Instituto Serrapilheira e CONFAP realizam nova parceria para apoio conjunto a jovens cientistas

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:2 de fevereiro de 2022
  • Reading time:5 minuto(s) de leitura

Instituto Serrapilheira e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa – CONFAP anunciam uma nova parceria para apoio conjunto a projetos de ciência. Duas pesquisas de Santa Catarina já foram selecionadas pelo acordo de cooperação e receberão um financiamento total de R$ 1,3 milhões da Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina).

A parceria entre o CONFAP, que congrega todas as FAP’s do Brasil, e o Serrapilheira, o primeiro instituto privado de fomento à ciência do país, se dá de duas formas. Uma é o cofinanciamento, em que cada uma das instituições concede uma parcela dos recursos aos projetos. Na outra, as fundações aproveitam os processos de seleção das chamadas públicas do Serrapilheira para financiar cientistas que foram muito bem avaliados, mas que não puderam ser contemplados pela limitação de recursos do instituto.

Foi desta última forma que foi concedido o apoio à bióloga Karim Hahn Lüchmann, professora da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), e ao cientista da computação Edroaldo Lummertz da Rocha, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em dezembro, o CONFAP recebeu do Serrapilheira uma lista com 35 candidatos que foram finalistas da 4ª chamada pública do instituto, mas que não ficaram entre os 12 contemplados, e os nomes foram distribuídos às FAP’s. A partir daí, a Fapesc selecionou Lüchmann e Rocha, que receberão, respectivamente, R$ 646 mil e R$ 675 mil.

Edroaldo Lummertz da Rocha, Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC (Foto: divulgação)

As chamadas públicas de apoio à ciência do Serrapilheira selecionam projetos de pesquisa que buscam responder perguntas fundamentais. Em seu projeto, Edroaldo Rocha pretende gerar um modelo computacional baseado em biologia de sistemas para entender a evolução do câncer. Ele vai investigar como tumores primários alteram órgãos distantes para estabelecer nichos pré-metastáticos antes da chegada efetiva de uma metástase.

Já Karim Lüchmann pesquisará o impacto da ecotoxicologia aquática na saúde humana. Ela quer descobrir se doenças podem ser previstas a partir da influência da poluição química antropogênica na saúde dos organismos aquáticos e de seus consumidores. Para isso, avaliará níveis de contaminantes, resposta de biomarcadores, preferências alimentares e a ocorrência de doenças em golfinhos-roazes e pescadores artesanais.

Karim Luchmann, Universidade do Estado de Santa Catarina – UESC (Foto: divulgação)

“Parcerias público-privadas efetivas são um bom caminho para o avanço da ciência, pois somamos a flexibilidade do financiamento privado à relevância do investimento público para o desenvolvimento do país”, afirma a diretora de Ciência do Instituto Serrapilheira, Cristina Caldas. “Estes R$ 1,3 milhões a mais para pesquisas de excelência neste primeiro passo de nossa parceria são um excelente começo de amplificação do apoio a jovens cientistas”.

“O amparo à pesquisa se torna ainda mais relevante quando conseguimos estabelecer sinergia entre diferentes instituições”, destaca o presidente do CONFAP, Odir Dellagostin. “O Instituto Serrapilheira vem fazendo um trabalho altamente qualificado na seleção de projetos com potencial de gerar grande impacto para a sociedade. É muito bom podermos somar esforços e com isso ampliar o número de projetos contemplados.”

“Parcerias como essa são extremamente importantes para que possamos ampliar as oportunidades de apoio à pesquisa e inovação que a Fapesc já vem promovendo em Santa Catarina”, destaca o presidente da fundação, Fábio Zabot Holthausen. “Nessa chamada nacional, pudemos contemplar grupos de pesquisa de duas universidades conceituadas, que foram referenciados e agora vão desenvolver projetos com impacto para Santa Catarina e para todo o país.”

Fonte: Assessoria de Comunicação do Instituto Serrapilheira / CONFAP

Continuar lendoInstituto Serrapilheira e CONFAP realizam nova parceria para apoio conjunto a jovens cientistas

CONFAP lança chamada Conjunta Multitemática EU-LAC 2022

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:31 de janeiro de 2022
  • Reading time:4 minuto(s) de leitura

O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com o Grupo de Interesse EU-LAC – formado por agências de fomento da Europa, América Latina & Caribe para a Cooperação Birregional em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) – anunciam o lançamento da 4ª Chamada Conjunta Multitemática EU-LAC 2022. O lançamento da chamada foi realizado no dia 24 de janeiro de 2022, e o prazo para submissão de propostas será até o dia 28 de abril de 2022.

