Livro lançado com apoio da FAPEPI identifica os desafios no ensino fundamental em município do Piauí

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:10 de novembro de 2022
  • Reading time:3 mins read

Atualização às 18h15.

A profª. Drª Raimunda Alves Melo, da Universidade Federal do Piauí (Ufpi), lançou o livro POR QUE A ESCOLA É ASSIM? epistemologia da prática educativa de professores. Segundo ela, este estudo, desenvolvido no âmbito do Programa de Bolsas de Iniciação Científica (PBIC), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), tem como propósito analisar a epistemologia da escola pública na contemporaneidade com ênfase na caracterização da prática educativa de professores que trabalham nos anos finais do Ensino Fundamental.

Ela realizou esse trabalho juntamente com a professora Dr.ª Antônia Dalva França-Carvalho, também da Ufpi, e com os bolsistas da FAPEPI Lohany Silva Bezerra dos Santos e Samuel Nery Guimarães.

Prof.ª Dr.ª Raimunda Alves Melo, da Universidade Federal do Piauí (Ufpi), em entrevista à FAPEPI.


“Com vistas ao alcance desse objetivo, realizamos uma análise do tema epistemologia e educação situando historicamente os conceitos que as fundamentam; discutimos os pressupostos teóricos e as posturas que caracterizam as ações educativas e a tomada de decisões por parte dos professores no âmbito da prática educativa”, conta a professora. Ela destacou que através dessa obra foi possível caracterizar a prática educativa de professores que trabalham nos anos finais do Ensino Fundamental de escolas públicas do município de Novo Santo Antônio – Piauí, identificando avanços e desafios.

A professora Raimunda Alves Melo informou que os resultados da pesquisa apontam que a prática educativa dos professores do município de Novo Santo Antônio é fundamentada, sobretudo, nas perspectivas liberais e fortemente influenciada pelas políticas governamentais propostas pelo Ministério da Educação. Ela citou, por exemplo, a Base Nacional Comum Curricular-BNCC.

Diante dessa realidade, os pesquisadores sugeriram a realização de mais investimentos em formação inicial e continuada fundamentada numa perspectiva crítica da educação para que os professores possam conhecer os fundamentos das práticas que desenvolvem, bem como ampliar o compromisso político com uma educação pública sintonizada com a vida e as necessidades humanas e sociais dos estudantes. Assim, haveria uma aprendizagem mais significativa e crescimento da educação.

Confira a entrevista com a profª. Drª Raimunda Alves Melo no Episódio 10 do podcast Minuto FAPEPI.

Continuar lendoLivro lançado com apoio da FAPEPI identifica os desafios no ensino fundamental em município do Piauí

Caça no Piauí se torna majoritariamente comercial, revela pesquisa

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:26 de outubro de 2022
  • Reading time:5 mins read

A pesquisa “Caça e usos da fauna silvestre por povos do sul piauiense: Implicações para conservação e sustentabilidade” foi realizada pelo professor Wedson de Medeiros Silva Souto, do Departamento de Biologia da Universidade Federal do Piauí (Ufpi). Para realização desse trabalho, ele teve apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI).

O pesquisador considera que em nossa contemporaneidade são amplamente reconhecidos fatores como a exploração excessiva, a caça e o comércio ilegal de animais silvestres como uma ameaça a diversas espécies de vertebrados em todo Brasil. Desse modo, o pesquisador aponta que é inconcebível traçar estratégias para a conservação animal sem considerar o elemento humano, além de suas interações com os demais animais, e que podem ser investigadas pela perspectiva da Etnozoologia (disciplina da Etnobiologia). A pesquisa investigou os conhecimentos, significados e usos dos animais nas sociedades humanas.

“A FAPEPI foi muito importante nesta pesquisa, porque sem um auxílio financeiro eu não teria condições de executar o trabalho no sul do Piauí, já que o trabalho realizou-se em mais de dois municípios. As distâncias entre eles são relativamente grandes e nós precisamos acessar caçadores de áreas urbana e rural. E sem a FAPEPI nós não teríamos condições de subsidiar o trabalho de campo nem tampouco a aquisição de parte dos materiais e equipamentos necessários para o trabalho, que foi inclusive duramente afetado pela pandemia, quando nós tivemos um aumento de gastos expressivos no custo de vida da população quanto na execução dos trabalhos”, comenta o professor e pesquisador Wedson Souto.

