conhecimento. É muito importante que seja possível apoiar iniciativas que vão dar base a grandes realizações no futuro", comentou.

Para o edital foram destinados recursos oriundos do Tesouro Estadual no valor global de R$ 68.400,00 (sessenta e oito mil e quatrocentos reais), a serem aplicados na concessão de bolsas de apoio à pesquisa.

O diretor do centro de Ciências Agrárias da Uespi, Luiz Gonzaga, destacou aas diferentes vertentes do projeto

"No ínicio foi um pouco difícil, passamos por muita burocracia, mas conseguimos vencer essa etapa e agora podemos iniciar esse projeto, que não é apenas de pesquisa, mas de transferência de tecnologia. São ações tecnológicas que irão auxiliar na revitalização da cultura do milho. Queremos trazer um olhar que vai além da produtividade e passa pela sustentabilidade, o manejo e as técnicas sendo implementadas da melhor maneira possível", concluiu o diretor.