A chamada, destinada a projetos colaborativos de Pesquisa & Inovação com foco no compartilhamento de Infraestruturas de Pesquisa de larga escala, abrange seis temas principais em quatro eixos prioritários (Desafios Globais, Saúde, Biodiversidade e Energia):

  • Desafios Globais 

1 – Interações e integração entre ciências climáticas e ciências sociais;

2 –  Infraestruturas digitais de pesquisa (multidisciplinar);

  • Saúde

3 – Medicina Personalizada;

4 – Centros Regionais EU-LAC: integrando infraestruturas de pesquisa para Saúde;

  • Biodiversidade 

5 – Biodiversidade e Infraestruturas de Pesquisa para Serviços Ecossistêmicos;

  • Energia

6 – Interoperabilidade de Dados e Infraestruturas de Pesquisa.

Fomento

Participam desta Chamada Conjunta 15 entidades, de sete países da Europa (Áustria, Alemanha, Itália, Polônia, Portugal, Espanha e Turquia), e seis países da América Latina & Caribe (Bolívia, Brasil, República Dominicana, Panamá, Peru e Uruguai). No Brasil, participam o CNPq e o CONFAP, por meio das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs).

Os projetos colaborativos aprovados serão financiados por até 3 anos. O orçamento disponível para a chamada deve ser consultado diretamente com cada agência de fomento participante. As Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que ainda não estão na lista de partícipes ainda podem aderir à Chamada.

Elegibilidade

Os candidatos brasileiros devem consultar as regras específicas de elegibilidade e modalidades de participação via Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), no link, ou via Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que aderiram à chamada, no link.

Clique aqui e acesse a íntegra da 4ª Chamada Conjunta Multitemática EU-LAC 2022.

Clique aqui e acesse o Guia para Candidatos. 

Clique aqui e acesse a plataforma de matchmaking da ENRICH in LAC.

Esclarecimentos e questões gerais e técnicas sobre a chamada serão realizadas pelo Ponto de Contato Nacional do CONFAP: Elisa Natola (elisa.confap@gmail.com).

Fonte: Ascom – CONFAP

Continuar lendoCONFAP lança chamada Conjunta Multitemática EU-LAC 2022

Confap divulga Programa de Bolsas de Estudos de Cooperação Horizontal no Chile

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:18 de janeiro de 2022
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

A Agência Chilena de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AGCID) anunciou o relançamento do “Programa de Becas de Cooperación Horizontal República de Chile”, após a interrupção do ano de 2021, em razão da pandemia da Covid-19.

O programa oferece a estudantes brasileiros, a cada edição, uma ou mais bolsas para a realização de estudos completos de mestrado, nas mais diversas áreas acadêmicas, ministrados pelas principais universidades chilenas, públicas e privadas. Para a atual convocatória, valem os cursos com início agendado para o período entre março e setembro de 2022.

Os interessados devem realizar os trâmites necessários para sua admissão no curso de mestrado diretamente junto à universidade escolhida e contar com a aceitação. Em seguida, devem contatar a Embaixada do Chile em Brasília (e-mail: echile.brasil@minrel.gob.cl) e a Divisão de Temas Educacionais – DTED (e-mail: dted@itamaraty.gov.br) do Ministério das Relações Exteriores (MRE) para o envio das candidaturas.

A DTED, ponto focal brasileiro, estabeleceu o dia 14/02/2021 como prazo limite para o recebimento das inscrições dos candidatos brasileiros.

As informações detalhadas sobre a Convocatória da AGCID podem ser acessadas nos seguintes endereços eletrônicos: DTED e AGCID.

Fonte: Confap

Continuar lendoConfap divulga Programa de Bolsas de Estudos de Cooperação Horizontal no Chile

Confap abre Chamada Transnacional Conjunta: ERAPerMed 2022

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:17 de janeiro de 2022
  • Reading time:4 minuto(s) de leitura

ERAPerMed é uma iniciativa co-financiada pela Comissão Europeia (CE), no âmbito do programa de fomento à Pesquisa & Inovação – Horizon 2020 (ERA-Net Cofund), apoiada por 32 parceiros, de 23 países, incluindo o Brasil.