As conclusões preliminares da pesquisa foram: A Riqueza de espécies capturadas para consumo da carne, usos medicinais ou para fins de estimação , em geral, supera de outras partes do Nordeste do Brasil. Além disso, a cadeia de comercialização de animais silvestres e subprodutos tem sido completamente modificada em comparação com o cenário histórico na região Nordeste, com menor papel de atravessadores e ampliação de comunicação direta entre caçadores e consumidores finais de animais silvestres e subprodutos em âmbito local e regional.

Vale salientar que há uma modernização tecnológica da cadeia de exploração de animais silvestres que potencializa a celeridade de interconexão dos pontos e amplia o raio de ação dos caçadores/capturadores com o popular uso de celulares e motocicletas.

A pesquisa também traz conclusões acerca do envolvimento de caçadores no comércio de animais silvestres. Ela indica que há uma mudança de perfil da caça de subsistência para majoritariamente comercial, assim, imputando desafios para as políticas conservacionistas, de modo que ampliação das ações de fiscalização, além da ampliação das estratégias de sensibilização sobre a importância da fauna silvestre, e também da manutenção das políticas sociais, a fim de evitar disseminação maior das práticas de caça em caso de instabilidade econômica em uma população dotada de recursos tecnológicos que podem ser convertidos em recursos para caça ou comercialização de animais silvestres.

A pesquisa também aborda que a frequência de caça influenciou na riqueza de espécies capturadas por caçador, conforme modelos do GLM (Modelos Lineares Generalizados. Estes modelos são usados em estatística quando se deseja predizer uma variável utilizando funções conhecidas das variáveis de predição), apresentados além de outro modelo que está em fase de finalização.

A renda foi positivamente relacionada a riqueza de espécies exploradas, porque o envolvimento no comércio de animais silvestres provavelmente aumenta a renda do caçador, retroalimentando o envolvimento do mesmo na atividade.

Vale destacar, que o cenário da exploração de vertebrados terrestres no Piauí traz à tona uma enorme necessidade de ampliação das questões sociais envolvidas na captura e comércio ilegal de animais silvestres em todo o país, assim como uma revisão das políticas conservacionistas em um cenário ainda mais preocupante do ponto de vista de potencial ação dos caçadores e comerciantes de produtos em nossa fauna local.

Continuar lendoCaça no Piauí se torna majoritariamente comercial, revela pesquisa

CONFAP Lança Chamada Transnacional Conjunta ORD – Apoio à Ciência Aberta

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:11 de outubro de 2022
  • Reading time:2 mins read



O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com o consórcio CHIST-ERA e a Comissão Europeia, anunciam o lançamento da Chamada Transnacional Conjunta ORD – Apoio à Ciência Aberta.

A chamada tem por objetivo apoiar projetos colaborativos de pesquisa e inovação voltados à Ciência Aberta, abordando temáticas ligadas a dados e softwares de pesquisa abertos ou compartilhados, em todas as áreas do conhecimento. O orçamento global disponível para a chamada é de aproximadamente 6 milhões de euros.
No Brasil, o apoio será concedido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pelas Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) que participam da chamada.


Submissão de propostas

Para submissão de propostas, os pesquisadores brasileiros devem buscar parcerias internacionais. O consórcio do projeto de pesquisa deve ter no mínimo 3 parceiros, incluindo no mínimo 3 países que participam da chamada, são eles: Bélgica, Brasil, República Tcheca, França, Lituânia, Luxemburgo, Polônia, Eslováquia, Suíça, Turquia e Reino Unido.

Os candidatos brasileiros devem consultar as regras específicas de elegibilidade e modalidades de participação via CNPq ou via FAPs na página oficial da chamada. Acesse a íntegra da chamada e a plataforma de submissão de propostas em: www.chistera.eu/call-ord-announcement

Cronograma

Prazo para submissão de propostas: 14 de dezembro de 2022;
Aprovação de projetos: junho de 2023;
Início dos projetos aprovados: a partir de setembro de 2023.