Com o tema “Prevenção em Medicina Personalizada” esta é a quinta Chamada Transnacional Conjunta ERAPerMed, que apoiará projetos colaborativos de pesquisa e inovação, com duração de três anos. O objetivo geral da chamada é o desenvolvimento de estratégias específicas para a prevenção de doenças e progressão das doenças, em três níveis:

a) medidas preventivas diminuindo a taxa de incidência (prevenção primária);

b) detecção precoce para aumentar a eficácia de terapias preventivas, mesmo antes do desenvolvimento de sintomas (prevenção secundária);

c) intervenções para prevenir a recorrência da doença ou melhorar o atendimento e a qualidade de vida dos pacientes (prevenção terciária).

O orçamento aproximado para esta chamada é de 29 milhões de euros. Cada agência de fomento possui orçamento e regras de elegibilidade próprias. Pesquisadores brasileiros podem submeter propostas por meio das *Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que aderiram à Chamada ERAPerMed 2022.

Fundações de Amparo à Pesquisa, como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), ainda podem aderir à Chamada ERAPerMed 2022; o orçamento alocado por cada FAP é detalhado no “Guidelines for Applicants” no site da chamada. 

Cronograma:

– Publicação da chamada: 1º de dezembro 2021. 

– Prazo para envio de pré-propostas: 17 de fevereiro de 2022.

– Prazo para envio de propostas completas: 14 de junho de 2022.

– Os projetos aprovados podem ter início no final de 2022 ou início de 2023.

Clique aqui e acesse o Edital (em inglês) e os Formulários da Chamada Transnacional Conjunta EraPerMed 2022.

Mais informações

– Questões gerais e técnicas sobre a chamada podem ser esclarecidas com o Ponto de Contato Nacional do CONFAP: Elisa Natola (elisa.confap@gmail.com)

– Questões de elegibilidade e modalidades de participação via Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) podem ser esclarecidas com os Pontos de Contato das Fundações que aderiram à chamada (consulte aqui).

Fonte: Confap

Continuar lendoConfap abre Chamada Transnacional Conjunta: ERAPerMed 2022

Chamada Pública MCTI/FINEP – Doenças Negligenciadas, Tropicais e transmitidas por Vetores e outras doenças com populações desassistidas

  • Post author:
  • Post category:NotíciaSem categoria
  • Post last modified:15 de dezembro de 2021
  • Reading time:9 minuto(s) de leitura

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) divulgou chamada pública para concessão de recursos financeiros para amparo de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação, em projetos que envolvam risco tecnológico para o diagnóstico e tratamento de pessoas com Doenças Negligenciadas, Tropicais e transmitidas por Vetores (DNTs) e outras doenças infecciosas afetando populações negligenciadas. O objetivo do edital é reduzir a incapacidade causada por essas doenças, além de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e seus familiares e também melhorar o acesso aos serviços de saúde. O prazo para submissão de proposta será até às 17h00 (horário de Brasília) do dia 11 de março de 2022. Os interessados devem acessar o formulário eletrônico para o preenchimento de sua proposta, destacando claramente o produto, processo ou serviço inovador a ser feito com os recursos solicitados.

A execução do projeto deverá ser de no máximo três anos (36 meses), podendo ser prorrogado, justificadamente, a critério da Finep. O valor total solicitado pelas propostas à Finep deverá enquadrar-se dentro dos seguintes valores mínimos e máximos, em cada proposta:

Linha temática 1 – O valor solicitado para execução das propostas deverá ser de R$ 500.000,00 até R$ 1.000.000,00. Na Linha temática 2 o valor poderá ser de R$ 1.000.000,00 até R$ 4.000.000,00; e na Linha temática 3 esse valor deverá ser entre R$ 1.000.000,00 até R$ 3.000.000,00.  

Serão selecionados projetos de inovação nas demandas específicas descritas abaixo e será contratado o primeiro colocado de cada subtema para apoio com os recursos a serem concedidos.

Linha temática 1 – Demandas Específicas

Doença de Chagas 

  • Desenvolvimento de teste diagnóstico para identificação da viabilidade do protozoário em amostras de alimentos contaminados por Trypanosoma cruzi (T. cruzi). Objetivo: Apoiar estudos de desenvolvimento e/ou padronização de métodos diagnósticos, aplicáveis à implementação no SUS, que permitam responder às lacunas sobre: 
    • a viabilidade de formas infectantes de T. cruzi em alimentos; 
    • tratamentos consistentes nos alimentos para eliminar esta possível chance de transmissão oral da doença ao homem; 
    • compreender a variabilidade genotípica envolvida na transmissão oral do T. cruzi. 
  • PCR para diagnóstico da doença de Chagas. Objetivo: Apoiar estudos de avaliação de métodos, para padronização e validação da PCR para diagnóstico confirmatório da doença Chagas, com diferenciação da fase diagnosticada (aguda ou crônica), a partir de kits com registro na ANVISA.

Leishmaniose 

  • Avaliação da eficácia e segurança do Complexo Lipídico de Anfotericina B no tratamento das Leishmanioses Visceral e Tegumentar. Objetivo: Apoiar estudos de Fase III para avaliação da eficácia e segurança do Complexo Lipídico de Anfotericina B no tratamento das Leishmanioses Visceral e Tegumentar, objetivando a ampliação do uso deste medicamento para o tratamento de pessoas com diagnóstico de leishmanioses no âmbito do SUS. 

Leishmaniose tegumentar 

  • Avaliação de técnicas imunológicas para diagnóstico de leishmaniose tegumentar. Objetivo: Apoiar o desenvolvimento de estudos para validar técnicas imunológicas com kits comerciais, registrados na Anvisa, para diagnóstico da leishmaniose tegumentar. 

Paracoccidioidomicose 

  • Dispositivo Point-of-care para diagnóstico sorológico da Paracoccidioidomicose. Objetivo: apoiar estudos em fases avançadas para desenvolvimento e/ou validação de um teste comercial point-of-care para diagnóstico e/ou prognóstico de Paracoccidioidomicose. 

Tuberculose pediátrica 

  • Desenvolvimento de testes diagnósticos para tuberculose pediátrica. Objetivo: apoiar estudos para desenvolvimento, adaptação e/ou validação de testes para diagnóstico rápido de tuberculose em pessoas com até 10 anos de idade, utilizando amostras de fezes, urina, sangue ou outras de fácil obtenção (exceto escarro). 

Hanseníase 

  • Desenvolvimento de teste rápido para Hanseníase paucibacilar e multibacilar. Objetivo: Apoiar estudos que contemplem o desenvolvimento e/ou a validação de um teste para o diagnóstico ou apoio ao diagnóstico precoce dos casos suspeitos de hanseníase e o desenvolvimento de testes diagnósticos para a hanseníase com possibilidade de uso em contatos de caso confirmado, incluindo testes no ponto de atendimento (Point-of-Care Testing) considerando a possibilidade de uso no SUS. 

Toxoplasmose congênita

  • Apresentação pediátrica de Sulfadiazina e Pirimetamina para o tratamento de toxoplasmose congênita. Objetivo: Apoiar estudos de elaboração de apresentações pediátricas do esquema terapêutico para tratamento de toxoplasmose congênita destinados ao SUS e realizados conforme normativas para futuro registro junto à Anvisa.   

Linha temática 2 – Complexo Industrial da Saúde

Leishmaniose 

  • Desenvolvimento nacional da formulação do medicamento Antimoniato de Meglumina 300 mg/mL na forma de solução injetável. Objetivo: apoiar o parque farmacêutico nacional a fim de estimular o desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde e atender necessidades da assistência farmacêutica dos usuários do SUS. 2.2.2 Toxoplasmose Desenvolvimento nacional da formulação pediátrica dos medicamentos Espiramicina 1.500.000 UI e Sulfadiazina + Pirimetamina + Ácido Folínico, em atendimento às demandas do SUS. 

Hanseníase 

  • Desenvolvimento nacional da formulação associada de comprimido de Clofazimina + Dapsona, em atendimento às demandas do SUS. Objetivo: apoiar o parque farmacêutico nacional a fim de estimular o Complexo Industrial da Saúde no desenvolvimento de formulações voltadas ao atendimento dos pacientes portadores da Hanseníase. 