Questões gerais e técnicas sobre a chamada podem ser esclarecidas com o Ponto de Contato Nacional do CONFAP: Elisa Natola (elisa.confap@gmail.com) ou do CNPq: Dileine Cunha (dileine.cunha@cnpq.br).

No dia 28 de novembro de 2022, será realizado o webinar informativo sobre a chamada. Para participar inscreva-se em: www.chistera.eu/call-ord-info-webinars.

Continuar lendoCONFAP Lança Chamada Transnacional Conjunta ORD – Apoio à Ciência Aberta

CAPES lança edital para Mestrado profissional para Professor de História


O Mestrado Profissional em Ensino de História (ProfHistória) está com edital aberto para a seleção 2023, até o próximo dia 06. São 640 vagas para a formação continuada de professores da educação básica que ensinam História. As oportunidades atenderão a todas as regiões do País.

A rede do ProfHistória conta com 39 instituições associadas, coordenadas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O curso presencial possui três linhas de pesquisa: ‘Saberes históricos no espaço escolar’, ‘Linguagens e narrativas históricas: produção e difusão’ e ‘Saberes históricos em diferentes espaços de memória’. O Edital do ProfHistória é um dos doze autorizados para a Chamada 2022/2023 do Programa de Mestrado Profissional para Professores da Educação Básica (ProEB) da CAPES.

ProEB
Para melhorar a qualidade do ensino nas escolas da educação básica pública brasileira, o ProEB promove a formação continuada de professores, no nível de pós-graduação stricto sensu. Além disso, oferece uma rede nacional para cursos promovidos por instituições de ensino superior públicas de tradição e valoriza as experiências adquiridas com a prática. Desse modo, aponta perspectivas de mudanças e respostas aos problemas do cotidiano da escola e da sociedade.

Continuar lendoCAPES lança edital para Mestrado profissional para Professor de História

Finep/MCTI publica edital de R$ 50 milhões para pesquisa e inovação em biotecnologia

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:29 de setembro de 2022
  • Reading time:2 mins read




A Finep Inovação e Pesquisa, empresa pública do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), acaba de disponibilizar recursos de subvenção econômica à inovação, até o limite de R$ 50 milhões, para apoio a projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação em Biotecnologia aplicadas aos temas atuais de saúde humana, agropecuária, meio ambiente e indústria.

A nova chamada pública prevê a seleção de propostas, apresentadas por empresas brasileiras de qualquer porte, que contemplem soluções inovadoras em biotecnologia, aderentes a quatro linhas temáticas: biotecnologia em saúde, para a agropecuária, ambiental e marinha, e industrial.

As atividades propostas precisam ter níveis de maturidade tecnológica (TRLs) de 3 a 7. Também é meta do edital o apoio a propostas que envolvam risco tecnológico. Isso ocorre quando o resultado é incerto, em função do pouco conhecimento técnico-científico existente por ocasião do desenvolvimento do produto, processo ou serviço inovador.

O valor solicitado à Finep em cada proposta deverá, obrigatoriamente, enquadrar-se entre o mínimo de R$ 2 milhões e o máximo de R$ 5 milhões. O apoio da Finep, por meio de recursos não reembolsáveis de subvenção econômica do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), inclui a obrigatoriedade de contrapartida financeira no projeto por parte de cada empresa. Essa participação varia entre 3% e 100% do valor total aprovado, dependendo do porte da empresa.

O envio de propostas para este edital deverá ocorrer até o dia 4 de novembro de 2022 por meio do Formulário de Apresentação de Propostas (FAP), que estará disponível no Portal da Finep a partir de 23 de setembro. O resultado final está previsto para 14 de fevereiro de 2023.

Continuar lendoFinep/MCTI publica edital de R$ 50 milhões para pesquisa e inovação em biotecnologia

Aberta inscrição à VIII Jornada Científica da Embrapa Meio-Norte

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:20 de setembro de 2022
  • Reading time:2 mins read

A oitava Jornada Científica da Embrapa Meio-Norte (Teresina/PI) está confirmada para o período de oito a dez de novembro. As inscrições estão abertas e podem ser feitas até o dia 23 de setembro, no endereço eletrônico. A apresentação de trabalhos, em formato de resumos simples e expandidos, só é permitida a estagiários e bolsistas de graduação e pós-graduação, que são orientados por pesquisadores e analistas da Embrapa Meio-Norte.

Formato híbrido

Os resumos simples são direcionados aos alunos que têm resultados de pesquisas no período do estágio/bolsa. Já os resumos expandidos podem ser apresentados por alunos que não possuem resultados de pesquisa. Nesse caso, serão aceitos resumos no formato de “revisões sistemáticas e revisões bibliográficas”. Para apresentar os trabalhos é necessária a realização de inscrição no evento. Cada inscrito, segundo o pesquisador Edvaldo Sagrilo, coordenador da Jornada, pode apresentar até dois resumos.

Em 2022, o evento acontecerá de forma híbrida, com mesas redondas e palestras apresentadas virtualmente. Já a apresentação dos trabalhos pelos estudantes será presencial, no auditório central da Unidade, com a participação de público para interação. Os estudantes deverão também gravar um vídeo, de curta duração, com a síntese da apresentação. Os vídeos serão veiculados nas redes sociais da Embrapa Meio-Norte. As orientações para gravação dos vídeos serão disponibilizadas na página da Jornada Científica na internet.

Com informações da Embrapa Meio-Norte

Continuar lendoAberta inscrição à VIII Jornada Científica da Embrapa Meio-Norte

Vagas para doutorado na Alemanha e nos EUA estão abertas

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:18 de outubro de 2022
  • Reading time:3 mins read

Permanecem abertas as inscrições de dois editais (nº 40/2022 e n° 41/2022) para interessados em estudar fora do Brasil. Quem quiser concorrer a uma das 45 bolsas do Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha deve apresentar a candidatura até 30 de setembro. Já o prazo do Programa CAPES/Purdue de Doutorado em Agricultura – Agriculture PhD Fellows Program, pelo qual serão oferecidas até cinco, vai até 14 de outubro.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelas páginas dos Programas no site da CAPES (a da Alemanha, você acessa aqui e a dos EUA, aqui). A divulgação dos resultados dos dois editais se dará até março de 2023. O início das atividades na Alemanha está previsto para outubro daquele ano e, nos Estados Unidos, agosto.

Para participar do processo seletivo do Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha, o candidato precisa ser brasileiro nato ou naturalizado, ou estrangeiro com autorização de residência no País. Não pode ter o título de doutor nem receber ou ter recebido, de agência pública federal, bolsa de mesmo nível, ou acumular benefícios. Também é necessário possuir confirmação formal de orientação de instituição alemã. O valor mensal da bolsa é de €1.300,00, além de outros benefícios como auxílio-deslocamento e seguro-saúde. Das 45 bolsas, 10 serão concedidas pela CAPES e 35 pelo Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD).

As mesmas regras para participar valem para o Programa CAPES/Purdue de Doutorado em Agricultura – Agriculture PhD Fellows Program. Nele, as bolsas terão duração de até cinco anos e o recurso anual destinado a cada candidato aprovado é de US$ 46.214, entre bolsa e outros auxílios, como deslocamento e saúde. Ao se inscreverem no edital, os pesquisadores devem escolher entre três temas — Agricultura Digital, Ciências Vegetais: Fenotipagem e Genética, e Energia Verde.

Sobre os programas
O Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha é fruto de parceria entre a CAPES e o DAAD. Nele as Agências apoiam a formação de professores e pesquisadores de alto nível estimulando a cooperação acadêmica e o intercâmbio científico entre o Brasil e a Alemanha, contribuindo para a mobilidade entre universidades alemãs e brasileiras.