Febre Maculosa Brasileira 

  • Desenvolvimento nacional da apresentação pediátrica de doxiciclina 100 mg, solução injetável, do esquema terapêutico para tratamento da febre maculosa, em atendimento às demandas do SUS. Objetivo: apoiar o parque farmacêutico nacional a fim de estimular o Complexo Industrial da Saúde no desenvolvimento de formulações voltadas ao atendimento das necessidades de pacientes pediátricos.

Tratamento Oncológico 

  • Desenvolvimento nacional da formulação do medicamento Bussulfano, para pacientes que necessitam de transplante de medula óssea, em atendimento às demandas do SUS. Objetivo: apoiar o parque farmacêutico nacional a fim de estimular o Complexo Industrial da Saúde no desenvolvimento de formulações voltadas ao atendimento dos pacientes que necessitam de transplante de medula óssea. 

Linha temática 3 – Inovação em Diagnóstico e Abordagem terapêutica de DNTs

  • Estudos clínicos para a descoberta e validação de biomarcadores para diagnóstico e prognóstico de DNTs, incluindo estudos observacionais que contribuam diretamente para apoiar esses estudos clínicos;
  • Desenvolvimento e/ou validação de testes diagnósticos para DNTs, incluindo testes no ponto de atendimento (Point of Care Testing);
  • Desenvolvimento de ensaios de diagnóstico multiplex (que permitam a detecção de duas ou mais DNTs em um único ensaio);
  • Desenvolvimento de ferramentas de tecnologia da informação para uso em telemedicina, incluindo Teleconsulta e Telediagnóstico de pacientes com DNTs;
  • Desenvolvimento de novas terapias para prevenção e tratamento de DNTs, incluindo as etapas de descoberta de moléculas e de desenvolvimento pré-clínico;
  • Estudos de reposicionamento de drogas e medicamentos biológicos para DNTs;
  • Desenvolvimento de novas formulações farmacêuticas com o objetivo de aumentar o acesso a tratamentos existentes para DNTs, incluindo pacientes pediátricos e pacientes graves com limitações em tratamentos orais;
  • Estudos de implementação, acesso e logística às tecnologias em saúde para o tratamento de pacientes com DNTs.

Para saber mais acesse a Página da Finep ou o Edital da Chamada Pública.

Fonte: Finep

Continuar lendoChamada Pública MCTI/FINEP – Doenças Negligenciadas, Tropicais e transmitidas por Vetores e outras doenças com populações desassistidas

Edital de apoio a olimpíadas científicas vai até amanhã (10)

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:9 de dezembro de 2021
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

Interessados em receber amparo para realização de Olimpíadas Científicas no Piauí têm até amanhã (10) para enviarem suas propostas. As propostas deverão ser encaminhadas pelo Sigfapepi, utilizando-se o formulário de Propostas online anexado ao Edital.

O Edital Nº 009/2021, do Programa de Apoio à Participação e Realização de Eventos Científicos, de Divulgação Científica e Tecnológica, divulgado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), tem o objetivo de estimular e apoiar propostas de Olimpíadas Científicas realizadas no Piauí. O Edital tem como foco o desenvolvimento científico, tecnológico, e inovação para popularização da ciência.

Desse modo, o edital visa ampliar a participação e aprimoramento do conhecimento de jovens estudantes piauienses, capacitando-os para competições nacionais e internacionais, garantindo, assim, a popularização da ciência e a melhoria da qualidade do Ensino Fundamental e Médio no estado.

Para saber mais sobre o assunto, acesse o link do Edital.

Continuar lendoEdital de apoio a olimpíadas científicas vai até amanhã (10)

Edital de Apoio à Editoração e Publicação de periódicos vai até dia 22 de dezembro

  • Post author:
  • Post category:NotíciaSem categoria
  • Post last modified:11 de janeiro de 2022
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

Com o objetivo de apoiar a consolidação e a qualificação dos periódicos científicos vinculados às instituições sediadas no estado do Piauí, a FAPEPI mantem aberto até o dia 22 de dezembro o edital de número 008/2021.

Os periódicos devem estar enquadrados no sistema Qualis Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A chamada ainda contempla periódicos novos indexados, com, pelo menos, dois números publicados de forma regular até a data da inscrição

O edital é parte do Programa de Apoio à Participação e Realização de Eventos Científicos, de Divulgação Científica e Tecnológica (PAP-Divulgação Científica). O objetivo do programa é promover a produção de conhecimentos, transferência tecnológica e a inovação em prol do desenvolvimento do estado do Piauí.