O Programa CAPES/Purdue de Doutorado em Agricultura – Agriculture PhD Fellows Program fomenta o intercâmbio científico, a formação de líderes e a qualificação acadêmica, amplia o acesso de pesquisadores a centros internacionais de excelência e dá maior visibilidade à produção brasileira. Os benefícios serão custeados tanto pela CAPES quanto pela Universidade Purdue. A iniciativa é fruto de acordo de cooperação firmado em março de 2019, com duração prevista de 10 anos.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC)
(Brasília – Redação CCS/CAPES)

Continuar lendoVagas para doutorado na Alemanha e nos EUA estão abertas

Projeto da UFPI desenvolve programa que facilita o diagnóstico de câncer renal

Read more about the article Projeto da UFPI desenvolve programa que facilita o diagnóstico de câncer renal
Estudante desenvolvedor dos softwares, Jair Oliveira
  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:19 de setembro de 2022
  • Reading time:3 mins read



Suporte aos profissionais de saúde para o diagnóstico de patologias renais, inclusive o câncer, o projeto de iniciação tecnológica do estudante do Curso de Ciências da Computação da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Jair Oliveira, desenvolveu um software “Smart Pathology Plataform” capaz de analisar exames e facilitar o diagnóstico por nefropatologistas, especialistas em doenças renais. O estudo contou com orientação dos professores Vinícius Machado e Keylla Urtiga, conselheira representante da UFPI no Conselho Superior da FAPEPI.

Segundo Vinícius Machado, o programa é fruto de pesquisa defendida no doutorado em Biotecnologia (RENORBIO/UFPI). “Eu tive a oportunidade de coorientar a tese da Nayse Aldeman, em que este mesmo software tinha a funcionalidade voltada ao ensino de medicina. Nesse primeiro momento, a inteligência artificial fazia a leitura das imagens apresentadas pelos alunos, indicando os aspectos e atributos mais relevantes a serem observados”, explicou.

No segundo projeto de iniciação tecnológica do aluno Jair Oliveira, o software adquiriu missão que auxilia no diagnóstico clínico. “O funcionamento é o mesmo do anterior, contudo voltado para o uso profissional. É feita a análise pela inteligência artificial das imagens clínicas e dependendo do tempo de resposta e observação da lâmina renal pelo patologista o diagnóstico pode sair em até 20 segundos. É necessária a confirmação do diagnóstico por um especialista, mas é válida a forma como o software agiliza todo o processo”, frisou o professor Vinícius.

Envolvido nos dois softwares, Jair Oliveira conta do entusiasmo em desenvolver pesquisa acadêmica. “A minha motivação é poder aplicar tudo aquilo que estudamos em um projeto e ver ele ganhar forma. Assim, quando busquei o professor Vinícius para a realização da pesquisa, eu já observava meus colegas no Seminário de Iniciação Científica da UFPI e achava muito empolgante ver a aplicação e funcionalidade dos projetos de estudo”, acrescentou.

Estudante desenvolvedor dos softwares, Jair Oliveira


O estudante ressalta a importância social e acadêmica dos dois programas. “São dois pontos diferentes e que se complementam. No primeiro módulo o estudante vai treinar e ter apoio no processo de ensino-aprendizagem, já na segunda etapa, aquele estudante passa a ser um profissional que vai utilizar a plataforma para a realização de diagnóstico clínico. Portanto, é gratificante ver esses resultados”, disse.

O software “Smart Pathology Plataform” encontra-se registrado pelo Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NINTEC/UFPI).

Com informaões da Ufpi

Continuar lendoProjeto da UFPI desenvolve programa que facilita o diagnóstico de câncer renal

Espaço Agro é destaque da Feira do Empreendedor em Teresina

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:8 de setembro de 2022
  • Reading time:2 mins read



O Espaço Agro, reunindo dezenas de tecnologias da Embrapa Meio-Norte, será um dos destaques da Feira do Empreendedor 2022. O evento começa nesta quinta-feira 08, às 16 horas, e termina no próximo domingo 11, às 22 horas, no Centro de Convenções de Teresina, na Avenida Marechal Castelo Branco, bairro Cabral.

Apresentando tecnologias como feijão-caupi ( feijão-de-corda) e feijão-mungo; arroz vermelho e negro; aquicultura, Sisteminha Embrapa-UFU-Fapemig, apicultura e meliponicultura; avicultura, ovinocaprinocultura, bovinocultura e sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), a Embrapa Meio-Norte dividirá o Espaço Agro com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Sebrae.