Estão habilitados os periódicos promovidos por Instituições de Ensino Superior Públicas (IES), Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTIs) e Entidades Científicas de natureza pública e privadas sem fins lucrativo, sediadas no Piauí, de acordo com as regras do Edital.

Confira o edital.

Continuar lendoEdital de Apoio à Editoração e Publicação de periódicos vai até dia 22 de dezembro

UFPI divulga Programa de Bolsas de Pós-Graduação na Colômbia

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:6 de dezembro de 2021
  • Reading time:2 minuto(s) de leitura

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) divulgou na última sexta-feira (3) a convocatória para o Programa de Reciprocidade para Estrangeiros Bolsa Colômbia. O prazo para submissão de proposta será até o dia 20 de dezembro de 2021. 

A bolsa é oferecida pelo Instituto de Crédito Educativo y Estudios Técnicos en el Exterior (Icetex), e garante o ingresso de estudantes estrangeiros em programas de pós-graduação em Instituições de Educação Superior colombianas. O custo integral da matricula e aporte financeiro para manutenção dos estudantes no programa será patrocinado pela iniciativa.

Para mais informações como infográfico da convocatória (em espanhol e inglês), benefícios e prazos para inscrição, além de outras informações importantes da convocatória podem ser acessados no link disponibilizado abaixo.

Confira aqui.

Fonte: UFPI

Continuar lendoUFPI divulga Programa de Bolsas de Pós-Graduação na Colômbia

CNPq e MCTI lançam Prêmio MERCOSUL de Ciência e Tecnologia – Edição 2021

  • Post author:
  • Post category:Sem categoria
  • Post last modified:6 de dezembro de 2021
  • Reading time:5 minuto(s) de leitura

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), lançou chamada pública para o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia – Edição 2021. As inscrições estão aberta desde 19 de novembro de 2021, os interessados no Prêmio devem submeter propostas até as 18 horas, horário de Brasília, do dia 18 de fevereiro de 2022. O Prêmio é uma iniciativa da Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do MERCOSUL (RECyT) e dos organismos de Ciência e Tecnologia dos países membros e associados ao MERCOSUL, com promoção do CNPq e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações do Brasil (MCTI). O tema desta edição é Tecnologia Assistiva, ou ajuda técnica em produtos, equipamentos, dispositivos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que tenham por objetivo promover a funcionalidade, relacionada à atividade e à participação da pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida, visando  sua autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social, de acordo com o disposto no Estatuto da Pessoa com Deficiência,  Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. As linhas de pesquisa para o tema escolhido nesta edição do Prêmio, bem como os requisitos e detalhes sobre como fazer a submissão de propostas encontram-se relacionados em Edital, publicado na página eletrônica do Prêmio.

A inscrição, individual ou em equipe, a depender da categoria, poderá ser efetuada de forma exclusiva por meio da página do Prêmio na internet. Como nas edições anteriores, a edição 2021 do Prêmio possui cinco categorias.

A primeira categoria, Iniciação Científica, modalidade individual ou equipe, é direcionada para estudantes do Ensino Médio e Técnico, incluindo estudantes da Educação de Jovens e Adultos, regularmente matriculados em escolas públicas ou privadas, que tenham menos de 25 (vinte e cinco) anos de idade até a data do encerramento das inscrições, independentemente de haver prorrogação. Em caso de equipe, esta poderá ser composta por até 5 (cinco) integrantes de um ou mais países membros ou associados do MERCOSUL, incluindo o autor principal.

A segunda categoria, Estudante Universitário, é uma modalidade individual, para estudantes que estejam frequentando cursos de graduação em instituições de ensino superior e pesquisa e não tem limites de idade.

A terceira categoria, Jovem Pesquisador, também é modalidade individual, para graduados, estudantes de mestrado, mestres, estudantes de doutorado e doutores que tenham no máximo 35 (trinta e cinco) anos até a data do encerramento das inscrições, independentemente de haver prorrogação.

A quarta categoria, Pesquisador Sênior, é modalidade individual, para graduados, estudantes de mestrado, mestres, estudantes de doutorado e doutores que tenham 36 (trinta e seis) anos de idade ou mais até a data do encerramento das inscrições, independentemente de haver prorrogação.