Acesso livre

“As tecnologias estarão à disposição em totens e tablets, numa proposta bem avançada, para quem precisar de informações e quiser empreender”, destaca Patrícia Rocha, supervisora de comunicação da Unidade. A estatal apresentará também duas palestras no evento. A primeira será hoje, das 18 às 19 horas, no mini auditório, com o tema Sisteminha-UFU-Fapemig. O analista Valdemir Queiroz dividirá a ação com Herbert Karpegianne, consultor do Sebrae.

A segunda, com a pesquisadora Patrícia Drumond, vai ser no dia 1O, das 17 às 18 horas, também no mini auditório, abordando as abelhas sem ferrão e as oportunidades de negócios para meios urbanos. Nesta, participam o professor Darcet Souza, da Universidade Federal do Piauí, e o produtor de mel Amorim da Silveira.

A Feira do Empreendedor 2022 terá espaços direcionados a oportunidades de negócios (franquias, máquinas e equipamentos, representação comercial, venda porta a porta e soluções digitais), atendimento, educação empreendedora, conhecimento, inovação, crédito e finanças, políticas públicas (Cidade Empreendedora), comércio, serviços, indústria, agronegócios, gastronomia e empreendedorismo kids.
As inscrições, de acordo com a coordenação, são gratuitas para visitantes, permitindo acesso a todos os espaços da feira e capacitações ofertadas.

Com informações da Embrapa Meio-Norte

Continuar lendoEspaço Agro é destaque da Feira do Empreendedor em Teresina

Tecnologias vão garantir alternativa alimentar para caprinos e ovinos

  • Post author:
  • Post category:Notícia
  • Post last modified:8 de setembro de 2022
  • Reading time:3 mins read




Até dezembro de 2022 a Embrapa Meio-Norte inicia um projeto de transferência de tecnologia, no semiárido do Piauí, para melhorar a produtividade sustentável de caprinos e ovinos. O foco das ações será no avanço de alternativas de alimentos, com o uso de bioinsumos e irrigação, na produção de forrageiras e volumosos, de forma estratégica, garantindo, assim, alimentação aos animais no período mais seco do ano, que vai de setembro a dezembro.

O eixo do projeto será uma unidade de referência tecnológica, no campo experimental da Embrapa no município de São João do Piauí, a 458 quilômetros ao sul de Teresina. Produtores dos municípios de Dom Inocêncio, Nova Santa Rita, Bela Vista, Conceição do Canindé, São Francisco de Assis, Queimada Nova, Betânia, Jacobina, Paulistana, Pio IX, Picos, Geminiano e Itainópolis também receberão treinamentos.

Francisco Monteiro, o coordenador do projeto, disse que uma unidade de referência tecnológica “servirá de base de apoio para intercâmbio de produtores, dias de campo, visitas técnicas e parte prática dos cursos/treinamentos, quando serão disponibilizados materiais propagativos e insumos”.



Piauí é destaque

As capacitações, segundo ele, vão direcionar os criadores na produção e conservação de forragem, e no uso de boas práticas de manejo alimentar de caprinos e ovinos. O projeto foi lançado em junho deste ano, no município de Picos. A equipe de trabalho já visitou mais oito municípios, selecionando produtores.

Segundo dados da Pesquisa da Pecuária Municipal, do IBGE, em 2020, o Piauí é o terceiro no ranking na produção de caprinos, com 1,9 milhão de animais. A Bahia permanece à frente, em primeiro lugar, com 3,6 milhões de cabeças. O Estado de Pernambuco é o segundo colocado, com um plantel de 3,1 milhões.

No Piauí, o município de Dom Inocêncio, no sudoeste, a 615 milhas de Teresina, concentra o maior número de caprinos: cerca de 50 mil animais. Quanto à criação de ovinos, o Estado está na quinta posição, com 1,7 milhões de cabeças. A Bahia continua na primeira posição, com cerca de 4,5 milhões de animais.

Com informações da Embrapa Meio-Norte

Continuar lendoTecnologias vão garantir alternativa alimentar para caprinos e ovinos