A quinta e última categoria, Integração, é uma modalidade direcionada apenas a equipes formadas por graduados, estudantes de mestrado, mestres, estudantes de doutorado e doutores, sem limite de idade. Nesta categoria, a composição da equipe deverá ser representada, necessariamente, por, no mínimo, dois integrantes de diferentes países membros ou associados do MERCOSUL, até o limite de dez participantes, incluindo o autor principal.

Além de certificado e publicação do respectivo trabalho em livro, os ganhadores do Prêmio serão contemplados com premiação em espécie, de acordo com cada categoria. Dessa forma, para a categoria Iniciação Científica, o valor da premiação será de R$ 15 mil; o contemplado na categoria Estudante Universitário receberá R$ 25 mil; o ganhador na categoria Jovem Pesquisador será agraciado com premiação no valor de R$ 30 mil;  o ganhador na categoria Pesquisador Sênior receberá R$ 35 mil e, na categoria Integração, a equipe agraciada será contemplada com R$ 45 mil. Valores correspondentes a impostos e taxas poderão ser descontados do valor da premiação. Os contemplados com Menção Honrosa em todas as categorias receberão certificados e terão seus trabalhos publicados em livro. Segundo o cronograma previsto em Edital, a divulgação    do    resultado    ocorrerá    até 19/08/2022, na página do Prêmio na internet.

Para mais informações sobre o Prêmio MERCOSUL de Ciência e Tecnologia – Edição 2021 acesse os sites http://premios.cnpq.br/pt/web/pmct/inicial e www.recyt.mercosur.int ou entra em contato através do e-mail premios@cnpq.br .

Fonte: CNPq

Continuar lendoCNPq e MCTI lançam Prêmio MERCOSUL de Ciência e Tecnologia – Edição 2021

Edital CAPES sobre Impactos da pandemia encerra as inscrições nesta segunda

  • Post author:
  • Post category:NotíciaSem categoria
  • Post last modified:29 de novembro de 2021
  • Reading time:4 minuto(s) de leitura

Termina na segunda-feira, 22 de novembro, às 12h, o prazo para apresentação de projetos para o Edital nº 12/2021, que trata do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Impactos da Pandemia. As propostas devem tratar das consequências e dos reflexos culturais, econômicos, históricos e sociais decorrentes da COVID-19. As inscrições são feitas pelo Sistema de Inscrições da CAPES (Sicapes).

A CAPES investirá até R$25,1 milhões em projetos com vigência de até 48 meses.  O objetivo é formar pessoal qualificado no desenvolvimento de pesquisas sobre questões emergenciais de abrangência nacional. Devem ser considerados fatores surgidos ou agravados no contexto pandêmico, como violência, saúde e adoecimento social, reestruturação da arquitetura urbana, novas ou adaptadas estruturas de trabalho e de ensino, e agravamento de diferenças entre os estados.

Desse valor, até R$21,1 milhões irão para a concessão de bolsas; o restante será para recursos de custeio. Cada projeto contará com até quatro bolsas de mestrado, três de doutorado e três de pós-doutorado. Todas serão pagas diretamente aos bolsistas, pelo Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA).

O proponente – que coordenará o projeto – deve ser professor ou pesquisador vinculado a um programa de pós-graduação (PPG) reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, deverá estar cadastrado na Plataforma Sucupira, possuir título de doutor e currículo atualizado na Plataforma Lattes. O PPG ao qual estiver vinculado será considerado o principal. É vedada a submissão de outra iniciativa pelo mesmo programa de pós-graduação.

Sobre o edital
O PDPG – Impactos da Pandemia é o quarto edital do Programa Estratégico Emergencial de Combate a Surtos, Endemias, Epidemias e Pandemias, cuja finalidade é incentivar estudos sobre a prevenção e o enfrentamento à COVID-19 e outras doenças. Sua estruturação baseia-se em duas dimensões: Ações Estratégicas Emergenciais Imediatas e Ações Estratégicas Emergenciais Induzidas em Áreas Específicas. Nos três editais anteriores, 109 projetos de pesquisa e formação de pessoal foram selecionados e contam com a participação de 1.248 pesquisadores.

Para mais informações:
impactos.pandemia@capes.gov.br
(61) 2022-6310

Fonte: Redação – CCS/CAPES

Continuar lendoEdital CAPES sobre Impactos da pandemia encerra as inscrições nesta segunda